Você está na página 1de 34

Jogos

e Recreação
1. Solucionando Déficit de Atenção Mediante
as Novas Tecnologias de Ensino e Aprendizagem:
Pontos Positivos e Negativos 4

2. O Uso de Jogos e Brincadeiras na Educação Infantil:


Primeiras Aproximações ao Contexto Educacional 23

3. Referências Bibliográficas 33

02
03
JOGOS E RECREAÇÃO

1. Solucionando Déficit de Atenção Mediante as No-


vas Tecnologias de Ensino e Aprendizagem: Pon-
tos Positivos e Negativos

Fonte: Escolas Disruptivas1

Q uando se fala nas novas tecnolo-


gias de informação para a im-
Em nosso estudo nesta aposti-
la, nossa intenção é persuadir você,
plementação de jogos, recreação e caro (a) aluno (a) a entender a gravi-
desenvolvimento motor da criança dade da situação e a responsabilida-
no processo de ensino e aprendiza- de que se deve ter para se utilizar es-
gem, é preciso ser realista e dizer tas tecnologias de informação e re-
que nem todos os educadores con- creação na educação para uma boa
cordam com o manuseio de tecnolo- prática metodológica.
gias de informação e até de ludismo A maioria das pessoas na atu-
dentro e fora da sala de aula. alidade dispõe de celulares, note-

1 Retirado em https://escolasdisruptivas.com.br/escolas-do-seculo-xxi/alunos-com-dificuldades-de-concen-
tracao/

4
JOGOS E RECREAÇÃO

books, calculadoras, relógios, ta- tecnologias e métodos a serem em-


blets, Ipods e tantas outras ferra- pregados para ilustrar e ampliar o
mentas úteis para contribuir para o conhecimento.
crescimento e o desenvolvimento da Diante dessas reflexões, é cor-
humanidade que se utilizadas corre- rente a afirmação de que muitos mé-
tamente podem surtir um efeito ex- todos pedagógicos que versam sobre
celente no que tange a uma educação a aprendizagem exigem que o aluno
de qualidade. exercite sua imaginação ao invés de
Crianças, jovens e adolescen- a ferramenta tecnológica pensar ou
tes também têm sido um público al- fazer o trabalho por ele.
vo destas tecnologias que a cada dia É neste sentido e pertinência
têm se tornado cada vez mais co- de análise que o tema ora discutido
muns dentro do universo educacio- nesta apostila (Jogos, Recreação e
nal. Desenvolvimento motor) se torna
Em nosso estudo, queremos tão importante para o desenvolvi-
persuadir a você, caro (a) aluno (a) mento do aluno. Usar as tecnologias
que estas ferramentas, se mal utili- para ampliar o que já existe e não
zadas, podem ser meras distrações e substituir. Os gregos sempre defen-
peças fundamentais para degradar a diam a ideia de “corpo são e mente
educação e corromper o espírito do sã”.
ser humano tornando-o alienável e Este foi um dos principais ar-
extremamente dependente de uma gumentos apresentados em um inte-
tecnologia que o descarte como pro- ressante estudo feito por uma revis-
fissional ao mesmo tempo que impe- ta eletrônica “SAFETEC” o qual fez
de sua evolução e crescimento den- um importante levantamento sobre
tro do mercado. o tema construção. Veja a argumen-
O que está em jogo em nossa tação apresentada pela referida re-
discussão é reforçar e fomentar o vista:
bom uso de tais metodologias para
Cada vez menos as pessoas es-
o crescimento e desenvolvimento tão utilizando caneta e papel
do aluno. para escrever, inclusive das es-
Tanto de um lado quanto de colas. É bastante comum que os
alunos utilizam tablets, notebo-
outro, como argumentamos acima, oks e até mesmo o celular para
o fato que está em jogo é a responsa- fazer as anotações das aulas e
bilidade que o aluno e o professor trabalhos escolares.
Por um lado, isso é bom porque
devem possuir para manusear essas facilita quando o aluno precisa

5
JOGOS E RECREAÇÃO

fazer uma pesquisa sobre al- que se o aluno não erra, ele não trei-
gum assunto que o professor
na a sua percepção, ele não exercita
está tratando em sala de aula,
além de economizar em cader- a sua capacidade de produzir sua
nos, lápis, borracha e caneta. própria ortografia feita com suas
No entanto, escrever à mão é
uma prática que não deve ser
próprias mãos, como foi menciona-
extinta das salas de aula. Os es- do no texto, e esse fator se torna um
tudantes precisam exercitar a elemento danoso para o aluno na
escrita para não ficarem depen-
dentes de seus dispositivos tec-
sua capacidade de criação, elabora-
nológicos.2 ção e escrita no momento em que ele
for solicitado a fazer uma redação
Quando se fala em tecnologia para o ENEM - Exame Nacional do
de informação, não se pode ignorar Ensino Médio por exemplo onde ele
o fato de que o que se fala nessa cita- deve fazer uma redação escrita à
ção acima seja os dois lados da situ- mão por exemplo.
ação do uso de tais tecnologias. Como se verifica no fragmento
O autor deste artigo chama a acima, podemos afirmar que errar
atenção para o fato de que a prática faz parte do crescimento humano,
de escrita à mão está deixando de ser onde a dor, a frustração, o fracasso
executada nas escolas e substituída também são importantes ferramen-
pela digitação e também pelos pro- tas para o crescimento e amadureci-
gramas que facilitam a escrita. mento do ser humano.
Quando uma criança começa a Por outro lado, outra revista
se utilizar dessas tecnologias com eletrônica que também versa sobre o
softwares de escrita como o Micro- assunto possui uma outra linha de
soft Word por exemplo, é sabido que raciocínio deste universo de análise
este corrige determinadas palavras trazendo outros elementos para ana-
grafando-as corretamente, marcan- lisarmos o que está em jogo nesse
do pontuação de vírgulas, dentre ou- universo relacionado à educação.
tras vantagens que essa ferramenta De acordo com um importante
oferece para alavancar o desenvolvi- e relevante artigo produzido na re-
mento cognitivo da escrita do aluno. vista “Transformação Digital” o refe-
Entretanto ao fazer um sim- rido autor salienta que:
ples julgamento de técnica que versa
sobre o assunto, é preciso perceber Com a chegada da era digital, a
educação deu um salto, o acesso

2SAFETEC – EDUCAÇÃO. PONTOS NEGATIVOS DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: 6 PRINCIPAIS MA-


LEFÍCIOS PARA FICAR ATENTO. Revista eletrônica. Disponível em: https://educadordofuturo.com.br/tec-
nologia-na-educacao/pontos-negativos-tecnologia-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.

6
JOGOS E RECREAÇÃO

ao conhecimento tornou-se al- mano no universo educacional, pre-


go muito fácil, pois os recursos
cisam que o ser humano também
e as ferramentas disponíveis
contribuem de forma significa- exercite suas habilidades motoras,
tiva para o desenvolvimento de intelectuais e racionais para que sua
novas habilidades.
A transformação digital possi-
evolução não seja somente para ope-
bilita avanços, mas, ao mesmo racionalizar sistemas, máquinas e
tempo, exige mudanças que o ferramentas tecnológicas, mas tam-
ser humano precisa estar dis-
posto a fazer para se adaptar
bém que ele seja capaz de evoluir en-
aos novos desafios em diversos quanto ser humano tendo suas capa-
setores da sociedade, inclusive, cidades motoras e evolutivas preser-
no setor educacional.3
vadas e plenamente exercitadas.
Isso por si, só já seria muito in-
Com base nesta segunda linha
teressante para que uma pessoa que
de raciocínio, essa revista endossa
se utilize de tecnologia possa tam-
todas as argumentações elencadas
bém utilizar seu campo motor para
no início da construção dessa aposti-
se desenvolver.
la, uma vez que, esse autor lança luz
O que acontece nos dias de
sobra a importância tecnológica que
hoje é uma supervalorização de uma
essas novas ferramentas trazem pa-
tecnologia, em meio à um desprepa-
ra a educação ao também elencar e
ro maduro para operacionalizar es-
chamar a atenção para as mudanças
sas ferramentas e também uma má
que o ser humano deve também es-
vontade por parte de alguns dos pro-
tar disposto a fazer para acompa-
fissionais de educação que cami-
nhar tal evolução, que em nosso caso
nham em direção oposta ao uso de
de estudo se destina também à área
tecnologias para ampliar e melhorar
da educação.
a qualidade de ensino.
Ao estabelecer um paralelo en-
No próximo tópico dessa apos-
tre as citações acima, é preciso levar
tila estaremos discutindo estas
em conta que para que a educação
questões para exemplificarmos de
consiga unir o útil ao agradável é
forma mais coerente e precisa os fa-
preciso que educadores e educandos
tores e alguns dos exemplos que
estejam em uma perfeita sintonia
concorrem para que este embate
para usufruir destas ferramentas
prejudique a qualidade da educação
que ao mesmo tempo que ampliam a
e fomente este importante debate de
capacidade de desenvolvimento hu-

3TRANSFORMAÇÃO DIGITAL. O papel do professor diante das novas tecnologias de informação. Revista
Eletrônica. Disponível em: https://transformacaodigital.com/educacao/o-papel-do-professor-diante-das-no-
vas-tecnologias-na-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.

