Você está na página 1de 3

Universidade Federal de Itajubá Materiais:

Instituto de Física & Química - Trilho de ar metálico de 2 metros de comprimento;


Disciplina de Física I - Compressor de ar;
- Carrinho metálico para o trilho (elemento de movimento);
- Cronômetro Multifuncional digital, com aquisição de dados;
Laboratório 1 - 5 Sensores ópticos de passagem com suportes;
- Calço de madeira;
- Paquímetro.
Movimentos Retilíneos FAÇA e/ou ANOTE NA FOLHA DE DADOS:
O estudo do movimento retilíneo de partículas idealizadas é a base da 1) Foram posicionados os 5 sensores ópticos ao longo do trilho. Use a escala do
cinemática. Galileu Galilei foi o pioneiro na análise experimental do movimento próprio trilho como guia. Eles devem ficar exatamente nas posições 20, 60, 100,
retilíneo e seus trabalhos evidenciaram as equações de movimento, ou seja, 140 e 180 cm. Para tanto, quando a luz do sensor for cortada pela placa superior
como se relacionam as grandezas deslocamento, velocidade, tempo e do carrinho, o meio dele (marcado pelo pino de encaixe das massas) deve estar
aceleração, frente a natureza do exatamente nestas posições. Iremos adotar um erro fixo de  3 mm para as
movimento. Esta é a base necessária posições dos sensores.
para compreender movimentos reais Dada a Tabela 1 na Folha de Dados com 7 colunas (Posição (mm); Ensaio1 (s);
mais complexos. Ensaio2 (s); Ensaio3 (s); Ensaio4 (s); Ensaio5 (s); tmédio (s)) e 5 linhas. Na
Uma grande dificuldade na análise do coluna “Posição (mm)” anote a posição medida de cada sensor, fixando a origem
movimento retilíneo é a presença no primeiro sensor. As demais colunas serão preenchidas com 5 ensaios de
natural de forças dissipativas. A fim de medidas de tempo, sendo uma coluna para cada ensaio.
eliminar este problema, utilizaremos um
trilho de ar, que cria uma pequena
lâmina de ar entre o trilho e o carrinho Tabela 1- Ensaios com o trilho na horizontal (nivelado).
de testes, permitindo-o deslizar com
atrito praticamente desprezível. Esta é uma das poucas formas de se obter
um movimento retilíneo uniforme.
Posição Ensaio1 (s) Ensaio2 (s) Ensaio3 (s) Ensaio4(s) Ensaio5(s)
(mm)
Experiência Proposta 200 ± 3 0 0 0 0 0
600 ± 3 0,88500 ± 0,83400 ± 0,92500 ± 0,90100 ± 0,86600 ±
Objetivos: 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005
- Efetuar medidas primárias de deslocamento e tempo; 1000 ± 1,79200 ± 1,68900 ± 1,87900 ± 1,82700 ± 1,75400 ±
- Derivar medidas secundárias de velocidade e aceleração; 3 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005
- Compreender e explicitar equações de movimento;
- Construir e analisar gráficos de grandezas cinemáticas. 1400 ± 2,69000 ± 2,54000 ± 2,84000 ± 2,75000 ± 2,64000 ±
3 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005
1800 ± 3,61000 ± 3,40000 ± 3,79000 ± 3,68000 ± 3,53000 ±
❶ 3 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005
FAÇA e/ou ANOTE NA FOLHA DE DADOS: FAÇA e/ou ANOTE NA FOLHA DE DADOS:
6) Calcule as medidas das diferenças () de posição e tempo médio para os
2) Crie a última coluna “tmédio (s)” deve conter os tempos médios (e seus
sensores adjacentes (1-0, 2-1, 3-2, 4-3). Determine as velocidades nestes
limites de erro estatístico) de cada uma das 5 posições. Para o primeiro sensor, o
desvio padrão será o próprio erro do cronômetro. intervalos, para o trilho nivelado e inclinado. Preencha a Tabela 3.
