Você está na página 1de 3

utTÜáà.

ySIPy PODER JUDICIÁRIO


TRIBUNAL DE JUSTIÇA DE SÃO PAULO

TRIBUNAL OE JUSTIÇA DE SÃO PAULO


ACÓRDÃO/DECISÃO MONOCRÁTICA
REGISTRADOW SOB N°

ACÓRDÃO i mii mil mil mi mil ui um mu mi mi


•03328828*
Vistos, relatados e discutidos estes autos de
Apelação n" 990.10.480829-4, da Comarca de Presidente
Epitãcio, em que é apelante JOSÉ MANOEL DE SOUZA
sendo apelado PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA
TURÍSTICA DE PRESIDENTE EPITÃCIO.

ACORDAM, em 13' Câmara de Direito Público do


Tribunal de Justiça de São Paulo, proferir a seguinte
decisão: "NEGARAM PROVIMENTO AO RECURSO. V. U.", de
conformidade com o voto doía) Relator(a), que integra
este acórdão.

O julgamento teve a participação dos


Desembargadores BORELLI THOMAZ (Presidente sem voto),
PEIRETTI DE GODOY E RICARDO ANAFE.

São Paulo, 01 de dezembro de 2010.

IVAN SARTORI
RELATOR
Poder Judiciário
Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo
18.738

APELAÇÃO CÍVEL n* 990.10.480829-4


Comurco: PRESIDENTE EPITACIO - (Processo 481.01.2009.013883-0)
JUÍZO de Origem: 2" Vura
Juíza: PRISCILLA Ml DOR! MAIZATO
Órgão Julgador: Décima Terceira Câmara de Direito Público
Apclante: JOSÉ MANOEL DE SOUZA (AJ)
Apelada: PREFEITURA MUNICIPAL DA ESTÂNCIA TURÍSTICA DE PRESIDENTE
EPITACIO

VOTO DO RELATOR

Ementa: Administrativo - Servidor


municipal aposentado compulsoriamente - Pleito de
indenização por bloco de licença-prêmio não gozado quando
em atividade - Não cumprimento do requisito temporal
previsto na Lei Complementar Municipal n° 02/94 - Direito
inexistente - Improcedênda mantida - Recurso desprovido.

Ação pelo rito ordinário em que servidor


público municipal, aposentado compulsoriamente por ter
completado setenta anos de idade, persegue indenização por
dias de licença-prêmio não gozados quando na ativa, bem
como o pagamento do adicional d e ^ s a l u b r i d a d e relativo ao
período laborado.
A r. sente de extinção sem o
julgamento do mérito qu pedido do adicional de
insalubridade, dada a o ce litispendência, e de
improcedência em relaçã 'o remanescente.
Recorre uscando a inversão do

APELAÇÃO CÍVEL N" 990. 10.48q829|-4


VOTO N - 1 8 . 7 3 8 socb 1/2
Poder Judiciário
Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo

resultado, tão-só no que diz com o pedido relativo a licença-


prêmio.
Recurso bem processado.
É o relatório, adotado, no mais, o de
primeiro grau.
Consoante a inicial e demais documentos
colacionados, o autor laborou para a ré no período de
04.05.93 - 31.08.09, chegando a usufruir dois blocos de
licença-prêmio, o último com marco final em 29.09.09,
reiniciada a contagem relativa ao terceiro em 30.09.04.
Ocorre que, aos 31.08.09, foi ele aposentado
compulsoriamente, por ter atingido setenta anos de idade,
não completando, assim, o qüinqüênio do novo período
aquisitivo.
E a Lei Complementar Municipal n° 0 2 / 9 4
prevê a concessão da vantagem "apôs cada qüinqüênio de
efetivo exercido no serviço manicipar (art. 113 — fl. 134},
requisito que, segundo se^confetata, não foi cumprido pelo
demandante, razão peja/jual/iião faz ele j u s ao benefício
almejado.
Nega/sè provimehto ao recurso.

IVAN SARTOl
Desefnbargador Relator

APELAÇÃO CÍVEL N° 990.10.480829-4


VOTON* 18.738 2/2