Você está na página 1de 24

PRESERVANDO

BRASÍLIA
Igreja Nossa
Senhora de Fátima
Foto: Alexandre Borim
Superintendência do Iphan
no Distrito Federal

PRESERVANDO
BRASÍLIA
Igreja Nossa
Senhora de Fátima

Brasília
Iphan
2021
Foto: Alexandre Borim
APRESENTAÇÃO
O Iphan é a autarquia federal vinculada ao Ministério
do Turismo que há mais de oitenta anos responde
pela preservação do Patrimônio Cultural Brasileiro.
Cabe ao Iphan proteger e promover os bens culturais
do País, assegurando sua permanência e seu
usufruto para as gerações presentes e futuras. O
Iphan responde também pela conservação, pela
salvaguarda e pelo monitoramento dos bens culturais
brasileiros inscritos na Lista do Patrimônio Mundial,
como é o caso do Conjunto Urbanístico de Brasília.

O Iphan tem por missão “promover e coordenar o


processo de preservação do patrimônio cultural
brasileiro para fortalecer identidades, garantir o direito
à memória e contribuir para o desenvolvimento
socioeconômico do país”. Parte desta prática
consiste em assessorar os gestores dos bens na
construção de uma consistente política patrimonial
que resulte em eficiente manutenção e preservação
do objeto em questão.
Visando a atender a este propósito, foi concebida a Danos decorrentes do tempo e do uso, fissuras,
ação Preservando Brasília, que tem por objetivo descascamento, arranhões, e manchas de
conscientizar os gestores dos bens da importância de umidade, nos pilares e na cobertura. As fissuras
um plano de manutenção condizente com a devem ser investigadas para avaliação das
preservação dos valores patrimoniais. Adicionalmente, condições estruturais.
a ação visa a criar uma aproximação entre o Iphan e os
agentes responsáveis pelos bens, externando o desejo Agrupamento de agentes biológicos em diversos
desta instituição de fortalecer a construção de uma pontos da edificação. A presença de insetos
gestão compartilhada, desempenhando o seu papel pode indicar a presença de umidade elevada no
de assessoramento para o Patrimônio Cultural. local, criando as condições necessárias para o
surgimento de patologias conhecidas, como a
Nesse sentido, viemos por meio deste apresentar oxirredução da armadura ou a despassivação do
nossas considerações sobre este importantíssimo concreto.
espaço de grande interesse patrimonial, a Igreja Nossa
Senhora de Fátima, que está inserida no perímetro O acesso principal, em esquadria de madeira,
tombado do Conjunto Urbanístico de Brasília, inscrito está com o painel treliçado com marcas de
no Livro do Tombo Histórico sob nº 532, em desgaste pelo uso, arranhões, sujeira e
14/03/1990. O referido tombamento foi regulamentado descascamento da pintura. A estrutura está
pela Portaria nº 314-IPHAN, de 08/10/1992; esta, por fragilizada após repetidas ações de vandalismo.
sua vez, detalhada pela Portaria nº 166-IPHAN, de Instalações elétricas impróprias pela aparente
11/05/2016. A Igrejinha foi tombada provisoriamente situação de improviso e ausência de padrão
em 2007 e em definitivo em 2017, como parte do coerente com o bem. Fiação aparente e sistema
conjunto das obras de Oscar Niemeyer, inscrita no de iluminação indireta substituídas por lâmpadas
Livro do Tombo das Belas Artes, sob nº 737. As individuais.
considerações são baseadas em relatório
técnico-fotográfico feito pelo corpo técnico realizado Painel interno, de autoria de Francisco Galeno,
no âmbito da Superintendência do Iphan no Distrito está com marcas de desgaste: sujidades e
Federal. arranhões devido ao hábito de encostar as
cadeiras “extras” nas paredes internas, causando
Ao longo dos anos, a Igrejinha foi consolidada como uma constante fricção que danifica o painel de
importante marco da arquitetura moderna e espaço madeira, além de manchas na base do painel
icônico de Brasília. Foi construída e inaugurada, devido à limpeza inadequada.
inclusive, antes mesmo da inauguração na nova capital
federal. E assim como outros importantes O Iphan, enquanto responsável pela proteção e
monumentos da cidade, hoje a Igrejinha incorpora preservação do patrimônio, coloca-se à
marcas temporais. No seu processo de disposição para colaborar nesse processo e
envelhecimento, o espaço hoje se encontra em mau aguardamos o encaminhamento do
estado de conservação. Passou, ainda, por várias planejamento do GDF referente à manutenção e
intervenções, algumas realizadas de modo à conservação da Igreja Nossa Senhora de
responsável, importantes para a permanência de seu Fátima.
espírito no tempo. São alguns dos problemas
encontrados que consideramos importante destacar: Com a união desses esforços, estamos certos de
que este importantíssimo bem cultural do país
Má conservação, sujidades, substituições indevidas, será resguardado para o presente e para as
descoloração e fissuras no característico painel de futuras gerações de brasileiros.
azulejos de Athos Bulcão, componente da fachada
externa.

