Você está na página 1de 7

GABARITO DA PRIMEIRA PARTE- PROF.

ISABELLA ALMOHALHA
1) D
2) A
3) A
4) C
5) Não. O primeiro lhe está sendo usado com a idéia de posse e o segundo, com a idéia de complemento verbal -
objeto indireto. I- (...) começam a cair na sua cabeça / II: (...) o sol dá a eles o ar de sua graça.

6) a) I- Época atual, momento presente (Uso temporal).

II- Ao país- (Brasil) em que estamos inseridos (Uso espacial)

III- À amiga espanhola citada anteriormente (Interior do discurso)

IV- Pessoas que foram furtadas (Retomada de informação)

b) O aluno deverá refletir sobre os diferentes empregos do pronome demonstrativo, levando em consideração os usos:
espacial, temporal e retomada no discurso.

c) “e isso trai o desejo de, uma vez ao ano, pelo menos na fantasia (...)”
“Considera-se isso diversão.”
“Bem, sempre tem gente que enxerga de outro jeito e foi assim que uma jovem amiga do escrevinhador destas
linhas (...)
“(...) isso não quer dizer que seja assim proibiiiido, a ponto de não poder mesmo, porque, sabe?”

7) a) Rebocá-lo: rebocar ele / empurrá-lo: empurrar ele. Função de Objeto Direto

b) A substituição não é possível, porque o LHE é usado para substituir uma expressão que funciona como OBJETO
INDIRETO, e o O, A (s) substituem o OBJETO INDIRETO.

8) a) I- Numeral
II- Numeral Substantivo

b) I- Substantivo
II- Adjetivo

c) I- Interjeição
II- Advérbio

d) I- Substantivo
II- Adjetivo

9) Se alterarmos a posição da palavra certas em relação à palavra coisas, ocorrerá uma mudança de sentido uma vez
que teremos uma idéia quase contrária, pois seria como se no Brasil proibisse coisas certas, corretas...

10) a)“Registre-se, para deixar claro que ninguém está implicando com ninguém, que o gosto do brasileiro pela neve
é para lá de compreensível.”
Objetivo: Exprimir uma ordem

b) O texto apresenta mais de um trecho irônico


“Uma vez por ano, arranca-se o país da condenação inclemente do sol e trata-se de empurrá-lo na trilha de delícias do
frio, do tempo fechado, do cinza na paisagem.”

“Operando com a rapidez e a flexibilidade de um esquadrão bem treinado, aliviaram a platéia de carteiras, celulares,
relógios e máquinas fotográficas.”
Objetivo: Fazer uma crítica; exprimir uma idéia contrária do que se pensa...

c) “O (a) leitor (a) já terá reparado como as notícias do futebol são sempre antecedidas por sorrisos de felicidade (...)”
Objetivo: Aproximar-se do leitor

11) a) O texto apresenta vários exemplos de uso adequado.


“a satisfação com que os apresentadores de lá registram o solitário dia do ano em que o sol lhes dá o ar de sua graça.”
“E um Carnaval à brasileira, para o qual até escola de samba fundaram por lá.”
“ (...) que é o centrinho onde ficam as lojas (...)”

b) “ (...) que o gosto do brasileiro pela neve é para lá de compreensível.” (Traços de oralidade / informalidade)
“Bem, sempre tem gente que enxerga de outro jeito (...)”(Verbo ter no sentido de haver)
“Deu para entender?” (Traços de oralidade)
“ (...) mas, sabe?, isso não quer dizer que seja assim proibiiiido” (Traços de oralidade)

c) O texto apresenta vários exemplos.


“(...) desencalhar o país das ingratas vizinhanças do Pólo Norte e rebocá-lo até a quentura dos trópicos”
“ (...) arranca-se o país da condenação inclemente do sol (...)”

d) O texto apresenta vários exemplos


“ (...) do cinza na paisagem (...)”
“Mas ficou no "quase" (...)”

g) O texto apresenta vários exemplos


“ (...) entre sorrisos de júbilo, na televisão.”
“ (...) são sempre antecedidas por sorrisos de felicidade”.
“ E um Carnaval à brasileira (...)”
“ (...)até a quentura dos trópicos (...)”

h) O texto apresenta vários exemplos


“Para quem não sabe (...)”
“ (...) um bafo magicamente visível (...)”
“ (...) a temperatura fique cada vez mais baixa.”
“ (...) com um sorriso tão escancarado (...)”

