Você está na página 1de 2

Ministério da Cultura e ORQUESTRA

Secretaria Municipal de Cultura apresentam SINFÔNICA


SOLISTAS MUNICIPAL
ORQUESTRA programação e ingressos
SINFÔNICA theatromunicipal.org.br
MUNICIPAL A história da Sinfônica Municipal se confunde com a da música orquestral em São Paulo. Cria-

ORQUESTRA

MUNICIPAL
siga o municipal nas redes sociais

SINFÔNICA
da em 1920 com vocação para a ópera, veio suprir uma carência de grupos orquestrais em São
gustav @theatromunicipalsp
Paulo. Estiveram à frente da orquestra os maestros Arturo de Angelis, Zacharias Autuori, Edoar-
@theatromunicipal
mahler do Guarnieri, Lion Kasniefski, Souza Lima, Eleazar de Carvalho, Armando Belardi, entre outros.
@municipalsp
sinfonia nº 8 /theatromunicipalsp Roberto Minczuk é o atual regente da Orquestra Sinfônica Municipal (OSM).
02 e 03 fotos ou vídeos no theatro?
março 2018 publique com
GABRIELLA PACE ROSANA LAMOSA RAISSA AMARAL DENISE DE FREITAS
#eunomunicipal e #bisnomunicipal
SOPRANO I
MAGNA PECCATRIX
SOPRANO II
UNA POENITENTIUM
SOPRANO III
MATER GLORIOSA
CONTRALTO I
MULIER SAMARITANA
CORO
LÍRICO
Dúvidas/Sugestões: escuta.municipal@institutoodeon.org.
br; ouvidoriaftm@prefeitura.sp.gov.br Coro regular do Theatro Municipal de São Paulo, possui solistas que se apresentam em mon-
tagens de óperas do próprio espaço, além de concertos da Orquestra Sinfônica Municipal. Foi
criado em 1939 e tem como regente atual o maestro Mario Zaccaro.

sinfonia nº 8
mahler
gustav
ANA LUCIA BENEDETTI FERNANDO PORTARI LÍCIO BRUNO SÁVIO SPERANDIO
CORAL
CONTRALTO II TENOR BARÍTONO BAIXO PAULISTANO
MARIA AEGYPTIACA DOCTOR MARIANUS PATER ECSTATICUS PATER PROFUNDUS

Com a proposta de levar a música brasileira ao Theatro Municipal de São Paulo, em 1936, por ini-

02 e 03 março 2018
ciativa de Mário de Andrade, foi criado o Coral Paulistano. Marco da história da música em São Pau-
ROBERTO lo, o grupo foi um dos muitos desdobramentos da Semana de Arte Moderna de 1922. Atualmente,
MINCZUK
desenvolve intensa programação própria e atua em concertos com a Orquestra Sinfônica Municipal.
Fez sua estreia internacional à frente da Filarmônica de Nova York, na qual foi maestro associado. O Coral Paulistano tem como regente titular a maestrina Naomi Munakata.
Após isso, regeu mais de 100 orquestras internacionais. Foi diretor artístico do Festival Inter-
nacional de Inverno de Campos do Jordão, diretor artístico adjunto da Orquestra Sinfônica do
CORO
Estado de São Paulo (Osesp), diretor artístico do Theatro Municipal do Rio de Janeiro e maestro INFANTOJUVENIL
titular da Orquestra Sinfônica de Ribeirão Preto, sendo o primeiro artista a receber o Prêmio
ConcertArte de Ribeirão Preto. Venceu o Grammy Latino e foi indicado ao Grammy Americano O Coro Infantojuvenil da Escola Municipal de Música de São Paulo foi criado durante a ges-
com o álbum Jobim Sinfônico. Atualmente, é maestro titular da Orquestra Sinfônica Municipal tão de Marisa Fonterrada, coordenadora artística da Escola Municipal de Música de 1977 a
de São Paulo e maestro emérito da Orquestra Sinfônica Brasileira, da qual foi regente titular de 1986. O grupo foi assumido pela maestrina Regina Kinjo em 2011, que o dirige até os dias
2005 a 2015, e maestro emérito da Orquestra Filarmônica de Calgary, no Canadá. atuais. Atividade obrigatória para os alunos da Escola Municipal de Música com até 14 anos
de idade, a participação no Coro Infantojuvenil objetiva o desenvolvimento de repertório
coral adequado à referida faixa etária, além da prática de solfejo e de exercícios técnicos
vocais e respiratórios.

