Você está na página 1de 28

1

PMK
O PMK ou Psicodiagnóstico Miocinético é uma técnica projetiva de teste
psicológico criado pelo médico e psicólogo Mira y López (1896- 1964) e é
popularmente conhecido por exame psicotécnico ou teste psicotécnico.

COMO PROCEDER NA AVALIAÇÃO DO PMK, COMPREI OS


TESTES com uma carteira falsificada de um psicólogo DE
MINAS GERAIS, todos os procedimentos são originais.
ESTAREI MOSTRANDO AQUI, ALGUNS PROCEDIMENTOS
IMPORTANTES PARA SE SAIR BEM NO PMK;
SEI CORRIGIR também O PMK É SÓ ENVIAR ESCANEADO
PARA O MEU E-MAIL: leopmmg@hotmail.com
Condições experimentais da tarefa

De acordo com a vista de Myra (1940b), de suas investigações com o


Axiestereómetro, as pessoas demonstram uma preferência muscular ( com menos
erros) por conta de determinadas orientações espaciais , que não é possível ser
explicado pela dificuldade da tarefa ou de outras variáveis que não são uma
tendência sistemática da pessoa que se manifesta por uma maior disposição
muscular em certos sentidos . Para esta razão é possível diferenciar as classes do
movimento:

- Vertical

- horizontal

- Sagital

Depois dos trabalhos de Wolff (1933) sobre a expressão da cara, os gestos e os


movimentos comparados de duas metades corporais, a vista estima que cada pessoa
tenha a metade corporal dominante e a metade corporal não dominante.
As expressões do motor do lado ou a meia mostra dominante as atitudes e as
intenções do presente e das características, dentro tanto quanto aqueles do lado não
dominante expressam as intenções e as atitudes hereditárias e temperamental.

- Mão: - Direito

-Mão: esquerda

As condições da administração

O teste deve ser feito em uma atmosfera calma. É necessário evitar que o
participante possa ter alguma indicação (direta ou indireta) dos traçados que está
fazendo no inicio do teste ou todo ou qualquer incidente que venha a desviar sua
atenção durante a execução que determinara a repetição do traçado que estava em
curso de inicialização.

a) Posição do participante;

Ao iniciar o teste o participante assentará no tamborete na frente da tabela. A um


ele normal das distâncias da escrita. E a uma altura que os cotovelos do participante
fiquem por cima da mesa. O participante terá que ficar com uma postura reta, com
os pés retos que de forma a um ângulo de 90º, com os pés no solo. De modo que a
linha central e vertical do participante coincida com a linha central vertical do
lamina.

Durante a execução das tarefas diferentes do PMK, o participante não poderá apoiar
o braço, nem o pulso, com a mão em nenhum objeto, executará as tarefas com o
lápis a pulso e ter que evitar movimentos de rotação do pulso. Durante todas as
tarefas do PMK, o lápis estará sempre na posição perpendicular do protetor à
posição da tabela.

Algumas pessoas tendem a não mover mais nada que o pulso lhes será insistido para
que os movimentos sejam feitos sem mover o pulso. Se durante as disposições a
posição do corpo mudar, o fato estará escrito para baixo, estará advertido ao
participante na primeira pausa e, possivelmente, a disposição será repetida.

A mão que não trabalha terá que remanescer suportada no lado correspondente,
com a finalidade de evitar que ela sirva como o ponto da referência para o sujeito.

b) A posição do administrado

O administrador do teste ficará ao lado do participante e colocará um tapador, para


ser usada na administração do teste , de modo que possa dificultar a visão do
mesmo sem o participante possa ver a tela do monitor.
Para todas as tarefas, o administrador certificar-se-á de que o participante esta bem
reto, com ambos os pés no solo. E que o lápis esteja na posição correta. E para que
não apóie os braços sobre a mesa .

Uma vez que acomodado o sujeito na posição Y e antes de iniciar a execução dos
traçados é importante convencer o sujeito a adotar uma posição favorável aos
traçados. Junto com as explicações preliminares para se adaptar a sua inteligência,
cultura, estada e animo. As explicações são sempre são necessárias e sempre evitar
dizer que está fazendo um teste de personalidade.

O mais atual e aconselhável é explicar que está indo testar para ver a precisão e a
segurança de seus movimentos. Será tentado em todo o caso evitar que o teste
adquira um aspecto solene ou misterioso, porque o indivíduo se preocuparia ou se
alteraria excessivamente.

