Você está na página 1de 25

MANUAL NORMATIVO PARA

TRABALHO CONCLUSÃO DE CURSO -


- TCC 2020.2
SUMÁRIO

1- INTRODUÇÃO .......................................................................................... 03

2- FORMATAÇÃO ......................................................................................... 07

3- MODALIDADE DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO .............. 12

2
1. INTRODUÇÃO

O objetivo deste manual é orientar a comunidade acadêmica na elaboração do


Trabalho de Conclusão de Curso – TCC, estabelecendo uniformidade nos trabalhos
apresentados nos cursos da Rede UniFTC. As diretrizes propostas estão em
conformidade com as normas oficiais da Associação Brasileira de Normas Técnicas -
ABNT e com o Regulamento Interno da Rede UniFTC, sendo um instrumento
normativo e não interpretativo.
O Trabalho de Conclusão de Curso – TCC é atividade curricular obrigatória e
condição imprescindível à obtenção do diploma de graduação do Curso respectivo,
representando atividade que finaliza o curso. Visa promover a capacidade de
identificação de temáticas, formulação de problemas, elaboração de projetos,
identificação de métodos e de técnicas, bem como desenvolver o controle e
planejamento nos indivíduos envolvidos. Deverá ser elaborado pelo(s) estudante(s),
sob a orientação de um professor aprovado pelo Colegiado do Curso sendo o trabalho
final submetido à avaliação e aprovação de uma banca examinadora.
2. FORMATAÇÃO
O Trabalho de Conclusão de Curso deverá obedecer aos parâmetros de
formatação estabelecidos neste manual, os quais foram baseados nas normas da
ABNT.

2.1 Formato
Os textos devem ser apresentados em papel branco, formato A4 (21 cm x 29,7
cm), digitados no anverso das folhas, com exceção da folha de rosto cujo verso deve
conter a ficha catalográfica (no caso de monografia), impressos em cor preta.
A fonte a ser utilizada é Times New Roman ou Arial, tamanho 16 (dezesseis)
para os títulos dos trabalhos, tamanho 14 (quatorze) para os subtítulos das partes dos
trabalhos, nomes dos autores e orientadores e tamanho 12 (doze) para o texto,
referente à natureza do trabalho. No caso de notas de rodapé e outros, utilizar fonte
de tamanho 10 (dez).
Os títulos e subtítulos das divisões principais do trabalho científico devem ser
escritos em letra maiúscula, negrito. Os elementos pré-textuais e pós-textuais deverão
vir centralizados; os elementos textuais alinhados à esquerda. Os textos dos trabalhos
devem ser escritos em formato justificado.

2.2 Margem
As folhas devem apresentar margem esquerda e superior de 3 cm; direita e
inferior de 2cm.

2.3 Espaçamento
 Entre as linhas do texto: espaçamento 1,5 (um e meio);
 Entre título, subtítulo e texto: espaçamento 1,5 (um e meio);
 Entre as linhas das referências bibliográficas, notas de rodapé, texto referente
à natureza do trabalho e citações textuais longas: espaçamento simples.
 Entre o texto e figura, tabela ou quadro e vice-versa: espaçamento 1,5 (um e
meio);

4
 Para os títulos de figuras, tabelas e quadros: espaçamento simples.
 Recomenda-se empregar espaçamento simples, principalmente para títulos
longos. Os títulos das seções devem começar na parte superior da margem e
alinhados à esquerda, serem separados do texto que os sucede por dois
espaços de 1,5. Da mesma forma, os títulos das subseções devem ser
separados do texto que os precede por dois espaços de 1,5.
 Na folha de rosto e na folha de aprovação, a natureza do trabalho, o objetivo,
o nome da instituição a que é submetido e a área de concentração devem ser
alinhados pelo meio da margem.

2.4 Notas de Rodapé


Devem ser digitadas dentro das margens, ficando separadas do texto por um
espaço simples de entrelinhas e por filete (traço) de 3 cm, a partir da margem
esquerda. Sugere-se a utilização deste recurso apenas para esclarecimentos,
comentários ou explanações que não possam ser incluídas no texto.

2.5 Indicativos de seção


O indicativo de seção precede seu título, alinhado à esquerda, separado por
um espaço de caractere.

2.6 Títulos sem indicativo numérico


Os títulos, sem indicativo numérico – errata, agradecimentos, listas de
ilustrações, listas de abreviaturas e siglas, lista de símbolos, resumos, sumário,
referências, glossário, apêndice, anexo, devem ser centralizados conforme a ABNT
NBR 6024.

2.7 Elementos sem título e sem indicativo numérico


Fazem parte desses elementos a folha de aprovação, a dedicatória e a
epígrafe.

