Você está na página 1de 9

Paper-Plano de Negócios

(JOHANN)
Contabilidade
Centro Universitário Leonardo da Vinci (UNIASSELVI)
8 pag.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ariane-souza-7 (arianecsj@hotmail.com)
PLANO DE NEGÓCIOS
Johann Ferreira de Lima
Professor - Maria de Fátima Nunes Antunes
Centro Universitário Leonardo da Vinci - UNIASSELVI
Ciências Contábeis (CTB0153) – Prática do Módulo V
17/04/2015

RESUMO

Este trabalho visa apresentar uma definição básica de Plano de Negócios. O Plano de
negócios é o instrumento ideal para traçar um retrato fiel do mercado, do produto e das atitudes do
empreendedor, o que propicia segurança para quem quer iniciar uma empresa com maiores
condições de êxito ou mesmo ampliar ou promover inovações em seu negócio. Um plano de
negócios é um documento que descreve por escrito os objetivos de um negócio e quais passos
devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas.
Um plano de negócios permite identificar e restringir seus erros no papel, ao invés de cometê-los
no mercado.

Palavras-chave: Plano de Negócios. Instrumento. Empreendedor.

1 INTRODUÇÃO

Partindo do pressuposto da construção de uma casa, organizar uma festa, viajar para praia.
Com certeza, a intenção é que tudo dê certo, mas, para que isso ocorra, é necessário fazer um
cuidadoso planejamento.

Ou seja, a casa, a festa e a viagem não vão se realizar apenas porque alguém assim deseja,
mesmo que seja um desejo ardoroso. Ideias assim nascem em nossos corações, porém, para que elas
se tornem realidade, é preciso construí-las passo a passo.

Para que uma viagem aconteça, é necessário escolher o local a ser visitado, decidir o tempo
da viagem, quanto dinheiro levar, comprar passagens, reservar hotel, arrumar as malas, entre tantas
outras coisas. Se, para uma simples viagem, faz-se necessário tudo isso, imagine para abertura de
um negócio. E empreender, muitas vezes, é uma viagem para um lugar desconhecido, e para
organização de ideias é que foi criado o Plano de Negócio.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ariane-souza-7 (arianecsj@hotmail.com)
Este estudo tem por objetivo principal a definição de Plano de Negócios. Um plano de
negócios é um documento que descreve por escrito os objetivos de um negócio e quais passos
devem ser dados para que esses objetivos sejam alcançados, diminuindo os riscos e as incertezas.

Um plano de negócios permite identificar e restringir seus erros no papel, ao invés de


cometê-los no mercado.

O Plano de Negócios é um documento usado para descrever um futuro empreendimento ou


mesmo um empreendimento já em prática. Geralmente os tópicos de um Plano de Negócios são
padronizados para facilitar seu entendimento e cada um destes tópicos tem um objetivo especifico.

Não existe uma estrutura rígida ou específica para se escrever um Plano de Negócios, mas
por sua vez, o mesmo deve possuir um mínimo de tópicos que devem proporcionar uma completa
compreensão do empreendimento.
Estes tópicos devem ser organizados de forma que mantenham uma sequência lógica,
permitindo a qualquer leitor do Plano de Negócios, uma compreensão de como à empresa está
organizada, seus objetivos, seus produtos e serviços realizados, seu tipo de mercado, sua estratégia
de marketing e sua situação financeira.

2 DESENVOLVIMENTO

O Plano de Negócios é composto por vários tópicos que se relacionam e permitem um


entendimento total do empreendimento, de forma escrita e em poucas páginas. A seguir, um padrão
de estrutura de Plano de Negócios que foi definido com base em estudos e observações de Plano de
Negócios de empresas reais.
Cada tópico explica em detalhes, visando tonar a tarefa de escrever o Plano de Negócios de
sua empresa mais simples e organizada, sendo assim:

a) Capa;

b) Negócio: b.1) Definição do Negócio; b.2) Equipe; b.3) Oportunidade;

c) Produto/Serviço: c.1) Definição do Produto/Serviço; c.2) Vantagem Competitiva; c.3)


Preço;

d) Mercado: d.1) Clientes; d.2) Fornecedores; d.3) Concorrentes;

e) Plano de Marketing: e.1) Propaganda; e.2) Ponto (Canal de Distribuição);

f) Plano Financeiro: f.1) Investimentos; f.2) Mão-de-obra; f.3) Despesas Administrativas;


f.4) Projeção de Resultados; f.5) Projeção de Fluxo de Caixa. (Bridi, João Vitor, 2008).