13) a) RESPOSTA PESSOAL.

b) RESPOSTA PESSOAL.

c) “A janela está todo aberta” (ADVÉRBIO)


“A mulher chegou todo suada da academia.” (ADVÉRBIO)
“ Todas as noites, a aluna estuda muito.” (PRONOME)

GABARITO SEGUNDA PARTE- PROF. ROSÁLIA LOVISI

1)Assinale a alternativa que apresenta a ideia central do texto:


a)Citar os efeitos da bomba-atômica na terra.
b)Mostrar o ritmo da poluição no planeta terra..
c)Constatar a triste história da humanidade através do tempo.
d)Apresentar o crescimento descontrolado das grandes cidades.

2)Qual é a estrutura textual predominante no texto? Justifique sua resposta.


A estrutura predominante é narrativa, porque nesse texto há o relato de fatos, acontecimentos fictícios com a
participação de personagens cujas ação é contada por um narrador.

3)Em todas opções abaixo há linguagem conotativa, exceto:


a)“ [...] era um alucinado correndo para um abismo “
b) “ O homem na verdade, havia retornado às cavernas”.
c)“Mas mesmo assim mesmo as cidades cresciam “.
d) “[...] uma sombra esfarrapada e doente da humanidade rastejava pela brenhas do mundo”.

3) “E um dia ele caiu. E que tombo, nossa!


No trecho acima há uma interjeição. Qual o efeito do uso dessa interjeição no texto?
A interjeição “nossa” apresenta uma idéia de exclamação, inclusive há uma interferência do narrador.

4))Apesar do texto Uma gota no futuro ser uma ficção científica, ele se aproxima da realidade.
Produza um pequeno texto endossando essa afirmativa.
Os problemas abordados no texto estão contextualizados na realidade atual.

5)Analise o emprego do verbo haver nas seguintes formas.


• “ Havia cidades grandes no seu tempo, não é “
• “ Havia outras bem maiores Nova York, Cidade do México, Tóquio, São Paulo” ,
• “Havia retornado às cavernas .”
• “Havia poluição em todas as formas possíveis”.

a)Em qual opção o verbo haver apresenta sentido diferente?


Havia retornado às cavernas”. Nessa opção, o verbo haver tem o sentido de tinha

b)Elabore duas frases em que o verbo haver apresente esse mesmo sentido.
pessoal

6)“ No mundo inteiro ocorreram coisas assim”.


1- Existiram coisas assim.
2- Houveram coisas assim.
3- Houve coisas assim.
4- Tinha coisas assim.

Na língua padrão, o verbo destacado pode ser substituído por:


a)1 e 2
b) 2 e 4
c)1 e 3
d)3 e 4

7)“ Eu esperava que você dissesse isso”.


O verbo destacado está no tempo:
a)Presente do indicativo
b)Futuro do presente do indicativo
c)Pretérito imperfeito do subjuntivo
d)Pretérito mais –que- perfeito do indicativo.

8)Os verbos sublinhados nas frases abaixo são de ligação, exceto:


a)“Toda cidade está cheia “.
b)“[...] pois ai está o começo “.
c) “No fim quando estava sozinha começou sua própria destruição”.
d)“ O mundo estava um imenso deserto “.
9)Tendo do como base a questão anterior, o que se percebe em relação a transitividade dos verbos.?
A transitividade dos verbos varia de acordo com o contexto.

10)“ Mas novas armas foram inventadas”


Essa passagem esta na voz passiva.

a) Como ficaria na voz ativa?


Mas inventaram novas armas.

b) Nessa mudança o que você pode observar em relação a função sintática de novas armas ?

Novas armas na voz passiva tem função de sujeito, já na voz ativa passa a ser objeto direto

11) “Enquanto multiplicavam-se as indústrias, tanto os rios como o solo e o mar iam sendo poluídos”.
Justifique a concordância do verbo destacado.
O verbo está no plural, porque ele concorda com indústrias que é o sujeito das oração e segundo a regra de
concordância o verbo deve concordar com o sujeito.

12)Complete as lacunas com as formas verbais adequadas.


a) Tudo __foi______________ se transformando em estacionamento (foi, foram )
b) “Piloto-das-coisas tomou conhecimento da triste história da humanidade naqueles séculos que o
_separavam________________ de seu tempo” ( separava , separavam)
c)“Aquilo que todos pensavam ser impossível, há dois mil anos _aconteceu________________ “
(aconteceu, aconteceram)
d)“____________________ anos e anos que gastam para construir a nova metrópole “.
13)Algumas formas verbais gostam de andar aos pares. Tente descobrir que forma verbal combina com cada uma das
formas destacadas nas frases a seguir.
a)Se eu pudesse acabaria ________________________ todas as guerras (acabar)
b)Se eu tiver ajuda. ___conseguirei__________________inventar a solidariedade em nosso meio (conseguir).
c)Se s pessoas ____tiverem____________________ mais consciência, o meio ambiente não sofreria tanto (ter).
d)Se as pessoas ______receberem__________________ educação adequada, o futuro da terra será melhor (receber).
e)Hoje eu peço aos homens sábios que ____espalhem____________________ sua sabedoria. (espalhar).

