Você está na página 1de 2

Funilaria

Os riscos para quem não usa EPI


Cegueira, queimaduras, problemas respiratórios... Estes são alguns dos sérios danos a que
funileiros e pintores estão expostos quando não usam equipamentos de proteção individual

Os acidentes na oficina devem ser prevenidos com a aplicação de medidas específicas de


segurança. A primeira opção é uma análise da viabilidade técnica de se eliminar
determinados riscos de forma definitiva. Quando isto não é possível, seja por motivo técnico
ou econômico, vamos para a segunda opção, que é a tentativa de neutralizar o maior
número de riscos com a implantação de EPC (equipamentos de proteção coletiva). Para os
riscos que não são cobertos pelos EPC, resta a terceira opção, que é a do uso de EPI
(equipamentos de proteção individual).
O uso de EPI isola determinados riscos, diferentemente do uso de EPC, que os neutraliza.
São considerados EPI os dispositivos de uso individual destinados a proteger a integridade
física e a saúde do trabalhador.
Riscos existentes
A avaliação do risco e a indicação do EPI mais adequado é um trabalho que exige
conhecimento legal e técnico para a análise dos principais riscos, que podem ser observados
a seguir:
Riscos físicos
Mecânicos (quedas, choques, golpes, compressões, perfurações, cortes, vibrações e
escorregadelas) / térmicos (alor, chamas e frio) / elétricos (choques) / radiações (não-
ionizantes e ionizantes) / ruídos (barulho acima do suportável) / aerosóis (poeira, fumo e
névoa).
Riscos químicos
Líquidos (salpicos, projeções e imersões) / gases e vapores (problemas respiratórios).
Riscos biológicos
Bactérias, vírus, fungos e antigênicos (problemas de pele e respiratórios).
Riscos de quem não usa
Para cada atividade na oficina, há um EPI apropriado. Desta mesma forma, toda vez em que
o equipamento de segurança não for usado, prevalece um risco sério. Acompanhe na tabela.
EPI para funilaria
Os EPI para as atividades da funilaria são os seguintes: máscara de solda com
escurecimento automático / máscara para gases tóxicos / luvas de couro / óculos de
proteção / avental e couro / protetor auricular / protetor facial / uniforme / calçados de
segurança.
Para a pintura
Os EPI são os seguintes: máscara para vapores tóxicos com refil de filtro em carvão
ativado / máscara para vapores tóxicos com carvão ativado / luva impermeável / óculos de
proteção / protetor auricular / macacão Tyvek / uniforme / calçados de segurança.
Obrigações da empresa
A empresa é obrigada a fornecer aos empregados, gratuitamente, equipamentos de proteção
individual adequados aos riscos envolvidos nas atividades, e em perfeito estado de
conservação e funcionamento. Os responsáveis pela empresa, ou os chefes de oficina,
devem estar preparados para emitir instruções e fiscalizar o uso correto dos EPI de acordo
com as instruções dadas pelo engenheiro ou técnico de segurança contratado pela empresa
para a prestação deste serviço.

Proteção
Tipos de EPIs Quando usar Riscos não utilização
para

Cabeça e Máscara de Em trabalhos de Cegueira parcial/total e impacto


olhos solda soldagem de partículas

Mãos Luva de couro e Para trabalhar Queimadura, corte, raspões e


impermeáveis com material problemas com a pele
cortante, áspero,
pesado, quente e
químico

Para trabalhar
Calçado de em todos os Queimadura, batidas, cortes e
Pés
proteção processos de escoriações
funilaria e pintura

Em trabalhos nos
quais há
fagulhas,
Óculos de impactos, de
Olhos Cegueira parcial ou total
proteção estilhaço,
manuseio de
produtos
químicos

Em trabalhos de
Tronco Avental de couro Queimaduras
soldagem

Máscara para
Em lugares com
fumos de solda
Respiração gases e vapores Problemas respiratórios
e vapores
nocivos
tóxicos

Em trabalhos em
Protetor
Ouvidos que o barulho é Surdez parcial ou total
auricular
intenso

Em trabalhos nos
quais há fagulhas Cegueira parcial/total e impacto
Face Protetor facial
e impacto de de partículas
estilhaços

Contaminação
Tronco e
Macacão Tyvek dos vapores Problemas com a pele
pernas
tóxicos