Você está na página 1de 5

Curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Ciências da Computação

Banco de Dados
Prof.ª Mª Maria Rita Almeida Gonzaga

2. Modelos de dados, esquemas e instâncias.

2.1 Modelo

Representação abstrata de aspectos específicos sobre uma determinada realidade


que permite compreender um conceito, ideia ou objeto antes de sua existência real. Um
modelo deve ser construído com objetivos bem definidos que determinem os
aspectos importantes a serem representados

Exemplo: maquete de um prédio, mapa geográfico, DFD, planta baixa

3. Modelo de Dados

Conjunto de ferramentas conceituais que permite construir esquemas de banco de


dados, ou seja, representar a estrutura de um BD: tipos de dados, relacionamentos,
semânticas e restrições.

Um modelo de dados disponibiliza abstrações para representar dados, relacionamentos


entre os dados, semântica e restrições de integridade dobre os dados.

Um modelo de dados deve ser capaz de representar os dados de forma a obedecer aos
requisitos da aplicação e retratar o mais fielmente possível o mundo real modelado.

A maioria dos modelos de dados incluem também um conjunto de operações que


podem ser usadas para especificar recuperação e atualização dos dados.

Descrição
Modelo formal da
Mundo
Conceitual realidade
Real
MER

Modelo
Seres,objetos,fatos, Descritivo
conceitos

Descrição que
Descrição
Modelo pode ser
informal da Lógico processada
realidade Operacional por
MRN computador

Diretivas de
mapeamento

Modelo Descrição da
organização
Regras de Físico de cadeias de
mapeamento MySQL bits

1
Curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Ciências da Computação
Banco de Dados
Prof.ª Mª Maria Rita Almeida Gonzaga

4. Projeto Conceitual de Banco de dados

4.1 Definição

É o processo de examinar os requisitos de dados de uma


aplicação/atividade/ambiente e produzir um esquema conceitual do banco de dados que
atendam esses requisitos independentemente de características específicas do ambiente
computacional disponível

4.2 Modelagem Conceitual e Modelo Conceitual

A modelagem conceitual é um processo pelo qual uma realidade que é objeto de


interesse pode ser representada através dos construtores existentes em um modelo
conceitual de dados. Na modelagem conceitual de dados utiliza-se muito do processo de
abstração, ou seja, abstrair-se de detalhes ou aspectos irrelevantes para o
entendimento/descrição de alguma coisa (problema/objeto/realidade) e concentrar-se nos
aspectos fundamentais dessa coisa, necessários ao objetivo pretendido. Assim, na
modelagem conceitual de dados o objetivo principal é conseguir representar da
melhor maneira possível os dados necessários existentes para uma aplicação sem
considerar aspectos de implementação física desses dados. O modelo de dados é um
conjunto de conceitos formais (construtores do modelo) utilizados para representar os
dados, seus relacionamentos e as regras que esses dados devem obedecer para serem
considerados consistentes.

4.3 Modelo Entidade-Relacionamento

O Modelo Entidade-Relacionamento é atualmente o modelo de dados mais utilizado


no projeto conceitual de banco de dados

 Construtores
Entidade: é o conceito fundamental do modelo e representa uma “coisa”, um
“objeto” do mundo real com existência independente. Pode ser um objeto com
existência física, tangível (uma pessoa, um automóvel etc.) ou pode ser um
objeto com existência conceitual (uma empresa, um empregado, uma disciplina
etc.).

Exemplos:

Objeto físico ou jurídico: Funcionário, Candidato, Fornecedor, Cliente,


Empresa.
Documento: Nota-fiscal, Pedido-Venda, Ordem-Compra, Cotação
Local: Almoxarifado, Unidade-Industrial, Departamento.
Tabela: Unidade de Federação, Centro-Custo, Código-Fiscal.
Histórico: Venda Acumulada, Histórico-Cargo.
Ente-Material: Matéria-Prima, Produto, Peça-Reposição.
Enfim: toda gama necessária para armazenar as informações do sistema.

Representação:

Aluno

2
Curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Ciências da Computação
Banco de Dados
Prof.ª Mª Maria Rita Almeida Gonzaga

Atributo: é uma propriedade ou característica que qualifica ou quantifica uma entidade.


Cada atributo de uma entidade tem um valor vinculado a si. O conjunto dos valores dos
atributos associados a uma entidade forma a maior parte dos dados de uma base de
dados.

Nomenclatura básica de Atributos

Sigla Significado
Cd Codigo
Ds Descrição
Dt Data
Nm Nome
Nr Numero
Qt Quantidade
Sg Sigla
Tp Tipo
Tx Taxa
Vl Valor

Os atributos de uma entidade podem ser classificados em:

Atributos identificadores (chave) e atributos não identificadores


Atributos atômicos (simples) ou atributos compostos (endereço: logradouro,
quadra, lote)
Atributos monovalorados ou atributos multivalorados (telefones, email)
Atributos derivados (qtde de empréstimos, idade)
Atributos nulo (com valor nulo, empregado que não possui dependentes)

Domínio de atributo: é o conjunto dos valores que podem ser vinculados ao


atributo de uma entidade.