7
JOGOS E RECREAÇÃO

linhas de raciocínio que construí- nologias de informação é muito co-


mos ao elaborar essa apostila. mum de ser exemplificado com o
Ainda seguindo a linha de ra- manuseio de celular por exemplo.
ciocínio apresentada em nosso es- Como foi argumentado no frag-
tudo para entender os problemas re- mento acima, muitos dos alunos se
lacionados ao uso de tecnologias de prendem à uma “bolha” dentro de re-
informação na educação e a utiliza- des sociais e estabelece comunicações
ção de jogos, recreação e desenvolvi- e conversas paralelas as quais ele não
mento motor nas crianças, a autora consegue acompanhar o desenvolvi-
do estudo “SAFETEC” informa um mento da aula ministrada pelo profes-
segundo elemento muito importante sor ou simplesmente, considera que
que contribui como ponto negativo suas relações interpessoais são na
para a utilização de tecnologias de verdade mais importante que os pro-
cedimentos e ensinamentos ministra-
informação em sala de aula. Segun-
dos pelo professor em sala de aula.
do a referida instituição:
Este tipo de problema têm sido
muito comum de ser apresentado no
Ao implementar a tecnologia no
processo de aprendizagem, é cotidiano escolar e fomentado até
fundamental não deixar que os mesmo processos criminais como o
alunos se prendam em suas bo- que apresentaremos a seguir:
lhas particulares. O legal é utili-
zar a tecnologia para incentivar
a colaboração e o trabalho em A polêmica do uso de celular em
equipe, sem deixar de lado as sala de aula chegou aos tribu-
interações offline. nais depois que um aluno pro-
Não atentar-se para esse male- cessou o seu professor por ter
fício pode enfraquecer as habi- tomado o aparelho no meio da
lidades do aluno de construir aula. O episódio aconteceu em
relações interpessoais e de soci- Tobias Barreto, no Sergipe, e
alizar com os colegas. Além dis- teve a decisão do juiz Eliezer Si-
so, o estudante pode desenvol- queira de Souza Junior a favor
ver problemas psicológicos, co- do docente. O magistrado apro-
mo depressão e ansiedade.4 veitou a sentença para criticar
as novelas, reality-shows e a os-
tentação, considerados pelo
O problema da “socialização” magistrado como contra a edu-
do aluno mediante o usufruto de tec- cação.5

4 SAFETEC - EDUCAÇÃO. PONTOS NEGATIVOS DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: 6 PRINCIPAIS MALE-


FÍCIOS PARA FICAR ATENTO. Revista eletrônica. Disponível em: https://educadordofuturo.com.br/tecno-
logia-na-educacao/pontos-negativos-tecnologia-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.
5 CLARO, Marcelo. Aluno processa professor por celular retirado em sala de aula e perde. Disponível em:

https://www.noticiasead.com.br/noticias/1264-aluno-processa-professor-por-celular-retirado-em-sala-de-
aula-e-perde. Acesso em: 18/05/2021.

8
JOGOS E RECREAÇÃO

O fato que estamos mencio- Humanos mostram um aumen-


to de 30% nos casos de violên-
nando para enriquecer nossa abor-
cia doméstica desde que o esta-
dagem relacionado ao tema é para do de calamidade pública foi
ilustrar o que estamos argumentan- decretado no Brasil. E, apesar
de ainda não ter dados numéri-
do ao longo da apresentação dessa cos, a Delegacia de Crimes Ci-
temática quando se fala em utiliza- bernéticos do Paraná aponta
ção de tecnologias de informação em que também houve aumento de
casos de crimes cibernéticos,
sala de aula. como a exploração sexual in-
Além desse caso na aborda- fantil na internet, durante a
gem, verifica-se também que tal fer- pandemia.
Muitas dessas vítimas convi-
ramenta pode contribuir para o en- vem, diretamente com o abusa-
fraquecimento de construção de re- dor, porque ele cria estratégias
des de relacionamentos pessoais ao na internet ou acaba se aproxi-
mando da família da vítima ou
passo que fomenta a construção de de amigos próximos. Para evi-
relacionamentos virtuais, o que po- tar essas situações, o delegado
de ser danoso também para o aluno, José Barreto de Macedo Junior,
do Núcleo de Combate aos Ci-
uma vez que ele fica exposto ao uni- bercrimes (Nuciber) da Polícia
verso virtual em um ambiente em Civil do Paraná, alerta que os
que muitas das vezes é desconhecido pais devem monitorar o que os
filhos estão fazendo na internet.
e perigoso como apresentaremos no "O pedófilo tem formas de se
exemplo a seguir: aproximar e ganha a confiança
da vítima aos poucos, inclusive,
pode conseguir informação pe-
O isolamento social imposto
los amigos", ressalta.
pela pandemia do novo corona-
Macedo Junior afirma que o fa-
vírus não afetou apenas a rotina
to de as crianças e adolescentes
de adultos e idosos. Em casa,
ficarem em casa bastante tem-
para seguir as medidas de dis-
po e com as telas disponíveis o
tanciamento e sem frequentar a
tempo todo por causa da crise
escola desde março, crianças e
da Covid-19 tem colaborado pa-
adolescentes podem estar ainda
ra a ampliação desse tipo de cri-
mais vulneráveis devido ao con-
me. "É algo perigoso dar acesso
tato com o mundo virtual. Entre
livre à internet para as crianças.
outros problemas, o risco de se
Uma dica é deixar as redes soci-
tornarem vítimas de pedófilos
ais delas privadas", sugere.
que atuam na rede aumentou,
Segundo o delegado, o compar-
de acordo com especialistas ou-
tilhamento, produção e arma-
vidos pela Gazeta do Povo.
zenamento desse tipo de con-
A pedofilia virtual é mais uma
teúdo também são crimes pre-
das fragilidades que se potenci-
vistos no Estatuto da Criança e
aliza dentro das famílias nesse
do Adolescente (ECA). O abusa-
período de crise. Dados da Ou-
dor que induzir a criança ou o
vidoria Nacional dos Direitos
adolescente a fazer algum ato

9
JOGOS E RECREAÇÃO

sexual pela internet, em caso de consideráveis mudanças nesse uni-


condenação, pode pegar de 4 a
verso.
8 anos de prisão. Os casos mais
comuns são de pedófilos que Segundo ele: “em um passado
pedem esse tipo de conteúdo, não muito distante, a educação utili-
foto ou vídeo, para as vítimas,
por meio de perfis fakes em re-
zava uma metodologia mecânica,
des sociais. muito autoritária em que professor
Geralmente, os indivíduos tam- era apenas o detentor e o transmis-
bém tentam marcar encontros
se passando por outros adoles-
sor do conhecimento, sem levar em
centes. “Existe toda essa gama consideração a subjetividade de ca-
de crimes que o abusador pode da um.”7
praticar. Se alguém perceber is-
so ou receber o conteúdo, de-
Paulo Freire foi o criador dessa
nuncie essa prática”, orienta.6 linha de raciocínio onde ele conse-
guiu enxergar a educação como um
Como se verifica no fragmento elemento revolucionário que fizesse
citado acima, crianças e adolescen- com que um cidadão comum tivesse
tes ficam bem expostos ao desco- a atitude de um revolucionário in-
nhecido e tendem a se irritar muito, vertendo a lógica da educação. Veja
como foi o caso apresentado anteri- o que ele fala sobre essa atividade:
ormente quando um aluno proces-
sou um professor por ter lhe retirado Sem teoria Revolucionária não
seu celular, ao passo que vemos nes- pode haver movimento revolu-
cionário”, significa precisamen-
te último exemplo os riscos e perigos te que não há revolução com
que ocorrem no universo virtual que verbalismos, nem tampouco
necessita de todo cuidado que, acaba com ativismo, mas com práxis,
portanto, com reflexão e ação
sendo pouco diante dos perigos sobre as estruturas a serem
apresentados. transformadas.8
Por outro lado, o autor da re-
vista “Transformação Digital” apre- Ao analisar essa dinâmica de
senta outras considerações relacio- se empoderar o aluno de elementos
nadas ao manuseio dessa tecnologia informativos os quais os professores
de informação que se propõe a fazer não possuem uma dinâmica ou con-

6 BILCHES, Willian. Alerta aos pais: pedofilia virtual aumenta no Brasil em meio à pandemia. Disponível em:
https://www.gazetadopovo.com.br/vida-e-cidadania/alerta-aos-pais-pedofilia-virtual-aumenta-no-brasil-
em-meio-a-pandemia/ Copyright © 2021, Gazeta do Povo. Todos os direitos reservados. Acesso em:
18/05/2021.
7 TRANSFORMAÇÃO DIGITAL. O papel do professor diante das novas tecnologias de informação. Revista

Eletrônica. Disponível em: https://transformacaodigital.com/educacao/o-papel-do-professor-diante-das-no-


vas-tecnologias-na-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.
8 FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido. 58 ed. Rio de Janeiro - RJ: Paz e Terra, pág. 185.