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ariane-souza-7 (arianecsj@hotmail.com)
Não existe um tamanho ideal ou quantidade fixa de páginas para o Plano de Negócios, o
recomendado é que o Plano de Negócios seja escrito com base nas necessidades do público alvo.

Plano de Negócios Completo: é utilizado quando se pleiteia uma grande quantidade de


recursos financeiros, ou se necessita apresentar uma visão completa do seu negócio. Pode variar de
15 a 40 páginas, mais o material anexo.

Plano de Negócios Resumido: utiliza-se quando se necessita apresentar algumas


informações resumidas a um investidor, com o objetivo de chamar sua atenção para que este
requisite um Plano de Negócios Completo. Deve mostrar os objetivos macros do negócio,
investimentos, mercado e retorno sobre o investimento e deverá focar as informações específicas
requisitadas. Geralmente varia de 10 a 15 páginas.

Plano de Negócios Operacional: é muito importante para ser utilizado internamente na


empresa pelos diretores, gerentes e funcionários. É excelente para alinhar os esforços internos em
direção aos objetivos estratégicos da organização. Seu tamanho pode ser varável e depende das
necessidades específicas de cada empresa em termos de divulgação junto aos funcionários.

A razão em se fazer um Plano de Negócios fica por conta da quantidade de benefícios que
um Plano de Negócios pode trazer a uma empresa. A partir desta ferramenta de gestão, consegue-se
planejar e decidir o futuro de uma empresa, com base em seu passado, situação em relação ao
mercado atual, aos clientes e à concorrência.

Realizando um Plano de Negócios é possível identificar os riscos e desenvolver planos para


minimizá-los e até evita-los, identificar os pontos fortes e fracos em relação a concorrência e o
ambiente de negócio em que você atua, conhecer seu mercado e definir estratégias de marketing
para seus produtos e serviços e analisar o desempenho financeiro de seu empreendimento, avaliar
investimentos, retorno sobre o capital investido.

A partir de todas estas etapas apresentadas (definição, estrutura, tamanho e como elaborar
um Plano de Negócios), pode-se perceber que o Plano de Negócios é um instrumento indispensável
para planejar suas ações e prever situações de risco.

Portanto, o Plano de Negócios é um dos aspectos mais importantes de um empreendimento


para fazer um negócio bem sucedido.

O Plano de Negócios tem a função de mostrar em detalhes quem são os empreendedores,


qual é o produto, quais e quantos são os clientes, qual é o processo tecnológico de produção e
vendas, qual é a estrutura de gerenciamento, quais são as projeções financeiras para fluxo de caixa,
receitas, despesas, custos e lucros.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ariane-souza-7 (arianecsj@hotmail.com)
Em razão da existência de alguns motivos especiais, temos a necessidade de um bom Plano
de Negócios. É um instrumento de diminuição de riscos; É também uma linguagem de
comunicação do empreendedor com ele mesmo.

Tratando ainda de um instrumento para reflexão sobre a empresa, tornando possível para o
empreendedor visualizar se é viável ou não o empreendimento e se é realmente o “negócio do
sonhos”.

Após o término, o Plano de Negócios indica novos caminhos, mesmo que um deles seja a
desistência da ideia. É neste momento em que os erros saem mais baratos.

O Plano de Negócios deve ser feito com o objetivo de identificar as possíveis oportunidades
e ameaças e de facilitar as decisões que o empreendedor deverá tomar para se tornar bem sucedido.

Possibilita ao empreendedor condensar as informações que são obtidas no mercado,


buscando sensibilizar novos parceiros e investidores.

