Você está na página 1de 4

ATP – ÈTICA

Técnico em gestão de marketing em mídias digitais

NOME DOS ESTUDANTES


Caroline Regina de Freitas

PROFESSORA-TUTORA
Rangel Ramiro Ramos

Etapa 1 - Dilema ético no ambiente profissional

O dilema a baixo foi uma situação que infelizmente eu acabei vivenciando em uma das
empresas que trabalhei, vou explicar de maneira breve sobre a minha carreira
profissional aos 18 anos iniciei como promotora de vendas na maior empresa de
alimentos do mundo Nestlé Brasil foram 8 anos de aprendizados, oportunidades,
crescimento e desenvolvimento interpessoal. Onde a cultura da empresa é trabalhada
dês do primeiro dia missão, visão e valores são apresentados na integração do
contratado é importante deixar clara as regras do ambiente de trabalho para a boa
convivência dos funcionários. A Nestlé parte da premissa do “respeito para todos,
dentro e fora da empresa” acredito que todas as empresas deveriam partir da mesma,
assim teríamos pessoas mais humanizadas. Como nada dura para sempre é preciso
saber quando um ciclo chega ao fim, como diria CORTELLA “Coragem é preparo e não
mera disposição eufórica”, tive que ter muita coragem para encerrar esse ciclo.
Em 2015 iniciei na Vigor alimentos em uma vaga que almejava a tempos, estava cheia
de energia, expectativa queria compartilhar meu conhecimento e agregar o máximo de
informações possíveis. Era responsável pela parte de trade marketing da região do
Paraná, eu respondia e prestava contas para o coordenador regional, quando completei
6 messes de empresa comecei a perceber que quando eu mandava a minha agenda as
semanas que eu ficava em viagem ele fazia questão de fazer roteiro comigo, sempre
vinha com uns papinhos moles dando a entender que se eu precisasse de alguma coisa
o número do quarto era tal, eu sempre desconversava mas estava cada vez mais
desconfortável com a situação, sempre deixei claro para meus pares que eu era casada
e meu esposo era do ramo justamente pra evitar bochicho, os messes foram passado e
meu chefe a cada dia deixava mais claro o que ele queria, sempre nas entre linhas mas
tentando algo. Em um sábado tive que fazer uma ação de merchandising em um
mercado no final do tuno mandei uma mensagem prestando conta de como foi a ação e
avisando que estaria indo embora, para minha surpresa ele começou a me mandar
mensagens falado que precisava de mais uma coisa e colocou”...? ” Eu sem entender
perguntei “não entendi chefe”, em seguida ele me manda uma foto de um copo de
caipira falando que a esposa dele tinha ido viajar que estava sozinho e queria
companhia que estaria me esperando, no impulso respondi “está doido chefe”, e ele
respondeu “não, vou deixar o portão aberto é só entrar”, só coloquei para ele ”bom final
de semana, até segunda” eu jamais passaria por cima dos meus valores para manter
um emprego isso vai muito além do trabalho é sobre o que é certo e o errado não
estava disposta a compactuar com essa atitude. A partir daí tudo mudou só que para a
pior as cobranças estavam diferentes as demandas aumentavam a cada dia tudo que
eu fazia já não era mais satisfatório para ele eu já estava no meu limite e só me
recordava da famosa frase de SÓCRATES “ Só sei que nada sei” chegava a ser
cômico, avia pedi desligamento em uma ótima empresa e agora estava sendo punida
por não compactuar com algo que vai contra os meus princípios e valores. Sempre fiz o
meu trabalho com muita transparência, dedicação, responsabilidade, honestidade e
sendo leal aos valores da cia apesar de todo o esforço acabei sendo desligada no dia
de uma reunião de ciclo com apenas 1 ano, agi com a maior naturalidade já que estava
esperando por isso, fiquei chateada pelas circunstâncias, mas eu não poderia encerrar
meu ciclo dessa maneira já que o que me levou a ser demitida não foi baixa
performance.
Fui para a casa tranquilamente, sabia que meu e-mail empresarial ainda estaria
funcionando fiz um desabafo e abri meu coração expus tudo que passei na empresa o
assédio sexual, moral e principalmente a falta de caráter do meu superior expliquei que
a empresa tem obrigações com seus funcionários como a saúde mental passar
segurança e dá o respaldo é o mínimo que se espera de um ambiente de trabalho
saudável. Coloquei em cópia a alta patente diretores executivos de diversos
departamentos, gerentes, coordenadores e RH me lembro até hoje do título do e-mail
“Tudo que devemos fazer para permanecer na CIA” já que eu tinha feito tudo certo e
tinham me desligado, já aquele que não possui um pingo de ética ainda permanecia lá,
fiz o anexo dos print de WhatsApp do assédio e mandei.
Não fiquei feliz em fazer isso, mas a empresa precisa ser mais humana.
Levo aprendizados e o pensamento de SÓCRATES “ Transforme as pedras que você
tropeça nas pedras de sua escada”.

