Você está na página 1de 14

z

SEMINÁRIO
UNIVERSIDADE DE CAXIAS DO SUL – CENTRO DE ARTES E ARQUITETURA – CAMPUS 8

CURSO DE ARQUITETURA E URBANISMO – DISCIPLINA ARQUITETURA PROJETO III

DOCENTE JAQUELINE VIEL CABERLON PEDONE – TURMA ARQ0328A – JUN 2019

DISCENTES LETICIA DE CARVALHO FERNANDES E THAMYRES CASSIANO


A NORMATIVA
z
NBR 13714:2000
SISTEMAS DE HIDRANTES E DE MANGOTINHOS PARA COMBATE A INCÊNDIO
z
NBR 13714:2000

o Publicada no dia 30 de janeiro de 2000 pela


Associação Brasileira de Normas Técnicas. Tem 25
páginas e ainda está em vigor.

o Válida a partir de 29 de fevereiro de 2000 e tem


por objetivo fixar as condições mínimas exigíveis
para o dimensionamento, a instalação, a
manutenção, a aceitação e o manuseio, bem como
as características, dos componentes de sistemas
de hidrantes e de mangotinhos para uso
exclusivo de combate a incêndio.
INFORMAÇÕES PRINCIPAIS
z
NBR 13714:2000
z
divisões da normativa

o 1 - Objetivos e aplicações Anexos

o 2 - Referências normativas o A - Reservatórios

o 3 - Definições o B - Bombas

o 4 - Requisitos gerais o C - Aceitação, vistoria e manutenção

o 5 - Requisitos específicos o D - Aplicabilidade


z
visão geral

Aplicação Requisitos mínimos

o Edificações com área superior a o Se houver mais de um tipo de


750 metros quadrados. ocupação na mesma edificação e
esta requerer sistemas distintos,
o Edificações com altura superior a cada ocupação deve ser protegida
12 metros. pelo seu respectivo sistema desde
que haja isolamento de riscos,
Edificações do grupo A devem ser
conforme as normas IT 07 CBMRS e
protegidas por sistemas de mangotinhos
IT 09 CBMRS.
ou de hidrantes tipo um com vazão de
80 L/min e pontos de tomada de água de o Garagens e subsolos precisam estar
engate rápido para mangueiras de cobertos pelo sistema, devendo ser
diâmetro de 40 mm. protegidos pelo sistema destinado ao
maior risco quando o uso for misto.
z
infos complementares

Reserva técnica de incêndio Prioridades de utilização

o Ocupações A – 9600L o Não se deve comprometer a fuga


dos ocupantes da edificação.
o Ocupações D – 12000L
o O objetivo principal é de que haja
o Ocupações C – 36000L proteção em toda a edificação e sua
utilização deve acontecer sem a
Componentes principais
necessidade de adentrar as
o Tubos e conexões escadas, antecâmaras e similares ou
outros locais que são determinados
o Mangotes e mangueiras exclusivamente como rota de fuga
dos ocupantes.
o Metragem comercial de 15/20/30m
z
localização dos pontos de tomada de
água
o Próximo às portas externas, a no máximo cinco metros.

o Próximo aos acessos da área que será protegida ou em posições centrais.

o Fora das escadas e antecâmaras de fumaça.

o É necessário uma tomada de água por pavimento, minimamente, respeitando o caminhamento


máximo dos equipamentos.

o Serão considerados pontos externos quando afastados quinze metros ou uma vez e meia da altura
da parede externa da edificação a ser protegida. Neste caso poderão ser utilizados até sessenta
metros de mangueira, em lances de quinze metros, com diâmetro dimensionado em função da perda
de carga do sistema e para facilitar seu manuseio.

o Deverão estar em locais de boa visibilidade e receberão sinalização conforme NBR 13434 e NBR
13435 de modo a permitir sua rápida localização.
z
tipos de sistemas e componentes

o O cálculo do volume mínimo de água da reserva


de incêndio é definido pela seguinte equação:

V=Qxt

Onde:

o Q é a vazão de duas saídas do sistema aplicado,


conforme a T1 em L/min.

o t é o tempo de 60 minutos para sistemas dos tipos


um e dois. E de 30 minutos para sistema do tipo
três.

o V é o volume da reserva, em litros.


z
dimensionamento e distribuição
Figura D.1 – sistema tipo um. Mangotinho com ponto
de tomada de água para mangueira de 40mm.
o Levar em consideração o caminhamento das
tubulações, dos diâmetros, dos acessórios e dos
suportes necessários e suficientes para garantir o
funcionamento dos sistemas previstos.

o A distribuição deve ser feita de maneira que todo e


qualquer ponto da área a ser protegida seja
alcançado pelos esguichos e será considerado o
Figura D.2 – sistema tipo dois. Hidrante duplo com
comprimento das mangueiras e seu trajeto real, ou mangueira semirrígida acoplada.
seja, desconsiderando o alcance do jato de água.

o Deve ser considerado o uso simultâneo dos dois


jatos de água mais desfavoráveis hidraulicamente
para qualquer tipo de sistema especificado e no
mínimo as vazões obtidas conforme a T1 e demais
condições.
z
reservatórios e funcionamento

o Devem ser previstos reservatórios


elevados e não elevados,
construídos conforme o anexo A.

o As bombas que serão utilizadas


devem ser do tipo centrífugas
acionadas por motor elétrico ou a
combustão e todas as prescrições,
exigências e recomendações
encontram-se no anexo B.

o Prever local para a bomba de


incêndio com fácil acesso. A casa de
bombas deve estar protegida contra
danos mecânicos, intempéries,
agentes químicos, fogo ou umidade.
z
banco visual
z
banco visual
z
bibliografia

 https://www.abntcatalogo.com.br/norma.aspx?ID=4513