Você está na página 1de 10

Qual o sentido e a finalidade da ressurreição de santos narrados em Mateus 27:52-53?

E Jesus, clamando outra vez com grande voz, entregou o espírito.


E eis que o véu do templo se rasgou em dois, de alto a baixo; e tremeu a terra, e
fenderam-se as pedras.
E abriram-se os sepulcros, e muitos corpos de santos que dormiam foram
ressuscitados;
E, saindo dos sepulcros, depois da ressurreição dele, entraram na Cidade Santa
e apareceram a muitos.
E o centurião e os que com ele guardavam a Jesus, vendo o terremoto e as coisas
que haviam sucedido, tiveram grande temor e disseram: Verdadeiramente, este
era o Filho de Deus.
Mateus 27:50-54
Nas sagradas escrituras há passagens complexas que lançam luz a este texto de Mateus,
como por exemplo

Levítico 23
Estas são as solenidades do Senhor, as santas convocações, que convocareis no seu tempo
determinado:
no mês primeiro, aos catorze do mês, pela tarde, é a Páscoa do Senhor (1) ;
e aos quinze dias deste mês é a Festa dos Asmos do Senhor (2) : sete dias comereis asmos;
no primeiro dia, tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis;
mas sete dias oferecereis oferta queimada ao Senhor; ao sétimo dia haverá santa convocação;
nenhuma obra servil fareis.
E falou o Senhor a Moisés, dizendo:
Fala aos filhos de Israel e dize-lhes: Quando houverdes entrado na terra, que vos hei de dar, e
segardes a sua sega, então, trareis um molho das Primícias (3) da vossa sega ao sacerdote;
e ele moverá o molho perante o Senhor, para que sejais aceitos; ao seguinte dia do sábado,
o moverá o sacerdote.
E, no dia em que moverdes o molho, preparareis um cordeiro sem mancha, de um ano,
em holocausto ao Senhor.
E sua oferta de manjares serão duas dízimas de flor de farinha, amassada com azeite, para
oferta queimada em cheiro suave ao Senhor, e a sua libação de vinho, o quarto de um him.
E não comereis pão, nem trigo tostado, nem espigas verdes, até àquele mesmo dia em que
trouxerdes a oferta do vosso Deus; estatuto perpétuo é por vossas gerações, em todas as
vossas habitações.
Depois, para vós contareis desde o dia seguinte ao sábado, desde o dia em que trouxerdes o
molho da oferta movida; sete semanas inteiras serão.
Até ao dia seguinte ao sétimo sábado, contareis cinquenta dias (Pentecoste) (4); então,
oferecereis nova oferta de manjares ao Senhor.
Das vossas habitações trareis dois pães de movimento; de duas dízimas de farinha serão,
1
levedados se cozerão; primícias são ao Senhor.
Também com o pão oferecereis sete cordeiros sem mancha, de um ano, e um novilho, e dois
carneiros; holocausto serão ao Senhor, com a sua oferta de manjares e as suas libações, por
oferta queimada de cheiro suave ao Senhor.
Também oferecereis um bode para expiação do pecado e dois cordeiros de um ano por
sacrifício pacífico.
Então, o sacerdote os moverá com o pão das primícias por oferta movida perante o Senhor,
com os dois cordeiros; santidade serão ao Senhor para o sacerdote.
E, naquele mesmo dia, apregoareis que tereis santa convocação; nenhuma obra servil fareis;
estatuto perpétuo é em todas as vossas habitações pelas vossas gerações.
E, quando segardes a sega da vossa terra, não acabarás de segar os cantos do teu campo, nem
colherás as espigas caídas da tua sega; para o pobre e para o estrangeiro as deixarás. Eu sou o
Senhor, vosso Deus.
E falou o Senhor a Moisés, dizendo:
Fala aos filhos de Israel, dizendo: No mês sétimo, ao primeiro do mês, tereis descanso,
memória de jubilação (Trombetas) (5), santa convocação.
Nenhuma obra servil fareis, mas oferecereis oferta queimada ao Senhor.
Falou mais o Senhor a Moisés, dizendo:
Mas, aos dez deste mês sétimo, será o Dia da Expiação (6) ; tereis santa convocação, e
afligireis a vossa alma, e oferecereis oferta queimada ao Senhor.
E, naquele mesmo dia, nenhuma obra fareis, porque é o Dia da Expiação, para fazer expiação
por vós perante o Senhor, vosso Deus.
Porque toda alma que, naquele mesmo dia, se não afligir será extirpada do seu povo.
Também toda alma que, naquele mesmo dia, fizer alguma obra, aquela alma eu destruirei do
meio do seu povo.
Nenhuma obra fareis; estatuto perpétuo é pelas vossas gerações, em todas as vossas
habitações.
Sábado de descanso vos será; então, afligireis a vossa alma; aos nove do mês, à tarde, duma
tarde a outra tarde, celebrareis o vosso sábado.
E falou o Senhor a Moisés, dizendo:
Fala aos filhos de Israel, dizendo: Aos quinze dias deste mês sétimo, será a Festa dos
Tabernáculos ao Senhor (7), por sete dias.
Ao primeiro dia, haverá santa convocação; nenhuma obra servil fareis.
Sete dias oferecereis ofertas queimadas ao Senhor; ao dia oitavo, tereis santa convocação e
oferecereis ofertas queimadas ao Senhor; dia solene é, e nenhuma obra servil fareis.
Estas são as solenidades do Senhor, que apregoareis para santas convocações, para oferecer
ao Senhor oferta queimada, holocausto e oferta de manjares, sacrifício e libações, cada qual
em seu dia próprio;
além dos sábados do Senhor, e além dos vossos dons, e além de todos os vossos votos, e
além de todas as vossas ofertas voluntárias que dareis ao Senhor.
Porém, aos quinze dias do mês sétimo, quando tiverdes recolhido a novidade da terra,
celebrareis a festa do Senhor, por sete dias; ao dia primeiro, haverá descanso, e, ao dia
oitavo, haverá descanso.
E, ao primeiro dia, tomareis para vós ramos de formosas árvores, ramos de palmas, ramos de
árvores espessas e salgueiros de ribeiras; e vos alegrareis perante o Senhor, vosso Deus, por
2
sete dias.
E celebrareis esta festa ao Senhor, por sete dias cada ano; estatuto perpétuo é pelas vossas
gerações; no mês sétimo, a celebrareis.
Sete dias habitareis debaixo de tendas; todos os naturais em Israel habitarão em tendas;
para que saibam as vossas gerações que eu fiz habitar os filhos de Israel em tendas, quando
os tirei da terra do Egito. Eu sou o Senhor, vosso Deus.
Assim, pronunciou Moisés as solenidades do Senhor aos filhos de Israel.

