Você está na página 1de 3

UNIVERSIDADE FEDERAL DE MATO GROSSO DO SUL

FACULDADE DE EDUCAÇÃO
2020-1

CURSO DE PEDAGOGIA
Estágio Obrigatório em Educação Infantil II – 2 e 3 anos 4º semestre
Prof.ª Stella Sanches de Oliveira Silva
Aluna: Maria Eduarda Corrêa Cáceres
Aluna: Natália Lemes de Souza

PROJETO DIDÁTICO

Dados de Identificação
1- Instituição: -----
2- Turma: Grupo 3
3- Idade das crianças: 3 e 4 anos.
4- Período: Vespertino

I. Temática e justificativa do Projeto


De acordo, com as entrevistas e webnários que realizamos com as professoras do grupo 2 e 3,
podemos perceber a dificuldade na realização das experiências/atividades remotas com as
crianças na educação infantil neste período de pandemia. Com o intuito de ressaltar a
importância dos responsáveis a incentivar e auxiliar as crianças a realizarem as experiências,
utilizamos materiais e atividades do cotidiano doméstico, para demonstrar que as crianças
aprendem o tempo todo e não somente no ambiente escolar, bem como em suas brincadeiras,
interações com adultos ou outras crianças e até mesmo nas realizações de atividades em casa,
de acordo com a autonomia de cada criança e claro, com o auxilio de responsáveis. A fim de
que o desenvolvimento das crianças seja menos lesado nesse período em que vivenciamos,
escolhemos atividades criativas que se encaixam no cotidiano de muitas famílias e que podem
ser realizadas rapidamente. O tema escolhido foi “Atividade de vida prática”, são experiências
que fomentam a autonomia da criança, sua coordenação visual e motora, pois sabemos dos
interesses das crianças em ajudar os adultos nas atividades domésticas, ainda mais neste
período em que passam tanto tempo em casa. É na brincadeira e na prática que a criança pode
conquistar sua autonomia. Fica claro, que o mais importante no processo de desenvolvimento
da criança neste período é a interação com a família.

II. Campo de experiência e Objetivos


Atividade 1 – O varal de roupas
Campos de experiências: Corpo, Gestos e Movimentos. Espaços, tempos, quantidades,
relações e transformações.
Objetivo: Explorar e representar o mundo por meio do faz de conta, através do cotidiano
promover a aproximação do conhecimento matemático. Bem como trabalhar a concentração e
a coordenação motora.
Atividade 2 – Pareamento de meias
Campos de experiências: Espaços, tempos, quantidades, relações e transformações.
Objetivo: Classificar objetos considerando determinado atributo, percebendo suas semelhanças
e diferenças; participar de atividades que apresentem desafios motores.

III. Metodologia –
Atividade 1 – O varal de roupas:
O responsável que for realizar essa atividade com a criança deve esticar e prender o barbante,
linha ou elástico em duas extremidades, podendo ser em cadeiras ou outro local da casa em
que se possa amarrar fazendo um varal da altura da criança. Após a montagem disponibilize
para criança os prendedores e as peças de roupa e explique que ela vai ter que estender no
varal do jeito que ela conseguir o máximo de roupas que ela puder enquanto toca uma música,
e na hora que a música parar ela deve parar de estender e que terá um tempo para isso
(estipule o tempo de até 1 minuto para brincadeira ficar divertida). Se tiverem outras crianças
em casa, ao final da brincadeira podem contar quem estendeu mais roupas no tempo
determinado, ou então se a criança for realizar sozinha, pode perguntar a ela quantas roupas
conseguiu estender, pedir que ela conte, perguntar também sobre as peças que ela estendeu e
suas cores. O objetivo é que a criança ao mesmo tempo que realize a brincadeira possa ter o
contato com a matemática em tarefas do cotidiano. Lembrem-se que o mais importante neste
momento é a interação com a família, é fundamental o incentivo e o apoio dos responsáveis,
utilizando sempre reforços positivos que promovam a confiança e autoestima na criança.
Exemplos: “Muito bem!” “Você consegue!” “Se precisar de ajuda estou aqui!” “Parabéns, você
realizou a experiência!”

Música sugerida: https://www.youtube.com/watch?v=eXdyDSUweo0

Atividade 2 – Pareamento de meias


Nessa atividade o responsável deve colocar em um cesto as meias misturadas e no outro cesto
os prendedores e pedir para que a criança encontre os pares, explicando pra ela como achar
semelhanças e diferenças nos objetos. Sempre que ela encontrar o par de meia correto a
criança deve pegar um prendedor e unir essas meias, até que todos os pares sejam
encontrados. Ao final, pode perguntar a criança quantos pares ela encontrou, quais são as
cores dessas meias e como ela fez pra perceber que eram iguais, deixando-a se expressar do
seu jeito. Essa atividade busca trabalhar a concentração, a coordenação motora e a
classificação de diferenças e semelhanças dos objetos, bem como a aproximação matemática
no cotidiano da criança. (Obs.: se não houver cestos em casa o responsável pode utilizar caixas
de papelão ou vasilhas.) Lembrem-se que o mais importante neste momento é a interação da
família e a brincadeira, não sendo necessário apontar os erros da criança, apenas auxiliá-la a
encontrar a maneira correta de realizar a experiência.

IV. Recursos didáticos -


Atividade 1: peças de roupas da criança, barbante, linha, ou elástico comprido, prendedor de
roupas.
Atividade 2: de 5 a 10 pares de meia de alguém da casa ou da criança, 10 prendedores de
roupa, dois cestos ou dois potes um para colocar as meias e outro para os prendedores. (pode
ser caixas de papelão de sapato caso não tenham cestos ou potes em casa).

V. Produção de documentação pela criança e registros da documentação -


Segundo Luciana Ostetto, registrar é escrever sobre a prática, tecer memória da experiência.
Neste caso não só escrever, além de fotografar, filmar e gravar, a observação é um processo
muito importante para o registro. A interação familiar, o olhar com atenção e respeito do
responsável para a criança nos momentos de trocas e experiências.
De acordo com a possibilidade de cada um, os responsáveis podem fotografar ou filmar as
experiências das crianças, pois é através dos registros que formamos as documentações e
traçamos uma linha sobre o desenvolvimento de cada criança, sendo a documentação o que
sustenta a ação educativa. A partir dos registros podemos verificar o desenvolvimento da
criança e trabalhar em hipóteses que atendam suas necessidades.

VI. Referências -
MEXIRICA, & Tangerina. Lavando a Roupa. 2020. Disponível em:
<https://www.youtube.com/watch?v=eXdyDSUweo0>. Acesso em: 15 de set. de 2020.

OSTETTO, Luciana Esmeralda. Registros na Educação Infantil: Pesquisa e Prática


Pedagógica. Campinas: Papirus, 2017.

Campo Grande, 16 de setembro, de 2020.

Você também pode gostar