14)“Aquilo que todos pensavam ser impossível , há dois mil anos, acontecera”.
Em que tempo está empregado o verbo destacado no trecho? Justifique o seu uso.
O verbo está no pretérito mais-que-perfeito. Ele foi usado, pois o ato de acontecer antecedeu o ato de pensar.

16) Qual a classe gramatical da palavra salve, no texto II?


___Interjeição________

17)Qual a classe gramatical da palavra salve, no texto III?


Verbo

18) Que recurso lingüístico foi utilizado pelo autor ao relacionar a palavra idolatrada do texto II e abandonada do
texto III?
O recurso lingüístico usado foi a intertextualidade

1) Qual a significação da palavra salve, no texto II?


Houve uma exaltação a pátria

19) Qual a significação da palavra salve, no texto III?


Há um pedido de socorro

GABARITO TERCEIRA PARTE- PROF. KAROL


TEXTO 1
1) C - Justificativa: embora o autor frise que arranca-rabos são inevitáveis, isso serve para justificar que os casais
precisam mudar para melhorar a relação.
2) D - Ele diz no fim do segundo parágrafo que escreve para responder aos amigos.
3) B - Ou seja indica explicação, não consequência.
4) B
5) Pessoal
6) a) Ideias: "Mulher e marido perdem 10 quilos num único mês" e "Mulher e marido se separam"
b) que
c) pessoal
8) a) Vivemos numa época cujo ideal maior...
b) O tropeiro descia a coxilha em cujo alto...
c) Preferes esses cafés em cujas mesas...
d) Peço enviar-me as contas por cujo pagamento...
e) É um caramujo quieto, a cuja sombra...
f) Por este bosque de ramagens tão vagas, cuja trama está tranquila, ...
g) O homem cuja consciência está tranquila não teme...
h) Morreu o piloto cujo carro...

TEXTO 2
1) C - Os argumentos apresentados são aqueles que mostram os direitos e os deveres do cidadão.
2) A - O texto não quer educar o filho do leitor, mas o próprio leitor.
3) D
4) B
5) -
6) a) Os confederados estavam no trem ou o assalto foi acompanhado pelos confederados.
b) com
8) -
9) a) I - à Paula
II - à Lagoa
III - à irmã
IV - à noitinha
b) substantivos
c) -
TEXTO 3
1) C -
2) B
3) D
4) a) Modifica humano
b) I - -
II - -
5) a) Espero que as respostas sejam "intensidade", "modo" etc.
b) Noção de circunstância.
6) -

7 a) origem
b) lugar
c) matéria
d) pessoa? Causa? Não consegui resolver essa...
e) causa
f) causa / objetivo
g) causa

GABARITO QUARTA PARTE- PROF. CIDINHA


1- Assinale a alternativa que apresenta o assunto central do texto.
a) a falta de cidadãos honestos e respeitados.
b) as leis que não funcionam como deveriam.
c) o sofrimento da juventude por não ter para onde olhar.
d) a aceitação da transgressão pela sociedade.

2- Com base na leitura feita, é CORRETO afirmar que o objetivo principal do texto é:
a) criticar os exames da ordem, que facilitam a aprovação dos bacharéis em direito.
b) constatar que a transgressão, em vários níveis, é aceita por nós sem contestação.
c) condenar as leis que não são aplicadas da mesma forma para todos.
d) justificar a transgressão uma vez que ela é natural entre nós.

