Você está na página 1de 18

Aula 03

Especificações do Amp-op
(pág. 521 a 528)

Prof. Dr. Aparecido Nicolett


FATEC-SP
Slide 1

Parâmetros de Offset CC

• A saída do Amp-op deve ser de 0V quando a entrada for 0V, mas, na prática, há um
certo valor de tensão diferente de zero denominado de tensão de offset.

• Por exemplo, se for aplicada uma tensão de 0V a ambas as entradas do Amp-op e se


medirmos 26 mV na saída, esta tensão seria indesejada e gerada pelo circuito, e não
pelo sinal de entrada.

• A tensão de offset de saída pode ser afetada por duas condições de circuitos,
independentes, que são:
- Tensão de offset de entrada (VIO);
- Uma corrente de offset devido à diferença nas correntes resultantes nas entradas
positivas (+) e negativas (-), (IIO).
Slide 2

Tensão de Offset de Entrada, VIO.

• As folhas de especificações do fabricante fornecem um valor de VIO para o Amp-op.


Para determinar o efeito dessa tensão de entrada sobre a saída, considere a seguinte
montagem:

R1 + Rf
Vo (offset ) = VIO
R1
(10.16)
Slide 3

Exemplo 10.8
Calcule a tensão de offset de saída do circuito abaixo. As especificações do Amp-op
fornecem VIO = 1,2 mV.

Resposta: Vo(offset) = 91.2 mV


Slide 4

Tensão de Offset de Saída devido à corrente de offset de entrada , IIO.


• Qualquer diferença entre as correntes de polarização das entradas também produzirá uma tensão de
offset na saída.
• Como os dois transistores de entrada nunca são exatamente iguais, cada um irá operar com uma
corrente ligeiramente diferente.

Figura 10.44
Slide 5

Figura 10.45

Aplicando o teorema da sobreposição:

}
 Rf 
Vo+ = I +IB.R C 1 + 
 R1   Rf  −  Rf 
Vo = I +IB.R C 1 +  − I IB.R1  (10.17)
 R1   R1 
 RF 
Vo− = I −IB.R1 − 
 R1 
Slide 6

Definindo como corrente de offset: I IO = I +IB − I −IB

Como normalmente RC = R1, onde RC é chamada de resistência de compensação.

Vo (offset ) = I +IB (R1 + Rf ) − I −IBRf

+ + −
Vo (offset ) = I IB .R1 + I IB Rf − I IB Rf

Sendo Rf >> R1, tem-se:

Vo (offset devido a I IO ) = I IOR f (10.18)

Offset total devido a VIO e IIO

Vo (offset ) = Vo (devido a VIO + Vo (devido a I IO (10.19)


Slide 7

Exemplo 10.09
Calcule a tensão de offset de saída do circuito abaixo. As especificações do amp-op
fornecem IIO = 100 nA.

Resposta: Vo(offset) = 15 mV
Slide 8

Exemplo 10.10
Calcule a tensão de offset total do circuito abaixo. As especificações do amp-op fornecem
IIO = 150 nA e VIO = 4 mV

Resposta: Vo(offset total) = 15 mV


Slide 9

Figura 10.49
Slide 10

Figura 10.49
Slide 11 Parâmetros de frequência
• Um Amp-op é projetado para ser um amplificador de alto ganho, com ampla banda-
passante.
• Para garantir uma operação estável, estes circuitos são construídos com circuitos de
compensação interna, que podem reduzir o ganho de malha aberta com o aumento
da frequência.
• Esta redução no ganho é chamada de roll-off (Ex.: -20 dB/década).

• Embora as especificações do amp-op sejam para malha aberta (AVD), o usuário


normalmente utiliza resistores de realimentação para reduzir/controlar o valor do
ganho (malha fechada) ACL. Como benifícios, tem-se:

- Ganho do amplificador fica mais estável;


- Impedância de entrada assume um valor maior;
- Impedância de saída assume um valor menor;
- A resposta em frequência do circuito ocupa uma faixa maior.
Slide 12 Largura de Banda (B1)

Para baixas frequências, próximo a


operação CC, o ganho é dado por
AVD (ganho diferencial)

Quando a frequência aumenta, o ganho


cai, até atingir o valor 1 (unitário). Esta
frequência f1 é chamada de frequência
de ganho unitário.
Frequência de
corte. Ganho cai
de - 3 dB

Figura 10.47

f1 = A VD .f C (10.23)
Slide 13

Exemplo 10.12
Determine a frequência de corte de um amp-op com valores específicos de B1 = 1 MHz e
AVD = 200 V/mV.

Resposta: fC = 5 Hz
Slide 14 Taxa de Subida (Slew Rate), SR

Definição: Máxima taxa na qual a saída do amplificador pode variar em volts por
microsegundo (V/µs).

∆Vo
SR = V/µs (10.24)
∆t

• A taxa de subida fornece um parâmetro que especifica a taxa máxima de variação da


tensão na saída quando é aplicado um sinal de grande amplitude na forma de degrau.

• Se for aplicado um sinal de entrada com tensão maior que a taxa de subida, a saída não
consiguirá acompanhar, resultando num sinal distorcido de saída.
Slide 15

Exemplo 10.13
Para um amp-op com uma taxa de subida SR = 2 V/µs, qual é o máximo ganho de tensão de
malha fechada que pode ser utilizado quando o sinal de entrada varia de 0,5 V em 10 µs?

Resposta: ACL = 40 V/V


Slide 16
Máxima frequência de sinal

• A máxima frequência de sinal depende tanto dos parâmetros de largura de banda (BW)
como da taxa de subida (SR). Para um sinal senoidal, tem-se:

Vo( t ) = Vo max .sen( 2πft ) Máxima taxa de variação = 2.π.f.Vomax V/s

• Para evitar distorção na saída, a taxa de variação também deve ser menor do que a taxa
de subida, ou seja:

2.π.f .Vo max ≤ SR


w.Vo max ≤ SR

SR
f≤ Hz
2.π.Vo max
SR (10.25)
w≤ rad/s
Vo max
Slide 16

Exemplo 10.14
Para o circuito da figura abaixo, determine a máxima frequência que pode ser utilizada. A
taxa de subida do Amp-op é SR = 0,5 V/µs.

Resposta: w = 1,1 x 10^6 rad/s. Como a frequência aplicada é menor que a frequência
máxima, não há distorção.

Você também pode gostar