Você está na página 1de 3

INSTITUTO SUPERIOR POLITÉCNICO DE GAZA

DIVISÃO DE ECONOMIA E GESTÃO


CURSO DE LICENCIATURA EM GESTAO DE RECURSOS HUMANOS
Macroeconomia
1º Ano Curricular
Aula Prática 2
Tema: Modelos Keynesiano Simples de determinação do rendimento e Emprego

Grupo I: Classifique as assercoes abaixo em verdadeiras ou falsas:

1. A implementação de políticas económicas expansionistas gera uma deslocação


para paralela da AD para a esquerda.
2. Quando numa dada economia, se regista o aumento do rendimento disponível a
propensão marginal a consumir aumenta e a propensão média a consumir diminui.
3. A igualdade entre poupança e investimento é equivalente ao equilíbrio do mercado
de bens.
4. O paradoxo da poupança implica que um aumento autόnomo do consumo gera um
aumento equivalente na poupança agregada.
5. Rendimento disponível é aquele que sobra para a pessoa depois de descontados os
impostos directos e a poupança.
6. Todos os economistas estão de acordo que sem poupança não há investimento.
7. Os economistas clássicos defendem que um aumento da poupança irá baixar o
consumo e por conseguinte reduzir também o rendimento do país.
8. Keynes defende uma oferta agregada vertical por causa da existência do
desemprego involuntário.
9. Numa economia em que não há transferências e que os impostos são todos induzidos,
representando 20% do rendimento, sabe-se que o rendimento que equilibra o orçamento é
de 2500 u.m. qual é o valor dos gastos públicos.

AP2/MACROECONOMIA/GRH/ISPG/2018 II NHANOMBE
10. Considerando uma economia em que os impostos são todos autónomos, um aumento do
investimento autónomo, ceteris paribus gera uma melhoria do saldo orçamental.
Concorda com a afirmação? Justifique a sua resposta
11. O governo pretende aumentar o rendimento em 20 u.m, utilizando como variável
estratégica as transferências autónomas e os impostos autónomos. Sabendo que os
impostos autónomos aumentaram 10 u.m e o multiplicador das transferências autónomas
assume o valor de 2. Qual deverá ser o valor da variação das transferências autónomas?
Justifique detalhadamente a sua resposta.

12. Suponha que se verificam as seguintes relações numa economia:


C=175+0.6Y, I=225
a) Diga quais os valore de equilíbrio de rendimento, consumo e poupaça
b) Se o investimento aumentar em 50 u.m, qual será o aumento do renimento de equilíbrio?
c) Represente graficamente o equilíbrio inicial e final deste modelo (alíneas a) e b)),
utilizando as condições de equilíbrio Y=A e S=I
d) Suponha que as pessoas para cada nível e renimento, resolvam poupar mais 10 u.m.
calcule os novos níveis e poupaça e rendimento de equilíbrio
e) Se a PmgC aumentar para 0.8, qual será o novo rendimento e equilíbrio?
13. Assuma uma economia fechada, em que os gastos do Governo são autónomos e as
transferências são endógenas, existindo a seguinte relação: TR=TR
´ +zY. Admita que z pode ser
positivo ou negativo.
a) Escreva o modelo para esta economia na sua forma estrutural e reduzida (em relação a Y)
b) Diga quais são os novos valores para os multiplicadores dos gstos, do investimento autónomo
e das transfeências.
c) Qual deve ser o o sinal de z para que as transferências constituam um estabilizador automático
dessa economia? Justifique
d) A economia concreta deste exercício apresenta as seguintes funcoes comprtamentais:
C=100+0.8Yd, T=50+0.25Y, TR=80-0.125, I=200 e G=300
d 1 ¿Calcule o rendimento de equilíbrio, bem como os multiplicadores dos gastos e das
transferências. Compare esses valores com os que existiriam se as transferências fossem
totalmente exógenas.
13. Uma economia é caracterizada pelas seguintes expressões para consumo e investimento:

AP2/MACROECONOMIA/GRH/ISPG/2018 II NHANOMBE
C=50+0.75Y
I=250
a) Calcule os valores de equilíbrio do rendimento, consumo e poupança
b) As famílias por cada unidade adicional de rendimento passam a poupar menos 5% do que
poupavam anteriormente. Quais os novos valores para o rendimento e o consumo?
Interprete o resultados obtidos
c) Se o investimento aumentar para 260 ( com a propensão marginal a consumir inicial),
quais são os novos valores de equilíbrio do rendimento e do consumo? ( utilize as
expressões para os multiplicadores do investimento em relação ao investimento e ao
consumo)
d) Se por qualquer razão e em relação a alinea anterior a produção fosse igual a 1500, quais
seriam os valores do investimento planeado e do investimento efectivo?
e) Na economia deste exercício vamos introduzir a actividade governamental, e as equações
do comportamento governamental são:
G=200 T=0.2Y TR=80
e) Calcule os valores de equilíbrio do rendimento e o saldo orçamental
e 2) Se o rendimento do pleno emprego for Y P=1500, e se pretender atingí-lo atraves da
variação dos gastos, qual deverá ser essa variação?( o multiplicador dos gastos em
relação ao investimento)
e 3) Calcule a repercussão quea medida adoptada na alínea anterior terá no saldo
orçamental, utilizando o multiplicador adequado
e 4 ) Suponha agora que se pretende atingir o rendimento de pleno emprego mantendo o
orçamento equilibrado. Só se admitem gastos e transferências. A que decerão ser iguais
as variações?
f) Finalmente a economia que estamos a tratar abre as portas para as relações com o
exterior, admitindo que as exportações (X) são exógenas e que as importações (M)
dependem positivamente do rendimento, através da propensão marginal a importa, isto é,
M= Ḿ +mY. No caso presente vamos admitir que X=100 e M=150+0.1Y
f 1) Escreva o modelo na sua forma estrutural e na forma reduzida em relação ao
rendimento
f 2 ¿ calcule os valores de equilibrio do rendimento e do saldo orçamental e exportações
líquidas
f 3) determine os valores do multiplicadores dos gastos, investimento, transferência e
impostos autónomos e explique porque são menos aos calculados na alínea e)
f 5) se o gosto pelos bens estrangeiros aumentar, de tal maneira que a propensão marginal
a importar duplicar, o que acontece com o rendimento de equilíbrio, ao saldo orçamental,
às exportações líquidas e ao multiplicador dos gastos

AP2/MACROECONOMIA/GRH/ISPG/2018 II NHANOMBE

Você também pode gostar