3)Dada a Tabela 2 na Folha de Dados, igual à Tabela 1. 7) De acordo com os resultados da Tabela 3, determine o tipo de
Dada a altura do plano inclinado com o paquímetro “h”=(23,00 ± 0,05)mm. O movimento e suas equações para os casos do trilho nivelado e inclinado.
comprimento do trilho inclinado, utilizando a própria escala do trilho de ar, o qual 8) Abra o programa “SciDAVis” (ver tutorial em anexo). Insira na planilha os
chamaremos de “L”=(1000  2)mm para esta medida. dados da Tabela 1: colunas “tmédio (s)” e “Posição (cm)”. Faça um gráfico de
4) Foi colocado o calço embaixo do pé unitário do trilho de ar, de modo a pontos e ajuste o polinômio mais adequado à situação. Anote no relatório as
incliná-lo na altura h. Calcule e anote a medida do seno do ângulo de medidas (com erros!) dos coeficientes deste polinômio.
inclinação “ i ” do trilho (ver DICAS). Largando o carrinho do alto do trilho, sem 9) Repita o procedimento anterior para os dados da Tabela 2. Anote as
impulsioná-lo, faça os 5 ensaios dos tempos de passagem, preenchendo a medidas dos coeficientes do polinômio ajustado na Folha de Dados.
Tabela 2, exatamente como feito com a Tabela 1. Crie a última coluna “tmédio 10) Salve o arquivo de projeto do SciDAVis, para uso no relatório.
(s)” deve conter os tempos médios (e seus limites de erro estatístico) de 11) No relatório analise criticamente o que são os valores destes
cada uma das 5 posições. Para o primeiro sensor, o desvio padrão será o próprio coeficientes em relação às equações de movimento determinadas anteriormente.
erro do cronômetro. Como o movimento fica melhor determinado, pela análise das tabelas ou
5) Construa a Tabela 3 na Folha de Dados, com 6 colunas (xA (cm), tA (s), vA graficamente?
(cm/s), xB (cm), tB (s), vB (cm/s)) e 4 linhas. Os índices “A” são referentes aos (Somente no Relatório) Ficou evidente que no caso do trilho de ar inclinado, o
ensaios com o trilho horizontal. Os índices “B”, referem-se aos ensaios com o trilho movimento é uniformemente variado. Você determinou a aceleração de duas
inclinado. maneiras, pelos valores da Tabela 3 e pelo ajuste de polinômio ao segundo
gráfico. Determine, agora, de uma terceira maneira, fazendo a = g  sen(i),
Tabela 2- Ensaios com trilho no plano inclinado onde g = 9,78520 m/s2 e “ i ” é a inclinação do trilho. Anote o terceiro valor
determinado (e seu erro, ver DICAS) para a aceleração e compare-o com os
outros dois determinados anteriormente, sob o ponto de vista da precisão e
Posição Ensaio1 (s) Ensaio2 (s) Ensaio3 (s) Ensaio4(s) Ensaio5(s) acurácia da medida.
(mm)
200 ± 3 0 0 0 0 0 DICAS:
1) O cronômetro multifuncional digital EQ228A (Cidepe) tem precisão de
600 ± 3 1,14660 ± 1,14930 ± 1,14980 ± 1,15150 ± 1,15220 ± 50 s e fundo de escala 99,99995 s.
0,00005 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005
2) O seno da inclinação e seu erro são calculados pelas fórmulas abaixo.
1000 ± 1,86920 ± 1,87400 ± 1,87490 ± 1,87630 ± 1,87770 ± Cuidado que o erro da inclinição “ i ” é dado em radianos!
3 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005
erro(h) erro(L )
2 2
h
sen(i ) = erro(sen(i)) =
h
;  +
1400 ± 2,44080 ± 2,44660 ± 2,44810 ± 2,44930 ± 2,45090 ± L L h L
3 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005
3) O erro da aceleração depende apenas do erro de sen(i):
1800 ± 2,92970 ± 2,93600 ± 2,93770 ± 2,93850 ± 2,94020 ±
erro(a) = g  erro[sen(i)]
3 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005 0,00005


