Você está na página 1de 7

Apostila

Módulo 2

Maria de Lourdes M. de Souza


Doutora em Química de Produtos Naturais

Monalisa Santana C. de Jesus


Mestre em Química
Módulo 2

Fases Estacionárias (FE)


Fases Móveis (FM)

Fase Estacionária
Responsável em reter o analito
Alta pureza
Inerte

Todos os direitos reservados.


A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte,
constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610).
© Embrapa, 2021.

Apostila - Módulo 2 2
Fases Estacionárias
Cromatografia Líquida em coluna
Fase normal (Polar) Troca iônica
 Sílica
 Aniônica (-NR3+, -NHR2+)
 Alumina
 Catiônica (-SO3- ,-CO2-)
Exclusão
Fase reversa (90%)
 Gel de poliestireno
Suporte modificado  Sephadex
quimicamente Outras
 Octadecilsilano (C-18)  Imunoafinidade: enzimas e antígenos;
interação seletiva com proteínas e
 Octilsilano (C-8)
anticorpos
 Ciano  Quiraiscarbonos assimétricos (C*)
 Amino para interagir seletivamente com
compostos quirais
 Fenil

Fase normal x Fase reversa


 fase estacionária polar;  fase estacionária apolar;

 fase móvel apolar  fase móvel polar (tampões,


(n-alcanos, clorofórmio água, metanol, acetonitrila,
acetato de etila); THF);

 solutos neutros;  solutos apolares, não-iônicos;

 mecanismo retenção:  mecanismo retenção: interações

adsorção; apolares com radicais da


coluna;
  polaridade do soluto  tR.   polaridade do soluto  tR .

Todos os direitos reservados.


A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte,
constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610).
© Embrapa, 2021.

Apostila - Módulo 2 3
Fases Estacionárias da
Cromatografia Gasosa
Sólido adsorvente ou filme de um líquido pouco volátil,
suportado sobre um sólido inerte ou sobre a parede do tubo.
 Coluna empacotada
 Coluna capilar
Fases Estacionárias Nome Comercial
Dimetilsiloxano BP1, DB1, HP1, SE30, CPSIL5
5% Difenildimetilsiloxano BP5, DB5, HP2, SE54
14% Cianopropilfenildimetilsiloxano BP10, DB701, OV1701
50% Trifluorpropilmetilsiloxano OV210, DB210, QF1
50% Cianopropilfenildimetilsiloxano BP225, OV225
Polietileno glicol BP20, DB-WAX, CARBOWAX

Cromatografia
em Camada Delgada (CCD)
Cromatografia Líquida Planar:
Fase móvel - líquida
Fase estacionária - sólida
Fase estacionária para CCD:
 Poliamida
 C - 18 em placa de vidro ou de alumínio
 Sílica (SiO2)
 Alumina (Al2 O3)

Geralmente precisam ser ativadas de 105 a 110oC em estufa


de 30 a 60 min.

Todos os direitos reservados.


A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte,
constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610).
© Embrapa, 2021.

Apostila - Módulo 2 4
Fase Móvel
 Responsável por “empurrar” o analito (promove a
dessorção do analito da fase estacionária);
 Possui alta pureza;

É inerte (CL – eluente, deve dissolver o analito);

 Não deve dissolver, reagir ou degradar a Fase


Estacionária.

Fases Móveis
Cromatografia Líquida
 H2O (Ultra Pura)
 Ácido Acético (HAc)
 Metanol (MeOH)
 Etanol
 Isopropanol MISTURAS (homogêneas)
 Acetonitrila DE SOLVENTES:
 Acetona  Isocrático - a proporção
 Acetato de Etila, Éter dos solventes é mantida
durante toda a corrida.
 Tetraidrofurano (THF)
 Gradiente - a proporção
 Clorofórmio dos solventes varia
 Diclorometano durante toda a corrida.
 Hexano

Todos os direitos reservados.


A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte,
constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610).
© Embrapa, 2021.

Apostila - Módulo 2 5
Fases Móveis
Cromatografia Gasosa
A variação da temperatura é responsável pela
dessorção do soluto (rampas de temperatura).
 H2  O2
 N2  Ne
 He  CO2
 Ar  CO

Cromatografia com Fluido supercrítico


CO2 ; N2O; SF6; Xe; MeOH.

Referências

BERGQUIST, C. W. L C School: Escola de Cromatografia Líquida waters.


Waters Commercial: 1999. Apostila do curso avançado de 40h em
Cromatografia Líquida de Alta Eficiência.
COLLINS, C.H. et al. (coord.) Fundamentos de Cromatografia, Editora
Unicamp, 5a ed., Campinas, 2006, p. 24.
PACHECO, S. et al. História da Cromatografia Líquida. Revista Virtual de
Química, v. 7, n. 4, p. 1225-1271, 2015. Disponível
em:http://static.sites.sbq.org.br/rvq.sbq.org.br/pdf/v7n4a13.pdf. Acesso em: 21
set. 2020.
INTRODUÇÃO aos métodos cromatográficos. Disponível em:
https://www.slideshare.net/IsabelleMacedo/cromatografia-64106182. Acesso
em: 19 fev. 2020. 130 slides. slide 45. online.

Todos os direitos reservados.


A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte,
constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610).
© Embrapa, 2021.

Apostila - Módulo 2 6
Equipe responsável
Embrapa Agroindústria de alimentos

Nome Atribuição
Maria de Lourdes Mendes de Souza Gestora do projeto do curso, Conteudista,
Diagramadora e Produtora de vídeo

Monalisa Santana Coelho de Jesus Conteudista e Diagramadora

Rosemar Antoniassi Conteudista e Revisora de texto

André Luis do Nascimento Gomes Programação Visual, Gestor da Marca e


Comunicação

Natalia Souza Merces Revisora de texto, Suporte técnico e


Comunicação

Luciana Leitão Mendes Revisora de texto e Comunicação

Kadijah Suleiman Jaghub Comunicação

Camila Stephan Marques da Silva Designer Instrucional

Leandro Goncalves de Souza Leão Suporte técnico

Celma R. M. de Araújo Normalizacão bibliográfica .

Todos os direitos reservados.


A reprodução não autorizada desta publicação, no todo ou em parte,
constitui violação dos direitos autorais (Lei nº 9.610).
© Embrapa, 2021.

Apostila - Módulo 2 7

Você também pode gostar