Você está na página 1de 10

REV.

:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 1
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

ÍNDICE DE REVISÕES

REV Emissão DESCRIÇÃO E/OU FOLHAS ATINGIDAS


00 19/05/2021 Emissão Inicial

APROVADO (AP)
PRELIMINAR (PR) PARA INFORMAÇÃO (PI) PARA APROVAÇÃO / COMENTÁRIOS (PA)
CANCELADO (CA)
LIB. P/ UTILIZAÇÃO (PU) CONFORME COMPR./CONSTRUÍDO (CC) EMISSÃO FINAL (EF)

Inicial Rev. A Rev. B Rev. C Rev. D


DATA 19/05/2021
EXECUÇÃO BRIMAX
VERIFICAÇÃO QAIR BRASIL
REV.:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 2
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

ÍNDICE
1 IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA.......................................................................................3

2 ABRANGÊNCIA.................................................................................................................3

3 OBJETIVO..........................................................................................................................3

3.1 OBJETIVO ESPECÍFICO.............................................................................................3

4 DEFINIÇÕES......................................................................................................................3

5 REPONSABILIDADES.......................................................................................................4

5.1 ENGENHEIRO RESPONSÁVEL.................................................................................4

5.2 SUPERVISORES DE OBRA........................................................................................4

5.3 TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE.................................................................................5

5.4 OPERADOR DE MOTOSSERRA................................................................................5

5.5 ENCARREGADO DE CAMPO.....................................................................................5

5.6 COLABORADORES.....................................................................................................5

6 DESCRIÇÃO DO PROCESSO..........................................................................................6

6.1 ATIVIDADES COM MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS...................6

6.2 MOTOSSERRAS..........................................................................................................7

6.3 UTILIZAÇÃO DE MACHADOS, FOICES E OUTRAS FERRAMENTAS DE CORTE. 8

6.4 PREPARO E TRANSPORTE DO MATERIAL LENHOSO..........................................8

6.5 MEDIDAS DE EMERGÊNCIA E PREVENÇÃO...........................................................9

6.6 REDE ELÉTRICA.........................................................................................................9

6.7 ASPECTOS AMBIENTAIS...........................................................................................9

6.8 PROCEDIMENTOS DE ABASTECIMENTO DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS. 10


REV.:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 3
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

1 IDENTIFICAÇÃO DA EMPRESA

Razão Social: Brimax Britagem e Pavimentação LTDA


Nome de Fantasia: Brimax Britagem e Pavimentação
C.N.P.J.: 40.188.934/0001-13
Endereço Comercial: Rua Alfredo Fernandes, 259, Loja 05, Centro, Mossoró/RN
Segunda à Sexta Feira: 7:00h às 12:00h e 13:00h às 17:00h
Horário de Trabalho: Sábado: Jornada Extraordinária
Domingo: Descanso Semanal Remunerado

2 ABRANGÊNCIA

Este procedimento está restrito para as atividades de supressão vegetal, que serão
realizadas pela empreiteira Brimax Britagem e Pavimentação LTDA, nas obras de
terraplanagem do Complexo Eólico Afonso Bezerra/RN.

3 OBJETIVO

O presente procedimento tem como objetivo definir e estabelecer as diretrizes básicas para
as supressões vegetais, que serão executadas na área em questão.

3.1 OBJETIVO ESPECÍFICO

Estabelecer requisitos de acompanhamento das operações de supressão vegetal;


Ordenar e conduzir a supressão de forma a obter um melhor aproveitamento;
Minimizar os efeitos da supressão da vegetação sobre os fragmentos remanescentes;
Reduzir riscos de acidentes de trabalho nas operações;
Facilitar a fuga de animais.

4 DEFINIÇÕES

Supressão Vegetal: Atividade de remoção de vegetação, limpeza e preparação de terreno, de


forma manual ou mecânica, com as devidas autorizações dos órgãos ambientais competentes;
Fauna: Termo coletivo para a vida animal de uma determinada região;
Decapeamento: Consiste na retirada da camada de solo que fica sobre o material rochoso;
Áreas degradadas: Área aquela que sofreu, em algum grau, perturbações em sua
integridade, sejam elas de natureza física, química ou biológica;
Faixa de servidão: É a faixa onde se desenvolvem as operações de construção e posterior
manutenção da Linha de Distribuição, assim como para resguardar pessoas e benfeitorias;
REV.:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 4
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

APR: Análise Preliminar de Risco;


QSMS: Qualidade, Saúde, Meio Ambiente e Segurança;
EPI: Equipamento de Proteção Individual;
DDS: Diálogo Diário de Segurança, Meio Ambiente e Saúde;
 DOF – Documento de Origem Florestal;
 IBAMA – Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e Recursos Naturais Renováveis;
 PGR – Programa de Gerenciamento de Resíduos.