O Theatro Municipal de São Paulo faz parte da Secretaria Municipal de Cultura.


FICHA TÉCNICA Diretor de Operações e Finanças Gilliard Tavares** Marco Cancello** Piano Antonieta Bastos Renato Tenreiro Marly Jaquiel Ramos Anabel Cunha de Souza
Jimmy Keller Segundos-violinos Oboés Cecília Moita* Cláudia Neves Rúben de Oliveira Narilane Camacho Ananda de Souza Abreu Pastore
“Acabo de terminar minha Oitava. É a maior de todas que compus até agora. É PREFEITURA MUNICIPAL DE Andréa Campos* Alexandre Ficarelli* Celesta Elaine Morais Sérgio Sagica Raquel Manoel Angelo Nagao da Silva Francisco
SÃO PAULO Diretora de Projetos e Maria Fernanda Krug* Rodrigo Nagamori* Anderson Brenner** Elayne Caser Valter Estefano Rosemeire Moreira Asaph Sousa Bastos
tão original de conteúdo e de forma que não consigo descrevê-la por escrito. Prefeito Conformidades Nadilson Gama Marcos Mincov Harmônio Jacy Guarany Samira Abdalla Hassan Auanne Victória da Silva Miranda
Imagine o universo pondo-se a cantar e a tocar. Não são vozes humanas, mas João Doria Ana Carolina Lara Roberto Faria Lopes Rodolfo Hatakeyama** Felipe Bernardo** Juliana Starling Barítonos Sira Milani Brunno Rodrigues da Silva
Secretário Municipal de Cultura Wellington Rebouças Victor Astorga** Órgão Márcia Costa Alessandro Gismano Vanessa Mello de Sousa Daniel Jailton de Lima Pereira
planetas e sóis a girar”. André Luiz Pompeia Sturm Diretora Executiva – Theatro André Luccas Clarinetes Delphim Porto** Milena Tarasiuk Daniel Lee Daniela Cristina da Silva
FUNDAÇÃO THEATRO Municipal de São Paulo Djavan Caetano Camila Barrientos Ossio* Percussão Monique Rodrigues David Marcondes Contraltos Debora Macuco Bonini
MUNICIPAL DE SÃO PAULO Tatyana Rubim Evelyn Carmo Tiago Francisco Naguel* Marcelo Camargo* Diógenes Gomes Adriana Clis Diana Mihuaru Itikawa Sakurai
Assim o compositor austríaco Gustav Mahler (1860-1911) descreveu, em carta ao regente Gerente de Comunicação Fábio Chamma Diogo Maia Santos César Simão Mezzos Sopranos       Eduardo Paniza Andreia Abreu Eduardo Henrique Ferreira
holandês Willem Mengelberg (1871-1951), sua Sinfonia N. 8, destinada a ser a mais ambiciosa Diretora Geral Hannah Drumond Helena Piccazio Domingos Elias Magno Bissoli Ana Carolina Sant’Anna Guilherme Rosa Gilzane Castellan Emilly de Lima Espíndola
Renata Araújo Gerente Financeiro Mizael da Silva Júnior Marta Vidigal Sérgio Ricardo Silva Coutinho Carla Campinas Jang Ho Joo Kátia Novaes Rocha Eric Neves Silveira
criação de um autor marcado por criações ambiciosas. Se, para Mahler, cada sinfonia deveria Diretor de Formação Justino Santos Oxana Dragos Edmilson Nery** Thiago Lamattina Caroline Jadach Jessé Vieira Helder Savir Gabrielle Nycolle Gomes Silvestre
Sérgio Chnee Gerente de operações Ricardo Bem-Haja Fagotes Tímpanos Cláudia Arcos Márcio Marangon Lucia Peterlevitz de Oliveira
“abarcar o mundo”, naquela que, não por acaso, seria conhecida como “Sinfonia dos Mil”, ele
Conselho Deliberativo Roberta Kfuri Ugo Kageyama Matthew Taylor* Danilo Valle* Heloísa Junqueira Miguel Csuzlinovics Regina Lucatto Iara Bonfim de Carvalho