Levítico 23:4-44

Neste texto vemos claramente as ordens dado pelo Eterno para as festas e colheitas. As Sete
Festas de Israel têm um significado profético, pois além de apontar para Cristo como o
Cordeiro Pascal, elas também falam da ‘parousia’ que é a Segunda Vinda do Senhor Jesus.

As Festas Bíblicas foram ordenanças do Senhor e por quatro vezes encontramos a declaração
de que elas seriam um 'estatuto perpétuo' para Israel. (Lv. 23).

Cristo cumpriu as quatro festas comemoradas na Primavera, no tempo exato designado para
sua celebração, segundo o calendário judaico.

Isso quer dizer que, uma vez que o ciclo de festas da Primavera foi cumprido por Cristo em
sua primeira Vinda, também o ciclo de festas do Outono será cumprido, no futuro, com os
eventos relacionados à segunda Vinda de Jesus.

As Sete Festas são:

Primavera

• Páscoa (Pessach)
• Pães Ázimos (Matzot)
• Primícias (HaBikurim)
• Semanas, Colheita ou Pentecoste (Shavuot)

Outono

• Trombetas (Yom Teru'ah / Rosh Hashaná)


• Dia da Expiação (Yom Kippur)
• Tabernáculos (Sucot)

Querido leitor, irmão e amigo é necessário observar que o Senhor escolheu as colheitas para
explicar seu plano profético. Em Israel havia 3 épocas de colheitas:

- a 1ª colheita da cevada (Primícias/HaBikurim): foi cumprida com a ressurreição de Cristo;


Observação: Jesus Cristo representa as primícias, Ele é as primícias.

