Você está na página 1de 3

OS – ORDEM DE SERVIÇO

DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA DO TRABALHO

FUNÇÃO: ENGENHEIRO CIVIL DATA:


NOME: EMPRESA:

CONTEÚDO PROGRAMÁTICO

ATIVIDADES DO COLABORADOR
  Procede a uma avaliação geral das condições requeridas para a obra, estudando o projeto e examinando as
características do terreno disponível, para determinar o local mais apropriado para a construção; calcula os
esforços e deformações previstos na obra projetada ou que afetam a mesma, consultando tabelas e efetuando
comparações, levando em consideração fatores como carga calculada, pressões de água, resistência aos ventos e
mudanças de temperatura, para apurar a natureza dos materiais que devem ser utilizados na construção; consulta
outros especialistas, como engenheiros mecânicos, eletricistas e químicos, arquitetos de edifícios e arquitetos
paisagistas, trocando informações relativas ao trabalho a ser desenvolvido, para decidir sobre as exigências
técnicas e estéticas relacionadas à obra a ser executada; elabora o projeto da construção, preparando plantas e
especificações da obra, indicando tipos e qualidade de materiais, equipamentos e mão-de-obra necessários e
efetuando um cálculo aproximado dos custos, a fim de apresentá-lo aos clientes, diretores de empresa ou órgãos
governamentais para aprovação; prepara o programa de trabalho, elaborando plantas, croquis, cronogramas e
outros subsídios que se fizerem necessários, para possibilitar a orientação e fiscalização do desenvolvimento das
obras; dirige a execução de projetos, acompanhando e orientando as operações à medida que avançam as obras,
para assegurar o cumprimento dos prazos e dos padrões de qualidade e segurança recomendadas; elabora os
orçamentos referentes às obras que serão executadas, fazendo a padronização, mensuração e controle de
qualidade dos serviços executados na obra, a fim de orientar e esclarecer o operário e o pessoal no que se refere
ao serviço técnico da obra; acompanha a construção de edifícios, fazendo levantamentos topográficos da região
onde o prédio será levantado, a fim de analisar os dados aerofotogramétricos da região; acompanha as obras de
terraplanagem e pavimentação de todos os tipos, estudando os locais e dando assistência aos operários, para que
a obra seja bem executada; atua no campo da indústria, desenvolvendo suas atividades na orientação e seleção
dos materiais, para serem bem utilizados na construção da obra.
RISCO E AVALIAÇÃO
O Engenheiro Civil está exposto a vários riscos, sendo que todos os riscos no qual o mesmo está exposto deverá
haver medidas de controle, para um melhor aproveitamento no ambiente de trabalho.
Risco Físico - Radiação não ionizante devera usar protetor solar, quando estiver exposto á ruídos devera usar
protetor auricular tipo plug.
Risco Ergonômico – Movimentos Repetitivos / Postura Inadequada, deverá receber treinamentos/orientações
postural nos treinamentos de integração e periódicos.
Risco de Acidente / Mecânico – Queda, contusões, choques, queda de materiais, Presença de pregos no chão ou
em escadas. Manter a instalação elétrica do canteiro em bom estado de conservação, manter locais de trabalho
limpo, deverá usar sempre Capacete – Botina de Segurança.
OBRIGAÇÕES DE SEGURANÇA DO COLABORADOR
 Observar e cumprir os procedimentos de segurança e medicina do trabalho, adotados pelos mecanismos
de segurança da empresa.
 Usar os Equipamentos de Proteção Individual - EPIs e uniformes recomendados, conforme a Ordem de
Serviço por função.
 Responsabilizar-se pela guarda, conservação e higienização dos EPIs que lhe forem confiados.
 Conservar em boas condições de higiene e asseio o local de trabalho e as instalações sanitárias.
 Participar das reuniões ordinárias e/ou extraordinárias sobre segurança do trabalho se convocado para
tal.
OS – ORDEM DE SERVIÇO
DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA DO TRABALHO

 Obedecer e zelar pelas placas de sinalização, avisos e cartazes fixados pela Empresa.
 Submeter-se periodicamente aos exames médicos ocupacionais e exames complementares, indicados
pela Empresa.
 Desligar máquinas e aparelhos elétricos em caso de incêndio, somente quando o desligamento não
envolver riscos adicionais e se possível combater o início do incêndio o mais rapidamente possível, com
extintor de incêndio compatível com a classe de fogo.
 Iniciar nova função, somente após submeter-se ao exame médico ocupacional por mudança de função.