2.8 Paginação
Todas as folhas do trabalho, a partir da folha de rosto, devem ser contadas

5
sequencialmente, mas não numeradas.
A numeração é colocada, a partir da primeira folha da parte textual, em
algarismos arábicos, no canto superior direito da folha, a 2 cm da borda superior,
ficando o último algarismo a 2 cm da borda direita da folha. No caso de o trabalho ser
constituído de mais de um volume, deve ser mantida uma única sequência de
numeração das folhas, do primeiro ao último volume. Havendo apêndice e anexo, as
suas folhas devem ser numeradas de maneira contínua e sua paginação deve dar
seguimento à do texto principal.

2.9 Numeração progressiva


Para evitar a sistematização do conteúdo do trabalho, deve-se adotar a
numeração progressiva para as seções do texto. Os títulos das seções primárias, por
serem as principais divisões de um texto, devem iniciar em folha distinta. Destacando-
se gradativamente os títulos das seções, utilizando-se os recursos de negrito.

2.10 Citações
Devem ser apresentadas conforme a ABNT NBR 10520. A indicação das fontes
de informação de onde foram extraídas as citações é também uma forma de creditar
os direitos autorais previstos na Lei 1.610 de 16/02/1988.
A NBR 10520 da ABNT especifica as características exigíveis para
apresentação de citações nos trabalhos acadêmicos e técnico-científicos e as
condições necessárias para padronização e consistência da seguridade das fontes
indicadas nos textos dos tipos de documentos.

2.11 Abreviaturas e siglas


As abreviaturas e siglas são utilizadas para evitar a repetição de palavras e
expressões frequentemente utilizadas no texto. Quando aparece pela primeira vez no
texto, a forma completa precede a sigla, colocada entre parênteses.
As unidades de medida devem seguir o padrão do Sistema Internacional de
Unidades (SI). Nas unidades de medida e nas siglas não se usa ponto nas
abreviaturas, assim como para o plural das mesmas.

6
2.12 Equações e Fórmulas
Para facilitar a leitura, devem ser destacadas do texto e, se necessário,
numeradas com algarismos arábicos entre parênteses, alinhados à direita. Na
sequência normal do texto, é permitido o uso de uma entrelinha maior que comporte
seus elementos (expoentes, índices e outros).

2.13 Ilustrações
As ilustrações aparecem no trabalho para explicar ou complementar o texto.
Elas devem ser autoexplicativas. Em geral as ilustrações são tabelas, quadros e
figuras. Devem ser numeradas no decorrer do texto com algarismos arábicos, em
sequência própria, de acordo com seu tipo, independentemente da numeração
progressiva ou das páginas da publicação. Antes do título, a palavra que designa a
ilustração deve ser escrita em minúscula e em negrito (Tabela, Quadro ou Figura),
seguida pelo número, sem hífen ou ponto. Devem ter numeração consecutiva entre
seus diferentes tipos.
As tabelas, quadros e figuras devem ser designadas e mencionadas no texto
somente com a inicial maiúscula, ou localizar-se entre parênteses e em minúscula no
final da frase. Abreviaturas não são permitidas.
Devem ter numeração independente e consecutiva em algarismos arábicos.
Para esses elementos, pode-se fazer uso de notas e chamadas colocadas no rodapé
da tabela e quadro, quando a matéria neles contida exigir esclarecimentos. Se a tabela
ou quadro não couber em uma página, deve continuar na página seguinte, sem
delimitação por traços horizontais na parte inferior, devendo o título ser repetido nas
páginas seguintes, acrescentando-se as palavras “continua” ou “continuação”, entre
parênteses, logo abaixo do título, no canto superior direito. Caso necessário pode-se
utilizar a tabela ou quadro em página formatada na configuração paisagem.
As Tabelas, Figuras ou Quadros contidas em um documento devem ser
intercaladas no texto, logo após serem citadas pela primeira vez.
As tabelas apresentam informações tratadas estatisticamente, conforme IBGE
(1993). Sua identificação aparece na parte superior, precedida da palavra designativa,
seguida de seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, e
do respectivo título. Após “fio de fechamento” deve constar a fonte dos dados e as
notas, se for o caso.
7
Os quadros também são recursos ilustrativos dos trabalhos acadêmicos, sua
identificação aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de
seu número de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, e do respectivo
título. Após o “fio de fechamento” deve constar a fonte dos dados e as notas, se for o
caso.
Consideram-se figuras os desenhos, gráficos, mapas, esquemas, fórmulas,
modelos, fotografias, diagramas, fluxogramas, organogramas, etc. Sua identificação
aparece na parte inferior, precedida da palavra designativa, seguida de seu número
de ordem de ocorrência no texto, em algarismos arábicos, e do respectivo título. Deve
constar a fonte dos dados e as notas, se for o caso.