5 REPONSABILIDADES

5.1 ENGENHEIRO RESPONSÁVEL

Assegurar os recursos e meios necessários para cumprimento dos requisitos estabelecidos


para execução das atividades de supressão vegetal, com o cumprimento deste procedimento e
verificação da qualidade das atividades executadas.

5.2 SUPERVISORES DE OBRA

 Programar e supervisionar as atividades das equipes de execução dos serviços;

 Providenciar os recursos, materiais e equipamentos necessários para execução das


atividades;

 Assegurar o cumprimento deste procedimento e recomendações de segurança e qualidade


em conjunto com o profissional de meio ambiente;

 Orientar as equipes de produção na execução dos serviços.

5.3 TÉCNICO EM MEIO AMBIENTE

 É responsável por orientar e acompanhar a execução dos serviços a fim de evitar desvios,
incidentes e impactos ao meio ambiente;

 Apoiar as atividades de integração de segurança e meio ambiente dos colaboradores, de


acordo com os procedimentos aplicáveis;

 Participar da elaboração e divulgação da APR, em conjunto com a equipe de execução;


REV.:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 5
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

5.4 OPERADOR DE MOTOSSERRA

 É o responsável pela operação do equipamento motosserra, onde possui conhecimento e


experiência na operação do equipamento, utilizando os EPI´s necessários para a função;

 Realiza as inspeções visuais do seu local de trabalho;

 Verifica a direção do vento e as condições de segurança do local antes da derrubada da


árvore;

 Realiza a Inspeção nos equipamentos diariamente e registra em formulário próprio na lista


de verificação semanal para motosserras, conforme anexos.

5.5 ENCARREGADO DE CAMPO

 Analisar o local de trabalho;

 Acompanhar as atividades;

 Orientar os colaboradores e verificar a execução das atividades com segurança;

 DDS de execução do serviço.

5.6 COLABORADORES

 Cumprir com os procedimentos de supressão vegetal;

 Auxiliar nas atividades de roçada utilizando foice, facão e, posteriormente, realizar o


empilhamento do material lenhoso em área de faixa.

6 DESCRIÇÃO DO PROCESSO

Todos os empregados deverão ter treinamentos adequados e conhecimento a respeito das


atividades e seus riscos, assim como, deverá haver acompanhamento por um técnico em
segurança do trabalho na composição da análise de riscos de cada área específica e atividade.
O trânsito de veículos nas áreas de execução das atividades deverá ser rigorosamente
controlado por placas indicativas, sinalizadores e observação de responsáveis, não excedendo ao
limite de velocidade estabelecida.
Todas as estradas de acesso à área de serviços deverão estar devidamente sinalizadas.
Nas frentes de serviço serão utilizados banheiros químicos, de acordo com o estabelecido nas
normas e planos de segurança.
REV.:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 6
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

Para a execução desta atividade será adotada, primeiramente, a derrubada do indivíduo


arbóreo com o auxílio de maquinário (escavadeira hidráulica), onde posteriormente será realizado
o corte manual, com auxílio de máquinas motosserras, e também o total ou seletivo. Para
desgalhar, serão utilizadas motosserras, foices e outras ferramentas de corte.
Após a derrubada do indivíduo, será realizado o corte manual das toras. Estas serão
empilhadas em leiras, para posterior cubagem.
A cubagem das pilhas será efetuada em metros ésteres (st) ou em metros cúbicos (m³)
para uso madeireiro (aplicação do Fator de empilhamento: Volume em Metro Estéreo (st) = Altura
x Comprimento x Largura).
Após o desgalhamento, os materiais serão estocados, se possível, próximo aos acessos
para posterior transporte do proprietário.
O material lenhoso não será retirado da propriedade de origem sem o DOF. O material
lenhoso será doado aos proprietários somente após a realização cubagem e emissão do termo de
doação.