DIREITOS DO COLABORADOR
 Ser informado dos resultados dos exames médicos e complementares de diagnóstico aos quais foi
submetido.
 Ser informado das avaliações ambientais realizadas no local de trabalho.
 Ser representado pelos representantes dos trabalhadores para que acompanhem a fiscalização dos
preceitos legais e regulamentares sobre segurança e medicina do trabalho.

PROIBIÇÕES AO COLABORADOR
 Executar qualquer trabalho (operação, inspeção ou reparação), sem para o qual não esteja habilitado ou
autorizado pelo seu superior hierárquico imediato.
 Trabalhar sem camisa, de bermuda, com calçados abertos (chinelos, sandálias).
 Deixar de usar o EPI e uniforme, necessário às atividades e operações da sua função.
 Ingerir bebidas alcoólicas, mesmo em intervalos durante a jornada de trabalho e trajetos e apresentar-se
para o trabalho alcoolizado ou com hálito alcoólico.
 Brincadeiras que ocasionem atos inseguros ou constrangimento aos colegas.
 Sobrecarregar as tomadas elétricas, utilizando mais de um aparelho na mesma saída, exceto se
autorizado por profissional capacitado e/ou habilitado.
 Utilizar armários de uso pessoal para guardar quaisquer outros objetos diferentes dos quais são
destinados, mesmo que provisoriamente.
EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO INDIVIDUAL – EPI’s
 Capacete de Segurança com aba frontal, e Jugular;
 Botina de Segurança.
 Cinto Segurança tipo para-quedista ajustável com talabarte duplo.
 Protetor auricular tipo plug.
 Protetor solar.
 Óculos de proteção.
EQUIPAMENTOS DE PROTEÇÃO COLETIVA – EPC’s
 Plataformas de Segurança – Bandejas;
 Extintores de Incêndio;
 Proteção Guarda-Corpo;
 Sinalização.

PENALIDADES AO COLABORADOR
A transgressão de qualquer disposição deste regulamento ou da Consolidação das Leis do Trabalho – CLT,
artigo 482, importa a aplicação criteriosa e justa da penalidade cabível.
As penalidades aplicáveis são as seguintes:
 Advertência verbal;
OS – ORDEM DE SERVIÇO
DEPARTAMENTO DE SEGURANÇA DO TRABALHO

 Advertência por escrito;


 Suspensão;
 Demissão por justa causa.
As penalidades poderão ser aplicadas independentemente de sua ordem de indicação, tendo em vista a
reincidência ou a gravidade da falta cometida.
PROCEDIMENTO EM CASO DE ACIDENTES
Todo e qualquer acidente de trabalho, deverá ser comunicado para o superior imediato, (Mestre/ Engenheiro/ Técnico em
Segurança do Trabalho), na falta destes para o membro da CIPA, para que possa ser providenciada a emissão da CAT –
Comunicado de Acidente do Trabalho, cujo prazo é de 24 horas.
Obs.: O acidente não comunicado, não será considerado para efeitos legais.
O empregado está passível de punição conforme a CLT pelo não cumprimento das normas de segurança contidas na
ordem de serviço

Declaro que recebi da MATTOS TECHY as orientações que fazem parte deste documento, comprometendo-me a seguir
as orientações nela contidas e reconhecendo serem elas indispensáveis à minha segurança e à de meus colegas de trabalho.
Também afirmo ter recebido os EPI’s de utilização obrigatória na minha função da empresa responsável e comprometo-
me a utilizá-los durante toda a minha jornada de trabalho, solicitando sua substituição sempre que necessário.
ASSINATURA DO FUNCIONÁRIO: DATA:

Técnico em Segurança do Trabalho – MATTOS TECHY DATA:

Você também pode gostar