Através do Plano de Negócios o empreendedor poderá verificar as diversas influências


ambientais que incidiram sobre seu negócio, podendo assim minimizar o seu risco.

Existem objetivos para os quais se deve escrever um Plano de Negócios para cada tipo de
público:

a) Incubadoras de empresas: com o objetivo de se tornar uma empresa incubada;

b) Sócios potenciais: para estabelecer acordos e direção;

c) Parceiros: para estabelecimento de estratégias conjuntas;

d) Bancos: para outorgar financiamentos;

e) Intermediários: pessoas que ajudam a vender seu negócio;

f) Investidores: empresas de capital de risco, pessoas jurídicas e outros interessados;

g) Gerentes de Marketing: para desenvolver planos de marketing;

h) Executivos de alto nível: para aprovar e alocar recursos;

i) Fornecedores: para outorgar crédito para compra de mercadorias e matéria-prima;

j) Gente talentosa: que deseja-se contratar para fazer parte da empresa;

k) A própria empresa: para comunicação interna com os empregados;

l) Os clientes potenciais: para que eles conheçam seus produtos/serviço. (Bridi, João Vitor,
2008).

Sendo assim, é necessário que se entenda o que significa escrever um Plano de Negócios,
como proceder, o que escrever e como utilizá-lo para as diversas finalidades a que se propõe.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ariane-souza-7 (arianecsj@hotmail.com)
O Plano de Negócios serve também como um cartão de visitas da empresa e como um
instrumento de apresentação do negócio de forma concisa, mas que englobe todas as suas principais
características.

Existem diversos aspectos que devem ser observados na preparação do Plano de Negócios.
As informações devem passar coerência e a ideia de encadeamento entre os diferentes elemento do
plano:

a) Consenso entre os principais envolvidos na condução da empresa;

b) Definição do responsável pela elaboração do documento e interface com os demais


envolvidos;

c) Identificação do público-alvo de audiência;

d) Confecção de um rascunho do Plano de Negócios;

e) Revisão do rascunho;

f) Pesquisa das informações antes da geração do Plano de Negócios;

g) Revisão do Plano de Negócios;

h) Atualização do Plano de Negócios. (Bridi, João Vitor, 2008).

Existem no mercado e disponíveis na internet várias ferramentas para elaboração de Plano


de Negócios. Desde as mais simples, como um pequeno roteiro em arquivo de texto, como planilhas
eletrônicas mais sofisticadas, com cálculos financeiros.

Porém, se o empreendedor estiver realmente disposto a elaborar um bom Plano de Negócios,


é recomendado o uso de sistemas especialmente desenvolvidos para esta finalidade, com os quais
haverá maior segurança na qualidade das informações e consequentemente nos seus resultados.

O Plano de Negócios é um instrumento de grande utilidade tanto ao proprietário da empresa,


quanto para qualquer outra pessoa interessada no empreendimento, como os potenciais investidores
e os futuros empregados. A elaboração do Plano de Negócios traz benefícios inestimáveis, quatro
deles imediatos:

a) Testa a validade das ideias: a abordagem sistemática exigida na elaboração do Plano


de Negócios propicia que se cometam erros no papel, não no mercado;

b) Proporciona segurança para seguir em frente: ao concluir o plano, adquire-se maior


confiança na aptidão para estabelecer e gerenciar o negócio. Essa segurança pode até
compensar uma possível falta de capital e de experiência, desde que se tenham outros
fatores a favor, como ideia viável e certa possibilidade de sucesso para o produto ou o
serviço;

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ariane-souza-7 (arianecsj@hotmail.com)
c) Oferece uma visão global do investimento: o Plano de Negócios ajudará a definir o
valor que deve ser investido, como será aplicado e quando e por quanto tempo será
necessário. Muitos negócios fracassam precocemente por falta de capital e problemas
com o fluxo de caixa. Mas, com um Plano de Negócios bem elaborado, certamente se
reduzirá os riscos;

d) Propicia valiosa experiência de julgamento: ao elaborar um Plano de Negócios, obter-


se— uma visão geral do processo de planejamento financeiro, o qual é fundamental
para a saúde da empresa a longo prazo. O mundo dos negócios é dinâmico e
competitivo, e ninguém espera que todos os fatos registrados no plano ocorram
exatamente como previsto, mas o conhecimento adquirido durante a preparação do
documento ajudará o empreendedor a enfrentar os obstáculos e adaptar-se rapidamente
a quaisquer mudanças que possam surgir. (Bridi, João Vitor, 2008)