3
Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos e foi feito as primícias dos que dormem.
1 Coríntios 15:20
Observe que Jesus ressuscitou primeiro, e depois muitos santos da Antiga Aliança foram
ressuscitados – isto tem a ver com os molhos das primícias.
Trareis um molho das primícias da vossa sega ao sacerdote; Levítico 23:10
e ele moverá o molho perante o Senhor, para que sejais aceitos; ao seguinte dia do sábado, o
moverá o sacerdote. Levítico 23:11
E, no dia em que moverdes o molho, preparareis um cordeiro sem mancha, de um ano, em
holocausto ao Senhor. Levítico 23:12

Pergunta: Quem são as primícias? Quem são os molhos? Quem é o Cordeiro sem mancha
preparado para o holocausto ao Senho?
As primícias é próprio Senhor Jesus Cristo, e os molhos são os santos da Antiga Alianças
que foram ressuscitados após ele, para cumprir as escrituras conforme Mateus 27:50-54. Ele
é o cordeiro de Deus que tirou o pecado do mundo.

Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo.


João 1:29

Portanto, Jesus Cristo foi para o céu, e foi também nos prepara lugar, e levou consigo os
molhos (os santos) que foram ressuscitados em um corpo glorioso e estão com o Senhor no
céu (Paraíso).
Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo. Esse “mundo” não significa cada
pessoa em particular, mas pessoas espalhadas em todos os povos, tribos, línguas e nações.
***
- a 2ª colheita do trigo (Pentecoste/Shavuot): deu início a era da Igreja que será
encerrada com o Arrebatamento

- a 3ª colheita de frutos (Tabernáculos/Sucot): será a dos "rabiscos", a última e grande


colheita de almas e estarão incluídas nesta colheita os salvos durante a Grande Tribulação
(uvas) e o remanescente de Israel (azeitonas).

I Coríntios 15:20-23
Se esperamos em Cristo só nesta vida, somos os mais miseráveis de todos os homens.
Mas, agora, Cristo ressuscitou dos mortos e foi feito as primícias dos que dormem.
Porque, assim como a morte veio por um homem, também a ressurreição dos mortos veio
por um homem.
Porque, assim como todos morrem em Adão, assim também todos serão vivificados em
Cristo.
Mas cada um por sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua
vinda.
1 Coríntios 15:12-23

4
Colossences 1 :18
E ele é a cabeça do corpo da igreja; é o princípio e o primogênito dentre os mortos, para
que em tudo tenha a preeminência,

Colossenses 1:18

Salmos 68:18
Tu subiste ao alto, levaste cativo o cativeiro, recebeste dons para os homens e até para os
rebeldes, para que o Senhor Deus habitasse entre eles.

Salmos 68:18

Efésios 4:7-12
Mas a graça foi dada a cada um de nós segundo a medida do dom de Cristo.
Pelo que diz: Subindo ao alto, levou cativo o cativeiro e deu dons aos homens.
Ora, isto — ele subiu — que é, senão que também, antes, tinha descido às partes mais baixas
da terra?
Aquele que desceu é também o mesmo que subiu acima de todos os céus, para cumprir todas
as coisas.
E ele mesmo deu uns para apóstolos, e outros para profetas, e outros para evangelistas, e
outros para pastores e doutores,
querendo o aperfeiçoamento dos santos, para a obra do ministério, para edificação do corpo
de Cristo,

Efésios 4:7-12

Pergunta: Qual a situação dos mortos hoje? Para responder a esta pergunta, vamos ler o
livro de Lucas capítulo 16.