Representação:

Determinante
Composto

NomeAtributo Multivalorado *

4.4 Tipos de Entidades

Tipo de entidade (conjunto entidade): é um conjunto de entidades que possuem


atributos comuns. A definição do tipo de entidade é chamada de esquema do tipo de
entidade e representa a sua intenção. Cada entidade é uma instância do tipo de entidade
ao qual ela pertence. O conjunto de instâncias representa a extensão do tipo de entidade.
Exemplo: um tipo de entidade Empregado representa o conjunto de empregados que
existe no ambiente que está sendo modelado.

3
Curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Ciências da Computação
Banco de Dados
Prof.ª Mª Maria Rita Almeida Gonzaga

Instância de Relacionamento: é a associação entre entidades que representa uma


associação existente no mundo real modelado. Um relacionamento pode ser caracterizado
adicionalmente por um conjunto de atributos. ri=(e1,e2,...en)
Exemplo de instância de relacionamento: aluno João cursa disciplina BD.
ri=(João,bd)

Tipo de Relacionamento (conjunto relacionamento): é o conjunto de


relacionamentos de mesma natureza que envolve os mesmos tipos de entidades e que
tenham os mesmos atributos.

Grau de Relacionamento: é o número de tipos de entidade que estão sendo


associadas pelo tipo de relacionamento. Podem ser unários, binários, ternários etc
Nomes ou papéis de relacionamento: é o nome que se dá ao papel
desempenhado por uma entidade dentro do relacionamento
Relacionamento de grau n X relacionamento binário: um relacionamento de
grau n pode não ter a mesma semântica de m relacionamentos de grau 2 ligando as n
entidades em pares
Representação:

Cursa

Entidade Fraca: é uma entidade que não pode ser identificada univocamente por
nenhum subconjunto dos seus próprios atributos. Para a identificação de uma entidade
fraca é necessária a associação de um subconjunto de seus atributos com um atributo de
uma outra entidade a qual ela está vinculada. A entidade fraca depende da existência
de uma outra entidade. Um tipo de entidade fraca é o conjunto de entidades fracas
que têm as mesmas características (mesmos atributos). A entidade fraca depende da
existência de um entidade principal e é identificada pelo relacionamento que tem
com essa entidade principal juntamente com um conjunto de atributos próprios.

Exemplo: uma entidade DEPENDENTE é uma entidade fraca da entidade


EMPREGADO.

Especialização: (partição) representam conjuntos de entidades que se subdividem em


categorias com atributos parcialmente distintos.

Agregação: conjunto de entidades formado pelo agrupamento das informações de um


conjunto de relacionamento e dos conjuntos de entidades a ele associados.

4
Curso Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas e Ciências da Computação
Banco de Dados
Prof.ª Mª Maria Rita Almeida Gonzaga

Construa o Modelo de Entidade e Relacionamento dos exercícios abaixo:

1- Um professor está habilitado para lecionar várias disciplinas, uma disciplina pode ser
lecionada por vários professores.

2- Uma empresa fabrica vários tipos de carros, e um carro só pode ser fabricado por uma
empresa.

3- Um candidato pode se inscrever em vários concursos, um concurso pode conter a


inscrição de vários candidatos.

4- Um prefeito administra uma cidade, e uma cidade só pode administrada por um prefeito.

5- Um médico trata de vários pacientes, e um paciente pode ser tratado por vários médicos.

6- O aluno cursa disciplinas lecionadas por apenas um professor, uma disciplina é cursada
por vários alunos, um professor leciona diversas disciplinas e uma disciplina possui vários
alunos.

7- Uma locadora de veículos possui vários automóveis. Cada automóvel pode ser locado por
vários clientes, e um cliente pode locar vários automóveis.

8- Uma empresa pode realizar vários concursos públicos, um concurso pode oferecer vários
cargos aos candidatos, cada candidato só pode concorrer a apenas um cargo.

9- Um Banco pode possuir várias agências bancárias, uma agência pode gerenciar várias
contas, uma conta pode pertencer a vários clientes, e um cliente pode ter várias contas.

10- Uma empresa pode executar vários projetos em qualquer localidade do nosso País, um
projeto pode conter a participação de vários funcionários, cada funcionário está lotado em
apenas um departamento, um departamento lota vários funcionários, um projeto é
administrado por um departamento, e um departamento pode administrar vários projetos.

11-Um filme ( nome, atores, categoria, duração) possui vários exemplares. Um cliente
(nome, endereço, telefones) pode realizar vários empréstimos. Um exemplar de um filme
pode estar em vários empréstimos. Um empréstimo pode conter vários exemplares de
filmes.

12- Especialização/Generalização ( Particionamento ) - Cada funcionário (nome, RG,


CPF, endereço, dependentes, telefones) está subordinado a um departamento (código,
descrição), cada departamento possui vários funcionários, um funcionário pode ser
motorista ( habilitação, acidentes: data, culpa), secretárias ( línguas ), engenheiros
(Especialidades), cada funcionário ( engenheiro ) pode participar de vários projetos, um
projeto pode ter a participação de vários engenheiros, cada funcionário (motorista) está
habilitado para conduzir vários veículos (tipo, marca, placa) e um veículo pode ser conduzido
por vários funcionários (motorista).

Você também pode gostar