Você está na página 1de 6

CONTRATO DE INVESTIMENTO FINANCEIRO EM

EMPREENDIMENTO IMOBILIÁRIO

Pelo presente instrumento particular de investimento financeiro em empreendimento


imobiliário e na melhor forma de direito, que entre si fazem, de um lado, ROSSI & ROSSI
EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA., com sede em Piracicaba, na Rua Campos Salles,
nº 1818, sala 62 B, Vila Boyes, Cep: 13.416.310, no Estado de São Paulo, inscrita no C.N.P.J. sob
o nº 22.692.856/0001-08, neste ato representada por seu sócio Armando Rossi Neto, casado,
empresário, RG 35.278.572-X SSP/SP, inscrito no CPF sob nº 350.943.088-31, domiciliado em
Piracicaba-SP na Rua do Vergueiro, nº 281 denominado EMPREENDEDORES e, do outro lado
Cesar Augusto Regonha, portador do RG. 47.673.109, inscrito no CPF sob n° 378.574.948-10
,Casado com Michele Torrezan,portadora do RG.406.623.94,inscrito no CPF sob o n°
431.272.338-92,residente e domiciliado em Saltinho – SP, na Rua Mário Cestariolli n°396,
Cep13.440-000, de ora em diante, denominado INVESTIDOR, tem justo e contratado o
investimento financeiro no empreendimento imobiliário denominado“RESIDENCIAL CAMPO
VERDE”, que se regerá pelas cláusulas e condições seguintes:

CLAUSULA PRIMEIRA – DO EMPREENDIMENTO: O EMPREENDEDORé titular dos direitos de


exploração Imobiliária de Uma área de terras, de 207.565,00 m2, localizada no Bairro Ubatuba,
Estrada Municipal Saltinho – Rio das Pedras, (RDP 253), Km 01, Município de Rio das Pedras,
Estado de São Paulo, objeto da matricula nº 83.104 do 2º Oficial de Registro de Imóveis e
anexos da Comarca de Piracicaba – SP., do qual detém 60%(sessenta por cento) da área para
implantação do Loteamento residencial “RESIDENCIAL CAMPO VERDE. Serão implantados 123
lotes de aproximadamente 810,00 metros quadrados cada, com os seguintes itens:

1) Projetos e aprovações nos órgãos Municipal, Estadual e Federal;

2) Aprovação de projeto ambiental;

3) Abertura de ruas e terraplenagem de acordo com as cotas mínimas de declividade exigida


pela Prefeitura Municipal de Rio das Pedras – SP;

4) Execução de redes de água, com seus respectivos registros e interligações ao poço artesiano
utilizando tubos;

5) Execução de poços artesianos, tanques de reservatório e caixas de recalque, tantos quantos


forem necessários ao satisfatório atendimento do loteamento;

6) Execução de guias e sarjetas;

7) Execução de cascalhamento dentro do loteamento, até o nível da sarjeta (abaulado);

8) Execução de lixeira interna em alvenaria;

9) Paisagismo com plantio de árvores nativas nas áreas de Preservação Permanente, com
manutenção até a entrega do loteamento, conforme projeto;

Página 1 de 6
10) Execução de rede elétrica e iluminação, com postes de cimento e fiação primária e
secundária, de acordo com as normas da Prefeitura Municipal de Rio das Pedras – SP e da
concessionária CPFL;

11) Segurança, sendo a portaria iluminada, em alvenaria e madeira de eucalipto tratado,


modelo rústico, contendo guarida (com banheiro) e portões eletrônicos, entrada e saída de
pedestres, veículos leves e veículos de carga e descarga. Fechamento do loteamento com
muro (não incluso área institucional), com altura de 2,5m em blocos de concreto, com
acabamento frisado nos blocos;

12) Área de lazer completa;

13) Acabamento topográfico em todas as fases da obra, com a devidamente demarcação de


todos os lotes com piquetes;

14) Registro do loteamento no cartório de registro de imóveis, incluindo as despesas com


certidões, taxas de registro lote a lote e taxas de publicação em nome da CONTRATANTE;

15) Constituição do Loteamento fechado, junto aos proprietários de lotes, com posterior
aprovação na Prefeitura Municipal de Rio das Pedras – SP, e registro para fechamento da área;

16) Ao final da obra será feita uma limpeza geral nos locais das obras e quadras, consistindo
em roçada mecânica nos mesmos.

PARÁGRAFO PRIMEIRO. Por este e na melhor forma de direito, o EMPREENDEDOR se


compromete a ceder 1.040m², equivalente a 0,015% de sua cota parte de área vendável, ao
INVESTIDOR, livre e desembaraçado de quaisquer ônus reais, judiciais ou extrajudiciais,
mediante as cláusulas deste instrumento.

PARÁGRAFO SEGUNDO. As partes reconhecem que sobre o referido investimento haverá um


retorno financeiro sob o capital investido

PARÁGRAFO TERCEIRO. O EMPREENDEDOR se compromete a devolver o valor investido ao


INVESTIDOR, se durante o processo de aprovação ou execução do empreendimento houver
alguma impossibilidade de sua realização por qualquer motivo que seja.

PARÁGRAFO QUARTO. Em caso de devolução do valor investido como acima referido o valor
será atualizado pelo índice IPCA - IBGE e a devolução serão integrais com a correção
estipulada.

