Você está na página 1de 2

Plano de atividade/aula

TÍTULO
Autor
Data

Sobre a atividade

BREVE DESCRIÇÃO
(Uma boa descrição da atividade inclui o tema/assunto, atividades dos alunos e as relações
que existem com uma unidade de aprendizagem mais ampla ou projeto de turma)
 
PRÉ-REQUISITOS
(Pense sobre a informação, competências, ou recursos que os alunos possam necessitar para
conseguirem cumprir os objetivos)
 
DURAÇÃO (HORAS)
(Quanto tempo necessitarão os alunos para a atividade? A estimativa de tempo deve ter em
conta a diversidade dos alunos e permitir alguma flexibilidade e opções para alcançarem os
objetivos)
 
Aplicação

FINALIDADE (PLANO AULA, PLANO ATIVIDADE…)


Esta atividade pedagógica também é útil como aprendizagem profissional? Será que poderá
ser útil para uma aula de Inglês ou uma aula de Estudos Sociais? Tem uma abrangência que
outros possam aprender com as suas atividades?)
 
NÍVEL DE ENSINO / ANO DE ESCOLARIDADE
(Inclua os anos/ nível de escolaridade mais amplo possível para que o seu plano possa ser
usado por um maior espetro de destinatários e ajudar outros professores).
 
ÁREA DISCIPLINAR
(Para além da sua área disciplinar pense noutras que possam beneficiar do seu plano. Inclua
outras áreas de forma a ampliar o alcance da sua atividade)

CURRÍCULO
(Use as metas curriculares para enquadrar o seu plano de atividade)

Objetivos

OBJETIVOS GERAIS
(Quando desenhar os objetivos gerais, evidencie os resultados a atingir e não os meios para os
alcançar. Deste modo, garantirá maior flexibilidade na forma como os alunos podem alcançar
os objetivos e captará os pontos fortes dum maior número de alunos)
 

Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home


OBJETIVOS ESPECÍFICOS
(Crie objetivos que sejam concretos, específicos e mensuráveis que levem os alunos a cumprir
os objetivos gerais e ajudem a fazer ajustamentos à metodologia de ensino)

DIVERSIDADE
(Não existe aluno «médio» mas sim uma diversidade enorme de alunos para quem esta
atividade tem de funcionar. Considere a diversidade de alunos na sua turma como um
trunfo que pode levar a ampliar a sua abordagem e desenho da aprendizagem. Centre-se em
tirar vantagem dessa diversidade na sua turma em vez de pensar nas fragilidades ou pontos
fortes dos alunos, a nível individual)
 

Avaliação

AVALIAÇÃO FORMATIVA
(Utilize a avaliação formativa como uma oportunidade para os alunos praticarem ou para você
aferir o nível de envolvimento deles. Use os resultados para orientar o seu ensino e para dar
feedback aos alunos sobre os respetivos progressos)
 
AVALIAÇÃO SUMATIVA
(Use a avaliação sumativa de forma flexível para obter um quadro rigoroso das competências e
conhecimentos dos alunos. Use a avaliação para aferir o sucesso da sua atividade/aula e se
chegou à grande maioria dos alunos, e com base nela introduza melhorias na atividade/aula
seguinte)

Metodologia
INÍCIO

DURANTE

FIM
Materiais e Recursos
(Inclua materiais diversos e instrumentos flexíveis para a diversidade dos alunos, respetiva
recetividade, motivação, como agem sobre a informação. Materiais e meios flexíveis são muito
efetivos no apoio aos alunos à medida que vão atingindo os objetivos)

RECURSOS
(incluir recursos)

Reflexão do autor

Traduzido e adaptado de http://udlexchange.cast.org/home

Você também pode gostar