parecia desejar englobar todo o cosmos. André Sturm – Secretário Municipal Gerente de Planejamento e Violas Marcelo Toni Márcia Fernandes* Zuzu Belmonte Roberto Fabel Samira Kalil Rahal Isadora de Lima Brito Ferreira
de Cultura Projetos Alexandre de León* Marcos Fokin Juliana Valadares Sandro Bodilon Silvana Ferreira Isis Zala Cristensen
A Oitava foi uma obra “de férias”, escrita no verão, quando ele descansava de suas ocupações de Marcos Cartum Ingrid Melo Silvio Catto* Osvanilson Castro * Chefe de naipe Keila de Moraes Sebastião Teixeira Taiane Ferreira Gomes Jéssica de Oliveira Alcântara
regente da Ópera de Viena. Em junho de 1906, Mahler recolheu-se a Maiernigg, às margens do Michelle Rodrigues Gabriel Gerente de Produção e Abrahão Saraiva Matheus Barroso** ** Músico convidado Lígia Monteiro Tânia Viana Jhonatan de Freitas
Diósnio Machado Neto Programação Adriana Schincariol Trompas Marilu Figueiredo Baixos Vera Platt João de São Pedro Carciofi
lago alpino Wörthersee e, em oito semanas (tempo recorde para uma obra de tamanha dimen- Eugênia Sansone Regiane Miciano Bruno de Luna André Ficarelli* CORO LÍRICO Mônica Martins Ary Souza Lima Julia Camargo de Lima
são e complexidade), concluiu a partitura, de estrutura peculiar: a primeira parte é constituída Rafael Thomas Cindy Folly Thiago Ariel* Robertha Faury Claudio Guimarães Tenores Julia Silva Borges
Conselho Fiscal ORQUESTRA SINFÔNICA Eduardo Cordeiro Eric Gomes da Silva Regente Titular Fernando Gazoni Fábio Diniz Leticia Yin Chun Lin
do hino cristão de Pentecostes “Veni Creator Spiritus” (“Vem, Espírito Criador”), do século IX, Almir Orestes Diogo MUNICIPAL (OSM) Eric Schafer Licciardi Rafael Fróes Mário Zaccaro Contralto Leonardo Pace Fernando Grecco Lis Damery Alves Carvalho
enquanto a segunda funciona como uma espécie de oratório, musicando o final da segunda par- Ahmed Sameer El Khatib Jessica Wyatt Rogério Martinez Celeste Moraes Marcos Carvalho Fernando Mattos Maria Clara Verderame
Otávio Carneiro de Souza Regente titular Pedro Visockas Vagner Rebouças Regente Assistente Clarice Rodrigues Matheus França Gilberto Chaves Maria Eduarda Nascimento Camilo
te de um dos monumentos da literatura germânica: “Fausto”, de Goethe. Desde a estreia, sob a Nascimento Roberto Minczuk Roberta Marcinkowski Daniel Filho** Sérgio Wernec Elaine Martorano Orlando Marcos José Palomares Mariana Neves Silveira
Ricardo Mellão Tiago Vieira José Costa** Lídia Schäffer Rafael Thomas Marcus Loureiro Marina Garcia Custódio
batuta do compositor, em Munique, em 1910, a Oitava vem sendo saudada como manifestação
Edson Claro Gerente Violoncelos Trompetes Pianistas Magda Painno Rogério Nunes Pedro Vaccari Melissa Miki Yamakawa Junqueira
vibrante de otimismo e fé, e culminação do repertório sinfônico austro-germânico. Eliane Ostrowski Rodrigo Morte Mauro Brucoli* Fernando Lopez* Marcos Aragoni Mara Alvarenga   Sérgio Righini Ricardo Iozi Mikaela Akeme Rocha da Silva
Juliana Martins Rocha Assistente Raïff Dantas Barreto* Marcos Motta* Marizilda Hein Ribeiro Margarete Loureiro Thiago Montenegro Nathalya Souza De Lucca