Saulo Santos Diniz


Superintendente do Iphan no DF
PRESERVANDO BRASÍLIA
Igreja Nossa Senhora de Fátima

A seguir, buscamos evidenciar o estado de conservação da Igreja Nossa


Senhora de Fátima,, a Igrejinha, e destacamos alguns problemas que
podem ser objeto de intervenção por parte dos gestores do espaço e dos
espaços circunvizinhos.

Abaixo, consta o mapa geral do espaço da Igrejinha, a identificação dos


elementos que o compõem e, na sequência, fotografias que evidenciam o
estado de preservação e conservação do bem tombado.

3
8 9
16
13 14 15

12

1 10 17

2 11

6
4
5

Área externa – Praça da Igreja


Vistoria realizada no dia 02 de agosto de 2021 para verificar
as condições de conservação da Igreja Nossa Senhora de
Fátima (Igrejinha) na EQS 307/308.

Análise externa da edificação


E
Vistoria realizada no dia 02 de agosto de 2021 para verificar
H as condições de conservação da Igreja Nossa Senhora de
D
F Fátima (Igrejinha) na EQS 307/308. Importante registrar
C que, de forma geral, a pintura externa dos pilares e laje da
B G
I
edificação encontram-se desgastados,
A necessitando repintura.

Análise interna da edificação


Vistoria realizada no dia 02 de agosto de 2021 para verificar
as condições de conservação da Igreja Nossa Senhora de
Fátima (Igrejinha) na EQS 307/308.
3

PRESERVANDO BRASÍLIA
2
1

Igreja Nossa Senhora de Fátima


Área externa – Praça da Igreja | Vistoria realizada em 02.08.21

1 Piso da praça reformado apenas em


parte, na área próxima à Superquadra
307. Ausência de bancos nessa área.
Lixeiras sem padronização. Por ter sido
realizada durante o período vespertino,
não foi possível verificar durante a
vistoria as condições do sistema de
iluminação da praça.

2 Trecho da praça próximo à


Superquadra 308, sem alterações.
Piso com deformidades. Mobiliário
urbano com deformidades, partes
lascadas e com ferragens aparentes.
Jardim mal cuidado, forração vegetal
sem continuidade.

3 Espaço destinado às velas (denominado


crematório de velas) em péssimas condições
de manutenção, com fissuras, infiltrações,
sujidades e deformidades. O piso do local
encontra-se irregular, apresentando espécies
vegetais entre as juntas.
8 9

PRESERVANDO BRASÍLIA
16
13 14 15

Igreja Nossa Senhora de Fátima


12

10 17
11

6
Análise externa | Vistoria realizada em 02.08.21
4
5

4 5

Pilar frontal com grande fissura


horizontal e descascamentos.

Pilar frontal com grande fissura


horizontal próximo à base, arranhões
no sentido vertical e descascamento
da pintura. Na base do pilar e nas
suas quinas, verifica-se o grande
desgaste do revestimento e a sujeira
decorrente do uso.

6 Pilar frontal com fissuras horizontais em dois


pontos na parte superior. Fiação exposta.
8 9

PRESERVANDO BRASÍLIA
16
13 14 15

Igreja Nossa Senhora de Fátima


12

10 17
11

6
Análise externa | Vistoria realizada em 02.08.21
4
5

Aparente agrupamento de
agentes biológicos. Não foi
possível especificar qual.

8 Pilar posterior esquerdo com fissuras horizontais,


sujeira e manchas de umidade na base. Fissuras
próximo ao topo. Descascamento da pintura.