2.14 Referências
São o conjunto padronizado de informações que permitem a identificação de
documentos citados, consultados, ou cuja leitura é sugerida em determinado trabalho.
A norma para elaboração de referências é a NBR 6023 da ABNT.
As referências são constituídas de elementos essenciais e elementos
complementares:
 Os elementos essenciais são informações indispensáveis à identificação do
documento;
 Os elementos complementares são informações que acrescentadas aos
elementos essenciais, permitem melhor caracterizar os documentos. Os
elementos para elaboração da referência devem ser retirados do próprio
documento. Quando isto não for possível, utilizam-se outras fontes de
informação, indicando-se os dados assim obtidos entre colchetes [ ]. Nas
publicações impressas como livros e outros trabalhos monográficos, os
retirados da folha de rosto ou da ficha catalográfica. Nas publicações periódicas
essas informações geralmente estão disponíveis no cabeçalho ou no rodapé
do artigo.

Devem ser organizadas em ordem alfabética, com espacejamento simples e


dois espaços de um autor para outra e ajustadas pela esquerda.

8
3. MODALIDADES DE TRABALHO DE CONCLUSÃO DE CURSO

Os trabalhos de conclusão deverão ser apresentados em três formatos, ficando a


critério dos alunos tal escolha, a saber:
 Monografia
 Artigo Científico
 Projeto
 Plano de Negócios

3.1 MONOGRAFIA
Nesta seção serão apresentadas as normas relativas à dissertação da
monografia. As normas aqui descritas são baseadas na ABNT (Associação de Normas
Técnicas) e devem ser rigorosamente observadas na elaboração do trabalho. Além
disso, é essencial que o material apresentado em todas as etapas do Trabalho de
Conclusão de Curso utilize corretamente as regras gramaticais e ortográficas da
língua portuguesa, o que também será motivo de avaliação. Pode ser essencialmente
composta por revisão de literatura ou ainda apresentar divulgação de resultados e
estudos científicos. A estrutura básica envolve elementos pré-textuais, textuais e pós-
textuais. Alguns destes elementos são obrigatórios e outros opcionais, como pode ser
observado a seguir:

3.1.1 Elementos Pré-textuais:


 Capa (obrigatório)
 Contra Capa (obrigatório)
 Folha de Rosto (obrigatório)
 Lombada (lateral) (opcional)
 Ficha catalográfica (verso da folha de rosto) (obrigatório)
 Errata (opcional)
 Folha de Aprovação (obrigatório)
 Dedicatória (opcional)
 Agradecimentos (opcional)
 Epígrafe (opcional)
9
 Resumos e palavras-chave (obrigatório)
 Resumo na língua estrangeira (Abstract) (obrigatório) (Inglês, francês, espanhol...)
 Listas: Ilustrações (tabelas, gráficos, figuras, quadros) (opcional)
 Abreviaturas e siglas/símbolos (opcional)
 Sumário (obrigatório)

Os elementos pré-textuais antecedem o texto com informações que ajudam na


identificação e utilização do trabalho.

3.1.1.1 Capa
Elemento obrigatório que corresponde à parte externa do trabalho e deve
apresentar os seguintes dados:
 Nome da instituição de ensino, seguido do departamento e curso (todos
centralizados e em letras maiúsculas);
 Nome do autor (centralizado e após o cabeçalho inicial, em letras
maiúsculas);
 Título (centralizado, em letras maiúsculas, após o nome do autor);
 Local (cidade) da instituição onde vai ser apresentado o trabalho, em letras
maiúsculas, na margem inferior, centralizado na penúltima linha;
 Ano de entrega, na margem inferior, centralizado na última linha.

3.1.1.2 Folha de rosto


Elemento obrigatório que deve constar as mesmas informações contidas na
Capa e as informações essenciais da origem do trabalho:
 Nome do autor, responsável intelectual do trabalho, centralizado na primeira
linha do texto, em letras maiúsculas;
 Título principal do trabalho em letras maiúsculas e centralizado, colocado após
o nome do autor;
 Nota explicativa contendo a natureza (tese, dissertação, monografia e outros)
do trabalho, nome da instituição, objetivo (aprovação em disciplina, grau
pretendido e outros) e área de concentração, transcrita em espaço simples,

10
justificada, e em letras maiúsculas/minúsculas, alinhada a partir do centro da
folha para a margem direita;
 Nome do orientador iniciando e finalizando nas mesmas margens da nota
explicativa;
 Local (cidade) da instituição onde vai ser apresentado o trabalho, em letras
maiúsculas e centralizado;
 Ano de entrega, centralizado.