O Plano de Negócios dará a oportunidade de testar, no papel, várias estratégias possíveis,


para, então concentrar-se nas opções viáveis. Ele auxilia a expor a dinâmica financeira do
empreendimento e a comunicar as ideias e o raciocínio que está por trás delas. Isso facilitará a
compreensão dos gerentes de bancos, dos possíveis investidores, dos sócios e dos colaboradores.
Entendendo o que se pretende, eles poderão auxiliar, seja enriquecendo o projeto com críticas e
observações, seja promovendo recursos para financiar sua ideia.

As definições sobre Plano de Negócios trazem consigo outros conceitos que reforçam a
importância em sua realização. São conceitos de inteligência competitiva, gestão do conhecimento,
gestão tecnológica e de inovação que são definidos a partir de diferentes tipos de informações
sobre: concorrentes, clientes, mercado, produtos, tecnologia e ambiente.

Com base nestas constatações, torna-se importante perceber que a dinâmica dos negócios
exige agilidade na elaboração de um Plano de Negócios. Existem ainda diversas ferramentas
informatizadas para obter-se ganho na performance de elaboração do plano e planejamento de
negócio.

A aplicação de sistemas informatizados na elaboração de Plano de Negócios, traz ao usuário


benefícios efetivos, não alcançados por quem elabora seus Planos de Negócios de forma manual ou
com outros recursos.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ariane-souza-7 (arianecsj@hotmail.com)
3 CONSIDERAÇÕES FINAIS

A cultura de planejamento não está totalmente difundida no Brasil, ao contrário de outros


países, como exemplo os Estados Unidos, onde o Plano de Negócios é o passaporte e o pré-
requisito para a abertura e gerenciamento do dia-a-dia de qualquer empreendimento.
Mas essa situação está mudando, devido a vários fatores, principalmente pelo fato de muitas
instituições, bancos e órgãos governamentais estarem exigindo o Plano de Negócios como base para
a análise e concessão de crédito, financiamento e recursos às empresas.
O Plano de Negócios está, cada vez mais, tornando-se a principal “arma” de gestão que um
empresário pode utilizar, visando ao sucesso de seu empreendimento.
Assim sendo o Plano de Negócios é um poderoso guia que dará direção a todas as ações a
serem tomadas em uma empresa, pois se trata de uma ferramenta dinâmica e deve utilizado e
atualizado periodicamente.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ariane-souza-7 (arianecsj@hotmail.com)
REFERÊNCIAS

MELO NETO, Francisco Paulo de; FROES, César. Empreendedorismo social: a transição para a
sociedade sustentável. Rio de Janeiro: Qualitymark, 2002.

OLIVEIRA, E. M. Empreendedorismo social no Brasil: atual configuração – Ver. FAE, Curitiba,


v.7, n.2, 2004.

DOLABELA, Fernando. O segredo de Luísa: uma ideia, uma paixão em plano de negócio, como
nasce o empreendedor e se cria uma empresa. 1 ed. Rio de janeiro: Sextante, 2008.

PAVANI, C.; DEUTSCHER, J.; LOPES, S. M. Plano de Negócios: planejando o sucesso de seu
empreendimento. Rio de Janeiro: Lexicon Informática, 1997.

DORNELAS, J. C. A. Empreendedorismo: transformando ideias em negócios. Rio de Janeiro:


Campus, 2001.

BRIDI, João Vitor, Empreendedorismo. Indaial: Ed.Asselvi, 2008.

Document shared on www.docsity.com


Downloaded by: ariane-souza-7 (arianecsj@hotmail.com)