Emerson Onofre Pereira Mariana Bonzanini Mariana Amaral Breno Fleury Maria Favoinni CORAL PAULISTANO Paolla Souza De Lucca
Irineu Franco Perpétuo Mariana Jerusa de Oliveira Pacheco Inspetor Moisés Ferreira Eduardo Madeira Inspetoria Vera Ritter Baixos Patrick Mizuki Matsubara
Carlos Nunes Alberto Kanji Thiago Araújo Thais Vieira Gregório Regente titular Ademir Costa Paulo César Gonçalves de Lima
INSTITUTO ODEON Auxiliar Cristina Manescu Albert dos Santos** Primeiros Tenores     Naomi Munakata Jan Szot Rhaissa Amorim Souza
Gabriel Cardoso Vieira Joel de Souza Carlos Sulpício** Aprendiz Alexandre Bialecki Regente assistente Jonas Mendes Renata Garcia Custódio
Conselho Administrativo Aprendiz Maria Eduarda Canabarro Edmilson Gomes** Camila Pereira dos Santos Antônio Carlos Britto Maíra Ferreira José Maria Cardoso Santiago Rodrigues Bogado Lins
Éder Sá Alves Campos Priscila Campos Teresa Catto Trombones Primeiros Sopranos Dimas do Carmo Pianistas Josué Alves Gomes Winnye Alcantara Borges
Edmundo de Novaes Gomes Primeiros-violinos Adriana Lombardi** Eduardo Machado* Adriana Magalhães Eduardo Góes Renato Figueiredo Marcelo Santos Yanni Gomes Sutt
Emília Andrade Paiva Abner Landim (spalla)* Contrabaixos Raphael Campos da Paixão** Berenice Barreira Eduardo Trindade Rosana Civile Paulo Vaz
Flavio Alcoforado Pablo de León (spalla)* Brian Fountain* Hugo Ksenhuk Elizabeth Ratzersdorf Luciano Silveira Gerente de Coro Xavier Silva SOLISTAS DO CONCERTO
Eloísa Elena Alejandro Aldana Taís Gomes* Luiz Cruz Graziela Sanchez Marcello Vannucci Valdemir Aparecido da Silva Vicente Sampaio Gabriella Pace, Rosana Lamosa,
Bruno Ramos Pereira Martin Tuksa Adriano Costa Chaves Marim Meira Laryssa Alvarazi Márcio Valle Inspetor Yuri Souza Raissa Amaral – Sopranos
Iran Almeida Pordeus Adriano Mello Sanderson Cortez Paz Tiago Azevedo** Ludmila de Carvalho Miguel Geraldi João Blásio Ana Lucia Benedetti, Denise de
Alexis Vargas Edgar Leite André Teruo Wagner Polistchuk** Marivone Caetano Rúbens Medina Auxiliar Administrativo Pianistas Freitas – Mezzo-sopranos
Renato Beschizza Fabian Figueiredo Miguel Dombrowski Fernando Chipoletti** Marta Mauler Walter Fawcett Odilon Vital Renato Figueiredo Fernando Portari – Tenor
Fábio Brucoli Vinicius Paranhos Tuba Rita Marques Sopranos Rosana Civile Lício Bruno – Barítono
Conselho Fiscal Fernando Travassos Walter Müller Luiz Serralheiro* Rosana Barakat Segundo Tenores Adriana Hye Kim Sávio Sperandio – Baixo
Mônica Moreira Francisco Krug Flautas Bandolim Sandra Félix Alex Flores Aymée Wentz CORO INFANTOJUVENIL
Diretor Presidente Heitor Fujinami Cássia Carrascoza* Camilo Carrara** Sarah Chen Eduardo Pinho Dênia Campos
Carlos Gradim John Spindler Marcelo Barboza* Pedro Ramos** Viviane Rocha Fernando de Castro Eliane Aquino Regente
Liliana Chiriac Andrea Vilella Harpa Gilmar Ayres Indhyra Gonfio Barboza Regina Kinjo
Diretora Executiva Paulo Calligopoulos Cristina Poles Jennifer Campbell* Segundos Sopranos Luiz Doné Larissa Lacerda Alunos do Coro
Eleonora Santa Rosa Rafael Bion Loro Renan Mendes Paola Baron* Angélica Feital Paulo Chamié Queiroz Luciana Crepaldi Abner Amorim Souza

Você também pode gostar