Você está na página 1de 4

UNIVERSIDADE ESTÁCIO DE SÁ

CURSO DE SERVIÇO SOCIAL


PROCESSO DE TRABALHO DO
SERVIÇO SOCIAL I

QUESTIONÁRIO ACERCA DO PROCESSO DE TRABALHO

Cíntia Lo Bianco

Rio de Janeiro
04/2011
QUESTIONÁRIO ACERCA DO PROCESSO DE TRABALHO

por Cíntia Lo Bianco

Trabalho acadêmico elaborado com o objetivo de


obter aprovação na AV1 da disciplina Processo de
Trabalho do Serviço Social I da Universidade
Estácio de Sá.
“A nova cultura começa quando o trabalhador e o
trabalho são tratados com respeito”
Máximo Gorky

Questionário:
1- Como é definido o capital?
2- Quais os elementos componentes do processo de trabalho?
3- O que é mercadoria?
4- Fale sobre o valor de troca
5- O que é mais – valia?
6- Quais os aspectos que diferenciam o fordismo do toyotismo?
7- Toda mercadoria é um valor de troca?

1- Capital é definido como mais – valia capitalizada, ou seja, define-se como o ciclo do
capital produtivo onde se ocorre a verdadeira transformação do dinheiro em capital. O
capital se reproduz a partir da separação entre a força de trabalho e os meios de
produção que são monopolizados pelo capitalismo.

2- Os elementos componentes do processo de trabalho compreendem: a utilização da


força de trabalho, que é a atividade adequada a um fim, ou seja, o próprio trabalho;
matéria – prima, que é o objeto de trabalho fornecido pela própria natureza, ou seja,
tudo aquilo que será modificado até chegar ao objetivo (exemplo: mineração, pesca); e
as ferramentas e a tecnologia utilizadas, que são os meios de trabalho, os instrumentos
de trabalho.

3- Segundo Marx (189 – 1985), “a mercadoria é, antes de mais nada, um objeto externo,
uma coisa que, para suas propriedades, satisfaz necessidades humanas, seja qual for a
natureza, a origem delas, provenham do estômago ou da fantasia”. Toda mercadoria é
um valor de uso. A utilidade de algo faz deste um valor de uso e esse valor só se realiza
com a sua utilização ou com o seu consumo.

4- Nem todo valor de uso é mercadoria. O valor de troca se configura, de início, na


relação entre valores de uso. Qualquer mercadoria se troca por outra. Neste sentido, toda
mercadoria é valor de uso e valor de troca. A força de trabalho humano tem valor de uso
para os donos dos meios de produção e são adquiridas por meio de troca pelo salário.

5- Mais – Valia compreende o lucro de horas excedentes que o patrão ganha pelas horas
excedentes trabalhadas pelo funcionário, ou seja, um conflito entre capital e o trabalho.
Exemplo: Um estagiário deveria trabalhar 6 horas por dia e é obrigado a trabalhar por 8
horas, essas 2 horas a mais de trabalho se transformam em lucro para seu patrão.

6- Fordismo compreendia um modelo de produção em massa que revolucionou a


indústria automobilística. As principais características eram: o aperfeiçoamento da linha
de montagem; a produção era realizada em grande escala e em série. Por exemplo:
Montava-se vários carros da Ford, sendo que do mesmo modelo e ano, porém a
maioria ficava no estoque. Produziam mil carros e só vendiam 10. Devido a isso a
empresa quebrou. O toyotismo, por sua vez, compreendia a produção realizada sobre
encomenda. Poe exemplo: não havia estoque, a fabricação já estava toda vendida.

7- Qualquer mercadoria se troca por outra. Portanto, neste sentido, toda mercadoria é
valor de uso e valor de troca.