3.1.1.3 Ficha Catalográfica


A ficha catalográfica, no tamanho 7,5 cm x 12,5 cm; elaborada de acordo com
o Código de Catalogação Anglo-americano vigente e localizada na parte inferior da
folha; deve ser feita pelo bibliotecário da biblioteca que serve ao curso.
A ficha catalográfica segue o modelo apresentado no exemplo abaixo:

Preenchimento da Ficha Catalográfica

a. Inicialmente coloca-se a notação de autor, o nome dos autores começando pelo


sobrenome, separado do nome por vírgula. Sobrenomes com Neto, Filho,
Júnior, Sobrinho, etc., entram após o sobrenome principal (ex: Silva Júnior,
José Augusto de). No preenchimento da ficha catalográfica utiliza-se letras com
fonte 10.
b. Após o nome do autor, vem o título da monografia (os parágrafos desta e das
outras linhas devem ser entre a 3ª e a 4ª letra do nome do autor). Quando
houver necessidade de continuação em outra linha não haverá parágrafo, e a
continuação deverá ser na altura da letra inicial do nome do autor. Logo em
seguida ao título da monografia, separado por barra, é colocado o nome dos
autores na ordem direta, seguido do ano de conclusão.
c. Em seguida, entra em algarismos romanos, o número das páginas introdutórias
(folha derosto, resumo, agradecimentos, etc.). Na sequência, em algarismos
arábicos, vem o número de páginas da monografia(sem contar as páginas
correspondentes aos elementos pré-textuais). Se a monografia contiveranexos,

11
gráficos ou tabelas deverá ser inserida uma indicação do tipo:+ anexos: il
(algumas color), grafs, tabs;
d. Após “tabs;” consta a sigla enc. para indicar dissertação encadernada.
e. Pulando uma linha, com parágrafo 1,5, é inserido um texto indicado que a
monografia se trata de um projeto final de curso de graduação realizada na
Faculdade, seguido do ano da defesa.
f. Na linha abaixo é indicado o intervalo das páginas da bibliografia.
g. Pulando uma linha com parágrafo 1,5, inserem-se as palavras-chave que
indicam o assunto principal deque trata a monografia. As palavras são
numeradas em arábico. Em seguida, I. (em romano) e a palavra Título.
h. O canto inferior direito deverá constar a classificação fornecida pela biblioteca.

3.1.1.4 Folha de Aprovação


É inserida após a folha de rosto, sendo incluída somente depois da defesa,
devidamente assinada pelos membros da banca examinadora. Contém:
 Autor, centralizado na primeira linha do texto, em letras maiúsculas;
 Título centralizado e em letras maiúsculas, colocado logo após o autor;
 Nota explicativa contendo a natureza (tese, dissertação e outros) do trabalho,
nome da instituição, objetivo (aprovação em disciplina, grau pretendido e
outros) e área de concentração, justificada e em letras maiúsculas e
minúsculas;
 Data de aprovação, colocada logo após a nota;
 Nome, titulação e assinatura dos componentes da banca examinadora e
instituição a que pertencem, ocupando a metade inferior da folha.

3.1.1.5 Dedicatória
A dedicatória é um elemento opcional onde o autor presta homenagens ou
dedica seu trabalho. A palavra “dedicatória” deve aparecer em maiúscula, com fonte
16, em negrito, e centralizada no início da página.

12
3.1.1.6 Agradecimentos
Os agradecimentos são utilizados pelo autor para reconhecer as pessoas e/ou
instituições que contribuíram de maneira relevante para a realização do trabalho.

3.1.1.7 Resumo
O resumo é a síntese do trabalho e deve ser apresentado de forma clara e
objetiva, sendo informativo e apresentando finalidades, metodologias, resultados e
conclusões do documento. O texto é composto de uma sequência de frases concisas,
afirmativas e não deve conter enumeração de tópicos. Em parágrafo único, o texto
deve ser escrito com verbo na voz ativa, na 3ª pessoa do singular, e conter, no máximo
500 palavras. Devem ser evitados comentários pessoais, críticas e julgamento de
valor, bem como, expressões negativas, símbolos e fórmulas que não sejam de uso
corrente. A palavra “resumo” deve aparecer em letras maiúsculas, em negrito e
centralizada na margem superior do trabalho.

3.1.1.8 Palavras-chave
Uma palavra-chave é uma palavra que resume os temas principais de um texto
e servem para indexar o trabalho, logo, não devem, preferencialmente, estar
presentes no título.
Devem ser redigidas abaixo do resumo, antecedidas da expressão “Palavras-
chave”, separadas entre si por ponto final e finalizadas também por ponto final, sendo
listadas no máximo seis palavras.

3.1.1.9 Abstract
O “abstract” é o resumo apresentado em língua inglesa. Sua formatação segue
o padrão estabelecido para o resumo em português.

3.1.1.10 Key Words


Palavras-chave na língua inglesa. Devem ser redigidas abaixo do Abstract,
antecedidas da expressão “Key Words”, separadas entre si por ponto final e
finalizadas também por ponto final, sendo listadas no máximo seis palavras.