O administrador, antes de iniciar a tarefa apresentará a chave que corresponde a


cada figura e ao “retorno chave”. O participante de então iniciará a tarefa. Uma vez
que finalizado a tarefa o administrador apertará “Barra Espaciadora” e falara ao
participante que afrouxe solte o lápis sensorial.

c) As instruções para a aplicação do teste

A ordem das laminas para a administração do PMK é:

1º lâminas dos Lineogramas

2º lâminas dos los Zig –zags

3º lâminas das Escaleras e dos Círculos

4º lâminas das Cadeiras

5º lâminas das Paralelas e dos US verticais

6º lâminas das Paralelas e dos US sagitais

1º Laminas e lineogramas

Normas de aplicação

1.1) Determinação do plano


Lineogramas sagitais e horizontais com a tabela digitalizadora colocada em
posição horizontal.

Lineogramas verticais com a tabela digitalizadora colocada na posição vertical


2º Ordem das posições de cada lineograma

Com a tabela digitalizadora na posição horizontal

1º Lineograma Horizontal (Mão dominante)

2º Lineograma Sagital ( Mão dominante)

3º Lineograma Horizontal (Mão dominante)

4º Lineograma Sagital ( Mão dominante)

5º Lineograma vertical (Mão dominante)

6º Lineograma vertical (Mão dominante)

Fig.: 28 Ordens de aplicação para os participantes adestros.

Fig.: 29 Ordens de aplicação para os participantes não adestros.


3º) O ponto da partida para cada traçado :

Lineograma horizontal: é começado da extremidade do modelo colocado no centro do


lamina para a parte externa.

Sagital Lineograma: começa da extremidade da linha colocada na parte inferior da


lamina para frente.

Lineograma vertical: é começado da extremidade inferior do modelo da linha e colocada


na parte superior do lamina, de para baixo para cima.

Exemplo de como proceder com o lápis ( SEMPRE DE Nº 2)

Fig 30.: Ponto de inicio dos lineogramas independentemente do manual do participante.

4º) Execução de cada Lineograma:

O participante deve rever (fazer) três vezes (três esboços), com controle visual, na linha
do modelo, o participante deve pulsar (fazer um movimento único) e sem mover o
pulso. Ou seja, a articulação entre o antebraço e o carpo, local onde habitualmente se mede a
pulsação arterial. Um esboço é considerado quando é retornado. Ao ponto da partida,
conseqüentemente o esboço é um movimento de ida e volta. Quando terminar o terceiro
esboço o aplicador devera imediatamente lhe cobre o Vista do participante com a tela,
permitindo-lhe fazer 10 traços sem controle visual; ao completar o 11º será lhe pedido
que pare.

Instruções específicas
Após ter verificado que a posição do corpo, e do braço e do lápis está correta, o
administrador dará às instruções para a execução da tarefa, acompanhando com o lápis
sensorial o movimento ser feito sobre o Lineograma.

Slogan:

“Deve persistir com o traçado desta linha de dentro para fora, em um movimento
contínuo de ida e volta , tentando ser sempre em cima da linha, tentando a máxima
precisão a ser possível. Após diversas vezes é necessário cobrir-lhe-ei a visão com um
cartão fino. O participante no momento que for coberta a sua visão não devera para até
que o administrador lhe indique o momento certo”.

O participante porá o lápis sensorial no começo da figura. E uma vez que o


administrador (aperta a chave) que corresponde ao inicio à tarefa. O participante fará
três movimentos completos com visual, depois então o administrador colocará a tela
interceptando entre a visão do participante e a tabela digitalizadora, de modo que a
visão lhe interfira. E contará dez movimentos completos. Quando fizer o 11º movimento
o participante deve parar sem levantar o lápis sensorial para que o administrador possa
retirar o cartão interceptador e marcara ao final a chave da extremidade da figura, onde
o participante parou.

Uma vez terminada uma figura será pedida que o participante que põe sobre a tabela o
lápis sensorial e a tela interceptando se aposentou. E um vai à seguinte figura. Quando o
participante compreende as instruções, não é necessário retornar para dar à instrução
verbal ao iniciar cada Lineograma novo, sendo suficiente de dizer: “agora faz o mesmo,
começado aqui” (para indicar a partida do ponto).

As explicações devem ser repetidas quando as linhas feitas com a visão são maiores ou
menores do que aquelas do modelo, ou quando saem muito fortes ou ocorrem desvios
ou tremores. Nestes casos é necessário parar. Quando apertada a chave da extremidade
da figura (da barra espacial) e a chave para suprimir (não continuar a acontecer). E a
figura começa outra vez, repetindo com muita calma as instruções, acompanhadas
sempre pelos movimentos da demonstração.