CLAUSULA SEGUNDA- DO VALOR: O valor do investimento correspondente ao Lote F1 aos


1.040m²ou 0,015% de sua cota parte de área vendável, corresponde a R$ 110.000,00 (Cento e
dez mil reais), a serem pagos na assinatura deste instrumento da seguinte forma:

Página 2 de 6
-Entrada no valor de R$50.000,00(cinquenta mil reais) no ato da assinatura do mesmo Via
TED,Cheque ou em espécie;

-24 parcelas iguais no valor R$2.500,00 (dois mil e quinhentos reais),totalizando R$60.000,00
(sessenta mil reais) até 20/10/2023:

20/10/2021

20/11/2021

20/12/2021

20/01/2022

20/02/2022

20/03/2022

20/04/2022

20/05/2022

20/06/2022

20/07/2022

20/08/2022

20/09/2022

20/10/2022

20/11/2022

20/12/2022

20/01/2023

20/02/2023

20/04/2023

20/05/2023

20/06/2023

20/07/2023

20/08/2023

20/09/2023

20/10/2023

Parágrafo Segundo: Se os pagamentos ocorrerem em cheque, a quitação dos valores só se


dará após a compensação bancária.

Página 3 de 6
CLÁUSULA TERCEIRA – DAS RESPONSABILIDADES: As partes de comum acordo estabelecem a
multa contratual de 2% (dois por cento) sobre o(s) valor investido, sem prejuízo de juros de
10% (dez por cento) ao/ano e correção monetária tendo por base o INPC.

CLÁUSULA QUARTA – CLÁUSULA PENAL – Inobstante à multa contratual acima estabelecida,


convencionam as partes cláusula penal no valor de 10% (dez por cento) sobre o valor do
contrato qual seja, para a parte que descumprir, no tempo e modo devido, no prazo de atraso
das disposições deste instrumento.

CLÁUSULA QUINTA- DO PRAZO: Ajustam as partes que, o PRAZO para aprovação e


incorporação do empreendimento, bem como para a realização das obras gira em torno de 18
(dezoito meses) a contar da data da aprovação do Projeto na Prefeitura de Rio das Pedras-SP.

CLÁUSULA SEXTA – DOS TRIBUTOS E TAXAS: Os impostos e taxas incidentes sobre o objeto
deste contrato, que tenham fato gerador até a data de finalização do empreendimento serão
de responsabilidade do Empreendedor, ficando o INVESTIDOR responsável somente após o
retorno do investimento.

PARÁGRAFO ÚNICO – Por oportuno, o EMPREENDEDOR, nos termos da lei, declara que não
existem ações reais, pessoais, reivindicatórias, embargos, arrestos, sequestros, depósitos,
protestos, falência, pedidos de recuperação judicial e/ou extrajudicial, concurso de credores,
dívidas fiscais, penhoras ou execuções que possam atingir o empreendimento e comprometer
o presente contrato.

CLÁUSULA SÉTIMA - DO COMPROMISSO: O presente instrumento é celebrado sob a condição


expressa de sua irrevogabilidade e irretratabilidade, obrigando às partes e seus herdeiros e/ou
sucessores, respondendo por perdas e danos a parte que der causa ao descumprimento de
qualquer das cláusulas deste instrumento.

CLÁUSULA OITAVA - NOVAÇÃO: Qualquer alteração do disposto neste instrumento, somente


prevalecerá se efetuado por escrito e assinado por quem de direito, não sendo admitida a
alegação de procedente ou novação.

DAS DISPOSIÇÕES GERAIS

Página 4 de 6
CLÁUSULA NONA – Em consequência do compromisso assumido, o EMPREENDEDOR transfere
ao INVESTIDOR, com a quitação deste, a porcentagem do Empreendimento, os direitos e ações
que exerciam sobre o Contrato, obrigando-se por si herdeiros e sucessores, a qualquer titulo a
tornar, este Compromisso sempre firme e valioso e responder pela evicção de direitos, e ainda,
responder integralmente pelas perdas e danos de evicção decorrentes e que extrapolem os
valores resultantes das restituições, indenizações, custas e honorários previstos no art. 450, do
Código Civil, tudo na forma de lei.

Parágrafo único: Todas as despesas com a futura Escritura Definitiva ou Instrumento Particular
do imóvel, ITBI (SISA’S), Registros junto ao Cartório Registro, correrão por conta exclusiva do
INVESTIDOR.

CLÁUSULA DÉCIMA – O INVESTIDOR aceita este negócio, nas condições aqui estabelecidas e,
nada tendo a reclamar do EMPREENDEDOR por tal título, sem prejuízo de sua
responsabilidade por vícios ocultos.

CLÁUSULA DÉCIMA PRIMEIRA – As partes declaram expressamente serem responsáveis pela


legalidade dos documentos apresentados.

CLÁUSULA DÉCIMA SEGUNDA – As partes declaram expressamente que a presente avença


atende aos princípios da boa-fé, em cumprimento a função social do contrato, não importa,
em hipótese alguma, em abuso de direito, a qualquer título.

CLÁUSULA DÉCIMA TERCEIRA- DO FORO: As partes elegem como competente para dirimir as
dúvidas e questões oriundas do presente instrumento, o Fórum da Comarca de Piracicaba - SP,
com renúncia expressa de qualquer outro, por mais privilegiado que seja.

CLÁUSULA DÉCIMA QUARTA - E, por estarem justas e contratadas, as partes assinam ao


presente instrumento, na presença de duas testemunhas abaixo, em duas vias de igual teor e
forma, para um só efeito de direito.

Piracicaba,17 de Setembro de 2021.

ROSSI & ROSSI EMPREENDIMENTOS E PARTICIPAÇÕES LTDA

EMPREENDEDOR

Página 5 de 6
Cesar Augusto Regonha

INVESTIDOR

TESTEMUNHAS:

Rudnei José Angeleli

Página 6 de 6

Você também pode gostar