13
3.1.1.11 Listas
Essas listas (de figuras, tabelas, símbolos ou abreviaturas e siglas) devem ser
elaboradas, separadamente, quando houver um número considerável de itens
dispostos no texto.

3.1.1.12 Lista de Figuras


É a relação sequencial dos títulos das figuras que aparecem no texto. A palavra
“figura” deve ser escrita em letras maiúsculas seguida de seu número, de dois pontos,
do título da mesma e do número da página em que aparece no texto. As palavras “lista
de figuras” devem aparecer em letras maiúsculas, em negrito e centralizada, na
margem superior do trabalho.

3.1.1.13 Lista de Abreviaturas e Siglas


É a relação alfabética das abreviaturas e siglas encontradas no texto e que
devem aparecer seguidas das palavras correspondentes escritas por extenso. O
significado de cada uma é colocado por extenso utilizando mesma fonte e tamanho.
As palavras “lista de abreviaturas” devem aparecer em letras maiúsculas, em negrito
e centralizadas na margem superior do trabalho.

5.1.1.14 Sumário
Este item obrigatório consiste na enumeração sequencial das principais
divisões, capítulos, seções e outras partes na mesma ordem e grafia em que
aparecem no texto, acompanhadas respectivamente, pelo número da página. A
palavra “sumário” deve aparecer em letras maiúsculas, em negrito e centralizada na
margem superior do trabalho.

3.1.2 Elementos Textuais


Os elementos textuais que compõem a monografia são:
 Introdução
 Desenvolvimento – Referencial Teórico
 Metodologia

14
 Resultados e Discussão/Estudo de Caso (Se for de caráter de divulgação de
resultados)
 Considerações Finais

3.1.2.1 Introdução
A introdução pode ser considerada o primeiro capítulo da monografia e tem
como finalidade dar ao leitor uma visão clara e simplificada do tema do trabalho. Deve
ser escrita sem subdivisões explícitas, no entanto, deve abordar, num texto coeso, os
seguintes subitens:
 Caracterização do assunto e sua motivação;
 Justificativa do trabalho;
 Os objetivos;
 A contextualização dos problemas envolvidos na pesquisa;
 Organização do trabalho.
O texto deve ser escrito na terceira pessoa e gírias, termos populares e de
caráter pessoal devem ser evitadas. Figuras e tabelas não devem ser inseridas no
texto da introdução. As citações só devem ser utilizadas quando necessárias à
contextualização ou indicação de estatísticas de interesse do tema.

3.1.2.2 Desenvolvimento – Referencial Teórico


O desenvolvimento do trabalho trata do corpo da monografia. Este capítulo
deve oferecer uma visão completa do tema abordado, desde seus objetivos,
justificativa, fundamentação teórica e revisão das ideias dos autores consultados, bem
como, de resultados de trabalhos científicos acerca do tema abordado.
Todo documento citado no texto ou em notas deve constar nas Referências. A
literatura selecionada deve ter relação direta e específica com o tema abordado. Com
base nesse referencial teórico é que se fará, posteriormente, a interpretação, por isso,
o autor deve citar apenas as contribuições mais importantes e que estão diretamente
ligadas ao assunto, lembrando-se que estas, posteriormente, serão analisadas e
discutidas nos resultados. Quando o trabalho for redigido em capítulos, deverá ser
confeccionado para cada capítulo um tópico específico.

15
Não há um tipo específico nem normas rígidas para o desenvolvimento de um
trabalho acadêmico. Este pode ser dividido em capítulos que devem oferecer uma
visão completa do conteúdo, desde o seu objetivo, fundamentação teórica (citar as
ideias dos autores que você leu e analisá-las), metodologia (como e onde foi feita a
pesquisa) e discussão dos resultados. Não se usa como título o termo
“desenvolvimento do trabalho” ou semelhante.

3.1.2.3 Metodologia
A parte onde se descreve a metodologia adotada para o desenvolvimento do
trabalho, um relato breve, porém completo e claro, das técnicas e processos
empregados (Área de estudo; modelo empírico ou variáveis; método de pesquisa; tipo
de pesquisa; população e amostra; técnicas de pesquisa; coleta, tratamento e análise
dos dados), bem como seu delineamento experimental. O texto deve ser preciso
permitindo ao leitor compreender e interpretar os resultados.
No caso de Pesquisa de Campo deve-se vir em tópico específico. No caso de
Revisão de Literatura ela deve estar detalhada na introdução.

