Você está na página 1de 4

Questões:

01. Esparta apresentou um desenvolvimento histórico distinto da maioria das


cidades-gregas, pois:

a) Formou-se a partir de um governo conservador e assumiu um sistema


político democrático, com a
participação de todos os cidadãos.

b) Organizou-se na forma de governo oligárquico, cujo objetivo principal era


preservar os interesses da
aristocracia.

c) Transitou de um governo monárquico para o regime de tirania, o que


proporcionou uma política de
equilíbrio entre as camadas sociais.

d) Assumiu a forma republicana de governo, sem possibilidade de ascensão


dos grupos sociais.

e) Caracterizou-se por um governo autocrático, no qual o grupo dirigente reunia


poderes temporais e
espirituais.

02. Comparando-se a educação ateniense com a espartana, conclui-se que:

a) Os atenienses valorizavam a formação intelectual e física do homem,


enquanto os espartanos,
o militarismo.
b) As relações democráticas em Atenas possibilitavam que muitas mulheres se
destacassem na sociedade.
c) Em Atenas desenvolveu-se o laconismo e em Esparta a xenofobia.
d) Os espartanos valorizavam o militarismo e o desenvolvimento da cidadania.
e) O desenvolvimento intelectual ateniense permitiu a instituição da democracia
e o fim da escravidão.

03. Da coesão temporária entre aristocratas e populares, provocada pela luta


contra um inimigo comum,
aproveitou-se Clístenes para fazer a reforma que implantou a democracia em
Atenas. A democracia surgiu:

a) Com o fim das disputas entre as facções políticas, formalizadas pela aliança
entre a elite e o povo.

b) A partir da ascensão de Clístenes ao poder, do partido popular, que aliado a


ex-escravos derrotou os
aristocratas.
c) Para atender aos interesses políticos da nova elite, os mercadores, e
preservar certos privilégios da
antiga aristocracia, como o latifúndio e a escravidão.

d) Como forma de promover maior desenvolvimento da cidade, equiparando-se


agricultura e comércio,
baseados nos trabalhos dos thetas.

e) Devido às pretensões da elite agrária, em fazer de Atenas cidade


hegemônica, como ocorreria no
século seguinte.

04. O século VI a.C. marca a passagem do período arcaico para o período


clássico na história dos antigos gregos. O elemento que marcou essa mudança
foi:

a) O grande desenvolvimento cultural de Atenas, liderado por Péricles,


permitindo à cidade liderar todo o
mundo grego.

b) As Guerras Médicas, que possibilitaram o fortalecimento de diversas cidades


gregas, dando início à
hegemonia dos gregos.

c) O antagonismo entre Atenas e Esparta, mais aguçado, determinando um


conjunto de internas pelo
poder.

d) A derrota do Império Persa, que permitiu aos gregos o início do


expansionismo sobre a parte do
Oriente e a criação da cultura helenística.

e) O início de um período caracterizado pela hegemonia de uma cidade sobre


as demais, eliminando a
soberania da maioria das polis.

05. Os espartanos se utilizaram o laconismo e da xenofobia para reforçar o


status quo e evitar mudanças
preservando:

a) Um sistema social no qual a mulher não possuía nenhuma função de


destaque.
b) A distância sócia econômica, permanecendo o perieco como escravo, e o
espartíata como intelectual.
c) A estrutura política que garantia o direito do voto para que todos não fossem
escravos.
d) Os limites territoriais da cidade, que fora ameaçado pelo expansionismo
persa.
e) Os privilégios da elite militar, que controlava as terras férteis, consideradas
propriedades estatais.

06. A vida política de Atenas, durante o período arcaico, foi caracterizada pelas
transformações que
culminariam com a criação da democracia escravista.

Pode-se afirmar que essas transformações foram impulsionadas:

a) A partir do enriquecimento de artesãos e comerciantes, que aumentaram a


posição à oligarquia eupátrida.
b) Pelas grandes rebeliões de escravos que exigiam a liberdade de direitos
políticos.
c) Pelo isolamento da cidade, permitindo a ausência e, portanto, a estabilidade
política.
d) Naturalmente, acompanhando o desenvolvimento intelectual e cultural da
cidade.
e) Após a vitória ateniense sobre os persas, terminadas as Guerras Médicas.

07. (FAAP) Em 334 a. C., Alexandre Magno lançou-se à conquista de um vasto


império. Gregos e orientais, num processo de mutualidade, geraram uma nova
e brilhante civilização, nascida dos escombros de outras.

Com relação a esse período, pergunta-se:

a) A qual civilização se refere?


b) Quais as mais importantes correntes filosóficas dessa época?

08. (MACKENZIE) As diferenças políticas e econômicas entre espartanos e


atenienses culminaram no conflito armado denominado:

a) Guerras Médicas
b) Guerras Púnicas
c) Guerra do Peloponeso
d) invasão macedônica
e) Guerras Gaulesas

09. (UEMT) O enfraquecimento das cidades gregas, após a Guerra do


Peloponeso (431 - 404 a. C.), possibilitou a conquista da Grécia pelos:

a) bizantinos
b) hititas
c) assírios
d) persas
e) macedônios
10. (S. J. DO RIO PRETO) Os gregos possuíam divindades menores que
inspiravam suas criações artísticas e científicas: assim Clio era a musa
inspiradora da:

a) Música
b) História
c) Poesia Épica
d) Astronomia
e) Comédia

Resolução:

01. B 02. A 03. C 04. E


05. E 06. A

07. a) Da civilização helenística.


b) Epicurismo, com Epicuro, e estoicismo, com Zenon.

08. C 09. E 10. B