Etapa 2 - Identificação de dilema ético: há uma resposta certa?

Eu trabalho como supervisora de merchandising é preciso ter uma boa interface com
vendas para que eu possa desenvolver junto com a minha equipe um bom trabalho, me
deparei com um dilema ético recentemente pois envolvia outro setor.
As vendas na empresa são feitas por representantes com contrato assinado para que o
funcionário e empresa tenham seus direitos resguardados, os representantes podem ter
mais de uma pasta de venda, desde que não seja do mesmo seguimento nesse caso
(massa industrial) macarrão.
Eu estava em roteiro em uma rede de supermercado no interior do Paraná quando me
deparei com a esposa do representante abastecendo macarrão de uma empresa
concorrente, até ai tudo bem, mas ela é funcionaria registrada na empresa dele e ela só
abastece as empresas que ele faz a representação então ele estava fazendo a venda
de duas empresa de massas concorrentes diretas, avia o conflito de interesses já que
no contato existe uma cláusula que os mesmo não podem representar duas empresas
do mesmo seguimento. Para ter 100% de certeza e não ser injusta com o meu colega,
liguei na empresa de massa que ele também estava representando e fingi ter um
comercio na região expliquei que gostaria de estar conhecendo melhor os produtos que
eu já tinha o telefone de um representante, mas não sabia se ele estava correto ela
confirmou o nome e número de telefone.
Eu sabia que o representante estava tendo uma atitude antiética se beneficiando de
informações confidenciais para interesse próprio.

Etapa 3 - Fundamentação da solução mediante a análise de modelos éticos.

Antes de tomar qualquer decisão o meu dever moral era agir com justiça e me perguntei
se erra certo ou errado, justo ou injusto em denunciar o ato do meu colega, se não de
certa forma estaria compactuando com as atitudes ilícitas dele então não foi difícil saber
que o certo a fazer.
Considerei alguns pontos para não acusar ninguém e acabar sendo injusta.
 Analisei o fato com cautela
 Me certifiquei de que se trava de algo verídico
 Juntei as provas ex. áudio da ligação que eu fiz para a empresa e as fotos da
esposa dele abastecendo a massa concorrente.
Não existe uma regra para ligar com esse dilema, a situação não é confortável, mas
não é difícil fazer a coisa certa. Por mais difícil que possa parecer devemos agir com
ética, valores morais, profissionais e pessoais.

Etapa 4 - Apresentação de uma solução justa ao dilema ético

Não tenho a intenção de prejudicar meu colega, mas tenho o dever de agir com ética
profissional, falar a verdade fazer o que é correto, agir com educação, respeito e ser
discreto para que o problema em questão não vire fofoca. Primeiramente marcarei uma
reunião com o meu superior e explicarei o acontecido para mim é muito importante
respeitar a hierarquia em seguida passei a situação para o superior do meu colega para
que juntos com transparência possamos encontrar uma maneira de conduzir o assunto
aos responsáveis para que fique a cargo deles decidirem o que fazer.
Para mim o mais importante era conduzir a situação dentro dos meus valores pessoais,
usando o conceito clássico de ARISTÓTELES “A virtude moral é uma consequência do
habito. Nós nos tornamos os que fazemos repetidamente. Ou seja: nós nos tornamos
justos ao praticarmos atos justos, controlados ao praticarmos atos de autocontrole,
corajosos ao praticarmos atos de bravura”.
Referências
https://www.gov.br/cidadania/pt-br/acesso-a-
informacao/governanca/integridade/campanhas/etica-assedio-moral-e-assedio-sexual-
no-ambiente-de-trabalho
https://www.youtube.com/watch?v=pEXhGE7Fd6s
https://organicsnewsbrasil.com.br/atitudes-sustentaveis/cidadania/bons-exemplos-etica-
profissional/
https://www.ibccoaching.com.br/portal/coaching-carreira/dilemas-eticos-o-que-sao-
como-lidar-com-eles/
https://www.direitoprofissional.com/metodos-adequados-de-solucao-de-conflitos/
https://www.in.gov.br/en/web/dou/-/portaria-mc-n-602-de-5-de-fevereiro-de-2021-
302559395
https://www.frasesdobem.com.br/frases-sobre-etica#lista3
https://corporativo.nestle.com.br/trabalha-na-nestle/buscar-vagas/area-de-
carreira/marketing
https://www.storyboardthat.com/pt/articles/e/dilema
https://www.sbcoaching.com.br/etica-no-trabalho/
https://eadpucpr.blackboard.com/webapps/blackboard/content/listContentEditable.jsp?
content_id=258329&course_id=_2681_1&semana=2
https://www.sbcoaching.com.br/etica-profissional-importancia/
https://www.jrmcoaching.com.br/blog/o-que-sao-dilemas-eticos-como-lidar/
https://www.diariodocentrodomundo.com.br/aristoteles-e-a-etica-das-virtudes/
https://www.pensador.com/frases_john_stuart_mill/2/

Código de Conduta Ética do Ministério da Cidadania 

Você também pode gostar