Lucas 16
E dizia também aos seus discípulos: Havia um certo homem rico, o qual tinha um mordomo;
e este foi acusado perante ele de dissipar os seus bens. E ele, chamando-o, disse-lhe: Que é
isso que ouço de ti? Presta contas da tua mordomia, porque já não poderás ser mais meu
mordomo. E o mordomo disse consigo: Que farei, pois que, o meu senhor, me tira a
mordomia? Cavar não posso; de mendigar tenho vergonha. Eu sei o que hei de fazer, para
que, quando for desapossado da mordomia, me recebam em suas casas. E, chamando a si
cada um dos devedores do seu senhor, disse ao primeiro: Quanto deves ao meu senhor?
E ele respondeu: Cem medidas de azeite. E disse-lhe: Toma a tua conta e, assentando-te já,
escreve cinquenta. Disse depois a outro: E tu quanto deves? E ele respondeu: Cem alqueires
5
de trigo. E disse-lhe: Toma a tua conta e escreve oitenta. E louvou aquele senhor o injusto
mordomo por haver procedido prudentemente, porque os filhos deste mundo são mais
prudentes na sua geração do que os filhos da luz. E eu vos digo: granjeai amigos com as
riquezas da injustiça, para que, quando estas vos faltarem, vos recebam eles nos tabernáculos
eternos. Quem é fiel no mínimo também é fiel no muito; quem é injusto no mínimo também
é injusto no muito. Pois, se nas riquezas injustas não fostes fiéis, quem vos confiará as
verdadeiras? E, se no alheio não fostes fiéis, quem vos dará o que é vosso? Nenhum servo
pode servir a dois senhores, porque ou há de aborrecer a um e amar ao outro ou se há de
chegar a um e desprezar ao outro. Não podeis servir a Deus e a Mamom. E os fariseus, que
eram avarentos, ouviam todas essas coisas e zombavam dele. E disse-lhes: Vós sois os que
vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece o vosso coração, porque
o que entre os homens é elevado perante Deus é abominação. A Lei e os Profetas duraram
até João; desde então, é anunciado o Reino de Deus, e todo homem emprega força para
entrar nele. E é mais fácil passar o céu e a terra do que cair um til da Lei. Qualquer que deixa
sua mulher e casa com outra adultera; e aquele que casa com a repudiada pelo marido
adultera também. Ora, havia um homem rico, e vestia-se de púrpura e de linho finíssimo, e
vivia todos os dias regalada e esplendidamente. Havia também um certo mendigo, chamado
Lázaro, que jazia cheio de chagas à porta daquele. E desejava alimentar-se com as migalhas
que caíam da mesa do rico; e os próprios cães vinham lamber-lhe as chagas. E aconteceu que
o mendigo morreu e foi levado pelos anjos para o seio de Abraão; e morreu também o rico e
foi sepultado. E, no Hades, ergueu os olhos, estando em tormentos, e viu ao longe Abraão e
Lázaro, no seu seio. E, clamando, disse: Abraão, meu pai, tem misericórdia de mim e manda
a Lázaro que molhe na água a ponta do seu dedo e me refresque a língua, porque estou
atormentado nesta chama. Disse, porém, Abraão: Filho, lembra-te de que recebeste os teus
bens em tua vida, e Lázaro, somente males; e, agora, este é consolado, e tu, atormentado.
E, além disso, está posto um grande abismo entre nós e vós, de sorte que os que quisessem
passar daqui para vós não poderiam, nem tampouco os de lá, passar para cá. E disse ele:
Rogo-te, pois, ó pai, que o mandes à casa de meu pai, pois tenho cinco irmãos, para que lhes
dê testemunho, a fim de que não venham também para este lugar de tormento. Disse-lhe
Abraão: Eles têm Moisés e os Profetas; ouçam-nos. E disse ele: Não, Abraão, meu pai; mas,
se algum dos mortos fosse ter com eles, arrepender-se-iam. Porém Abraão lhe disse: Se não
ouvem a Moisés e aos Profetas, tampouco acreditarão, ainda que algum dos mortos
ressuscite.

Lucas 16:1-31

6
Queridos, mediante o que temos lido, os salvos estão com Cristo na sua glória, porém em
espírito/alma, estão no céu/paraíso, no lugar de repouso. E os injustos estão em lugar de
tormento.

Segue algumas explicações sobre este assunto:

“A rigor, o homem é composto por corpo, alma e espírito, conforme se pode verificar na
epístola do apóstolo Paulo aos I Tessalonicenses 5:23, na epístola aos Hebreus 4:12 e no
evangelho segundo Lucas 1:46.

A chamada doutrina do “sono da alma” trata-se de uma heresia antiga, segundo a qual, a
existência consciente da alma depois da morte é desacreditada. Esse princípio religioso
excêntrico ao cristianismo ortodoxo ensina que a alma, pós-óbito, continua a sua existência
em dormência, numa espécie de letargia, completamente inconsciente, perdurando nesse
estado até à ressurreição. Nessa visão, toda a animação da alma fica temporariamente
suspensa, desde a morte até a ressurreição do corpo. Uma outra doutrina, ainda mais
profana, afirma que a alma é absorvida pela atmosfera após a morte do corpo. Durante a
Idade Média existia um grupo que defendia esse desatino, denominados psicopaniquianos.
Mais tarde, a época da Reforma, esse equívoco foi defendido por alguns anabatistas.
Atualmente, os “Adventistas do Sétimo Dia” são quase únicos nessa crença doutrinária.

