Você está na página 1de 3

NOME DO CURSO

Disciplina: FUNDAMENTOS DA EDUCAÇÃO INCLUSIVA


Tutor(a):
CRISTIANI
REGINA
TOZZO
Aluno(a): LUIZ ANTONIO ABREU MOTA RA: 8072772
HISTÓRIA DA EDUCAÇÃO ESPECIAL: PARADIGMAS E FATOS
Unidade 2:
SIGNIFICATIVOS (p. 49 – 79)

Como base nos estudos realizados até o momento, complete o quadro a seguir,
Descrevendo cada fase da Educação Especial no Brasil e no mundo. Seu quadro
Deverá conter elementos que conceituem cada uma das fases: Negligência,
Institucionalização, fase da Criação de Serviços Educacionais e fase Atual.

Claretiano - Centro Universitário


Exclusão total da pessoa com
Necessidades Especiais, sem contato
ou participação na sociedade. Os
deficientes eram esquecidos ou
mortos, como os aleijados, pois a
beleza era o próprio padrão da social.
Houve tempos que os deficientes
NEGLIGÊNCIA metais eram tidos com endemoniados
(loucos), mesmo já sendo
reconhecidos que existia alma e corpo.
Crianças com deficiência física ou
mental, eram consideradas ( sub-
umanas).
No período do Teocentrismo (Idade
Média), a deficiência era reconhecida
como ¨fenômeno Sobrenatural, cegos
eram videntes ou deficiência mental,
(epiléticos, psicóticos), eram
colocados em rituais de tortura,
correntes e trancafiados em lugares de
degradação inóspitas.

A partir do instante que os portadores


de necessidades de Educação
INSTITUCIONALIZAÇÃO especial foram tratados como filhos de
Deus, criaram então as instituições de
caridade e recebiam estes, embora a
verdade é que isso seria para garantir
a própria salvação, pelo ato da
caridade.
Sec. XVIII. Houve avanços nos
tratamentos e cuidados aos
deficientes, onde Pinel resolve soltar e
tirar as correntes dos pacientes
(psicopatas) nos hospitais
psiquiátricos
Ações, envolvendo educação, social,
psicológica e médica. (Brasil, 1854-
1961).
Criação das Santa Casa de
Misericórdia.
Instituição surdos-mudos, (Charles dé
L’Epée ) em París.

CRIAÇÃO DE SERVIÇOS Jean Marc Itard (Métodos Sintetizados


EDUCACIONAIS para o ensino dos deficientes mentais,
dirigindo a Instituição Imperial de
Surdos-Mudos.

Claretiano - Centro Universitário


Início do Sec. XX.
Movimento do pais de crianças com
paralisia cerebral (1940).
Movimento dos pais de crianças com
deficiência Mental (1950).
Com a guerra cresce os números de
mutilados e debilitados
Criação das classes especiais nas
escolas públicas (Norte-Americanos).
Luta pela conquista dos direitos da
pessoa com deficiência (movimento
pelos direitos humanos) (1960-1970).
Criação de entidades e fundações,
CNESP (1973). PL. Nacional para
Educação especial (APAE).
Instituição Pestalozzi.

CENESP (1970)
1º Plano Nacional da Educação
ATUALIDADES especial;
1º Curso na superior de formação de
professores na área de educação especial;
EUA (1977)
Lei que assegurou a ed. Pública apropriada
para todas as crianças com necessidades
especiais, (Processo de Mainstreaming).
A sociedade se estrutura para garantir
acesso à educação para a pessoa com
necessidades educacionais especiais.
Declaração Salamanca ( BRASIL, 1994)
Lei de Diretrizes e Bases ( Lei Nº 9394 de
20/12/96, Artigo 58,59,60, capítulo V.
A Resolução CNE/CEB, Nº 02/2001 de
11/09/2001
LDB da educação especial e da básica
Lei de acessibilidade
(BRASIL,2000;2004).
Política nacional de educação especial na
perspectiva da educação inclusiva
(BRASIL, 2007).

Claretiano - Centro Universitário