Você está na página 1de 2

HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES

11.º ANO

MÓDULO 6 – Questões-aula 1
NOME: ______________________________________________________________ TURMA: ________ N.º: _______ DATA: ______ / ______ / ______

Na transição do século XVI para o XVII, as condições políticas, religiosas e culturais


proporcionadas pelo Renascimento, pela Reforma luterana, pelo desenvolvimento de práticas
capitalistas e pela crescente importância da burguesia tinham já definido um conjunto de
características que se consolidaram ao longo do século XVII: o individualismo, o racionalismo, a
inquietação científica, a investigação e o estabelecimento do novo sistema de Estado: as
monarquias absolutas.

QUESTÃO 1
Mencione cinco aspetos e acontecimentos que marcaram a sociedade do século XVII a nível
político, económico e social.

QUESTÃO 2
Caracterize o Antigo Regime.

QUESTÃO 3
No século XVII foi alcançado o expoente dos ambientes faustosos e espetaculares das cortes
absolutistas no Palácio de Versalhes.
Explicite quatro aspetos do quotidiano de Versalhes que distinguiam a corte de Luís XIV das
demais cortes europeias.

QUESTÃO 4
Evidencie a corte, a Igreja e a Academia como palcos privilegiados para a manifestação do
espetáculo barroco.

www.raizeditora.pt
Paulo Simões Nunes • História da Cultura e das Artes 11.º ano
© Raiz Editora, 2018 • Todos os direitos reservados.
HISTÓRIA DA CULTURA E DAS ARTES
11.º ANO

SOLUÇÕES

Questão 1 Questão 3
O significativo aumento da população europeia, o Em Versalhes, o rei Luís XIV mandou erguer um
crescente papel dos meios urbanos, o impacto dos imponente palácio e intermináveis jardins onde
movimentos burgueses no desenvolvimento do mantinha a nobreza aristocrática entretida com
capitalismo e a afirmação política do absolutismo infindáveis festas, apresentações e bailes. Versalhes
proporcionaram o pano de fundo para uma série de constituiu um refinado modelo para outras cortes
transformações que se operaram ao longo do século europeias, num espetáculo quotidiano caracterizado
XVII. por diversos aspetos, dos quais destacamos:
Destacamos alguns dos aspetos e acontecimentos (1) Os modos de falar, as atitudes e os gestos
mais marcantes desta época: fortemente afetados e codificados segundo uma
(1) Os conflitos religiosos entre católicos (países do etiqueta aristocrática.
Sul) e protestantes (países do Norte), provocados (2) As roupas luxuosas e as formas de vestir muito
pela Reforma de Lutero e pela reação da Igreja sofisticadas, e as perucas volumosas adequadas a
Católica através da Contrarreforma. cada circunstância.
(2) A Guerra dos Trinta Anos (1618-1648), um (3) Os movimentos do corpo, obedecendo a normas
conflito à escala europeia motivado pelo de representação.
antagonismo entre católicos e protestantes. (4) Os cumprimentos e saudações, correspondendo
(3) Consolidação do Absolutismo como fórmula de a normas de etiqueta, exprimindo a hierarquia de
governação e constituição de vários Estados títulos, de cargos e de estatutos entre os membros
absolutistas em toda a Europa; o Rei é soberano da corte.
absoluto e domina toda a sociedade, suportado por
um forte aparelho militar e administrativo. Questão 4
(4) Desenvolvimento de práticas capitalistas como o A sociedade cortesã de Seiscentos teve na corte, na
mercantilismo. Igreja Católica e na Academia os palcos privilegiados
(5) Consolidação da sociedade de ordens, que para o desempenho do seu «espetáculo».
permitia ao Rei a manutenção do sistema político e A corte constituía o grande palco de representação
económico. do Rei, no qual todos os protagonistas
(6) Investimento das cortes na ciência, na arte e na representavam papéis predeterminados, num ritual
cultura, o que permitiu um grande desenvolvimento de normas, procedimentos e códigos de etiqueta.
do conhecimento científico, da filosofia e das artes. A Igreja servia-se da retórica das imagens para
afirmar o triunfo do Catolicismo sobre a Reforma
Questão 2 protestante. Recorrendo às expressões artísticas e
O Antigo Regime foi um sistema político e social aos efeitos cenográficos mais complexos, também a
aristocrático que vigorou em França entre os séculos Igreja Católica constituiu um palco para a
XVI e XVII, caracterizado pelas monarquias representação do Barroco, da escultura à pintura, da
absolutistas, em que o poder se encontrava arquitetura à música.
centralizado nas mãos do Rei. A nível económico, A Academia, que recebeu um grande impulso de
caracterizou-se pelo nascimento do capitalismo Luís XIV, impôs o Classicismo como linguagem
mercantilista, a nível social, pela consolidação da oficial do regime e garantiu a uniformização do estilo
sociedade de ordens, apesar do crescimento da ancorado na tradição greco-romana.
burguesia.

www.raizeditora.pt
Paulo Simões Nunes • História da Cultura e das Artes 11.º ano
© Raiz Editora, 2018 • Todos os direitos reservados.