6.1 ATIVIDADES COM MÁQUINAS, EQUIPAMENTOS E FERRAMENTAS

As máquinas, equipamentos, veículos e ferramentas para o desenvolvimento das


atividades operacionais deverão sempre estar em perfeitas condições e mantidas em acordo com
as referências do fabricante.
Depois de concluída a supressão vegetal com o uso das ferramentas manuais (foices),
semi-mecanizadas (motosserras), será utilizado equipamento mecanizado (tratores) em lâmina
baixa.
As manutenções preventivas de máquinas, equipamentos e ferramentas deverão ser
programadas e realizadas periodicamente em área e instalações adequadas, para evitar danos ao
meio ambiente e acidentes de trabalho.
Todo e qualquer produto químico ou inflamável deverá ser manuseado em acordo com os
procedimentos e as normas de meio ambiente e segurança do trabalho.
Não deverão ser realizadas operações com o motosserra em altura superior à região
lombar do operador.
As árvores, independente do porte, deverão ser derrubadas ou tombadas por completo,
sem prenderem-se em meio às galhadas de outras árvores ou cipós. Caso isso ocorra, a área
deverá ser isolada, onde deverão ser realizadas analises de segurança para a derrubada total.
Na operação de derrubada de árvores e preparo do material lenhoso em toras, todo e
qualquer material deverá ser retirado dos caminhos, acessos e estradas, evitando qualquer forma
de obstrução ao trânsito.
REV.:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 7
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

6.2 MOTOSSERRAS

Os motosserras deverão obrigatoriamente possuir dispositivos de segurança, sendo os


operadores treinados, capacitados e habilitados pela entidade regional de capacitação conforme
item 4.1 do Anexo V da NR 12.
Todos os operadores de motosserras devem ser treinados e certificados nesta atividade,
com relação às instruções de segurança do fabricante, constantes no manual do equipamento. A
carga horária mínima do treinamento é de 8 horas e deve compreender parte teórica e prática na
liberação para a utilização do motosserra.
As motosserras devem dispor dos seguintes dispositivos de segurança:
 Freio manual de corrente;
 Pino pega corrente;
 Protetor da mão direita;
 Protetor da mão esquerda;
 Trava de segurança do acelerador.
Os equipamentos motosserras deverão estar devidamente licenciadas, conforme registro
obrigatório junto ao IBAMA.
Para todos os empregados, em qualquer nível, fica estabelecida a necessidade e
obrigatoriedade do uso de EPI – Equipamento de Proteção Individual, segundo a NR 06 -
Especificação de EPI e em conformidade com a atividade específica.

6.3 UTILIZAÇÃO DE MACHADOS, FOICES E OUTRAS FERRAMENTAS DE CORTE

Os machados, foices e outras ferramentas de corte não deverão ser colocadas sobre
passagens, escadas, andaimes e superfícies de trabalho, quando houver risco de queda,
tropeções, colisão ou obstrução de passagem.
Somente machados, foices e outras ferramentas de corte inspecionadas podem ser
utilizadas.
Durante a execução dos serviços com machados, foices e outras ferramentas de corte,
devem ser usados todos os EPI’s recomendados, inclusive proteções adequadas para os
membros inferiores contra picadas de cobras, tais como perneiras ou calçados de segurança cano
longo.
Os empregados devem receber informações sobre como portar machados, foices e outras
ferramentas de corte nas atividades de desmatamento para evitar acidentes.
REV.:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 8
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

Os machados, foices e outras ferramentas de corte, quando não estiverem sendo


utilizadas, deverão ser colocadas nos dispositivos específicos, tais cavaletes para guarda destes
materiais.
Durante as operações de supressão vegetal, os empregados envolvidos devem manter
distância segura em relação ao raio de ação das ferramentas de corte envolvidas e quanto ao raio
da queda das árvores considerando como distância mínima segura 1,5 x o tamanho da árvore.
Todas as outras pessoas devem ser retiradas do raio de ação das máquinas e removidas
para local seguro, onde não possam ser atingidas por uma corrente partida.

6.4 PREPARO E TRANSPORTE DO MATERIAL LENHOSO

O preparo do material lenhoso, manuseio, empilhamento e transporte deverão ser


realizados por empregados devidamente equipados com os EPI’s necessários.
O transporte do material lenhoso (lenha ou tora) dentro da área suprimida deverá ser feito
de forma manual. As atividades de carga e descarga da madeira deverão atender aos preceitos
de ergonomia previstos nas normativas técnicas tais como frequência e intensidade de esforço,
substituição em revezamento e quantidade/número de empregados.
Na operação de carga e descarga, os empregados não deverão subir nas pilhas de
madeira permanecendo os mesmos no solo ou área estável.
A estruturação das áreas de armazenagem de madeira (pátios/estaleiros) deverá
considerar a disposição em “módulos” distanciados de forma a permitir o trânsito de carga e
descarga, vigilância, mensuração (cubagem), identificação e atendimentos a eventos de risco.