3.1.2.4 Resultados e Discussão


Devem ser apresentados de forma detalhada, propiciando ao leitor a percepção
completa dos resultados obtidos, incluindo ilustrações como quadros, figuras ou
tabelas, com citações de autores que respaldem os resultados.
É o momento em que o autor desenvolve a comparação dos resultados
alcançados pelo estudo com aqueles descritos no referencial teórico. Possibilita a
discussão e demonstração das novas “verdades” a partir de “verdades garantidas”.
Deve estabelecer relações entre causas e efeitos; deduzir as generalizações e
princípios básicos, que tenham comprovação nos fatos experimentais; esclarecer as
exceções, modificações ou contradições das hipóteses, teorias e princípios
diretamente relacionados com os fatos estudados e assinalar as aplicações práticas
ou teóricas dos resultados obtidos, com indicação clara das limitações impostas.
Em caso de revisão de literatura os resultados e discussão podem vir inseridos
na revisão de literatura.
Síntese final do trabalho, a conclusão constitui uma resposta à(s)
proposição(ões) ou objetivo(s). Alicerçada nos resultados, a partir da ideia principal,
16
defendendo ou rechaçando o argumento inicial e dando fechamento ao trabalho. Inclui
propostas e recomendações para implementação de resultados e novas pesquisas,
devendo estar associada aos elementos que compuseram a introdução e ressaltar as
limitações ocorridas. Deve-se evitar citações bibliográficas.

3.1.3 Elementos Pós-textuais


Os elementos pós-textuais que compõem a monografia são:
 Referências Bibliográficas (obrigatório)
 Glossário (opcional)
 Apêndice (opcional)
 Anexos (opcional)
 Adendos (opcional)

3.1.3.1 Referências
É o documento de elementos que permite a identificação de publicações
citadas no trabalho. Deve ser elaborado em ordem alfabética de acordo com as
orientações da ABNT vigente. Lista todas as obras citadas no texto.

3.1.3.2 Glossário (se houver)

3.1.3.3 Apêndice
Consiste num texto ou documento elaborado pelo autor, a fim de complementar
sua argumentação, sem prejuízo da unidade nuclear do trabalho.

3.1.3.4 Anexos
Elementos que se acrescentam para demonstração, exemplificação ou
comprovação do texto, ordenados de acordo com o desenvolvimento, que não foram
elaborados pelo autor.

3.1.3.5 Adendos
Dados que se acrescentam para complementação do trabalho;
Capa de fundo, dados do autor (nome, e-mail).

17
3.2 ARTIGO (NBR 6022)
Para se inserir dentro dos preceitos válidos à aceitação como TCC do Curso, o
artigo científico apresentado para apreciação da banca deve ter o caráter de
divulgação de resultados de pesquisa, no formato de pesquisa experimental ou estudo
de caso. O artigo consiste na apresentação sintética dos resultados da pesquisa,
comunicando ideias e informações de maneira clara e concisa.
Composto por elementos pré-textuais, textuais e pós-textuais.

3.2.1 Elementos pré-textuais


No artigo, os elementos pré-textuais são todos de caráter obrigatório.
 Título
 Autores e credenciais
 Resumo
 Palavras-chave
 Abstract
 Keywords

3.2.1.1 Título
O título deve expressar a essência da pesquisa realizada, apresentado com o
mínimo possível de palavras. Quando lido, deve dar ao leitor uma ideia precisa do
assunto. Em síntese, o título descreve de forma lógica e rigorosa, a essência do artigo.

3.2.1.2 Autores (Alunos E Orientador)


Credenciais do autor: Trata da indicação do nome do autor (ou autores) e da
instituição a que pertence(m). Atualmente, é frequente indicar também o endereço da
home Pager e do correio eletrônico, e-mail.

3.2.1.3 Resumo
Não deve exceder 200 palavras e deve especificar de forma concisa e
encandeada, evitando que este seja telegráfico.
a. O que é que o autor fez;

18
b. Como o fez (se for relevante);
c. Os principais resultados (numericamente, se for caso disso);
d. A importância e alcance dos resultados.

O resumo não é uma introdução ao artigo, mas sim uma síntese da sua
totalidade, na qual se procura realçar os aspectos mencionados. Deverá ser
discursivo, e não apenas uma lista dos tópicos que o artigo cobre. É imprescindível
entrar na essência do resumo logo na primeira frase, sem rodeios introdutórios nem
recorrendo à fórmula estafada "Neste artigo...". Não se devem citar referências no
resumo. O texto deve ser conciso e não se deter em detalhes, ou seja, comentário
acerca do texto apresentado. Convém lembrar que um resumo pode vir a ser
posteriormente reproduzido em publicações que listam resumos (de grande utilidade
para o leitor decidir se está ou não interessado em obter e ler a totalidade do artigo).
Deve ter parágrafo único e ser redigido na terceira pessoa do singular. Redigido pelo
próprio autor, consiste na apresentação concisa dos pontos relevantes de um texto.