10
JOGOS E RECREAÇÃO

trole para que o aluno consiga ter Mas daí vem uma pergunta:
seu manuseio controlado pelo do- Com qual ferramenta o professor
cente, podemos inferir que essa poderá controlar o acesso e o manu-
ideia fica um pouco vaga no que seio de celulares, tablets e ferramen-
tange à realidade existente dentro da tas de informação de seus alunos?
sala de aula. No exemplo abaixo apresenta-
No entanto, o elemento tecno- remos um aplicativo em que o pro-
lógico, segundo o autor do artigo que fessor o diretor escolar junto aos
ora discutimos salienta algo muito pais do aluno poderão acompanhar
significativo e importante para em tempo real o que seus filhos es-
acrescentarmos neste estudo. Se- tão pesquisando nas redes sociais no
gundo ele: momento em que estão na escola.
Veja o exemplo abaixo:
Diante de tal importância, ade-
rir aos avanços tecnológicos na O modelo que vem sendo usado
educação significa, para o pro- nas escolas mais modernas do
fessor, investir em si próprio e país é o ERP - sigla em inglês
possibilitar ao outro o acesso à para Sistema de Gestão Empre-
informação e ao conhecimento, sarial -, que nada mais é que um
transformando-o e permitindo método de gestão aplicado a
que ele próprio seja o agente instituições de ensino. Com ele
transformador de ambas as his- é possível, por exemplo, que os
tórias.9 pais de alunos acompanhem em
tempo real e em qualquer lugar
Com base na citação do autor, o desempenho de seus filhos na
sala de aula.
acreditamos que a conveniência de
Quer um exemplo? O Smart,
sua ideia para o campo da educação também desenvolvido pela
seja algo muito salutar, pois com Starline. Uma plataforma de
gestão escolar que agrega espa-
essa análise acreditamos que seja ço para as obrigações financei-
muito coerente que o professor deve ras e acadêmicas, sem despre-
ministrar determinado conteúdo se zar o contato com o professor e
o aluno. Com isso, você pode
utilizando de ferramentas tecnológi- acompanhar de perto os resul-
cas tendo condições de estar cons- tados acadêmicos e o desenvol-
tantemente vigiando, mediando, vimentos de seus estudantes,
organizar documentos essenci-
planejando e orquestrando todo o ais de cada um deles - histórico
conteúdo a ser visualizado e utiliza- escolar, boletim, por exemplo -
do pelo seu aluno. e outras vantagens.

9TRANSFORMAÇÃO DIGITAL. O papel do professor diante das novas tecnologias de informação. Revista
Eletrônica. Disponível em: https://transformacaodigital.com/educacao/o-papel-do-professor-diante-das-no-
vas-tecnologias-na-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.

11
JOGOS E RECREAÇÃO

O conteúdo é totalmente dispo- O uso de aplicativos e de plata-


nibilizado pela internet, permi- formas de ensino para divulgar
tindo o acesso de gestores, do- materiais, atividades, provas e
centes, pais de alunos e estu- notas, por exemplo, precisa
dantes em qualquer lugar. contar com uma tecnologia que
Otimização de vagas de alunos garanta a integridade desses
por turmas. dados e o acesso apenas a pes-
Melhoria no fluxo de informa- soas autorizadas.
ção e processos operacionais.10 Dessa forma, é possível assegu-
rar que nenhuma informação
sigilosa irá vazar e cair nas
Como se verifica, a tecnologia
mãos de pessoas mal intencio-
não é uma direção que se deva esqui- nadas.
var quando se fala em sala de aula. Vale a pena conferir também:
Como implantar a tecnologia
Há dispositivos tecnológicos que fa- em sala de aula gratuitamente.11
cilitam o mapeamento, o rastrea-
mento e principalmente o acompa- Este exemplo é salutar no que
nhamento salutar na aprendizagem se refere à seriedade que se deve ser
do aluno. levada em conta quando se fala na
Com pais, direção escolar e integridade dos alunos sobre seus
professores acompanhando o aluno, trabalhos, estudos, e informações de
as tecnologias serão utilizadas den- caráter pessoal.
tro dos ditames legais e proporcio- Por outro lado, o autor da re-
narão um excelente caminho no que vista “Transformação Digital” traz
tange a aprendizagem do aluno. outras ponderações sobre este tipo
Um outro exemplo argumen- de argumentação apresentada pela
tado pelo autor da revista SAFETEC supracitada revista. Segundo a re-
diz respeito ao risco à segurança das vista Transformação Digital:
informações pelo uso da internet.
Segundo o referido autor: Apesar de existir quem acredita
que a tecnologia representa
Um dos mais preocupantes uma ameaça para o professor,
pontos negativos da tecnologia basta enxergar que, recente-
na educação, quando utilizada mente, ouvia-se dizer que ele
incorretamente, se refere à se- seria substituído pelos recursos
gurança e à privacidade das in- tecnológicos e que deixaria de
formações.

10 PROVA FÁCIL. Revista eletrônica. 10 Ferramentas tecnológicas para Educação: 9. Como gerenciar uma es-
cola com ajuda de tecnologia? Disponível em: https://www.provafacilnaweb.com.br/blog/ferramentas-tecno-
logicas-para-educacao/#8_8211_Como_gerenciar_uma_escola_com_ajuda_da_tecnologia. Acesso em:
18/05/2021.
11 SAFETEC - EDUCAÇÃO. PONTOS NEGATIVOS DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: 6 PRINCIPAIS MA-

LEFÍCIOS PARA FICAR ATENTO. Revista eletrônica. Disponível em: https://educadordofuturo.com.br/tec-


nologia-na-educacao/pontos-negativos-tecnologia-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.

12
JOGOS E RECREAÇÃO

existir de modo presencial. Mas mos essa nova realidade que se des-
isso não aconteceu.
nuda diante de nossos olhos no mo-
Isso porque o papel do profes-
sor diante de novas tecnologias mento em que a humanidade evolui
é imprescindível, ele tornou-se com novas tecnologias de aprendiza-
o elo entre ensino/aprendiza-
gem, ou melhor, ele facilita a
gem e as mesmas exigem um grau de
aquisição do conhecimento a maturidade e principalmente de de-
partir das ferramentas tecnoló- dicação para não somente acompa-
gicas.
Nesse cenário da era digital, é
nhar esse processo, mas também de
interessante que professores saber manuseá-las.
percebam que o mundo evoluiu O famoso professor tradicio-
e que o jeito de fazer educação
hoje não é o mesmo de outrora.
nal, realmente está caindo de circu-
Diante desta realidade, eles lação na medida em que ele fica pre-
precisam trabalhar em conjun- so ao tempo sem se utilizar de novas
to com a tecnologia, contribu-
indo de forma significativa com ferramentas que possam não so-
o aprendizado dos alunos. mente ilustrar, mas também facilitar
Acredita-se que é por meio da e estimular a capacidade de criação
educação que a sociedade pode-
rá vencer as desigualdades soci- do ser humano.
ais, preconceitos e injustiças. Como salienta o autor acima:
Enfim, o papel do professor di- “Sabendo utilizar as ferramentas
ante das novas tecnologias ga-
nha mais força, uma vez que ele tecnológicas, transformando a sua
é o mediador desse processo e postura, quebrando os paradigmas
não mais detentor do conheci- estabelecidos a priori com qualifica-
mento.
Sabendo utilizar as ferramentas ção profissional e compromisso, não
tecnológicas, transformando a há o que temer, pelo contrário: o seu
sua postura, quebrando os pa- papel terá sempre o lugar de desta-
radigmas estabelecidos a priori
com qualificação profissional e que” Idem, Ibidem.
compromisso, não há o que te- Outro ponto que merece des-
mer, pelo contrário: o seu papel taque nessa discussão relacionada
terá sempre o lugar de desta-
que.12 ao uso de tecnologias está relaciona-
da à dispersão da atenção por parte
Com base nesse raciocínio dos alunos que se utilizam de tecno-
apresentado pela referida revista, é logias. Segundo o autor deste estu-
muito importante que compreenda- do:

12TRANSFORMAÇÃO DIGITAL. O papel do professor diante das novas tecnologias de informação. Revista
Eletrônica. Disponível em: https://transformacaodigital.com/educacao/o-papel-do-professor-diante-das-no-
vas-tecnologias-na-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.