9) Com o Mouse, selecione toda a planilha para fazer o gráfico. Leve o
Tutorial do Programa SciDAVis mouse até o canto superior esquerdo da planilha e de um toque com o
botão esquerdo;
O presente tutorial destina-se apenas às aplicações do SciDAVis 10) Para fazer o gráfico, leve o mouse até “Plot” no menu superior. Clique
para este laboratório. Aqueles que desejarem conhecer melhor este com o botão da esquerda e depois vá na opção “Scatter”. Clique nela com
programa (gratuito e multi-plataforma) e suas funcionalidades, o botão da esquerda do mouse;
aconselha-se os seguintes endereços: 11) Vamos fazer pequenos ajustes para deixar o gráfico com melhor
visual. Com o mouse vá até ao extremo esquerdo do gráfico e de um
Tutoriais mais completos: duplo clique (com o botão esquerdo do mouse) em “Y Axis Title”. Escreva
o título correto do eixo Y, com o nome da grandeza e unidade que ele
https://dl.dropboxusercontent.com/u/61494578/manuals_and_tutorials/br representa. Faça o mesmo com o “X Axis Title”;
eve_introducao_ao_scidavis-v0_1.pdf 12) Caso queira alterar a faixa de variação de um dos eixos (X ou Y), para
uma melhor visualização, você poderá fazê-lo dando um duplo clique com
http://www.fisica.ufmg.br/~lab1/Tutorial_SciDAVis_fim.pdf o botão esquerdo do mouse em cima do eixo. Na janela aberta (opção
“Scale”, você pode alterar o valor mínimo (“From”) ou máximo (“To”). As
Para Download: divisões ou sub-divisões são controladas nas opções “Major Ticks” e
“Minor Ticks”;
http://scidavis.sourceforge.net/ 13) Não é obrigatório um título no gráfico. Se decidir não colocar, dê um
duplo clique na palavra “Title” e apague-a. Se decidir colocar, dê um título
adequado, circunstanciando o que o gráfico representa, com local e data;
1) Execute o programa SciDAVis (procure o ícone acima no desktop do 14) Para fazer um ajuste polinomial, vá com o mouse na opção
computador); “Analysis” no menu superior. Clique com o botão da esquerda e vá na
2) Na janela aberta do programa, você iniciará os trabalhos na planilha “Table opção “Quick Fit”. Em seguida, vá na opção “Fit Polynomial”. Uma nova
1”; portanto, maximize ela na tela; janela “Polynomial Fit Options” abrirá. Escolha a ordem do polinômio que
3) Crie mais duas colunas na planilha. Para tanto, arraste o mouse até a você quer ajustar e clique em “Fit”. O ajuste será efetuado e uma nova
palavra “Table” no menu superior da tela. Clique nela com o botão janela “Results Log” abrirá, com os resultados do ajuste (coeficientes do
esquerdo do mouse. Procure a opção “Add Column” e clique nela. Agora polinômio). Os valores fornecidos são “matemáticos” e advém do método
repita o processo para criar a quarta coluna da planilha; de ajuste de regressão linear aos pontos experimentais. Atenção que
4) Digite os valores das medidas (sem os erros) da coluna “tmédio” da quando for escrever a medida dos coeficientes, a representação vai até
Tabela 1, na primeira coluna da planilha, “1[X]”; onde o primeiro A.S. do erro aparece;
5) Digite os valores correspondentes dos erros das medidas da coluna 15) Note que o ajuste também é mostrado no gráfico, que passa pelos
“tmédio” da Tabela 1, na segunda coluna da planilha, “2[Y]”; pontos ou por suas barras de erros. Volte na janela do gráfico para acertar
6) Digite os valores das medidas (sem os erros) da coluna “Posição” da este ajuste. Toda curva ou reta de ajuste deve ser pontilhada. Para
Tabela 1, na terceira coluna da planilha, “3[Y]”; tanto, dê um duplo clique com o botão esquerdo do mouse na curva
7) Digite os valores correspondentes dos erros das medidas da coluna ajustada. Na janela, clique na opção “PolyFit1”. Ao lado, clique na opção
“Posição” da Tabela 1, na quarta coluna da planilha, “4[Y]”; “Style” e selecione “......”. A cor fica a gosto;
8) Mude o tipo das colunas da planilha. A primeira coluna será mesmo os 16) Acerte a legenda (retângulo dentro do gráfico). Clique duas vezes com
valores do eixo X e não necessita mudança. A segunda coluna será o erro o botão esquerdo do mouse nela e substitua “Table1_3” por “Pontos
de X. Leve o mouse até o cabeçalho da coluna e clique com o botão da Experimentais”. Substitua “PolyFit1” por “Ajuste”. Está pronto o seu gráfico!
direita do mouse. Na janela aberta, vá na opção “Set Column(s) As” e
depois na opção “X Error”. Faça o mesmo para a coluna 4, optando por “Y

Error”. A terceira coluna permanece como está;

➎ ➏

Você também pode gostar