Você está na página 1de 1

RELIGIÕES CHINESAS

A China é um imenso e populoso país: 1,2 bilhão de habitantes! E multi-


étnico, com manchus, mongóis, tibetanos, muçulmanos, chineses de Han. A
história e a cultura milenar chinesas conseguiram “achinesar” todos os
povos conquistadores. Apesar dos diferentes dialetos, o povo chinês se
mantém unido por uma escrita comum, formada por sinais- logogramas ou
ideogramas – que reproduzem mais o sentido do que o som da palavra.

A questão política e de visão de um mundo é, hoje, na China, uma questão


aberta. O que se estabelecerá, depois de décadas do regime comunista
ateu de Mao Tsé-Tung (1949-1976)? O movimento de 1989, em favor da
liberdade e dos direitos democráticos, foi reprimido com tanques blindados
na praça da Paz Celestial. A partir de então, o Estado se distancia de muitos
setores da vida e é implementada uma reforma econômica voltada para a
privatização.

Irrompe na China, hoje, uma religiosidade latente. Mas suas expressões


sofrem ainda proibições. Uma geração de chineses, nascidas durante o
regime comunista, fez-se indiferente ou cética. Essa geração se vê dentro
de um movimento de nascimento de novas seitas, que têm na Internet um
ambiente para comunicação e organização. Vê-se, no entanto, também
confrontada com as grandes tradições chinesas, presentes nas centenas de
templos, nos escritos, nos costumes milenares, dos quais as populações
camponesas (75% da população) são depositárias especiais. O teólogo
Hans Kung chama a atenção para alguns valores da cultura chinesa ( ao
analisar Cingapura, cidade – estado multiétnico), que ele denomina valores
asiáticos (Kúng, 2004, p. 103):

A comunidade vem antes do indivíduo;

Mas a comunidade respeita e apóia o indivíduo;

A família é a pedra fundamental da sociedade;

Os problemas devem ser resolvidos por consenso, e não por confrontação;

A harmonia étnico-religiosa deve Sr favorecida.

Esses valores básicos são provenientes da grande tradição chinesa. Por


isso, para se compreender o presente da China e de Cingapura em sua
complexidade, é preciso recuar muito na história chinesa. Confucionismo, o
taoísmo e budismo chineses fazem parte dessa tradição ( o cristianismo
chegou à China no século XVI e está entre as religiões minoritárias). Sobre
o budismo, será visto apenas o budismo desenvolvido na China, o Zen.