13
JOGOS E RECREAÇÃO

O uso indiscriminado de tecno- Professor usa bloqueador de si-


logia na sala pode fazer com que nal de celular em sala de aula
os alunos dispersem a atenção em SP. Bloqueio, segundo pro-
do conteúdo que o professor fessor da FEI, é limitado à sala.
está tentando ensinar. O professor de engenharia elé-
Com um dispositivo conectado trica do Centro Universitário da
à internet, o estudante a sua FEI, em São Bernardo do Cam-
frente possui uma porta aberta po, Márcio Mathias utiliza um
para o mundo. Ou seja, não é bloqueador de sinal de celula-
nada difícil que ele tenha a sua res na sala de aula, conforme
atenção desviada para o feed do reportagem do SPTV.
Instagram.13 Apesar de não ser proibido o
uso do celular na faculdade,
Este é um ponto que têm sido muitos estudantes ficavam
olhando o aparelho e trocando
bastante pontuado pelos professores mensagens. Para evitar que os
que entram em conflito com seus alunos se dispersassem, Ma-
alunos em sala de aula pelo uso in- thias comprou um bloqueador
que emite um ruído que impede
discriminado das redes sociais. É a comunicação entre o telefone
corrente a informação que este tipo e a antena. O bloqueio, segun-
de situação estabelece entre profes- do o professor, é limitado à sala
de aula.14
sores e alunos barreiras instranspo-
níveis. Como foi mencionado anteri- Como está sendo apresentado
ormente até mesmo processos judi- no fragmento acima, verifica-se que
ciais já foram instalados em decor- com o uso de tecnologias para coibir
rência deste tipo de situação. o uso indiscriminado da internet e
O fato interessante seja que a das redes sociais, podem ser de
tecnologia seja utilizada somente du-
grande utilidade para o professor
rante o momento solicitado pelo pro-
controlar o manuseio das tecnolo-
fessor e que esta não prejudique o an-
gias dentro da sala de aula.
damento da aula.
Outro ponto a ser salientado
Da nossa parte apresentare-
pela referida revista (SAFETEC)
mos como sugestão de solução à este
problema uma ferramenta que têm
diz respeito ao que a autora chama
sido muito eficaz dentro da sala de de “competitividade tóxica”. Se-
aula por professores: Os bloqueado- gundo a referida autora:
res de internet.

13 SAFETEC - EDUCAÇÃO. PONTOS NEGATIVOS DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: 6 PRINCIPAIS MA-


LEFÍCIOS PARA FICAR ATENTO. Revista eletrônica. Disponível em: https://educadordofuturo.com.br/tec-
nologia-na-educacao/pontos-negativos-tecnologia-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.
14 Professor usa bloqueador de sinal de celular em sala de aula em SP. Disponível em: http://g1.globo.com/sao-

paulo/noticia/2013/10/professor-usa-bloqueador-de-sinal-de-celular-em-sala-de-aula-em-sp.html. Acesso
em: 18/05/2021.

14
JOGOS E RECREAÇÃO

A implementação incorreta de O Yahoo anunciou nesta segun-


certas tecnologias pode estimu- da-feira (25) a compra de um
lar uma competitividade nada aplicativo criado há dois anos
saudável entre os alunos. Apli- pelo britânico Nick D'Aloisio,
cativos de gamificação, com jo- de apenas 17 anos. A empresa
gos pedagógicos, por exemplo, não divulgou valores, mas es-
podem incentivar os alunos a tima-se que pagará US$ 30 mi-
disputarem excessivamente en- lhões (cerca de R$ 60,2 mi-
tre si caso as dinâmicas não se- lhões) pelo Summly, para lei-
jam colocadas e prática de ma- tura de resumos de notícias em
neira adequada. telefones celulares.16
Por isso, ter acesso aos softwa-
res mais adequados e desenvol-
Outro interessante exemplo
vidos especificamente para as
salas de aula pode fazer toda di- que pode ser mencionado para ilus-
ferença.15 trar este fato que ora debatemos no
transcorrer da construção desta
Há que se considerar um ele- apostila está relacionado aos campe-
mento muito importante no que tan- onatos de gamers muito disputados
gem este tipo de competição, uma na internet. Veja o exemplo que ilus-
vez que o que se possa estar em jogo tra este fato:
seja o simples fato de alunos compe-
tirem entre si para verificar qual de- Qualquer jovem que cresceu jo-
les possui maior habilidade de do- gando videogame já desejou ga-
nhar dinheiro só pra ficar se di-
mínio de um determinado jogo, po-
vertindo dessa maneira. Hoje,
demos dizer da nossa parte este fato com a ascensão dos e-Sports,
pode ser considerado “até de certa esse sonho tem virado realidade
para muitos deles. Incluindo
forma saudável” (é bom deixar isso
Tyler Blevins, conhecido como
bem claro). Ninja, que é uma das estrelas
Uma vez que jogos e de aplica- mundiais do Fortnite, jogo que
rendeu um lucro de US$ 3 bi-
tivos fomentam até mesmo premia- lhões (R$ 11,3 bilhões) à produ-
ções internacionais e têm se tornado tora Epic Games em 2018. Com
um campo a ser explorado por aque- apenas 27 anos, Ninja fez uma
pequena fortuna de US$ 10 mi-
les que se interessam em jogos de lhões (R$ 37,8 milhões) no ano
aplicativos. Veja o exemplo abaixo passado, segundo ele mesmo
que menciona esse fato. afirmou em entrevista à CNN.

15SAFETEC- EDUCAÇÃO. PONTOS NEGATIVOS DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: 6 PRINCIPAIS MALE-


FÍCIOS PARA FICAR ATENTO. Revista eletrônica. Disponível em: https://educadordofuturo.com.br/tecno-
logia-na-educacao/pontos-negativos-tecnologia-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.
16 Milionário aos 17 anos, criador de aplicativo vendido ao Yahoo ensina: vá lá e faça. Disponível em:

https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2013/03/26/milionario-aos-17-anos-criador-de-aplicativo-
vendido-ao-yahoo-ensina-va-la-e-faca.htm?. Acesso em: 18/05/2021.

15
JOGOS E RECREAÇÃO

Como? Principalmente com os aplicativos de jogos na aprendiza-


anúncios publicitários em seu
gem chegamos à um impasse levan-
canal no YouTube, onde ele
transmite ao vivo (prática co- do-se em consideração que esse tipo
nhecida como streaming) seus de tecnologia pode oferecer ao aluno
jogos para mais de 20 milhões
de seguidores. Ele recebe uma
um diferencial em sua vida se bem
pequena receita por cada visua- aproveitado e em consonância com
lização completa dos anúncios todas as disciplinas e normas esta-
que passam antes dos vídeos.
belecidas pela escola, como estamos
Da mesma forma, na platafor- determinando em nosso estudo nes-
ma Twitch, que foi criada exata- ta apostila.
mente para facilitar o contato
de streamers com seus fãs, Nin-
Nesta mesma ótica é preciso
ja tem mais de 12 milhões de se- deixar claro que não se pode trans-
guidores. Lá, entretanto, ele po- formar uma exceção em regra, e nem
de estimular os próprios ga-
nhos com planos de assinatura ao mesmo tempo querer tirar essa
para os fãs, que pagam entre oportunidade que o jovem poderá
US$ 4,99 (R$ 18,90) e US$ 25 desenvolver para tornar sua apren-
(R$ 94,50) por mês para ver o
atleta virtual dizimar adversá- dizagem salutar na medida em que
rios no jogo de tiros e batalhas. estimula a sua imaginação. Este é
um fator que somente a escola po-
Essas duas fontes garantem
70% da renda anual do Ninja, derá determinar e em consonância
segundo o jovem. Mas, confor- com os pais do aluno na medida em
me ganha fama, ele já vê novas que ele realiza todas as atividades
oportunidades aparecerem. Co-
mo contratos de patrocínio e de previstas em seu planejamento de
propaganda, cujas ofertas cres- ensino.
ceram desde que ele apareceu Por outro lado, há controvér-
em um vídeo jogando Fortnite
com o ícone do rap Drake. Na sias que são exemplificadas por ou-
ocasião, Ninja bateu o recorde tros profissionais que veem o uso de
de espectadores simultâneos celulares na escola como um instru-
em uma transmissão ao vivo
feita pelo Twitch.17 mento que pode ocasionar danos aos
alunos. Segundo a professora Ana
Diante da crítica feita pelo au- Maria Dalsasso, o uso de celular pre-
tor do artigo da revista que mencio- judica a aprendizagem. A autora
na como ponto negativo o uso de chama a atenção para o fato de que:

17Saiba como esse jovem fez R$ 37,8 milhões jogando videogame em 2018. Pequenas empresas & Grandes
Negócios. Disponível em: https://revistapegn.globo.com/Tecnologia/noticia/2019/01/saiba-como-esse-jo-
vem-fez-r-37-milhoes-jogando-videogame-em-2018.html. Acesso em: 18/05/2021.

