Você está na página 1de 3

Yoga pós parto.

A gravidez, o parto e o nascimento de um filho são os acontecimentos


mais profundos – física e emocionalmente – que afetam a vida de uma
mulher.

Mesmo que já praticava yoga, após o parto pode se sentir “enferrujada”,


o corpo mudou muito para receber essa nova vida, e bem de vagar vai
voltando aos padrões fisiológicos normais, os seios agora estão pesados
de leite, o abdômen vai se fechando lentamente, o corpo vai
desinchando aos poucos. Muitos hormônios estão circulando em
quantidades diferentes no corpo.

Médicos recomendam esperar

Parto normal: 6-8 semanas após o parto para voltar a pratica de asanas.
Cesariana: 8 semanas, para voltar a pratica de asanas.
Cada mulher é única e sua recuperação pós parto também, consulte seu
medico para voltar a pratica.

Pranayama pós parto.

Os Pranayamas exercícios respiratórios, ajudam muito no pós parto, ajudam


toda essa bomba de hormônio no corpo da mulher gera ansiedade, os
exercícios respiratórios ajudam a acalmar, algumas mulheres podem se sentir
sozinhas e tristes a pós os partos isso é muito comum os pranayama também
ajudam a se ligar ao se eu interior dando sensação de conforto e aconchego.

Também ajudam a recuperar a postura, fechar o abdómen depois de dar à luz,


e podem prevenir a incontinência ou prolapso do útero.

Depois de dar à luz a mulher pode recomeçar com a respiração profunda,


ajuda tonificar os músculos pélvicos e a promover o relaxamento.

Pode-se e devem-se realizar os exercícios de pranayama, Ujjayi e Viloma I e II.

Ujjáyí respiração do vitorioso.

- Em savasana, relaxe seu corpo e aquiete sua mente.

- Respire lentamente e profundamente. (realizando a respiração completa.)


- Contraia parcialmente a glote (garganta, ao respirar você deve ouvir um
continuo ruído emitido pela passagem de ar pela garganta, como o som do
mar.)

- Inspire lentamente com a glote parcialmente fechada, vá enchendo primeiro


a parte baixa abdominal depois a parte media, e por ultimo a parte alta as
costelas se afastam.

- Expiração primeiro esvazie a parte alta das costelas, depois a parte media e
por ultimo a parte baixa abdominal levando com delicadeza sem forçar, o
umbigo nas costas, esvaziando totalmente o ar.

* Esse é um ciclo completo. Faça de 8 a 10 ciclos.

Depois de completar, permaneça em savasana e respire normalmente.

Viloma I

Respiração com Pausas na inspiração

- Seguindo todos os passos de Ujjayi pranayama.

- Exale todo ar.

- Inale 2s faça uma pausa 2s com ar no pulmão (sem exalar) inale mais 2s. e
faça uma pausa, 2s , continue fazendo isso ate que os pulmões estejam cheios
de ar. Termine o ciclo exalando lentamente.

* Repita 8 a 10 ciclos. Alternando ciclos de respiração normal após 3 ciclos.

Viloma II

Estagio II respiração com pausas na exalação.

-Seguindo todos os passos de Ujjayi pranayama.

-Inspire lentamente sem qualquer pausa, ate os pulmões estarem cheios. (não
sobrecarregados)

-Exale lentamente 2s , faça uma pausa 2s , exale novamente 2s , e faça uma


pausa 2s, continue fazendo isso ate que sinta os pulmões completamente
vazios.

*Repita 8 a 10 ciclos. Alternando ciclos de respiração normal após 3 ciclos.

Mantras pós parto.


Segundo o Swami Sivananda (1998), “o benefício do mantra se encontra
em aumentar os poderes da concentração, controlando as fluências da
mente que dispersa para focos secundários e mais densos.”

“Mantra não é um remédio mágico. Os resultados imediatos das


entonações são um aumento na capacidade de se concentrar,
controle gradual da respiração e das emoções.
Mais tarde, elas se convertem em sentimentos verdadeiros.
Ao entoar, porem, a meta mais importante é a percepção
(que se traduz por realização) do self”.
(SIVANANDA, 1998).

http://www.yoga.pro.br/artigos/717/3030/ujjayi-o-pranayama-nas-
escrituras-classicas-do-hatha-yoga

http://yogaparamamae.blogspot.com.br/p/pranayama.html

http://yogaposparto.blogspot.com.br/

http://www.iyengaryogasaopaulo.com.br/pranayamas-tecnicas-e-efeitos-_-
viloma-pranayama-por-geeta-iyengar/

http://www.musicaindianabrasil.com/2011/05/beneficios-do-uso-do-
mantra.html

Namastê

Carolina Taliberti

Você também pode gostar