O administrador escreverá o incidente na seção dos comentários. Muito importante e


necessário que tranqüilize o participante dizendo a ele que “é normal, o que se passa”.

2º Laminas dos Zig- zags

Normas de aplicação

É a única parte do teste que se realiza com as mãos simultaneamente

Determinação do plano de execução da tarefa.

2º) Ordem de execução


- Zig-zag egocífugo
- Zig-zag egocípeto

Fig.: 31 A ordem de execução dos zig-zag é a mesma, para todos os participantes, tanto
adestros quanto não adestros. Já que a tarefa é realizada com as duas mãos uma única
vez.

Ponto de partida,

A seta indica o começo dos primeiros Zigs-Zags no sentido egocífugo

A seta indica o começo dos primeiros Zigs-Zags no sentido egocípeto

Fig.: 32 Ponto de inicio das laminas dos Zigs-Zags, sentido egocífugo , independente
da mão dominante do participante . Sendo vermelho o ponto de inicio com o lápis e
azul o outro ponto de inicio com o outro lápis.
Figura 33. Pontos do começo no lamina dos Zig-zags, sentido do egocípeto,
independentemente da mão dominante do participante, no ponto vermelho do
começo com o lápis sensorial e no ponto azul do começo com o lápis
desativado.

4º) Execução do traçado

O participante deve segurar o lápis realizando com as duas mãos os movimentos,


fazendo três vezes os modelos gráficos dos Zig-zags e continuar avançando para
fazer Zig-zags com controle visual.

Após continuação, tapa-se a visão do participante e espera-se até que ambas as


mãos passem na linha horizontal mais distante.

Uma vez que terminado o esboço dos traçados, se manda repetir a mesma
mudança da mão e continuação do lápis.

INSTRUÇÕES VERBAIS ESPECIFICAS.

O administrador sempre controlara a posição correta do corpo, dos braços e do


lápis.

INSTRUÇÕES: “Para realizar o esboço com as duas mãos ao mesmo tempo.


Necessário pegar o lápis com a mão dominante (lápis sensor) e o outro lápis com a
outra mão (lápis desativado) com a outra mão. Tem que continuar o esboço
sempre preservando a mesma forma, o mesmo tamanho e a mesma direção. Só
parar quando houver a instrução necessária do administrador.

Em seguida coloque o lápis em ponto de inicio e continue os movimentos quando


for indicado. Logo em seguida quando o administrador apetar a tecla
correspondente de inicio do zig-zag “egocífugo” dando ordem para que possa
começar o teste.
Uma vez finalizada a figura o administrador pedira que o participante pare, sem
levantar os lápis , dessa forma apertara a tecla de final da figura correspondente
(da barra espacial) e dirá ao participante que deixe os lápis sobre a mesa, uma vez
na mesa o administrador retirar o cartão interceptador. E pedira ao participante
que novamente repita a tarefa, com os dois lápis nas mãos “ dizendo-lhe; agora
repita a mesma tarefa realizada anteriormente com os dois lápis.

Para a realização do zig-zag egocípetos são dadas dois lápis ao participante , e se


as instruções foram bem compreendidas, é suficiente para dizer: "Agora não da
mesmo para voltar. " Caso contrario será necessário repetir as instruções
completas”.

3º) folha s das Escadas e Círculos

As regras de execução

1º) Determinação do plano:

Seja realizada com a mesa gráfica em um plano vertical. Para a concepção de traçados da
mão direita, a escada está no lado esquerdo, e para a delimitação de traçados da mão
esquerda, por sua vez Lâmina de 180 º, deixando a escada para a direita.

2) de ordem de execução:

- escada com a mão dominante


- Círculo mão dominante
-Vire a folha de 180 graus.
- Escada mão dominante
- Círculo de mão não-dominante
Fig.: 34 ordens de administração das escadas e círculos para os participantes adestros.

Fig.: 35 Ordens de administração das escadas e círculos para os participantes não adestros

4º) Execução dos traçados:

Escadas: O participante deve analisar as três linhas-etapas dos modelos de escada e


continuar a completar três etapas com controle visual. Logo imediatamente cobre-se a seu
visão. Quando o participante chega à linha impressa vertical, é-lhe dada ordem para descer.

Quando ele atinge a mesma altura do modelo de escada é convidado a parar.