3.2.2 Introdução
Tem como finalidade dar ao leitor uma visão clara e simplificada do tema do
trabalho. Deve ser escrita sem subdivisões explícitas, no entanto, deve abordar, num
texto coeso, os seguintes subitens:

 Caracterização do assunto e sua motivação;


 Justificativa do trabalho;
 Os objetivos;
 A contextualização dos problemas envolvidos na pesquisa;
 Organização do trabalho.

O texto deve ser escrito na terceira pessoa e gírias, termos populares e de


caráter pessoal devem ser evitadas. Figuras e tabelas não devem ser inseridas no
texto da introdução. As citações só devem ser utilizadas quando necessárias à
contextualização ou indicação de estatísticas de interesse do tema.

19
3.2.3 Material e Métodos
Procedimentos metodológicos / material e métodos (descrição do que foi usado
para a realização da pesquisa, indicando técnicas e processos utilizados na
investigação) os resultados encontrados durante o experimento, podendo ser
ilustrados; a discussão, que deve se ater estritamente ao resultado do trabalho e seu
confronto com dados da literatura. Deve-se descrever: área de estudo; modelo
empírico ou variáveis; método de pesquisa; população e amostra; técnicas de
pesquisa; coleta, tratamento e análise dos dados.

3.2.4 Resultados e Discussão


Devem ser apresentados de forma detalhada, propiciando ao leitor a percepção
completa dos resultados obtidos, incluindo ilustrações como quadros, figuras ou
tabelas, com citações de autores que respaldem os resultados.

3.2.5 Conclusões ou Considerações Finais


Devem ser enunciadas claramente, e deverão abordar o que é que o trabalho
descrito no artigo conseguiu e qual a sua relevância; as vantagens e limitações das
propostas que o artigo apresenta. Em alguns casos, deve-se incluir ainda: referência
a eventuais aplicações dos resultados obtidos; recomendações para trabalhos futuros.
É o momento onde o autor retoma alguns aspectos que julga de maior relevância para
o entendimento do assunto discutido. Inserindo ainda, o que ele acreditou ser
importante, porém não foi devidamente esclarecido.

3.2.6 Referências
Trata-se de uma listagem dos livros, artigos ou outros elementos bibliográficos
que foram referenciados ao longo do texto. É editada pela Associação Brasileira de
Normas Técnicas (ABNT). Em espaço simples com dois espaços de um autor para
outro.

20
3.3 PROJETO DE TCC DOS CURSOS
O Projeto se constitui instrumento de avaliação final do curso, sendo assim
caracterizado como Trabalho de Conclusão de Curso. O objetivo é a elaboração de
um trabalho, envolvendo temas relacionados ao Curso, num caráter de aplicação
prática dos conhecimentos adquiridos nas diversas áreas do curso de graduação,
sendo de extrema importância para o processo de formação profissional. Temas de
relevância técnica, social e econômica deverão ser priorizados.
Deverá ser elaborado pelo estudante, sob orientação de um professor aprovado
pelo Colegiado do Curso e submetido à avaliação e aprovação de uma banca
examinadora.
Em relação ao conteúdo, o projeto deverá se estruturar em conceitos e
referencial teórico condizente com o tema proposto, além de fornecer subsídios
práticos e fundamentados no aprendizado adquirido ao longo do curso. O projeto,
além da função de avaliação, representa também, uma oportunidade de se exercitar
questões relacionadas ao trabalho em equipe, pesquisa, cumprimento de prazos, ética
e responsabilidade profissional.

3.3.1 Objetivos
Projeto Final de Graduação tem como objetivo principal preparar e iniciar os
alunos na busca correta do desempenho das atividades profissionais, tais como:

a. Aplicação dos conceitos e teorias adquiridas durante o curso de forma


integrada, por meio da execução de um projeto de engenharia;
b. Apresentação de suas ideias de forma clara, ordenada, concisa e objetiva,
tanto oralmente quanto na forma escrita e desenhada.

O Projeto deve ser o mais completo quanto à compreensão e a profundidade


do problema tratado, mesmo que, sob alguns aspectos, não possa ter
aprofundamento pleno. Além disso, deverá permitir ao estudante, um treinamento no
levantamento de dados, consultas bibliográficas e redação científica de acordo com
as normas internacionais de citação bibliográfica. Isto se tornará possível por meio de
elaboração e desenvolvimento de um plano de trabalho ou de investigação científica
em uma área específica do conhecimento do Curso.
21
3.3.2 Temas
O Projeto deve ser estruturado, coerente e de importância para a formação
científica do estudante. Os temas escolhidos para a elaboração do Projeto Final
deverão estar inseridos num dos campos de atuação do Curso, devendo abranger
uma das seguintes subáreas definidas com base nas Diretrizes Curriculares
Nacionais.