Presença de insetos (não se pode determinar qual


espécie) no encontro entre pilar e laje. A presença
de insetos pode indicar a presença de umidade
elevada no local, criando as condições necessárias
para o surgimento de patologias conhecidas como
a oxirredução da armadura ou a despassivação do
concreto.
8 9

PRESERVANDO BRASÍLIA
16
13 14 15

Igreja Nossa Senhora de Fátima


12

10 17
11

6
Análise externa | Vistoria realizada em 02.08.21
4
5

9 Pilar posterior direito com fissuras.


Sujidades e manchas de umidade
na base.

10 Cobertura com fissuras.

11 Painel de azulejos, parede esquerda. Base


da parede desgastada, azulejos sujos e
manchados. Observa-se a presen a de
vegeta o na base da parede revestida
pelos azulejos, o que dificulta e prejudica
a sua manutenção.
8 9

PRESERVANDO BRASÍLIA
16
13 14 15

Igreja Nossa Senhora de Fátima


12

10 17
11

6
Análise externa | Vistoria realizada em 02.08.21
4
5

12 Esquadria presente na fachada


lateral esquerda com rachaduras
na soleira e no portal.

13 Fachada posterior, esquadrias com


vidros em más condições. Azulejos
sujos e com fissuras.

14 Fachada posterior, esquadrias com vidros


e estrutura metálica em más condições.
Acabamento superior da janela com
pintura descascando. Azulejos sujos,
desbotados, manchados e com fissuras.
8 9

PRESERVANDO BRASÍLIA
16
13 14 15

Igreja Nossa Senhora de Fátima


12

10 17
11

6
Análise externa | Vistoria realizada em 02.08.21
4
5

15 Peitoril da esquadria com sinais de


deterioração e pintura gasta. Azulejos
sujos e com fissuras. Esquadria com
vidros quebrados. Peitoril com sinais
de deterioração e pintura gasta.

16 Fachada posterior com azulejos sujos,


desbotados e com fissuras. Sinais de
carbonização em azulejos próximos
ao chão.

17 Fachada lateral direita. Fissuras em


azulejos e peças de cores diferentes.

Fissura longa em azulejos


e peças de cores
diferentes.
E
PRESERVANDO BRASÍLIA
Igreja Nossa Senhora de Fátima
H
D
F
C
B G
I
A

Análise interna | Vistoria realizada em 02.08.21

A Painel de madeira que faz o


acabamento frontal, descolando.
Verifica-se ainda desgastes do
acabamento e manchas de
umidade na base.

B Esquadria de abertura principal, painel


treliçado com marcas de desgaste pelo
uso, arranhões, sujeira e descascamento
da pintura.

Ripas substituídas após ação


de vandalismo.

C Detalhes da parede de fixação da


esquadria treliçada. Instalações
elétricas impróprias pela aparente
situação de improviso e ausência de
padrão coerente com o bem.
Desgaste de pintura, sujidades.
E
PRESERVANDO BRASÍLIA
Igreja Nossa Senhora de Fátima
H
D
F
C
B G
I
A

Análise interna | Vistoria realizada em 02.08.21

D Painel pintado por Galeno com


marcas de desgaste: sujidades e
arranhões devido ao hábito de
encostar as cadeiras “extras” nas
paredes internas, causando uma
constante fricção que danifica o
painel de madeira.

Desgaste da pintura no painel


pintado por Galeno. Manchas na
base do painel devido à limpeza
inadequada.

E Pintura de autoria desconhecida, atribuída


aos operários em condições de exposição
sem cuidados. A instalação de grades que
correm sobre a pintura prejudicam a
visualização da obra.

F Laje com manchas no interior da


nave que aparentam decorrer da
exposição à umidade indevida.
E
PRESERVANDO BRASÍLIA
Igreja Nossa Senhora de Fátima
H
D
F
C
B G
I
A

Análise interna | Vistoria realizada em 02.08.21

G Mobiliário em más condições, com


estofado descosturado em alguns
locais. Piso encerado com marcas de
uso, arranhões e desgastes das peças.

H Condições do painel de Francisco Galeno


com desgaste e manchas na base.

I Refletores substituídos por


lâmpadas aparentes. Instalação
elétrica aparente. A linguagem de
tais equipamentos não corresponde
ao edifício de arquitetura moderna.
Foto: Alexandre Borim