Você está na página 1de 3

Ferramenta de atração.

Intriga

É certo que o ser humano é bastante curioso e busca sempre tecer opiniões sobre tudo na vida.
É necessário para nosso próprio bem estar e nos impulsiona à frente, questionando, analisando
e estudando com o objetivo de saciar essa sede que só termina quando fazemos sentido nas
coisas mundanas. Quando a matéria é curiosidade, as mulheres são verdadeiras campeãs e no
campo social isso pode ter um impacto muito interessante... Dito isso, vamos ao que interessa.

Quando nós instigamos essa curiosidade na mulher, ou melhor, quando causamos certa intriga
dentro de nossa comunicação, a interação flui em um rumo totalmente diferente, bem mais
leve, com bastante espaço para brincadeiras e provocações. Todos os livros de sedução do
mercado, seja o método qual for, concordam e sugerem que o homem deve ser interessante,
triste é reconhecer que as explicações em como se mostrar interessante são precárias quando,
não inexistente. Bem aqui estão algumas de minhas ideias nesse sentido, mas antes, vamos
deixar as coisas um pouco mais claras.

As mulheres ficam intrigadas diante de várias coisas:

 Por não entender o que aquele homem têm de tão especial que faz com que as outras
o observe e o desejem tanto. (pré-seleção)
 Por ser absurdamente linda e o homem não manifesta seu interesse. (desqualificação)
 Por brincar e agir com elas de maneira que a maioria dos homens não faz. (teasing)

Meu ponto é, isso foi visto em várias ocasiões dentro da comunidade, é como se estivesse em
tudo e quando paramos para pensar no que fazemos, percebemos que não intrigamos em
nada. Para decodificar isso, como é de meu costume, observei os naturais. Durante esse tempo
percebi que de um lado você tem um beta que não conhece a comunidade e não está
familiarizado com essas dinâmicas e fazem sempre a mesma coisa, se gabar e procurar
comunalidades. Do outro, tem grande parte da comunidade que se esforça para demonstrar as
características e qualidades que esses estudos apontam como necessário para alcançar o
sucesso na conquista. Agora, o interessante é observar um natural seduzindo, ele não faz nem
uma coisa, nem outra e obtém sucesso. E é exatamente essa razão de sucesso que eles têm
que irei revelar.

Ao invés da complexidade de criar rapport, contar histórias que elevam valor social e usar negs,
eles simplesmente criam intriga. Quando você deliberadamente deixa de fornecer alguma
informação sobre você quando lhe foi perguntado, ou ainda, quando passa a impressão que
existe mais coisas naquilo que você disse, você está gerando intriga. Deixe a imaginação dela
trabalhar para você. Não importa quão impressionante é o seu jogo e as coisas que você faz,
ela sempre poderá imaginar algo melhor e bem mais interessante. Logo, não há competição
contra a imaginação dela, use-a a seu favor. Quanto mais ela se esforçar para lhe entender,
mais comprometida ela ficará com o investimento que ela tem feito.

Para criar intriga é necessário que você seja simples e que propositalmente seja omissivo na
hora em que você passa informações. O seu foco nesse momento é na amplificação da
sensação que ela tem de que de fato tem algo mais aí. Lembram-se de LOST? Você assiste
cada episódio esperando por respostas das perguntas levantadas no episódio anterior, mas no
final percebe que agora, na verdade, você tem é mais perguntas. Eles faturaram milhões
somente explorando esse conceito de intriga.

Agora, perceba que você pode utilizar essa dinâmica durante toda a interação, até mesmo na
abertura.

“Ai meu Deus, uma coisa acaba de me lembrar de você”


Você não fez uma pergunta, você não pediu opinião, nem forçou uma resposta. Você fez uma
afirmação que a deixou intrigada. Se você fizer uma pergunta e ela não responde, você perde
valor, aqui não há pergunta, só intriga. Não sei nem como classificar esse tipo de abordagem
ainda.

Você pode utilizar intriga também como resposta de IDDs dentro da interação.

Ela: “Você é um idiota, se acha”


Você: “Ela me conhece melhor do que eu”. Falando com a amiga ao lado.

Novamente, você não reagiu, mostrou confiança e a deixou intrigada por não ter se defendido.
Quem será esse cara? Que simplicidade...

Funciona também até dentro das armadilhas femininas ou quando ela tenta te rejeitar (eu disse
“tenta”) hehehehe.

Ela: “Desculpe, eu tenho namorado”


Você: “Isso é triste né? Já passei por isso.. eu sei o que você quer dizer”

Vocês provavelmente já ouviram isso dezenas de vezes, eu pelo menos já, mas talvez agora
faça mais sentido essa ideia de que uma conversa não precisa seguir uma linha lógica,
na verdade, a falta de lógica por si só pode causar a sensação de intriga. Ouvi uma vez o
próprio Gambler dizer: a quantidade de atração que você gera é igual a quantidade de valor
que você cria menos a quantidade de investimento que você faz para conseguir esse valor.
Boom!! Gênio. Acredito que não exista forma mais simples de trabalhar nessa fórmula. Intriga é
a solução. Outro bom exemplo de como criar de intriga é a utilização da arte do recuo, página
105 do meu livro.

Diante disso, o uso dessa ferramenta, causa na cabeça dela pensamentos conflituosos, teorias
não confirmadas sobre você e suspeitas de quem você é e porque você é assim. É possível
causar intriga somente dando respostas incompletas, ou que está obvio que a resposta que ela
procura é exatamente o complemento que você omitiu, instigando sua curiosidade e
compelindo-a perguntar mais. Em outras palavras, manipulando-a querer investir na conversa.

O fato é que se você conseguir dizer algo que deixa sua gata intrigada, você está no controle,
ela será totalmente incapaz de ignorar você. Outros exemplos:

“Eu noto que você não perdeu tempo em se arrumar hoje”


“Você tem um estilo alternativo.. você não deve ser daqui”

Serão isso elogios ou críticas?

Tudo que você precisa fazer é um comentário, afirmação ou observação sem nenhum traço de
opinião. Algo totalmente neutro que pode ser visto tanto de um lado como do outro. A forma
como você diz e sua expressão é de extrema importância e deve está congruente com essa
finalidade: não expor opinião. A intriga esta feita.

As mulheres pensam rápido e são dinâmicas (socialmente falando) as vezes fazem várias
perguntas ao mesmo tempo. Seu sotaque é diferente, de onde você é? Você é de alguma
banda? Quem são seus amigos? O que aconteceria se você escolhesse apenas uma dessas
perguntas e respondesse ignorando totalmente as outras? Exato, intriga! Como já falei a
imaginação é mais forte do que a informação. A filosofia é, mesmo respondendo algumas
perguntas crie outras (no plural) durante suas respostas. Assim nem o assunto acaba, nem fica
entediado, você gera atração, demonstra ser interessante, faz ela se sentir intrigada e curiosa
sobre sua personalidade. Algo tão simples e tão eficaz.

Por fim, outra ótima forma de usar a intriga é reinterpretando a pergunta e dando outra
resposta, que não tem nada a ver com o que ela perguntou e esperava como resposta.
Ela: Você acredita em sexo antes do casamento, Charlie?
Ele: Bem.. desde que você não se atrase para a cerimônia eu não vejo problema nisso.”
Fantástico Charlie Sheen.

Agora separei esse vídeo do próprio Charlie que fica fácil perceber a forma como ele cria essas
intrigas. Depp e Duchovny são excelentes exemplos também.

http://www.youtube.com/watch?v=Jqy95CuTn7g

Otávio Sampaio
“Segredo da Conquista”

Você também pode gostar