3- Assinale a alternativa em que a palavra destacada NÃO pode ser substituída pela palavra entre colchetes, sem que
se altere o sentido original no texto. Em seguida, apresente um sinônimo adequado para essa palavra.
a) ... conseguem indultos absurdos... (linha 9) [= absolvições]
b) ... a não ser que acossado pela culpa moral... (linha 19) [=incomodado]
c) ... referências pífias... (linha 38) [=ordinárias]
d) ... continência da nossa resignação. (linha 48) [=revolta]

4- Em todas as alternativas, há exemplos de transgressões apresentados no texto, EXCETO em:


a) “Nesta nossa terra, muitos cidadãos destacados, líderes, são conhecidos como canalhas e desonestos, mas, ainda
que réus confessos ou comprovados, inevitavelmente se safam.”
b) “Assassinos ao volante nem são presos. Se presos, são soltos para o famoso ‘aguardar o julgamento em
liberdade’”.
c) “Vivemos feito bandos de ratos aflitos, recorrendo à droga, à bebida, ao delírio, à alienação e à indiferença, para
aguentar uma realidade cada dia mais confusa...”
d) “Crianças continuarão a ser estupradas, inocentes mortos, velhinhos roubados, mulheres trancadas em suas casas”

5- “Se presos, são soltos para o famoso ‘aguardar o julgamento em liberdade’. Centenas e centenas de vidas cortadas
de maneira brutal e o assassino, a não ser que acossado pela culpa moral, se tiver moral, logo voltará ao seu dia-a-
dia, numa boa.”

Reescrevendo-se o período acima, ocorre alteração de sentido em:


a) “Ainda que presos, são soltos para o famoso ‘aguardar o julgamento em liberdade’. Centenas e centenas de vidas
cortadas de maneira brutal e o assassino, a menos que acossado pela culpa moral, se tiver moral, logo voltará ao seu
dia-a-dia, numa boa.”
b) “Caso sejam presos, são soltos para o famoso ‘aguardar o julgamento em liberdade’. Centenas e centenas de vidas
cortadas de maneira brutal e o assassino, a não ser que acossado pela culpa moral, dado que tenha moral, logo
voltará ao seu dia-a-dia, numa boa.”
c) “Se presos, são soltos para o famoso ‘aguardar o julgamento em liberdade’. Centenas e centenas de vidas cortadas
de maneira brutal e o assassino, desde que acossado pela culpa moral, caso tenha moral, logo voltará ao seu dia-a-
dia, numa boa.”
d) “Uma vez presos, são soltos para o famoso ‘aguardar o julgamento em liberdade’. Centenas e centenas de vidas
cortadas de maneira brutal e o assassino, a menos que acossado pela culpa moral, salvo se tiver moral, logo voltará
ao seu dia-a-dia, numa boa.”

6- Reescreva o período abaixo substituindo o termo em destaque pelos seguintes conectivos: embora, apesar de,
mesmo. Utilize um conectivo de cada vez e faça as modificações necessárias.

a) embora

chamar a atenção para a mudança de tempo e modo verbal provocada pela mudança no conector.

7 – Leia:

I. O exame da OAB se tornou mais simples uma vez que é preciso aprovar mais gente.
II. O exame da OAB se tornará mais simples uma vez que for preciso aprovar mais gente.

Explique as relações estabelecidas pela expressão uma vez que em cada caso acima.

Icausa

IIcondição

8 –Explicite a relação de sentido estabelecida pelos termos em destaque em cada um dos períodos seguintes e, em
seguida, construa pequenos períodos com diferentes elementos, mas que mantenham o mesmo sentido estabelecido
nas sentenças abaixo.

a) Políticos sendo acusados de corrupção é tão trivial que as exceções se vão tornando ícones, ralas esperanças
nossas.

Consecutiva

b) Conseguem indultos absurdos ou saem em ocasiões como o Natal.

Alternância, escolha ou exclusão

c) Crianças continuarão a ser estupradas, inocentes mortos, velhinhos roubados, mulheres trancadas em suas casas,
porque a justiça é cega.

Causa

d) Se presos, são soltos para o famoso "aguardar o julgamento em liberdade".

Condição

e) A juventude é quem mais sofre, pois não sabe em que direção olhar.

Causal
Vale comentar sobre o pois: pode ser conclusivo, causal e explicativo
Exemplos:
O “pois” explicativo pode ser substituído pelo “que”: “Volte logo, pois estou com saudades.” = “Volte logo, que
estou com saudades.”
O “pois” causal pode ser substituído por “porque”, mas não pelo “que”: Pedro foi reprovado, pois não estudava. =
Pedro foi reprovado porque não estudava. # Pedro foi reprovado, que não estudava?!
O “pois” pode ser conclusivo se aparecer entre vírgulas.
Estudei muito, irei, pois, passar no vestibular. =
Estudei muito, irei, dessa forma, passar no vestibular.

f) Espero que na hora de fechar a porta haja um homem honrado, para que se apague a luz de verdade, não com
grandes palavras e reles mentiras.

Finalidade