Você está na página 1de 43

Estudo

 de  Caso:    
Mimosa  B5c  1  GBPS  –  75/100/122  KM    

Estudo de Caso: Mimosa B5c


Porque decidimos fazer o teste ?

A evolução dos rádios é constante! Após os lançamentos dos principais fabricantes


de suas versões 802.11AC ficamos de olho no fabricante novo, baseado na Califórnia,
USA prometendo uma implementação 4x4 ( a primeira do mercado).

Site do fabricante: mimosa.co

O teste foi feito de forma independente do fabricante, e colocamos aqui nossas


opiniões e percepções, baseados na nossa experiência anterior em rádios 802.11AC.

Estudo de Caso: Mimosa B5c


2
A equipe responsável pelo teste

A Click Mobile é uma empresa de importação e distribuição de equipamentos para redes, baseda em Serra, ES
– Distribuidora de ALGcom entre outras marcas

A IDL Net é um provedor do MS com larga experiência em enlaces 802.11AC utilizando diversos fabricantes de
rádio. Com equipe técnica de primeira linha se destaca fortemente na sua região

A BRByte é um provedor do MS com larga experiência em enlaces de longa distância com um backbone ligando
Campo Grande até Corumbá,MS, com mais 400 KM de distância. É também responsável pelas soluções Speedr,
Voipr e ISPcontrollr

A Solustic é uma empresa de consultoria em redes e soluções em TI, especializada nos provedores ISP com
clientes no Brasil todo.

Estudo de Caso: Mimosa B5c


3
Estudo de Caso: Mimosa B5c
4
Produtos

Estudo de Caso: Mimosa B5c


Equipamentos utilizados: Rádio Mimosa B5c

Principais  caracterísitcas  (  de    


acordo  com  o  datasheet)    
   
Frequência:  5.8  GHz   Potência:  30  dBm  (2-­‐chain),  27  
(4900-­‐6000  MHz)   dBm  (4-­‐chain)    
   
Tecnologia:  802.11  AC     Canais:  Um  ou  Dois  20/40/80  MHz    
   
Mimo  4x4     MCS  0-­‐9  (  até  256  QAM)  
   
Max.  Through  put  1.5  GPBS   Alimentação  48  V  POE  
agregado  Tx+Rx  em  UDP    
  Radio  Conectorizado  N  
Protocolo:  TDMA  /  TDMA-­‐FD    
  Sincronizado  GPS  
   
 
Estudo de Caso: Mimosa B5c
6
Equipamentos utilizados: Antena ALGcom 1.2 M – 35.8 dBi
Diagrama  V/H:  
Principais  caracterísitcas  (  de  acordo  com  o  
datasheet)  
 
Faixa  de  frequência  5.25  -­‐  5.875  GHz:  
 
Ganho  5,875  GHz  35,8  dBi  
Ganho  5,450  GHz  35,2  dBi  
Ganho  5,150  GHz  34,7  dBi  
 
Relação  frente-­‐costas  >57  dB  
 
Isolação  por  polarização  cruzada  >30dB  
 
Isolação  ao  ruído  verificar  diagrama  ao  lado  
 
 
Estudo de Caso: Mimosa B5c
7
Pigtails Nm-Nm ALGcom
Principais  caracterísitcas  (  de  acordo  com  o  datasheet)  
 
-­‐  Menos  de  1dB  de  atenuação  que  garante  baixíssima  
perda  no  seu  enlace,  podendo  possibilitar  a  
udlização  de  antenas  de  menor  ganho  no  projet  
 
-­‐  Cabo  com  contatos  internos  e  externos  soldados  
  garandndo  excelente  imunidade  a  ruídos  
 
-­‐  Cabo  semi-­‐rígido  que  evita  a  oscilação  do  cabo  e  
perdas  com  vibração  da  estrutura    
 
-­‐  Dielétrico  em  PTFE  que  garante  compadbilidade  com  
altos  níveis  de  temperatura  

-­‐   Contatos  dos  conectores  com  tratamento  superficial  


em  ouro    
 
  Estudo de Caso: Mimosa B5c
8
Os testes

Estudo de Caso: Mimosa B5c


Estudo de Caso: Mimosa B5c
10
Estudo de Caso: Mimosa B5c
11
Estudo de Caso: Mimosa B5c
12
Cenário  3:  106  KM  