3.4 PLANO DE NEGÓCIOS


O Trabalho de Conclusão de Curso no formato de Plano de Negócios deverá
contemplar sumário executivo, conceito do negócio, descrição do negócio, plano
estratégico, plano de marketing, plano operacional e plano financeiro.

3.4.1 Sumário executivo


No sumário executivo o estudante deverá descrever de forma clara e sucinta o
seu plano de negócio, de modo a ser capaz de atrair o leitor para a defesa do seu
empreendimento ou um possível investidor que deseje apoiar o negócio.

3.4.2 Conceito do negócio


Neste item o estudante deverá apresentar um resumo das condições do
negócio, justificativa da oportunidade identificada, nome do administrador, suas
responsabilidades e competências, necessidade básicas do mercado. Deverá
descrever as principais partes interessadas, bem como apresentar a missão, visão e
valores do negócio.

3.4.2.1 Descrição do negócio


O estudante deverá descrever os dados do empreendimento: razão social,
nome fantasia, setor de atuação (CNAE), porte, localização, forma jurídica,
enquadramento tributário, capital social, fontes de recursos, organograma, premissas
iniciais e restrições iniciais.

22
3.4.3 Plano estratégico
Neste item o estudante deverá apresentar a análise do macroambiente e do
microambiente. A análise do macroambiente deverá contemplar os cenários
econômico, político-legal, sociodemográfico, cenário tecnológico e cenário natural que
circundam o empreendimento. Na análise do microambiente, deverá conter o estudo
dos clientes, o estudo dos fornecedores, o estudo dos substitutos e o estudo dos
entrantes.
Ainda como um subitem deste tópico, o estudante deverá apresentar as
oportunidades e ameaças do negócio, suas forças e fraquezas, utilizando a matriz
SWOT (FOFA). Desse modo, o estudante será capaz de analisar os riscos para o
negócio, definindo estratégias para o desenvolvimento do empreendimento.

3.4.4 Plano de marketing


O estudante deverá ser capaz de apresentar uma visão ampla do mercado
onde estará inserido a sua empresa. Os dados deverão ser apresentados de forma
que demonstrem a situação atual deste, tendências e cenários. Portanto, neste item
deverá conter o mercado-alvo, as necessidades dos clientes, a vantagem competitiva
do empreendimento.
No plano de marketing é necessário demostrar a capacidade de evidenciar
como a empresa fará para que seu produto ou serviço seja reconhecido pelos
consumidores como sendo a melhor opção de compra dentre outras disponíveis no
mercado. Para tanto, deverá descrever qual o seu produto ou serviço, discorrer sobre
os 4 P´s (produto, preço, praça e promoção), bem como as estratégias de vendas, as
parcerias, a marca do negócio, projeção de vendas e market share, as estratégias de
marketing.

3.4.5 Plano Operacional


O plano operacional norteia o que a empresa tem que fazer e como fazer para
o alcance de seus objetivos. Neste item, o estudante deverá determinar as operações
necessárias para o alcance da estratégia e das metas organizacionais, descrever os
processos (Sipoc), o fluxograma, a distribuição das tarefas, estabelecer quais os
insumos, materiais e equipamentos, e sendo possível, apresentar de forma gráfica a
estrutura física e móvel (layout).

23
O estudante deverá definir como será a logística inbound/outboud, bem como
o processo de informações gerencias e os serviços terceirizados.

3.4.6 Plano de Cargos e Salários

O plano de cargos é um descritivo de todos os cargos da empresa, todas as


atividades que uma determinada função exercerá e seus respectivos salários.
Estruturar isso é importante para que haja padronização nos cargos e igualdade para
todos os colaboradores.

3.4.7 Plano Financeiro

Neste item, o estudante deverá estabelecer as metas financeiras de curto e


longo prazo que serão estratégicas para alcançar os objetivos do seu negócio. Deverá
demonstrar em forma de texto, de forma clara e precisa, os parâmetros financeiros
que comprovem a viabilidade do negócio, desde os investimentos pré-operacionais
até os tributos pagos. Deverá anexar as planilhas financeiras que atestem todas as
fontes de renda e despesa, salários, tributos, investimentos e demonstrar ao final do
trabalho a percepção clara do resultado obtido através dos indicadores de resultado,
TIR, VPL, Payback.

3.4.8 Conclusão ou Considerações finais

Devem ser enunciados claramente e de forma objetiva os pontos relevantes


que destacam o seu projeto, ressaltando a análise de viabilidade do mesmo. O
estudante poderá discorrer sobre o aprendizado adquirido durante a elaboração do
plano de negócios.

3.4.9 Referências
Trata-se de uma listagem dos livros, artigos ou outros elementos bibliográficos
que foram referenciados ao longo do texto. É editada pela Associação Brasileira de
Normas Técnicas (ABNT). Em espaço simples com dois espaços de um autor para
outro.
24
.

25

Você também pode gostar