16
JOGOS E RECREAÇÃO

É preciso que os pais limitem o exerce sobre o ser humano ou


uso da tecnologia determinan- imaginar que é possível liber-
do tempo de uso, impondo nor- tar-se dela, é criar ilusões, pois
mas, vigiando, participando, é um caminho sem volta, no en-
propondo outras atividades, tanto buscam-se “receitas” para
praticando esporte, pedalando, minimizar o problema. Idem,
incentivando a leitura de um Ibidem.
bom livro. 18
No fragmento defendido pela
Como se verifica no fragmento referida autora, verifica-se que ela
defendido pela referida autora, a fer- chama a atenção para o fato do vício
ramenta deve ser limitada, levando- ser uma constante na vida de famí-
se em consideração o grau de matu- lias que passam a travar uma verda-
ridade que a criança ou o adolescen- deira guerra dentro de casa para que
te oferece para o manuseio dessa fer- as crianças e os adolescentes possam
ramenta, uma vez que a referida au- ser libertados do vício que desenca-
tora chama a atenção para o fato de deia um sedentarismo que prejudica
que os pais devem estar “determi- suas vidas gerando sérias sequelas.
nando o tempo de uso, impondo Em um recente estudo da Or-
normas, vigiando, participando, ganização Mundial de Saúde - OMS,
propondo outras atividades, prati- foi apresentado alguns elementos
cando esportes, pedalando, incenti- que caracterizam o vício em jogos
vando a leitura de um bom livro.”. eletrônicos os quais podem ser da-
Além disso, a autora chama nosos para os usuários. Veja as ca-
também a atenção para outros ele- racterísticas apresentadas pelo es-
mentos que podem caracterizar situ- tudo:
ações que permitem entender que
jogos podem oferecer danos maiores Falta de controle sobre o jogo
aos usuários. (seja frequência, seja intensi-
dade, seja duração).
Prioriza sempre os jogos em re-
Não raro deparo-me com mães lação a outros interesses da vida
angustiadas pedindo ajuda na e atividades diárias.
busca de alternativas para cor- Continuação ou até escalada do
rigir o vício já instalado nos fi- ato de jogar, apesar de conse-
lhos, mas são conscientes de quências negativas.
que é uma árdua tarefa diante O padrão de comportamento é
do mundo encantado que o de gravidade suficiente para re-
equipamento oferece. Negar a sultar em prejuízo significativo
influência que a “máquina” em áreas pessoais, familiares,

18 DALSASSO, Ana Maria. Uso do celular prejudica a aprendizagem. Disponível em: https://www.sulin-
foco.com.br/uso-do-celular-prejudica-a-aprendizagem/. Acesso em: 18/05/2021.

17
JOGOS E RECREAÇÃO

sociais, educacionais, ocupacio- terais’ que o uso destas tecnologias


nais ou outras áreas importan-
oferecem aos seus usuários.
tes de funcionamento.19
Por fim, a revista SATETEC,
Com base no documento emi- oferece um último elemento muito
tido pela OMS citado no artigo de importante para ser analisado den-
Gabriel Francisco Ribeiro, pode sali- tro do espectro da educação levan-
entar-se que o vício no jogo pode ser do-se em conta o uso de tecnologias
perceptível a partir dos elementos na educação. É o que o autor chama
supracitados, onde os jovens mu- de “crise de identidade”:
dam seu comportamento e se fe-
Encerrando a nossa lista com os
cham para o mundo ao ter que prati-
principais pontos negativos da
car estas atividades que substituem tecnologia na educação, temos
ou tornam as atividades lúdicas que as possíveis crises de identi-
dade dos alunos.
necessitam de recreação menos
No contexto das redes sociais, o
atrativas a estes, fomentando tam- usuário pode ser quem ele qui-
bém a depressão como se verifica os ser. Ele pode mostrar para seus
seguidores e amigos sociais
dados mediante a gravidade da situ- algo que ele não é, assumindo
ação. uma identidade completamen-
Da nossa parte, podemos dizer te diferentes da realidade.
E, quando essas duas identida-
que ao paralelar esse tipo de situação
des se chocam, o aluno pode en-
sempre colocamos a responsabilidade trar em uma crise preocupante.
nas mãos de pais, professores e admi- Por isso, ao tentar inserir a re-
nistração escolar, para que esta possa des sociais como ferramenta
para a educação, é preciso ter
elaborar projetos que versem sobre muito cuidado com perfis falsos
este tipo de atividade que permita que e com a exposição excessiva dos
os jovens desenvolvam atividades en- alunos.20
volvendo jogos eletrônicos.
Mas esta, é uma responsabili- Neste último elemento apre-
dade que a escola, os professores e sentado pelo autor da revista SAFE-
pais devem assumir juntos levando- TEC é muito importante direcionar
se em consideração os “efeitos cola- a nossa atenção para o uso de deter-

19RIBEIRO, Gabriel Francisco. Doença? Calma...Vídeo Games agora é um transtorno mental: como isso pode
ajudar ou atrapalhar quem joga muito? Disponível em: https://www.uol.com.br/vivabem/reportagens-espe-
ciais/o-vicio-em-jogos-e-considerado-disturbio-mental-quais-os-perigos-da-doenca/#cover. Acesso em:
18/05/2021.
20 SAFETEC - EDUCAÇÃO. PONTOS NEGATIVOS DA TECNOLOGIA NA EDUCAÇÃO: 6 PRINCIPAIS MA-

LEFÍCIOS PARA FICAR ATENTO. Revista eletrônica. Disponível em: https://educadordofuturo.com.br/tec-


nologia-na-educacao/pontos-negativos-tecnologia-educacao/. Acesso em: 18/05/2021.

18
JOGOS E RECREAÇÃO

minadas ferramentas em âmbito es- Segundo a ministra da Mulher,


da Família e dos Direitos Hu-
colar. Fazer um cadastro nas redes
manos, Damares Alves, o com-
sociais é uma coisa muito fácil de ser bate à pornografia infantil na
feita. Entretanto é preciso ser realis- internet, um crime que ultra-
passa fronteiras, depende da
ta para se afirmar que este é também união e trabalho de todos. A fala
um campo onde a falsificação de in- foi nesta quarta-feira (29), na
formações como a idade, as fotos e abertura do Fórum Nacional
para a Proteção de Crianças e
até informações de caráter sexual Adolescentes.
podem ser adulteradas. “O mundo ficou moderno e os
E é preciso dizer que bastante criminosos também. Eles estão
se aperfeiçoando. Eles sabem
comum encontrar crianças e adoles- usar muito bem esse instru-
centes cadastradas em sites como fa- mento. Então nós vamos tam-
cebook, instagran, twitter e dentre bém, nós protetores da infân-
cia, aprendermos muito bem a
outros. Este fator, por si só, já ofere- usar esse instrumento, para
ce um grande risco aos usuários, proteger as crianças. Não vive-
mesmo depois de se ter criado leis, mos mais sem a tecnologia. Pre-
cisamos dela, e é com ela que
como a do Artigo 307 do Código Pe- nós vamos proteger as nossas
nal que penaliza os infratores: crianças e adolescentes. Ve-
nham todos para essa jornada”,
pediu.
Art. 307 - Atribuir-se ou atri-
A ministra destacou a impor-
buir a terceiro falsa identidade
tância da família e da escola no
para obter vantagem, em pro-
enfrentamento ao crime. “A fa-
veito próprio ou alheio, ou para
mília é importante nesse pro-
causar dano a outrem:
cesso. A família vai ter que vir
Pena - detenção, de três meses
junto conosco. A escola vai ter
a um ano, ou multa, se o fato
que vir junto conosco”.
não constitui elemento de cri-
Damares Alves afirmou que a
me mais grave.21
criança e o adolescente são pri-
oridades no atual governo; e
O perigo de crianças e adoles- que o direito deles sempre pre-
centes expostos em redes sociais é de- valecerá. “O direito que vai per-
veras sério diante do fato da ocorrên- manecer aqui é o direto de pro-
teção da criança e do adolescen-
cia de abusos sexuais a crianças e ado- te. E a gente vai caminhar nesta
lescentes, como no caso da pedofilia, direção. Quem quiser vir com a
da exploração da sexualidade pre- gente, venha. Primeiro, vai ser a
criança e o adolescente”.
coce, da prostituição infantil além de
Cerca de 2,8 mil pessoas se ins-
crimes como chantagem e demais ti- creveram no Fórum Nacional
pos de violência. para a Proteção de Crianças e

21ARTIGO 307. Código Penal Brasileiro. Disponível em: https://jus.com.br/artigos/83874/perfil-falso-e-


suas-consequencias#:~:text=Art.,elemento%20de%20crime%20mais%20grave. Acesso em: 18/05/2021.