122  KM  

Cenário  2:  75  KM  


Cenário  1:  106KM  

Estudo de Caso: Mimosa B5c


13
Cenário 1 : Campo Grande – Paxixi

Condições:   Ruído  medido  no  analisador  de  espectro  do  rádio:  


  (  Campo  Grande)  
107  Km  Distância    
Nivel  elevado  de  ruído  no  lado  Campo  grande    
Nivel  moderado  de  ruído  Paxixi    
 
Enlace  existente  e  funcional  com  RB912  -­‐    
(  veja  aqui  o  case  apresentado  MUM  2014)    
 
 
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


14
Detalhe Campo Grande

Condições:  
 
Topo  de  prédio  90  M,  área  
urbana  
 
Ruido  frontal  do  enlace  
duplicado  com  RB912  
 
 
 
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


15
Detalhe Paxixi

Condições:  
 
Topo  de  prédio  90  M,  área  
urbana  
 
Ruido  frontal  do  enlace  
duplicado  com  RB912  
 
 
 
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


16
Detalhe Paxixi-Aquidauana

Condições:  
 
Torre  60  M  –  Area  rural,  
porém  com  ruido  moderado  
gerado  pelo  proprio  
provedor  e  torres  vizinhas  
 
Ruido  frontal  do  enlace  
duplicado  com  RB912  
 
 
 
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


17
 
Sinal  recebido:  -­‐75  dBm  
Nivel  de  ruído:  -­‐80  dBm   Estudo de Caso: Mimosa B5c
18
Resultados encontrados cenário 1

Banda  passante:  Inferior  a  100  M  


 
Sinal  recebido:  -­‐75  dBm  
Nivel  de  ruído:  -­‐80  dBm  
 
 
Sendo  a  primeira  experiencia  com  o  rádio,  esperávamos  um  nível  de  sinal  recebido  similar  ao  RB912,  uma  vez  
que  o  enlace  já  funcionava.  O  lido  pelo  rádio  ficou  em  média  10  dbm  abaixo  do  Mikrodk,  e  como  esse  enlace  já  
era  limiar  -­‐60/-­‐65    não  dvemos  sucesso  com  o  enlace!  
 
Outro  detalhe  foi  a  potência,  sendo  o  rádio  4x4  conseguimos  no  máximo  24  dBm  de  saída  (  e  não  27  dBm)  
como  seria  esperado  com  RB912.  
 
 
Sem  sucesso  no  cenário  1  condnuamos  o  teste  no  cenário  2.  
 
 
Estudo de Caso: Mimosa B5c
19
Predição  pelo  site  da  Mimosa  Cenário  1  já  apontava  que  seria  
uma  situação  di_cil,  mesmo  na  prá`ca  sabendo  que  não  estava  
100%  obstruído.  
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


20
Cenário 2 : Paxixi– Miranda

74.9Km  Distância  
Nivel  moderado  de  ruído  Paxixi   Ruído  medido  no  analisador  de  espectro  do  rádio:  
Nivel  nulo  de  ruído  em  Miranda   Paxixi  
   
Predição  pelo  site  Mimosa    
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


21
Detalhe Miranda

Condições:  
 
Torre  20  M  –  Area  
rural,  sem  ruído  
(  exceto  pelas  
Araras)  
 
 
 
 
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


22
Predição  pelo  site  da  Mimosa  Cenário  2  já  apontava  que  seria  
uma  situação  muito  favorável!  
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


23
Pela simulação site mimosa é possível visualizar fresnel em 3d:

Estudo de Caso: Mimosa B5c


24
Resultados encontrados cenário 2 x Predição

Screen  shot  situação  real   Screen  shot  Predição  Site  Mimosa  

Estudo de Caso: Mimosa B5c


25
Gerenciamento de canais e ruído: FUNDAMENTAL!

2  canais  de  80  MHz  u`lizados,  


com  separação  grande  entre  si  
e  sem  interferência  canal  
adjacente  

Estudo de Caso: Mimosa B5c


26
Supreendente Banda encontrada: 1 GBPS!

Teste  de  banda:  1  G:  800  Up+200  Down  


 
Latencia:  20  ms  

Estudo de Caso: Mimosa B5c


27
Resultados encontrados cenário 2
Banda  passante:  Superior  a  1GBPs    (  teste  próprio  do  rádio  “UDP”)  800  M  DL+  200  M  UL  
 
