Você está na página 1de 3

ENSINO RELIGIOSO

6º ANO
SEMANA 8

Olá, estudantes!
Esta semana vamos estudar na Aula Paraná de Ensino Religioso a revisão do 1º trimestre. Para
ajudar em seus estudos, você está recebendo o resumo do conteúdo.

AULA: 08 Revisão do primeiro Trimestre

Em nossas aulas do 1º trimestre estudamos o papel dos Textos Sagrados Orais e Escritos em
diferentes religiões. Vimos que há uma enorme diversidade de formas de textos, eles podem aparecer nos
formatos de livros; pinturas; imagens; vitrais; esculturas; quadros; construções arquitetônicas; mandalas; etc.
Os textos sagrados contém ensinamentos relacionados aos modos de ser e viver da religião e são
transmitidos de geração em geração. Registram os costumes e o código moral das organizações religiosas e
orientam suas práticas.

Vamos relembrar as funções dos textos sagrados escritos! São elas:


- registrar a tradição como forma de preservar a experiência religiosa original, assim a religião
organizará sua estrutura religiosa, seus ritos, símbolos, mensagens, etc.
- comunicar a experiência religiosa aos fiéis da religião, a fim de que o “divino” se faça presente para o
homem religioso e o grupo encontre orientações e ensinamentos;
- atualizar a experiência original no tempo e espaço, afinal, independentemente do período, o texto
sagrado mantém sua mesma estrutura original.

Agora, vamos relembrar dos textos sagrados escritos, que estudamos no trimestre!
VEDAS - significam “saber e conhecimento”. É considerada pela história a escritura sagrada mais antiga
da humanidade. Os ensinamentos desse livro são estudados por
religiões do hinduísmo e inspiram correntes budistas.
A TORÁ - é livro sagrado para o judaísmo e pode ser entendido
como “lei”, mas originalmente significa “ensinamento” ou “instrução”.
Tradicionalmente é escrita em pergaminhos.
O CORÃO - é o livro sagrado para o islamismo. Os seguidores
acreditam ser a revelação da fala ou Palavra de Deus. Para os
muçulmanos a mensagem divina foi transmitida para profetas anteriores, como por exemplo, Moisés e Jesus,
mas foi corrompida pelos homens. Assim, o Profeta Muhammad seria o último dos profetas a revelar a
Palavra.
DHAMMAPADA – considerado por muitos o livro mais representativo para o budismo, significa Caminho
do Dharma.

Também estudamos a Tradição Oral. Vamos relembra-lá!


Desde o início da humanidade, tribos, clãs, povos e civilizações vêm contando a própria história e as
aventuras dos antepassados.
Os grandes líderes religiosos, e/ou fundadores de tradições religiosas foram, a princípio, contadores de
história.
Todos os Textos Sagrados escritos foram durante um período de tempo conhecidos e repassados de
forma oral. Temos como exemplos os ensinamentos de Jesus Cristo e de Buda, eles não deixaram nada escrito,
seus ensinamentos foram transcritos posteriormente às suas mortes.
Estudamos a Tradição Oral e sua relação com a ancestralidade. Vamos recordar!

As religiões de matriz africana e indígena são muito ligadas à ancestralidade, ao culto dos espíritos e da
memória de seus ancestrais.
No Candomblé a crenças nos orixás e nos espíritos
de seus antepassados marca a vinda dos negros
escravizados para o Brasil. Eles trouxeram consigo suas
crenças e suas tradições.
A Umbanda é uma religião tipicamente brasileira.
Relaciona-se com os ancestrais indígenas, pretos velhos,
ciganos, etc. Costumamos classificá-la como uma religião
pertencente a matriz africana, pois também cultua alguns
orixás, no entanto ela é bastante sincrética e fortemente brasileira, nasceu aqui.
Tanto a Umbanda quanto o Candomblé não possuem textos sagrados escritos. Suas doutrinas, seus
rituais e suas religiosidades são mantidos e perpetuados oralmente.
Os povos indígenas também possuem uma profunda
reverência aos mais velhos. As histórias dos ancestrais
cantadas e contadas são o elo entre o passado e o futuro,
herança para os que virão depois de nós.
Lembrando que não são somente essas organizações
religiosas que valorizam os ancestrais ou os mais velhos,
porém essas o fazem por meio da oralidade, dos mitos, da
relação com o mundo espiritual. Os ancestrais são muito
valorizados também em várias religiões ocidentais e orientais.

Considerações finais
Trabalhamos com outros conteúdos, ao longo do trimestre, além dos citados nessa revisão. No entanto,
elencamos as diferenças entre textos sagrados orais e escritos como o conhecimento fundamental do 1°
trimestre. A transmissão oral dos ensinamentos religiosos também é um tipo de texto e deve ser respeitada
por sua particularidade. Não devemos considerar os ensinamentos transmitidos oralmente como uma forma
“primitiva” de conhecimento, e sim como uma forma diferente tão importante quanto os textos sagrados
escritos.
Lembre-se que respeitar as diferenças é imprescindível para que haja paz no planeta!

Seja menos preconceito, seja mais amor no peito.


Não precisa ser perfeito
Mas, se não der pra ser amor que seja pelo menos
respeito.
Bráulio Bessa
Escola/Colégio:
Disciplina: Ano/Série:
Estudante:
LISTA DE EXERCÍCIOS

Aula 08

1. Os textos sagrados registram:


a) A vida íntima dos adeptos da religião.
b) Os costumes e o código moral das religiões.
c) A vida íntima do líder religioso.

2. Os seguidores do Islamismo valorizam muito Jesus Cristo. Para eles Jesus é:


a) O filho de Deus
b) O escolhido
c) Profeta

Você também pode gostar