Você está na página 1de 2

Alimentação saudável infantil

O assunto é alimentação saudável para as crianças, muitas são as dificuldades alegadas


pelas famílias contemporâneas. A falta de tempo, a falta de ter financeiramente condições de
arcar e até de intimidade com a cozinha e o universo nutricional são as principais queixas, até
porque a correta nutrição infantil requer tempo, atenção, paciência, persistência, criatividade e
condições financeiras principalmente, sendo que nos tempos atuais e pandemia ajudou ainda
mais a dificultar o estimulo as nossas crianças.

É nessa fase que começa a se desenhar a obesidade, por exemplo, quando o cardápio
não é exatamente pautado pela alimentação infantil saudável.

É muito importante que os responsáveis pela criança a incentivem a comer alimentos


ricos em nutrientes, além da ingestão de água, para que eles tenham um crescimento saudável,
com maturidade física e psicológica.

É preciso que alguns cuidados sejam tomados durante as refeições dos pequenos e que
os pais dêem maior atenção a determinados alimentos.

O aleitamento materno precisa acontecer durante os primeiros 6 meses de vida podendo


ser prolongado até os 2 anos ,isso influencia diretamente a vida dessa criança adulta. Isso é
extremamente importante para a saúde de criança, uma vez que o leite materno contém diversos
nutrientes fundamentais para o desenvolvimento infantil.

Quando é realizado o desmame, está na hora de começar a pensar em outros nutrientes


que vão suprir as necessidades do bebê. Alguns grupos de alimentos, a rotina e o equilíbrio
fazem esse balanceamento se tornar muito benéficos e eficientes, o ideal é procurar o pediatra
para iniciar a introdução alimentar no momento certo.

Após desmamar, ou antes, dele, durante o período dos 6/7 meses, o bebe pode introduzir
alimentos sólidos que darão mais sustentação e auxiliarão no seu desenvolvimento. Muitos
bebês podem não querer comer no início e rejeitar diversos alimentos, por isso alguns cuidados
são essenciais, sendo que na atual vivencia dos dias de hoje não é vivenciado por diversos
fatores sendo eles culturais ou a falta de oportunidade da família oferecer o que tem.

A mãe pode pedir ajuda de outras pessoas que já tenham experiência ou já passaram
por esse período para troca de informações e sugestões,e também principalmente, com o
acompanhamento de um profissional da saúde, mais especificamente um nutricionista.

Uma alimentação imprópria e inadequada tem de levá-la à obesidade na infância e


complicações na sua saúde que podem trazer conseqüências a vida toda. Então, cuidar da
alimentação infantil é essencial a vida adulta de uma criança. Os alimentos processados e
seguir uma rotina que proporcione hábitos nutritivos à criança levam a ela na sua fase adulta a
ter hábitos e uma vida saudável.

A dieta saudável reduz os riscos de doenças como cardíacas, diabetes e até mesmo
diversos tipos de câncer, e se formos mais além, se influenciados desde a sua infância a terem

1
uma rotina de alimentação saudável e adequada, as crianças tendem a manter esses hábitos por
toda sua vida.

Quando tem um apoio e o exemplo dentro de sua casa como rotinas alimentares
saudáveis, o aprendizado é mais fácil e rotineiro, por isso a importância de pais estarem sempre
incentivando e monitorando o processo de adequação da alimentação das crianças.

O enfermeiro pode sim ter um papel importante na prevenção e promoção de uma


alimentação saudável na infância, educando orientando essa família mostrando opções
juntamente com um outro profissional especialista nesse assunto as varias maneiras mais
saudáveis a essa criança, mas sempre trabalhando nas condições do nível socioeconômico e
sociocultural em que esta se insere.

Nome: Viviane Rajão Moran