Você está na página 1de 5

Teste A1

DEPARTAMENTO DE CIÊNCIAS SOCIAIS E HUMANAS

GRUPO DISCIPLINAR DE HISTÓRIA


10.º ANO
5.º TESTE DE AVALIAÇÃO SUMATIVO
ESCOLA SECUNDÁRIA DE SÃO JOÃO DO
DISCIPLINA: História B
ESTORIL Duração: 90 mn +
10 mn de tolerância
ANO LETIVO 2017/2018 Professor: Jorge Penim de Freitas

 Identifique claramente os grupos e os itens a que responde.


 Utilize apenas caneta ou esferográfica de tinta azul ou preta.
 É interdito o uso de «esferográfica-lápis» e de corretor.
 As cotações da prova encontram-se na página 5.
 Nos itens de resposta aberta com cotação igual ou superior a 20 pontos, cerca de
10% da cotação é atribuída à comunicação em língua portuguesa.

1. Indique, na folha de respostas, qual a alínea com a afirmação mais correta em relação à
Segunda Revolução Industrial:

(A) A Segunda Revolução Industrial só foi possível graças às novas invenções, como o
telefone e o computador .
(B) A Segunda Revolução Industrial foi possível graças ao surgimento de novas fontes
de energia, como a eletricidade e o petróleo, que vieram juntar-se à energia a vapor.
(C) A Segunda Revolução Industrial iniciou-se no primeiro quartel do século XIX.
(D) A Segunda Revolução Industrial caracterizou-se pela substituição do comboio pelo
automóvel, como meio de transporte mais importante.

Documento 1
Antes do estabelecimento da linha Liverpool-Manchester havia 22 carruagens
regulares [a cavalos] e, ocasionalmente, cerca de sete carruagens extra entre os dois locais
que, em conjunto, conseguiam transportar 688 pessoas por dia. A via-férrea […] transporta
uma média de 1.070 pessoas por dia. Não parou de funcionar um único dia. O custo por
passageiro era de 10 shillings no interior e 5 shillings no exterior da carruagem. Pela via-férrea
é de 5 shillings no interior e 3 shillings, 6 pence no exterior. A duração da viagem era de quatro
horas; por via-férrea leva uma hora e três quartos. Resta apenas uma carruagem de cavalos
em funcionamento […]. O correio é também expedido por comboio, o que poupa ao Estado
dois terços da despesa […]. As caleches particulares são também transportadas por comboio.
As locomotivas podem circular em segurança depois de anoitecer. […] As mercadorias são
agora entregues em Manchester no mesmo dia em que são recebidas em Liverpool. Quando
eram expedidas por canal demoravam pelo menos três dias. […] Os industriais da região de
Manchester pouparam, por ano, 20.000 libras só no transporte de algodão.

(Artigo do Annual Register de 1832)

2. Com base no documento 1, exponha três vantagens do transporte ferroviário para a


economia.

1
Documento 2 – Otimizar a produção
A operação que queremos aqui descrever é a da verificação dos rolamentos das
bicicletas antes da sua embalagem e expedição […]. Este trabalho era inteiramente realizado
por raparigas […]. Para cada operária, fez-se um registo diário rigoroso, tanto da quantidade
como da qualidade do trabalho. Ao fim de algum tempo, isso permitiu ao chefe estimular as
trabalhadoras, aumentando o salário das que produziam mais e melhor, diminuindo o das que
produziam menos e, finalmente, despedindo aquelas cuja lentidão e falta de cuidado eram
incorrigíveis. Fez-se, com um cronómetro, um estudo rigoroso do tempo […].
Este estudo mostrou que as raparigas perdiam uma parte considerável do tempo a
conversar. Foram colocadas a uma distância considerável umas das outras para as impedir de
conversar […]. O trabalho de cada operária era medido de hora a hora e a operária informada
de que a sua produção era normal ou de que registava atrasos.
(F. W. Taylor, A Direção das Oficinas, 1913)

Documento 3 – Linha de montagem

Documento 4
O carro em que me concentrei chamou-se Modelo T, de Touring. Este novo modelo,
que pretendia tornar o nosso modelo único, ponto de partida de uma verdadeira produção em
massa, tinha como característica essencial a simplicidade. […]
As peças poderiam ser fabricadas a um preço tão baixo que ficaria mais barato
comprar peças novas do que mandar reparar as velhas. […] Em 1909, numa bela manhã,
anunciei, sem aviso prévio que, daí em diante, fabricaríamos um único modelo, que seria o
modelo T.
(Henry Ford, A Minha Vida e a Minha Obra, 1925)

Documento 5
O pai de Archie Acciacca veio de Itália em busca de trabalho numa das novas indústrias.
Conseguiu um emprego na Ford, em 1913, quando o salário era de 5 dólares por dia. «Todos
tentavam mostrar à gerência que conseguiam dar conta do trabalho», diz Archie Acciacca. Mas
o seu pai deixou a Ford cinco anos depois. «A monotonia da linha de produção, dia após dia,
foi de mais para o homem”.
(Guy Arnold in O Século do Povo, 1900-1914, RTP, 1997)

2
3. Desenvolva, a partir dos documentos de 2 a 5, o seguinte tema:

A racionalização do trabalho industrial.

A sua resposta deve abordar, pela ordem que entender, dois aspetos de cada um dos
seguintes tópicos:
 Os novos métodos de produção e organização do trabalho.
 Produção em massa e consumo em massa.
 Vantagens e desvantagens para os operários.