Sinal  recebido:  -­‐55  dBm  
Nivel  de  ruído:  -­‐90  dBm  
 
Latencia:  20  ms  
 
Janela  TDMA  u`lizada  8ms  
 
Nessa  segunda  experiência,  após  alguns  ajustes  nos  canais  udlizados  e  interferência  gerada  na  torre,  
conseguimos  conectar  com  grande  largura  de  banda  (  2  x  80  MHz)  e  testar  pelo  próprio  rádio  a  banda  entre  os  
dois  pontos.  
 
A  latência  ficou  dentro  do  esperado  pelo  fabricante  para  enlace  longo  (  2.5  x  Janela  TDMA).  Para  enlaces  
curtos  a  janela  2ms  é  mais  viável  ficando  a  latência  em  5  ms  nesse  caso.  
 
Estava  ainda  programado  um  teste  TCP  entre  os  roteadores  ligados  nas  duas  pontas,  porém  um  defeito  no  
cabo  Gigabit  em  uma  das  pontas  impediu  que  esse  teste  fosse  fidedigno.  
  Estudo de Caso: Mimosa B5c
Com  esses  resultados  em  mãos,  decidimos  fazer  o  cenário  3   28
Cenário 3 : Corumbá– Bodoquena

Condições:   Ruído  medido  no  analisador  de  espectro  do  rádio:  


  Função  “Ambos  sites  combinados”  
122  Km  Distância    
Nivel  moderado  de  ruído  Corumbá    
Nivel  baixo  de  ruído  Bodoquena    
 
Enlace  existente  e  funcional  com  RB912  -­‐    
(  veja  aqui  o  case  apresentado  MUM  2014)    
 
 
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


29
Predição  pelo  site  da  Mimosa  
Cenário  3  já  apontava  que  seria  
possível,  mesmo  sendo  
ligeiramente  pior  que  o  cenário  
2,  porém  a  distancia  era  
expressivamente  maior  
(  123Km!)  
 
Estudo de Caso: Mimosa B5c
30
Cenário 3 detalhe Bodoquena - Corumbá

Ambos  sites  remotos,  alimentados  por  energia  solar,  eólica  e  baterias.    


 
 
 

Estudo de Caso: Mimosa B5c


31
Cenário 3 : Corumbá– Bodoquena

Pense  em  um  lugar  quente...  


  Estudo de Caso: Mimosa B5c
32
 
Resultados encontrados cenário 3
Banda  passante:  Superior  a  450  GBPs    (  teste  próprio  do  rádio  “UDP”)  350M  DL+  150  M  UL  
 
Teste  TCP  realizado  na  porta  dos  CCR  que  os  radios  estavam  conectados  350M/150M  –  sem  precedentes  com  
radios  802.11    
 
Sinal  recebido:  -­‐75  dBm  
Nivel  de  ruído:  -­‐95  dBm  
 
Latencia:  20  ms  
 
Janela  TDMA  u`lizada  8ms  
 
Neste  terceiro  cenário,  testado  tanto  com  tráfego  real  quanto  o  teste  de  banda  da  CCR,  pudemos  observar  pela  
primeira  vez  uma  banda  expressiva  trafegando,  ainda  que  um  pouco  menor  que  a  planejada.  Adngimos  MCS  4  
apenas,  o  que  mostra  que  realmente  o  rádio  ainda  poderia  entrega  MUITO  mais  banda  alcançado  um  nível  de  
recepção  melhor.  
 
Como  ambos  sites  remotos  estavam  sendo  alimentados  por  energia  solar  e  houve  uma  variação  de  energia  isso  
afetou  a  potência  total  e  prejudicou  a  banda  total,  porém  foi  totalmente  adequado  ao  teste  para  entendermos  as  
limitações  do  rádio  e  resumir  nas  boas  prádcas  ao  final  deste  documento.   Estudo de Caso: Mimosa B5c
33
 
Janela TDMA e Latência

Janela  TDMA  escolhida:  8  ms  devido  a   ...  Resulta  em  20  ms  latência  
enlace  longo  ...   (  2.5  x  vezes  a  janela  TDMA)  
   

Estudo de Caso: Mimosa B5c


34
Resultados encontrados cenário 3 x Predição

Screen  shot  situação  real   Screen  shot  Predição  Site  Mimosa  

Na  prá`ca  não  conseguimos  


um  nível  de  sinal  tão  forte  
quanto  a  simulação,  devido  a  
variações  de  energia  em  um  
Estudo de Caso: Mimosa B5c
dos  sites.   35
Picos de 500 M de throughput agregado!