Círculo: O participante irá rever (treinar) o círculo três vezes, com controle visual. Ele cobre seu
visão e é esperado para fazer 10 círculos completos. Ele permite que você iniciar o 11 º e
dá a ordem para parar.
O sentido de rotação (normal) será em horário efeito no círculo direito e sentido anti-
horário no círculo da esquerda, independentemente da mão participante dominante.

Instruções especificações.

Escadas: Sempre controlar as posições corretas do corpo, braço e um lápis, acompanhado de


gestos administrador as seguintes instruções:

"Agora vá mais estas três etapas e continuar fazendo o mesmo formato e tamanho para
cima, quando for dada a ordem para descer, descer as escadas até que o administrador diga
para parar.”

Agora coloque o sensor ponta do lápis sobre o ponto de partida (Nota ponto de partida) e
iniciar o movimento novamente quando solicitado.

Círculos: "Vamos rever este círculo e continuar fazendo círculos do mesmo tamanho,
tentando permanecer ainda no desenho. Só quando o administrador pedir para você parar
quando indicado.”

Agora coloque o sensor lápis no ponto de início (ponto a ponto inicial) e


inicie o movimento quando solicitado.

Quando o participante colocar o lápis para iniciar a figura, o administrador


apertar a tecla correspondente e será instruído a começar ”, você pode começar.
"

Uma vez quedada a ordem de parar, o participante vai dizer que você não pode levantar o
lápis sensor.

O administrador vai marcar a tecla de fim da figura a barra de espaço (chave) e


indicar ao participante a deixar o lápis sobre a mesa. Removendo imediatamente
interceptando tela.

Se as instruções forem bem compreendidas para a realização da escada e do


Círculo da mão dominante é suficiente para dizer depois: "Agora faça o mesmo com
mão não dominante, mas se houver dificuldades na execução, é necessário repetir com
calma acima as instruções anteriores.
4º Laminas das cadeias sagitais

As regras de execução

1º) Divisões da execução

Cadeias de plano sagital são realizadas em plano horizontal e as cadeias verticais são
realizadas em plano vertical.

2) de ordem de execução:

Com a mesa em posição horizontal

1. Cadeia egocífuga mão dominante


2. Cadeia egocípeta mão dominante
3. Cadeia mão egocífuga não nondominante
4. Cadeia mão egocípeta mão não dominante

Com a tabela na posição vertical

5. Cadeias ascendente mão dominante.

6. Cadeia descendente mão dominante.

7. Cadeia não descendente mão não-dominante.


8. Cadeia não ascendente mão não-dominante.

Fig.:37 Ordem de administração para os participantes adestros.


Fig.: 38 Ordens de administração para os participantes não adestros.

3) Ponto de partida e direção:

1. Cadeia no sentido da direita egocífuga.

A base do inicio do primeiro teste é da cadeia egocífuga, no sentido horário (o que significa
agulha do relógio no sentido normal do relógio). Exemplo figura;

2. Cadeia egocípeta no sentido da direita

Iniciar primeiro o elo da cadeia egocípeta do lado direito, no sentido horário (direção
sentido horário ( das agulhas do relógio)
3. Egocífuga Cadeia
esquerda.

A base para o primeiro elo da cadeia egocífuga esquerda na direção oposta


no sentido horário.

4. Egocípeta Cadeia esquerda.

Iniciar primeiro o elo da cadeia egocípeta à esquerda na direção oposta à


ao sentido horário.

5. Direito cadeia ascendente

A base do primeiro elo da cadeia ascendente direita, no sentido das agulhas do relógio.

6. Direita cadeia descendente.

O topo do primeiro elo da cadeia de direito no sentido de agulhas relógio.

7. Esquerda cadeia descendente.

O topo do primeiro elo da cadeia descendente na direção oposta no sentido contrário às


agulhas do relógio.

8. Cadeia ascendente esquerda.

A base do primeiro elo na cadeia de esquerda ascendente no sentido oposto ao sentido


horário ( sentido contrario as agulhas do relógio).
Fig.: 39. Pontos de inicio e o sentido do giro das cadeias, independente da mão dominante.

4º) Implementação do esquema:

O participante, dando início no ponto marcado, fará os três modelos que se entrelaçam
como uma cadeia, só elevando o lápis após cada etapa. Ou seja, revisando sempre o
primeiro círculo, depois uma vez concluído, vai levantar o lápis e o círculo seguinte,
acompanhado sempre os círculos entrelaçados como elos de uma cadeia.