19
JOGOS E RECREAÇÃO

Adolescentes que ocorre nesta ça, também participou da aber-


quarta (29) e quinta-feira (30). tura do Fórum; e informou que
Participam representantes do a pasta tem dado atenção espe-
Executivo, do Judiciário e da cial à investigação e ao combate
sociedade civil. O evento é uma de crimes contra a criança e o
oportunidade para magistra- adolescente, como a pedofilia e
dos, procuradores, defensores a prostituição infantil. Ele
públicos, conselheiros tutela- anunciou que, recentemente,
res, gestores estaduais de edu- foi criado um grupo de traba-
cação e policiais civis comparti- lho, dentro do Ministério, com
lharem experiências e discuti- a missão de construir um proto-
rem políticas públicas e desa- colo específico de investigação
fios nas áreas de prevenção e de crimes contra esse público. A
enfrentamento de violência elaboração desse documento,
contra crianças e adolescentes. segundo o ministro, já está em
O tema é uma das prioridades fase avançada e deve ser finali-
do Ministério da Mulher, da Fa- zado em breve.
mília e dos Direitos Humanos “No Ministério, dei algumas di-
(MMFDH), que organizou o retrizes de atuação, no âmbito
evento junto com o Programa da investigação criminal e no
das Nações Unidas para o De- combate à criminalidade, tanto
senvolvimento (Pnud). à Polícia Federal, quanto à Polí-
Dados do Disque 100, o Disque cia Rodoviária Federal e à Se-
Direitos Humanos, revelam cretaria de Operações Integra-
que, só em 2018, o canal regis- das. Solicitei que dessem enfo-
trou 18,1 mil relatos de violên- que especial a alguns crimes
cia sexual contra crianças e que, por vezes, passam desper-
adolescentes. Desse total, 13,4 cebidos para uma melhor cons-
mil casos foram de abuso se- trução de políticas públicas de
xual; 2,6 mil de exploração se- segurança: crimes contra crian-
xual; e 2 mil de pornografia in- ças e adolescentes, em especial
fantil. pedofilia e prostituição infantil,
Números da organização Safe- além de tráfico de pessoas e trá-
Net, uma instituição sem fins fico de órgãos”, afirmou Men-
lucrativos com foco na promo- donça.
ção e defesa dos direitos huma- O ministro ressaltou que esses
nos na internet, mostram que, crimes envolvem organizações
nos últimos 14 anos, ocorreram criminosas com atuação trans-
mais de 4,1 milhões de denún- nacional. “São crimes pratica-
cias anônimas envolvendo 790 dos por atores que estão em vá-
mil páginas distintas escritas rios países e, portanto, precisa-
em nove idiomas diferentes. mos de uma atuação sistêmica,
Dessas, 255 mil foram desativa- coordenada e integrada, capaz
das. de trazer resultados efetivos”,
O ministro da Justiça e Segu- afirmou o ministro.22
rança Pública, André Mendon-

22GOVERNO DO BRASIL. Governo reforça combate a crimes contra crianças e adolescentes na internet. Dis-
ponível em: https://www.gov.br/pt-br/noticias/justica-e-seguranca/2020/07/governo-reforca-combate-a-
crimes-contra-criancas-e-adolescentes-na-internet. Acesso em: 18/05/2021.

20
JOGOS E RECREAÇÃO

Este tipo de discussão é muito Neste primeiro tópico desta


pertinente ao tema debatido nesta apostila, nossa intenção foi chamar
apostila, uma vez que, para inovar, a atenção para os aspectos positivos
instituições de ensino, pedagogos, e negativos do uso de tecnologias de
profissionais de diferentes campos da informação na sala de aula como
informação vêm produzido um verda- instrumentos lúdicos e recreativos
deiro acervo estratégico no campo para o desenvolvimento motor.
educacional sem verificar os pontos Ao apresentar essa temática
antagônicos que versam sobre estes fomos surpreendidos com temas e
projetos. situações espinhosas que merecem
Como diz a ministra Damares
ser mencionadas para quem está se
Alves em seu artigo, “o mundo ficou
enveredando nos caminhos da edu-
moderno e os criminosos também”.
cação com responsabilidade. Refor-
Proteger as nossas crianças e adoles-
çamos em nossa análise que as tec-
centes desse mal que vêm assolando a
nologias de informação vêm sendo
sociedade é uma questão de responsa-
utilizadas de forma lúdica sem con-
bilidade primária que supre qualquer
estratégia marqueteira que versa so- trole e que este fato, têm ocasionado
bre o sucesso da atividade educacio- problemas sérios no que diz respeito
nal. aos métodos de ensino e aprendiza-
Da nossa parte, podemos dizer gem do aluno.
que quando os pais entregam seus fi- Nossa intenção ao desenvolver
lhos na escola, eles estão procurando este tópico da apostila é demonstrar
tudo aquilo que há de melhor para seu que as tecnologias de informação
crescimento dentro de seu projeto de podem e devem ser utilizadas com o
família. devido planejamento, conscientiza-
A “crise de identidade” mencio- ção e fiscalização por parte da esco-
nada pelo autor do artigo é bem nítida la, da direção, dos pais e professores
de ser compreendida na medida em para o desenvolvimento do aluno e
que se verifica o envolvimento de cri- que isto também se deve ao grau de
anças e adolescentes em casos de maturidade do aluno para estar apto
prostituição, pedofilia, estupros e até para o desenvolvimento destas habi-
tráfico de pessoas dentre outros tipos lidades que envolvam essas tecnolo-
de crimes mencionados. gias.
É preciso ter um cuidado todo Assim, podemos dizer que em
especial no que tange o rastreamento termos de aplicabilidade de tecnolo-
do aluno nas redes sociais, principal- gias de informação, “cada caso é um
mente por seus pais, responsáveis, caso”.
professores e diretores de escola.

21
JOGOS E RECREAÇÃO

2. O Uso de Jogos e Brincadeiras na Educação Infan-


til: Primeiras Aproximações ao Contexto Educaci-
onal

Fonte: Nova Escola23

E m um importante estudo de-


senvolvido por Gilberto Ramos
Vieira e Haroldo Moraes de Figuei-
modo fragmentado, visando apenas
a progressão cognitiva e esquecendo
que as crianças têm seu tempo e seu
redo, o qual recebe o título deste tó- mundo distinto do adulto.”24
pico que estamos desenvolvendo Eles afirmam também que “es-
nesta apostila; o referidos autores sa transmissão do saber tem ocorri-
salientam que “atualmente, grande do na maioria das vezes de modo rí-
parte das atividades pedagógicas gido, imposto e autoritário. Isso
vêm sendo direcionadas para as dis- acontece, por existir uma grande va-
ciplinas que trabalham conteúdos de lorização social em relação à pro-

23Retirado em: https://novaescola.org.br/


24VIEIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA
EDUCAÇÃO INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE.
V CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/edi-
tora/anais/conedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em
05/07/2021. PÁG. 01.

23
JOGOS E RECREAÇÃO

gressão rápida de ler, escrever e cal- No estudo desenvolvido por


cular que está ligeiramente ligado ao Gilberto Ramos Vieira e Haroldo
processo de desenvolvimento cogni- Moraes de Figueiredo, eles utilizam
tivo da criança”. Idem, Ibidem. Pág. um autor, C. R. Brandão, que sus-
01. tenta suas assertivas. Veja o que ele
Eles também acrescentam que diz:
“esse processo de valorização acima
mencionada existe porque a educa- Determinados tipos de homens
criam determinados tipos de
ção está ligada e faz parte de uma so-
educação, para que, depois, ela
ciedade que tem seus anseios e inte- recrie determinados tipos de
resses, uma vez que a educação exis- homens. Apenas os que se inte-
ressam por fazer da educação a
te de diversas maneiras e por esse arma de seu poder autoritário
motivo ela sobrevive aos sistemas tornam-na “sagrada” e o educa-
que por ela passam.” Idem, Ibidem. dor, “sacerdote”. Para que nin-
guém levante um gesto de críti-
Pág. 02. ca contra ela e, através dela, ao
poder de onde procede.25
Melhores jogos e brincadeiras na
educação infantil Os referidos autores deste es-
tudo salientam que “o processo de
educação, está ligado aos interesses
da sociedade, contudo precisamos
saber e respeitar os limites e o pro-
cesso de formação da criança duran-
te seu processo de amadurecimento
e descoberta do mundo o qual está
inserida.”26
Fonte: https://escolaeduca-
Eles também reforçam que
cao.com.br/melhores-jogos-e-brin- “devemos ainda, andar na direção
cadeiras-na-educacao-infantil/. do desenvolvimento do ser humano,
uma vez que a imaginação aflora na

25 BRANDÃO, C. R. O que é educação. São Paulo: Brasiliense, 2007. Pág. 100. Apud. VIEIRA, Gilberto Ramos.
FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: PRI-
MEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE. V CONEDU - Congresso Na-
cional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/editora/anais/conedu/2018/TRABA-
LHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em 05/07/2021. PÁG. 02.
26 VIEIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA

EDUCAÇÃO INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE.


V CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/edi-
tora/anais/conedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em
05/07/2021. PÁG. 02.

24
JOGOS E RECREAÇÃO

criança com uma capacidade estru- mundo em que vive, explorando a


turadora, construtora e originária, cultura da sociedade da qual está in-
possibilitando que a comunidade serida” Idem, Ibidem. Pág. 02.
habite a criança e a criança habite o

Projeto nas escolas estimulam brincadeiras e interação entre crianças

Fonte: https://www.alfenashoje.com.br/noticia.asp?id_noticia=17465.

Os referidos autores informam e o mundo no qual estamos inseri-


também que “refletir sobre a educa- dos, nos levando a vê-la enquanto
ção nos faz pensar sobre a realidade um projeto de vida e sociedade a

25
JOGOS E RECREAÇÃO

qual desejamos alcançar de modo Escolas de ensino infantil


individual e ou coletivo.”27 de Garibaldi desenvolvem projetos
Dessa forma, eles também re- focados em emoções
forçam que “a educação pode ser con-
siderada como processo de potencia-
lização do desenvolvimento das capa-
cidades humanas, possibilitando que
as trocas de experiências entre alunos
e professores e entre os próprios estu-
dantes sejam compreendidas como
produto das relações sociais”. Idem,
Ibidem. Pág. 02.
Assim, “como estratégia peda-
gógica de ensino, podemos utilizar
dos jogos, brinquedos e brincadeiras Fonte: https://leouve.com.br/educa-
cao/escolas-de-ensino-infantil-de-
para estimular e subsidiar o aprendi-
garibaldi-desenvolvem-projetos-fo-
zado dos alunos da educação infantil, cados-em-emocoes.
uma vez que as brincadeiras e os brin-
quedos populares são elementos que Os referidos autores refor-
constituem e fundamentam a cultura çam ainda segundo Leão Junior,
de um povo.” Idem, Ibidem. Pág. 02. “podemos definir brincadeira co-
Com isso, “eles também expres-
mo sendo qualquer atividade es-
sam os saberes, o lúdico, as experiên-
pontânea, com regras simples e/ou
cias vivida e adquirida por uma deter-
modificáveis a medida que se de-
minada sociedade, visto que estão
presente no cotidiano, festas tradicio- senvolve a atividade, tendo como
nais, comemorações e na educação objetivo proporcionar prazer e di-
daquela sociedade.” Idem, Ibidem. vertimento”.28
Pág. 02.

27 VIEIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA
EDUCAÇÃO INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE.
V CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/edi-
tora/anais/conedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em
05/07/2021. PÁG. 02.
28 LEÃO JUNIOR, C. M. Manual de jogos e brincadeiras: atividades recreativas para dentro e fora da escola.

Rio de Janeiro: WAK Editora, 2013. Pág. 22. Apud. VIEIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais
de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO
CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE. V CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Disponível
em: http://www.editorarealize.com.br/editora/anais/conedu/2018/TRABA-
LHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em 05/07/2021. PÁG. 02.

26
JOGOS E RECREAÇÃO

Assim “percebemos que a brin- Os referidos autores susten-


cadeira não objetiva um vencedor, es- tam ainda que “o brinquedo e as
tando ligada apenas na realização da brincadeiras populares estão pre-
atividade de modo espontâneo.”29 sentes na educação física escolar
Por outro lado, “o brinquedo é dentro do conteúdo jogos, onde de
um objeto que dentro de uma brin- acordo com o Coletivo de Autores
cadeira se torna protagonista da (1992), o jogo é uma construção do
mesma, onde vai estimular a imagi- homem, cuja suas intenções e curio-
nação dos indivíduos e corrobora di- sidades estimulam o surgimento de
retamente ou indiretamente para a um processo criativo para mudar
realização das atividades.” Idem, imaginariamente, a realidade em
Ibidem. Pág. 02. sua volta.”30
Eles reiteram que “tal prática
Brinquedos e jogos educativos para oferece situações de aprendizagens
crianças ricas e interessantes, promovendo o
desenvolvimento físico/motor, a in-
teração entre os participantes, per-
mitindo o confronto de percepções
de esquemas, comparações, troca de
informações, modificações de con-
ceitos e conhecimentos diversos e
formação cultural.” Idem, Ibidem.
Pág. 03
Outro autor citado no estudo
dos referidos autores reforça tam-
Fonte: https://www.sede- bém que:
nova.rs.gov.br/site/noticias/educa-
cao/29222-entrega-de-brinquedos-e-
“O jogo é praticado dentro de li-
jogos-educativos-para-a-educacao-
mites de tempo e espaço, de
infantil-na-emei-pequenos-aprendi- acordo com certas regras. E são
zes.

29VIEIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA
EDUCAÇÃO INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE.
V CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/edi-
tora/anais/conedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em
05/07/2021. PÁG. 02.
30 VIEIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA

EDUCAÇÃO INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE.


V CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/edi-
tora/anais/conedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em
05/07/2021. PÁG. 03.

27
JOGOS E RECREAÇÃO

justamente essas regras as úni- Os autores deste estudo tam-


cas restrições possíveis na reali-
bém mencionam um trabalho de
zação do jogo. As pessoas nele
envolvidas decidem as atitudes “Ferreira (2013), o qual afirma que
que executam, de acordo com “os debates acerca da Educação Fí-
os resultados que lhes interes-
sam. A preocupação final do jo-
sica na Educação Infantil e nos anos
go está na autossatisfação e no iniciais do Ensino fundamental vêm
prazer. Quem não almeja esses tendo um destaque maior, desde a
sentimentos não quer partici-
par do jogo.”31
publicação da Lei de Diretrizes e Ba-
ses da Educação Nacional (LDB - Lei
n° 9394/96).”32
Jogos Lúdicos e Jogos Pedagógicos
Ele reitera também “que de-
fine a disciplina como componente
curricular obrigatório da Educação
Básica. Porém, apesar de garantir
que a disciplina deva estar presente
nos anos iniciais, não assegura que
esta seja ministrada por profissio-
nais especializados, como é o caso do
licenciado em educação física cujos
estudos são centrados na cultura
Fonte: https://novaescola.org.br/con- corporal do movimento construído
teudo/19677/jogos-ludicos-e-jogos-
historicamente pelo homem (COLE-
pedagogicos-o-que-sao-e-como-
usa-los-ate-no-ensino-remoto. TIVO DE AUTORES, 1992),”33 como

31 SANTOS, G.F.L. Jogos tradicionais e a Educação Física. Londrina: EDUEL, 2012. Pág. 40. Apud. VIEIRA,
Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO
INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE. V CONEDU
- Congresso Nacional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/editora/anais/co-
nedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em 05/07/2021. PÁG.
03.
32 FERREIRA, H. S.; TORRES, A. L. Educação física na educação infantil e no ensino fundamental na percep-

ção de pedagogos: um estudo de caso. Teresina, Revista FSA, v. 10, n. 4, art. 10, p. 183-194, Out./Dez. 2013.
Apud. VIEIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA
EDUCAÇÃO INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE.
V CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/edi-
tora/anais/conedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em
05/07/2021. PÁG. 03.
33 COLETIVO DE AUTORES. Metodologia do ensino da Educação Física. São Paulo: Cortez, 1992. Apud. VI-

EIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA EDU-
CAÇÃO INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE. V
CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/edi-
tora/anais/conedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em
05/07/2021. PÁG. 03.

28
JOGOS E RECREAÇÃO

argumentado em um segundo es- ainda reiteram, “apresentar os jogos


tudo que também corrobora com as e brincadeiras como uma ferramen-
assertivas levantadas pelos autores. ta pedagógica para subsidiar no pro-
E, “podendo ser ministrada pelos cesso de ensino aprendizagem dos
professores pedagogos, que para alunos da educação infantil de modo
Ferreira (2013), pode ser chamado lúdico.” Idem, Ibidem. Pág. 03.
ainda de professores unidocente, Como foi desenvolvido até
polivalente ou de referência da tur- aqui, a responsabilidade de se anali-
ma.” Idem, Ibidem. Pág. 03. sar e avaliar o tipo de ferramenta
que se utiliza para o desenvolvimen-
Ludismo e Interação to motor, recreativo e lúdico da cri-
ança e do adolescente necessita de
um conhecimento prévio do que es-
tas ferramentas estarão oferecendo
ao desenvolvimento motor do indi-
víduo que lhe é aplicado este conjun-
to de metodologias.
O que estamos discutindo em
nosso estudo é a importância do co-
Fonte: https://conexao.xa- nhecimento de que se deve possuir o
lingo.com.br/2020/08/05/5-ativida- profissional para o manuseio do de-
des-pra-trabalhar-jogos-com-alu-
nos-da-educacao-infantil-ate-na- senvolvimento do conhecimento do
quarentena/. aluno o qual será aplicado o método.

