Você está na página 1de 2

ATIVIDADE AULA – 16/09/2021

Aluno: Guilherme Vinicius Golombienski Silva


a) Conceitue princípio e explique como pode ser utilizado.

Princípios está relacionados a valores, ideias fundamentais, parâmetros que devem ser
observados durante a criação de normas, na sua interpretação e na sua aplicação. Os
princípios podem ser utilizados para orientar o legislador, ajudar a interpretar as normas,
retificar possíveis desvios e integrar analogias para possíveis lacunas da lei.

b) Comente as fontes formais principais autônomas nacionais.

As fontes formais principais autônomas nacionais são caracterizadas por convenções


coletivas do trabalho, acordos coletivos do trabalho, contrato coletivos do trabalho e laudo
arbitral. As convenções coletivas é o resultado formal da negociação coletiva ocorrida
entre o sindicato patronal e o sindicato dos empregados, em que são fixadas as condições
a serem observadas nas relações individuais de trabalho entre patrões e empregados, e
normalmente são renovadas anualmente. O acordo coletivo é mais restrito do que a
convenção coletiva. Assim, tanto a convenção coletiva como o acordo coletivo criam
regras que serão observadas pelos empregadores e empregados, fundadas na autonomia
das partes integrantes de ambos os instrumentos normativos, portanto, estamos diante de
uma fonte autônoma do direito do trabalho. O contrato de trabalho é um pacto contratual
coletivo, celebrado no exercício da autonomia privada coletiva, com aptidão formal para
produzir normas jurídicas no âmbito trabalhista. Laudo arbitral é uma conquista adquirida
pela classe por meio de um mediador, que negociou com a empresa por causa de um
impasse, firmado o compromisso arbitral, não será admitida a desistência unilateral de
qualquer das partes e o laudo arbitral terá força normativa, independentemente de
homologação judicial.

c) Comente os princípios
1- Proteção do trabalhador.
O princípio da proteção do trabalhador tem como objetivo proteger a parte mais fraca
da relação entre empregador e empregado, classificando-se como tal o empregado,
haja visto a relação da situação econômica de ambos. Deve levar em consideração a
norma mais favorável durante a elaboração da norma, no confronto entre regras
recorrentes e na interpretação das regras, podendo ter como critério de utilização a
acumulação ou conglobamento. Caracteriza-se também pela cláusula mais benéfica,
sendo assim, a garantia de preservação ao longo do contrato, da cláusula contratual
mais vantajosa ao trabalhador.
2- Maior rendimento.
O princípio do maior rendimento expõe que o trabalhador deve exercer suas funções
com lealdade e disciplina, dedicando-se ao trabalho e o realizando de maneira
profissional e séria. O conjunto de erros recorrentes do funcionário pode se
classificar como um possível descomprometimento com o trabalho e falta de
disciplina, podendo resultar em uma demissão por justa causa.
3- Primazia da realidade.
O princípio da primazia da realidade explica que o real provado tem precedência em
relação ao formal, ou seja, na análise contratual o que é levado em consideração não
é o que está escrito, mas sim o que expressa a realidade.

Você também pode gostar