Haverá três esboços ao qual se terá um controle visual, sendo que o participante terá sua
visão tapada e continuara a fazer o mesmo tamanho das cadeias do lado oposto.

As instruções verbais

Importante observar sempre a posição apropriada do corpo, do braço e do lápis, onde são
apresentadas instruções, acompanhado de gestos apropriados: "Agora, você, pode partir da
aqui em diante, sempre (apontando), cada marcação na direção do sentido horário. Devera
levantar o lápis , após cada uma volta , e continuar a fazer ligações para os entrelaçados das
cadeias da mesma forma, o mesmo tamanho e na mesma direção até diz-lhe para parar. Agora
coloque o lápis no ponto de início (ponto a ponto casa) e iniciar o movimento quando
solicitado.

Quando o participante colocar a lápis no inicio da figura, o administrador apertar a tecla e


será instruído a começar ", você pode começar."
Uma vez que o ordene a parar, o administrador alertará ao participante que não deve
levantar a o lápis para execução da figura.

O administrador vai apertar à figura da barra espacial da (chave) (ou seja, vai marcar com
uma caneta vermelha onde o participante parou, e indicar ao participante que deixe o lápis
sobre a mesa. E imediatamente será retirada o cartão interceptador.

Após Cadeia egocífuga direita, o administrador certificará se o participante compreendeu


corretamente todas as instruções, da lista do ponto de cada partida egocípeta do lado
direito da Cadeia dizendo "o mesmo retorno, sempre na direção de sentido horário."

Para a cadeia esquerda egocífuga deve indicar que o sentido das ligações são
feita para a esquerda, ou seja, contrário ao sentido horário.

O mesmo se deve para a cadeia egocípeta esquerda.

Cadeias Verticais

Observando a posição correta do corpo, do braço e do lápis, são dadas instruções


acompanhadas de gestos correspondentes:

"Você vai fazer o mesmo que o anterior. Deve rever seguir na direção do movimento das
agulhas do relógio, levantando sempre o lápis ,e fazendo o mesmo modelo e assim por
diante. Fazendo o modelo do mesmo tamanho que o original,e no mesmo sentido(Ponto)
até ser instruído para parar. Agora coloque o lápis no ponto de partida de início (anote o
ponto de partida).E inicie o movimento quando solicitado. "

Quando o participante colocar o lápis no inicio de partida da figura o administrador


apertar a tecla, e será instruído a começar ", você pode começar."

Uma vez que a ordem de parar, o administrador vai dizer para você não levantar o lápis
sensor. O administrador vai apertar à figura da barra de espaço (chave) e nós
indicam que o participante deixe o lápis sobre a mesa. Removendo assim imediatamente
e retirando o cartão que intercepta a visão.

Se o participante compreendeu as instruções corretamente das cadeias ascendentes da


mão direita, você pode dizer "fazer o mesmo por descer."

Para as cadeias dessedentes da mão esquerda você pode fazer do mesmo modo:
"Agora, com sua mão esquerda para fazer na direção oposta das agulhas do relógio "
Para a cadeia ascendente da mão esquerda, simplesmente afirma: "Agora
mesmo para subir.

Art. 5 Laminas das paralelas egocífugas e vertical UES

As regras de execução

1) Determinação da execução:

Os paralelos são realizadas com a mesa gráfica no plano horizontal, e é UES


gráficos comprimido feito na posição vertical.

2) de ordem de execução:

Horizontal:

1. Mão dominante Paralela egocífuga

2. Paralela egocífuga mão não dominante em posição vertical

3. “U” vertical com a mão dominante

4. “U” vertical com a mão não dominante

FIG.: 40 POSIÇÃO COM PARTICIPANTE FIG:.41 POSIÇÃO COM PARTICIPANTE


NÃO ADESTRO . ADESTRO.
3º) Ponto de partida:

Sempre começar no paralelo pela extremidade interna do primeiro paralelo,


a partir do centro da folha para fora, tanto para a mão direita quanto à mão
esquerda.

Os “UES” são iniciados a partir do canto inferior para fora.

Fig.: 42 Pontos de inicio dos das cadeias “Y” e dos “UES” independente da mão
dominante do participante.