Com base no que foi apresen-


tado até aqui pelos referidos autores
deste estudo, “o presente trabalho
tem como objetivo, descrever uma
pesquisa realizada com uma profes-
sora pedagoga e uma professora de
educação física, que ministram os
conteúdos da Educação Física na
educação infantil.”34 Bem como, eles

34VIEIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO, Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E BRINCADEIRAS NA
EDUCAÇÃO INFANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SURUBIM-PE.
V CONEDU - Congresso Nacional de Educação. Disponível em: http://www.editorarealize.com.br/edi-
tora/anais/conedu/2018/TRABALHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_09092018123117.pdf. Acesso em
05/07/2021. PÁG. 03.

29
JOGOS E RECREAÇÃO

Materiais Complementares BILCHES, Willian. Alerta aos pais:


pedofilia virtual aumenta no Brasil
Links “gratuitos” a serem con- em meio à pandemia. Disponível
sultados para um acrescentamento em:
no estudo do aluno de assuntos que https://www.gazetado-
não poderão ser abordados na apos- povo.com.br/vida-e-cidada-
tila em questão: nia/alerta-aos-pais-pedofilia-vir-
tual-aumenta-no-brasil-em-meio-a-
SAFETEC - EDUCAÇÃO. PONTOS pandemia/ Copyright © 2021, Ga-
NEGATIVOS DA TECNOLOGIA NA zeta do Povo. Todos os direitos re-
EDUCAÇÃO: 6 PRINCIPAIS MALE- servados. Acesso em: 18/05/2021.
FÍCIOS PARA FICAR ATENTO. Re-
vista eletrônica. Disponível em: PROVA FÁCIL. Revista eletrônica.
https://educadordofu- 10 Ferramentas tecnológicas para
turo.com.br/tecnologia-na-educa- Educação: 9. Como gerenciar uma
cao/pontos-negativos-tecnologia- escola com ajuda de tecnologia? Dis-
educacao/. Acesso em: 18/05/2021. ponível em:
https://www.provafacilna-
TRANSFORMAÇÃO DIGITAL. O web.com.br/blog/ferramentas-tec-
papel do professor diante das novas nologicas-para-educa-
tecnologias de informação. Revista cao/#8_8211_Como_geren-
Eletrônica. Disponível em: ciar_uma_es-
https://transformacaodigi- cola_com_ajuda_da_tecnologia.
tal.com/educacao/o-papel-do-pro- Acesso em: 18/05/2021.
fessor-diante-das-novas-tecnolo-
gias-na-educacao/. Acesso em: Professor usa bloqueador de sinal de
18/05/2021. celular em sala de aula em SP. Dis-
ponível em:
CLARO, Marcelo. Aluno processa http://g1.globo.com/sao-paulo/no-
professor por celular retirado em ticia/2013/10/professor-usa-blo-
sala de aula e perde. Disponível em: queador-de-sinal-de-celular-em-
https://www.noticia- sala-de-aula-em-sp.html. Acesso
sead.com.br/noticias/1264-aluno- em: 18/05/2021.
processa-professor-por-celular-reti-
rado-em-sala-de-aula-e-perde. Milionário aos 17 anos, criador de
Acesso em: 18/05/2021. aplicativo vendido ao Yahoo ensina:
vá lá e faça. Disponível em:

30
JOGOS E RECREAÇÃO

https://www.uol.com.br/tilt/noti- Projeto nas escolas estimulam brin-


cias/redacao/2013/03/26/miliona- cadeiras e interação entre crianças.
rio-aos-17-anos-criador-de-aplica- Disponível em:
tivo-vendido-ao-yahoo-ensina-va- https://www.alfe-
la-e-faca.htm?. Acesso em: nashoje.com.br/noticia.asp?id_no-
18/05/2021. ticia=17465. Acesso em:
05/07/2021.
Saiba como esse jovem fez R$ 37,8
milhões jogando videogame em Escolas de ensino infantil de Gari-
2018. Pequenas empresas & Gran- baldi desenvolvem projetos focados
des Negócios. Disponível em: em emoções. Disponível em:
https://revistapegn.globo.com/Tec- https://leouve.com.br/educa-
nologia/noticia/2019/01/saiba- cao/escolas-de-ensino-infantil-de-
como-esse-jovem-fez-r-37-milhoes- garibaldi-desenvolvem-projetos-fo-
jogando-videogame-em-2018.html. cados-em-emocoes. Acesso em:
Acesso em: 18/05/2021. 05/07/2021.

RIBEIRO, Gabriel Francisco. Do- IMAGEM DE CAPA:


ença? Calma...Vídeo Games agora é https://novaescola.org.br/con-
um transtorno mental: como isso teudo/4153/10-brincadeiras-para-
pode ajudar ou atrapalhar quem experimentar-com-as-turmas-da-
joga muito? Disponível em: creche-e-da-pre-escola
https://www.uol.com.br/viva-
bem/reportagens-especiais/o-vicio-
em-jogos-e-considerado-disturbio-
mental-quais-os-perigos-da-do-
enca/#cover. Acesso em:
18/05/2021.

Melhores jogos e brincadeiras na


educação infantil. Disponível em:
https://escolaeducacao.com.br/me-
lhores-jogos-e-brincadeiras-na-
educacao-infantil/. Acesso em:
05/07/2021.

31
32
JOGOS E RECREAÇÃO

3. Referências Bibliográficas
ARTIGO 307. Código Penal Brasileiro. FREIRE, Paulo. Pedagogia do Oprimido.
Disponível em: 58 ed. Rio de Janeiro - RJ: Paz e Terra,
https://jus.com.br/artigos/83874/perfil- pág. 185.
falso-e-suas-consequen-
cias#:~:text=Art.,ele- GOVERNO DO BRASIL. Governo reforça
mento%20de%20crime%20mais%20grav combate a crimes contra crianças e adoles-
e. Acesso em: 18/05/2021. centes na internet. Disponível em:
https://www.gov.br/pt-br/noticias/jus-
BILCHES, Willian. Alerta aos pais: pedofi- tica-e-seguranca/2020/07/governo-re-
lia virtual aumenta no Brasil em meio à forca-combate-a-crimes-contra-criancas-
pandemia. Disponível em: e-adolescentes-na-internet. Acesso em:
https://www.gazetadopovo.com.br/vida- 18/05/2021.
e-cidadania/alerta-aos-pais-pedofilia-vir-
tual-aumenta-no-brasil-em-meio-a-pan- LEÃO JUNIOR, C. M. Manual de jogos e
demia/ Copyright © 2021, Gazeta do brincadeiras: atividades recreativas para
Povo. Todos os direitos reservados. Acesso dentro e fora da escola. Rio de Janeiro:
em: 18/05/2021. WAK Editora, 2013.

BRANDÃO, C. R. O que é educação. São RIBEIRO, Gabriel Francisco. Doença?


Paulo: Brasiliense, 2007. Calma...Vídeo Games agora é um trans-
torno mental: como isso pode ajudar ou
CLARO, Marcelo. Aluno processa profes- atrapalhar quem joga muito? Disponível
sor por celular retirado em sala de aula e em:
perde. Disponível em: https://www.uol.com.br/vivabem/repor-
https://www.noticiasead.com.br/noti- tagens-especiais/o-vicio-em-jogos-e-con-
cias/1264-aluno-processa-professor-por- siderado-disturbio-mental-quais-os-peri-
celular-retirado-em-sala-de-aula-e-perde. gos-da-doenca/#cover. Acesso em:
Acesso em: 18/05/2021. 18/05/2021.

COLETIVO DE AUTORES. Metodologia SANTOS, G. F. L. Jogos tradicionais e a


do ensino da Educação Física. São Paulo: Educação Física. Londrina: EDUEL, 2012.
Cortez, 1992.
VIEIRA, Gilberto Ramos. FIGUEIREDO,
DALSASSO, Ana Maria. Uso do celular Haroldo Morais de. O USO DE JOGOS E
prejudica a aprendizagem. Disponível em: BRINCADEIRAS NA EDUCAÇÃO IN-
https://www.sulinfoco.com.br/uso-do- FANTIL: PRIMEIRAS APROXIMAÇÕES
celular-prejudica-a-aprendizagem/. AO CONTEXTO EDUCACIONAL DE SU-
Acesso em: 18/05/2021. RUBIM-PE. V CONEDU - Congresso Na-
cional de Educação. Disponível em:
FERREIRA, H. S.; TORRES, A. L. Educa- http://www.editorarealize.com.br/edi-
ção física na educação infantil e no ensino tora/anais/conedu/2018/TRABA-
fundamental na percepção de pedagogos: LHO_EV117_MD1_SA9_ID10245_0909
um estudo de caso. Teresina, Revista FSA, 2018123117.pdf. Acesso em 05/07/2021
v. 10, n. 4, art. 10, p. 183-194, Out./Dez.
2013.

33
03
4

Você também pode gostar