A se admitir o hipotético e estranho ensino do “Sono da Alma”, para a compreensão da


morte de nosso senhor Jesus teríamos um grave problema doutrinal. Isso porque, durante o
intervalo de tempo no qual o mestre esteve morto – na absurda hipótese de sua alma estar
dormindo - ele, o verbo divino, teria sido sufocado em sua condição de Deus, perdendo a
sua consciência por quase três dias. Durante esse tempo - se isso, de fato, tivesse ocorrido -
o verbo teria deixado de ser Deus nesses dias. O que seria uma heresia evidente. Marcos
12:26 Essa passagem não retrata de uma visão alegórica como pretendem alguns - foi um
evento real - devemos atentar na clareza do texto e dos diálogos. Algumas visões, como essa
no monte, refletem a exatidão dos fatos. De igual modo, podemos cientificar dessa
conformidade com os fatos em outra visão igualmente real, na leitura do livro de Atos 9:10
“E havia em Damasco um certo discípulo chamado Ananias. E disse-lhe o Senhor em visão:
Ananias! E ele respondeu: Eis-me aqui, Senhor! E disse-lhe o Senhor: Levanta-te, e vai à
rua chamada Direita, e pergunta em casa de Judas por um homem de Tarso chamado Saulo;
pois eis que ele está orando; e numa visão ele viu que entrava um homem chamado Ananias
e punha sobre ele a mão, para que tornasse a ver. E Ananias foi, e entrou na casa, e,
impondo- lhe as mãos, disse: Irmão Saulo, o Senhor Jesus, que te apareceu no caminho por
onde vinhas, me enviou, para que tornes a ver e sejas cheio do Espírito Santo. E logo lhe
caíram dos olhos como que umas escamas, e recuperou a vista; e, levantando-se, foi
batizado”. Novos sentidos nos serão facultados em um novo corpo majestoso, pois, sem o
véu da carne, participaremos da insondável natureza de Deus, em corpos glorificados. As
palavras espírito e alma são usadas na maioria das vezes de forma indistinta nas sagradas
escrituras, ainda que guardem diferenças entre si”.

7
Após a leitura destes capítulos e versículos podem ainda surgir algumas reflexões referente a
veracidade das ressurreições. No que tange ao meu entendimento, a 1. Primeira
Ressurreição é composta de 7 ordens/fileiras, conforme entendo do livro de I Coríntios
15:23.

Mas cada um por sua ordem: Cristo, as primícias; depois, os que são de Cristo, na sua
vinda.
1 Coríntios 15:23

Na realidade, o objetivo deste trabalho não é explicar as 7 ordens que compõem a 1. primeira
ressurreição, mais somente as 2 primeiras.

Queridos, voltamos a leitura de mais alguns livros.