4º) Modo de execução dos traçados:

Paralelo:

O participante deve analisar as duas linhas do modelo, a elevação do lápis após


cada linha e devolvendo-o ao ponto de partida, e continue fazendo três paralelos com
controle visual. Você deve se esforçar para manter o comprimento da linha entre as mesmas
distâncias entre eles. Após a conclusão da terceira tentativa do paralelo visual, o
administrador estará cobrindo as vistas do participante e esperando até que ele atinja a
altura do modelo, ou antes, de começar nas bordas do papel. Ele dará a ordem de parar. E
ser colocado o cartão de cobertura.
Ues:

O participante irá desenhar três “UES” até completar o modelo. É considerado um


“U”completo Quando o participante retornar ao ponto de partida. Em seguida continuará sem
controle visual fazendo sempre o mesmo tamanho e os outros 10 do mesmo modelo completo
dos “UES”. Ao iniciar o 11 º participante é convidado a parar.

As instruções verbais

"Agora, siga essa linha sempre nesse sentido (apontando), sempre levantando o lápis, até
completar cada linha, e assim por diante. Continue fazendo as linhas paralelas na mesma
longitude e no mesmo comprimento i entre o intervalo de tempo até ser solicitado para
parar. "

"Agora, ponha o lápis em ponto inicial (ponto a ponto de partida) e iniciar o


movimento, quando solicitado.”

Quando o participante colocar o lápis dando inicio a figura o administrador


apertar a tecla e será instruído a começar ", você pode começar."

Uma vez que a ordem de parar, o administrador vai dizer para o participante que não deve
levantar o lápis.

O administrador vai apertar a figura a barra de espaço (chave) e


indicara que o participante deixe o lápis sobre a mesa. Remover imediatamente
interceptando tela.

“UES” vertical

"A partir deste ponto (apontando) revisar este projeto com um movimento contínuo
sem ir muito além, tentando ficar com o modelo e sempre o mesmo tamanho.

Haverá um tempo em que serão cobertos os olhos com uma placa (com um gesto), não pare
até ser instruído a fazê-lo. " "Agora coloque o lápis em ponto de partida (ponto
ponto de partida) e iniciar o movimento quando for solicitado.
Quando o participante colocar o lápis no inicio da figura. O administrador
apertar a tecla e será instruído a começar ", você pode começar."

Uma vez que a ordem de parar, o administrador vai dizer para não levantar o lápis.O
administrador vai apertar a barra de espaço (chave) que
indica que o participante deixe o lápis sobre a mesa. Onde será removida imediatamente a
placa interceptadora de tela.

6º) Laminas das paralelas egocípetas e” UES” e sagital

As regras de execução

1) Determinação do plano:

Será colocada a tabela digitalizadora em plano horizontal.

2) Ordem de execução:

1- Paralela egocípeta mão dominante.


2- Paralela egocípeta mão não dominante.
3- U sagital mão dominante.
4- U sagital mão não dominante.

Fig.:43 Ordem de administração Fig.:44 Ordem de administração

Para um participante adestro. para um participante não adestro.


3º) ponto de partida :

Os traçados são sempre iniciados a partir do centro para fora.

Fig.: 45 Pontos de inicio das “CADEIAS” e “UES” independentes da mão


dominante do participante.

4º) Execução dos traçados

É dada a mesma explicação que foi dada para egocífugas paralelas, mas só que em
direção egocípeta.

O mesmo vale para as instruções dos “UES” sagital.

As instruções verbais

As mesmas instruções que foram dadas para pelas paralelas egocípetas e para
os “UES” verticais.

Sendo está lamina os quatros modelos gráficos sendo realizados com a mesa no
plano horizontal.

Registro das observações;

O administrador deve observar todas as anomalias que podem ocorrer durante a execução
da Figura 45. Os pontos de partida e as cadeias de UES, independentemente da lateralidade
do participante para que possam ser corrigidos os seus traçados.

Essas anomalias incluem: mudanças na posição do corpo, alterações na posição do lápis


(vertical para a posição inclinada), serão feitos comentários sobre o que está sendo
realizado, durante a administração do teste, e a modificação do traçado , etc.

A repetição de um modelo gráfico.

Se o administrador encontrar qualquer anormalidade durante a execução das figuras . Será


solicitado ao participante para repetir no final do teste.

Modelos gráficos de PMK podem ser agrupados em dois grupos de acordo com o tipo de tarefa
do sujeito:
- Refazendo modelo:
• Lineogramas
• Círculos
• UES
Condições de aplicação:
três testes de visão
vista Coberta
10 tentativas sem visão
- Continue modelo:
• Zig - Zags9
• Escaleras10
• Correntes
• Paralelo
Condições de aplicação:
revisão do modelo inteiro
três testes de visão
vista coberta
Parar ao chegar no limite.

PAG:172

Você também pode gostar