Perfomance  mostrada  no  dashboard  do   ...  Muito  similar  ao  teste  de  banda  MK  
radio...   realizado  na  porta  da  CCR.  
   

Estudo de Caso: Mimosa B5c


36
Conclusões e
lições aprendidas com os testes

Estudo de Caso: Mimosa B5c


Mimosa B5c é um EXCELENTE rádio, que traz
inovações importantes:
 
•  Primeira  implementação  comercial  802.11  ac  MiMo  4x4  

•  Primeiro  rádio  com  serviços  cloud  associados,  inclusive  para  predição  e  controle  do  parque  instalado.  

•  Muito  processamento  predidvo  envolvido  drando  do  usuário  a  necessidade  de  conhecer  detalhes  de  
modulação  

•  Interface  gráfica  amigável  porém  com  as  configurações  pré  determinadas  sem  tantas  possibilidades  
quanto  os  rádios  MK  

•  Consolidação  dos  dois  chains  em  cada  porta  de  RF,  permidndo  o  uso  de  qualquer  antena  em  5.8  GHz  

•  Sincronismo  com  GPS  facilitando  enlaces  de  longa  distância  

•  Analisador  de  espectro  embuddo  permidndo  sobreposição  do  espectro  de  ambos  lados  do  enlace  
  Estudo de Caso: Mimosa B5c
38
 
Porém, é um equipamento mais sofisticado e
sensível que os atuais e demanda:
 
•  Planejamento  detalhado  do  enlace,  em  termos  de  viabilidade  e  canais  disponíveis.  

•  Isolação  ao  ruído  maior  que  25  dB  para  funcionar  adequadamente  –  Antenas  de  ganho  alto  e  ó`ma  
blindagem  são  fundamentais.  

•  Energia  AC  ou  sinal  em  48  V  para  funcionar.  Variações  na  energia  impactam  diretamente  na  
performance.  

•  Estrutura  rede  gigabit  e  cabos  de  rede  blindados.    


 
•  Ao  menos  40  MHz  de  banda  disponível  para  poder  entregar  throughputs  acima  de  500  Mb.  
 
 
 
 
Estudo de Caso: Mimosa B5c
  39
O que a Mimosa B5c não irá fazer:
 
•  Funcionar  bem  em  ambientes  com  muito  ruído,  sem  isolação  e  largura  de  canal.  

•  Ter  latência  baixa  em  enlaces  acima  de  50  km.  Entre  30  –  50  km  a  latência  esperada  é  de  10  ms,  
abaixo  disso  5  ms.  

•  Funcionar  com  potência  30  dBm.  Os  melhores  resultados  que  encontramos  foi  com  22dBm  na  saída,  
então  isso  deve  ser  considerado  no  projeto.  

•  Subsdtuir  os  rádios  microondas  em  frequência  licenciada.  


 
 
 
 
 
Estudo de Caso: Mimosa B5c
40
Dados de contato

Estudo de Caso: Mimosa B5c


A Click Mobile pode fazer por você:
 
•  Estudar  seu  cenário  e  indicar  viabilidade  dos  seus  enlaces,  SEM  CUSTO,    basta  se  cadastrar  aqui:  

hop://conteudos.clickmobile.com.br/consultores  
 
 
•  Apresentar  proposta  de  antena  ALGcom  e  Rádios  Mimosa!  Entre  em  contato  conosco:  

Skype:  clickmobile-­‐vendas              fabiomoreira_simm  


 
E-­‐mail  :  alexandre.volpe@clickmobile.com.br    fabio.moreira@clickmobile.com.br  
 
19  3003  0486  
 
Loja.clickmobile.com.br  
 
Estudo de Caso: Mimosa B5c
  42
Obrigado!

Estudo de Caso: Mimosa B5c

Você também pode gostar