Marcos 5:21-43
E, passando Jesus outra vez num barco para o outro lado, ajuntou-se a ele uma grande
multidão; e ele estava junto do mar.
E eis que chegou um dos principais da sinagoga, por nome Jairo, e, vendo-o, prostrou-se aos
seus pés
e rogava-lhe muito, dizendo: Minha filha está moribunda; rogo-te que venhas e lhe imponhas
as mãos para que sare e viva.
E foi com ele, e seguia-o uma grande multidão, que o apertava.
E certa mulher, que havia doze anos tinha um fluxo de sangue,
e que havia padecido muito com muitos médicos, e despendido tudo quanto tinha, nada lhe
aproveitando isso, antes indo a pior,
ouvindo falar de Jesus, veio por detrás, entre a multidão, e tocou na sua vestimenta.
Porque dizia: Se tão somente tocar nas suas vestes, sararei.
E logo se lhe secou a fonte do seu sangue, e sentiu no seu corpo estar já curada daquele mal.
E logo Jesus, conhecendo que a virtude de si mesmo saíra, voltou-se para a multidão e disse:
Quem tocou nas minhas vestes?
E disseram-lhe os seus discípulos: Vês que a multidão te aperta, e dizes: Quem me tocou?
E ele olhava em redor, para ver a que isso fizera.
Então, a mulher, que sabia o que lhe tinha acontecido, temendo e tremendo, aproximou-se, e
prostrou-se diante dele, e disse-lhe toda a verdade.
E ele lhe disse: Filha, a tua fé te salvou; vai em paz e sê curada deste teu mal.
Estando ele ainda falando, chegaram alguns do principal da sinagoga, a quem disseram: A
tua filha está morta; para que enfadas mais o Mestre?
E Jesus, tendo ouvido essas palavras, disse ao principal da sinagoga: Não temas, crê
somente.
E não permitiu que alguém o seguisse, a não ser Pedro, e Tiago, e João, irmão de Tiago.
E, tendo chegado à casa do principal da sinagoga, viu o alvoroço e os que choravam muito e
pranteavam.
E, entrando, disse-lhes: Por que vos alvoroçais e chorais? A menina não está morta, mas
dorme.
8
E riam-se dele; porém ele, tendo-os feito sair, tomou consigo o pai e a mãe da menina e os
que com ele estavam e entrou onde a menina estava deitada.
E, tomando a mão da menina, disse-lhe: Talitá cumi, que, traduzido, é: Menina, a ti te digo:
levanta-te.
E logo a menina se levantou e andava, pois já tinha doze anos; e assombraram-se com grande
espanto.
E mandou-lhes expressamente que ninguém o soubesse; e disse que lhe dessem de comer.
Marcos 5:21-43

Lucas 7:11-17
E aconteceu, pouco depois, ir ele à cidade chamada Naim, e com ele iam muitos dos seus
discípulos e uma grande multidão.
E, quando chegou perto da porta da cidade, eis que levavam um defunto, filho único de sua
mãe, que era viúva; e com ela ia uma grande multidão da cidade.
E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela e disse-lhe: Não chores.
E, chegando-se, tocou o esquife (e os que o levavam pararam) e disse: Jovem, eu te digo:
Levanta-te.
E o defunto assentou-se e começou a falar. E entregou-o à sua mãe.
E de todos se apoderou o temor, e glorificavam a Deus, dizendo: Um grande profeta se
levantou entre nós, e Deus visitou o seu povo.
E correu dele esta fama por toda a Judeia e por toda a terra circunvizinha.
Lucas 7:11-17

Hebreus 11:35
As mulheres receberam, pela ressurreição, os seus mortos; uns foram torturados, não
aceitando o seu livramento, para alcançarem uma melhor ressurreição;
Hebreus 11:35

Ao lermos estes últimos capítulos e versículos pressuponho que as ressurreições que o


Senhor realizou com a filha de Jairo, filho da viúva de Naim, o seu amigo Lazaro; todos
esses conheceram a morte novamente.

Da mesma forma, as mulheres do Antigo Testamento mencionado em Hebreus 11:35. As


mulheres receberam seus mortos ressuscitados – como no caso da mulher de Zarefate, cujo
filho foi restaurado à vida por Elias, 1 Reis 17: 19-24; e do filho da mulher sunamita cujo
filho foi restaurado à vida por Eliseu, 2 Reis 4:34. Todos os estes sofreram o martírio
novamente, se continuamos a ler o capítulo 11.

E outros experimentaram escárnios e açoites, e até cadeias e prisões.


Foram apedrejados, serrados, tentados, mortos a fio de espada; andaram vestidos de peles de
ovelhas e de cabras, desamparados, aflitos e maltratados
(homens dos quais o mundo não era digno), errantes pelos desertos, e montes, e pelas covas e
9
cavernas da terra.
E todos estes, tendo tido testemunho pela fé, não alcançaram a promessa,
provendo Deus alguma coisa melhor a nosso respeito, para que eles, sem nós, não fossem
aperfeiçoados.

Hebreus 11:36-40

Conclusão:
Os eventos narrados em Mateus 27 versos 52-53 mencionam uma ressurreição real, que
confirma, que lança luz à segunda ordem das ressurreições dos justos conforme já
mencionado em Levítico 23 e que é a sombra das coisas futuras.

Este exame foi realizado com bastante humildade e simplicidade a fim de ajudar ao leitor a
entender melhor alguns eventos bíblicos que podem nos levar a confusão.

Ricardo Martins - Renata Ghezzani – Raissa Ghezzani – Rachele Ghezzani

20.01.2021

10

Você também pode gostar