4. A produção industrial e o capitalismo. Associe cada um dos elementos da coluna A às


frases correspondentes que constam na coluna B. Escreva, na folha de respostas, apenas as
letras e os números correspondentes. Utilize cada letra e cada número apenas uma vez.

COLUNA A COLUNA B

(A) Sociedade anónima (1) Associação de operários que entram, de forma anónima, na gestão de
uma empresa.
(B) Concentração vertical
(2) Associação de indústrias do mesmo ramo, que se encarregam da
(C) Concentração horizontal mesma fase de produção de um dado produto.

(3) É aquela cujo capital se encontra, na totalidade, na posse de uma


entidade bancária.

(4) É aquela que funciona de forma secreta, tentando levar à falência os


seus rivais e estabelecer o monopólio numa determinada indústria.

(5) Associação de indústrias em torno de uma mais forte, que domina


todas as fases da produção, desde a obtenção da matéria-prima até à sua
transformação em produto acabado, passando pelo transporte.

(6) É aquela cujo capital se encontra facionado em títulos de igual valor


(ações) que pertencem a vários titulares, geralmente não identificados.

(7) Associação de empresários que procuram desenvolver as respetivas


indústrias, elegendo um para os chefiar.

3
5. Assinale com um V (Verdadeiro) ou F (Falso) cada uma das seguintes afirmações
respeitantes à industrialização da economia agrícola e o capitalismo rural. Na folha de
respostas escreva apenas a letra da alínea, seguida de V ou F.

A) Na economia agrícola industrializada, o regime dominante era o da pequena exploração


agrícola.
B) A monocultura foi abandonada quando se deu a industrialização da agricultura.
C) A cultura intensiva (sem rotação e sem pousio) é característica da economia agrícola dos
países industrializados no século XIX.
D) A produção, numa agricultura industrializada, destina-se maioritariamente ou até na
totalidade aos mercados nacionais e internacionais.
E) O capitalismo financeiro não teve qualquer consequência na afirmação do capitalismo rural.
F) O processo do trabalho agrícola, no século XIX e em países como a Alemanha ou o Reino
Unido, continuou a ser feito com recurso à força motriz do homem e do animal.

Documento 6
O dinheiro é o nervo do poder económico. Ora, todos sabem que a Inglaterra é o país
em que há mais dinheiro líquido, imediatamente disponível. […] Pedem-nos empréstimos e
nós emprestamos somas imensas que seria impossível obter noutro lado. […] Se uma nação
qualquer pretende construir um caminho de ferro, sobretudo se essa nação é pobre, é quase
certo que ela vem procurar o dinheiro necessário neste país, o país dos bancos.

(Walther Bagehot, Lombard Street, A Description of the Money Market, Londres, 1873)

Documento 7
Indicadores económicos em meados do século XIX Reino França Alemanha
Unido
Potências das máquinas a vapor fixas (em milhares de cv) 500 67 40
Rede ferroviária (em km) 10.500 3.000 6.000
Consumo de algodão por habitante (em kg) 7,3 1,5 0,9
Produção de ferro fundido por habitante (em kg) 54 12 5

6. Demonstre, reunindo os dados dos documentos 6 e 7, a superioridade económica


britânica na segunda metade do século XIX.

7. Entre as potências económicas emergentes no final do século XIX, contavam-se…

(A) os Estados Unidos, o Japão e o Brasil.


(B) a China e o Japão.
(C) o Japão, os Estados Unidos e a China.
(D) o Japão e os Estados Unidos.

4
Documento 8 – As crises do capitalismo
Nas crises irrompe uma epidemia social que teria parecido um contrassenso a todas as
épocas anteriores – a epidemia da sobreprodução. A sociedade vê-se de repente
retransportada a um estado de momentânea barbárie; parece-lhe que uma fome, uma guerra
de aniquilação universal lhe cortaram todos os meios de subsistência; a indústria e o comércio
parecem aniquilados. E porquê? Porque ela possui demasiada civilização, demasiados meios
de vida, demasiada indústria, demasiado comércio. […] As relações burguesas tornam-se
demasiado estreitas para conterem a riqueza por elas gerada.

(Karl Marx e Friedrich Engels, Manifesto do Partido Comunista, 1848)

8. Com base no documento 8 e nos seus conhecimentos acerca dos ciclos económicos,
explicite as origens das crises do capitalismo.

9. Apresente, na ordem por que ocorrem, os seguintes aspetos de uma crise do capitalismo
(na folha de respostas escreva apenas a sequência das letras das alíneas):

A – Falência de empresas.
B – Superprodução.
C – Desemprego.
D – Descida de preços.

Documento 9 – Reação ao livre-cambismo em França, 1868


A importação livre do ferro tem lançado a desordem nos nossos mercados. O futuro é-
nos incerto. Esta situação infeliz conduz à falta de trabalho nas nossas forjas, à diminuição dos
salários, ao despedimento dos operários. […]
Operários, nós pedimos trabalho.
Fabricantes, pedimos que as nossas oficinas retomem a atividade perdida […].
Precisamos denunciar, em tempo útil, os tratados de comércio que abriram a livre circulação
através de canais e rios.

(Reclamação dos metalúrgicos do Alto Marne)

10. Exponha os motivos que levaram ao regresso às políticas protecionistas a partir da


década de 60 do século XIX.

Cotações
Questão Cotação Questão Cotação
1. 6 6. 30
2. 30 7. 6
3. 50 8. 30
4. 6 9. 6
5. 6 10. 30

Total 200

Você também pode gostar