6.5 MEDIDAS DE EMERGÊNCIA E PREVENÇÃO

As ferramentas, equipamentos, máquinas e veículos deverão ser mantidos regularmente


por programa de manutenção preventiva e assim vistoriados, sendo inaceitável qualquer
adaptação, alteração ou mudança do estado original para uso, aplicação e funcionamento, no
sentido de sempre garantir a segurança e a ergonomia nas funções operacionais.
Antes de iniciar o corte, o operador de motosserra e os empregados envolvidos devem
avaliar:
 Possível rota de fuga para casos de emergência.
 Analisar a copa e a interferência de cipós e outros galhos, removendo esses obstáculos
antes.
 Retirar possíveis placas de metal que possam ter sido fixadas para identificação da árvore
(inventário).
REV.:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 9
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

Deverão ser realizados treinamentos específicos de mitigação de impactos ambientais por


derramamento de substâncias nocivas ao meio ambiente a grupos de empregados.
O uso de fogo, mesmo a prática do tabagismo, nas áreas de operações é expressamente
proibido, assim como portar qualquer artefato ou objeto (arma de fogo, arma branca, etc.) que não
componha os equipamentos de rotina de operação e segurança do trabalho.

6.6 REDE ELÉTRICA

Conforme as normas atuais vigentes os cabos condutores de energia elétrica, ao longo da


faixa de servidão, devem ter uma distancias mínima em relação à vegetação existente. Esta
distância mínima baseia-se em desenhos específicos e critérios contidos nas normas atuais.

6.7 ASPECTOS AMBIENTAIS

A supressão vegetal só poderá ser realizada com permissão da Licença Ambiental e


Autorização de Supressão Vegetal. Os empregados não deverão exceder a área liberada, que foi
delimitada. A licença para supressão deve estar disponível no local da atividade. Deve ser
respeitada a faixa de liberação para supressão.
É expressamente proibida a intervenção de qualquer natureza que seja nas áreas fora da
área liberada.
Os resíduos gerados serão recolhidos diariamente e destinados corretamente. Os mesmos
não serão abandonados ou descartados na área de supressão.
É proibido alimentar e caçar animais silvestres e pescar, sendo considerado crime
ambiental passível de punição administrativa e criminal.
Todos os envolvidos com os trabalhos deverão ser orientados sobre os cuidados a serem
tomados em relação aos animais peçonhentos. Este assunto será alvo de DDS ao longo do
andamento dos trabalhos.
Para auxiliar no afugentamento dos animais, os motosserras devem ser ligados minutos
antes do início da supressão. Outras orientações específicas quanto a certos grupos (aves,
fossoriais, lenta locomoção, entre outros grupos faunísticos) devem ser dadas pelo profissional
capacitado que estará acompanhando.
Os materiais orgânicos (galhadas) não poderão ser queimados ou enterrados. Estes
materiais poderão ser utilizados para a recuperação de outras áreas.
Especial cuidado deverá ser dado ao abastecimento dos motosserras, o qual deverá ser
feito obrigatoriamente sobre bandejas aparadoras próprias para a atividade.
REV.:
PROCEDIMENTO OPERACIONAL
00
PÁGINA:
EMPRESA: BRIMAX BRITAGEM E PAVIMENTAÇÃO LTDA 10
TÍTULO: SUPRESSÃO VEGETAL COM MOTOSSERRA

6.8 PROCEDIMENTOS DE ABASTECIMENTO DE MAQUINAS E EQUIPAMENTOS

O abastecimento dos equipamentos mecanizados (tratores) será realizado em atendimento


aos quesitos de meio ambiente e segurança do trabalho. Os equipamentos semi-mecanizados
(motosserras), serão abastecidas nas frentes de serviços com recipiente autorizado pelo
INMETRO com o uso do funil em contato com tanque dos motosserras. No ato do abastecimento,
serão realizadas as seguintes medidas de segurança:
 Uso do kit de mitigação (bacia de contenção, pó de serragem; pá anti faiscante, manta
absorvente e saco para descarte).
 Desligamento do motor antes de começar o abastecimento;
 Abastecer o equipamento em um local próximo ao extintor;
 Não enchimento total do tanque de combustível, com algum espaço para expansão e
inclinação sem derramamento;
 Disponibilização da FISPQ- Ficha de informações de segurança de produtos químicos;

____________________________
Arnaldo Braga da Silva Filho
Técnico de Segurança do Trabalho
Registro MTE/RN: 0007209

Você também pode gostar