Você está na página 1de 4

GRADUAÇÃO EM DIREITO

PLANO DE AULA
I – DADOS DE IDENTIFICAÇÃO

Disciplina: Métodos Consensuais de Solução de Professor:Káren Rick Danilevicz


Conflitos Bertoncello

Créditos: 04 Carga Horária: 72 h/a

Turno: ( X ) manhã ( ) noite Dia da semana: Sexta- Ano/semestre: 2020/1


feira

Prova 1: Prova 2: Subst: Rec:

II – EMENTA
Evolução histórica do tratamento de conflitos. Teoria do conflito e da comunicação.
Métodos autocompositivos e heterocompositivos do tratamento do conflito. Acesso à
Justiça. Mediação e conciliação judiciais e extrajudiciais. Arbitragem. Prática jurídica
horizontalizada.

III – OBJETIVO GERAL

Fornecer, ao acadêmico, subsídios para compreender o conteúdo e a utilidade da teoria geral dos
contratos, na sua estrutura estática e dinâmica, além de obter aptidão para identificar as principais
características e implicações jurídicas dos contratos tradicionais.

IV – CONTEÚDOS

Vide cronograma abaixo

V – BIBLIOGRAFIA BÁSICA RECOMENDADA

BOLZAN DE MORAIS, José Luis; SPENGLER, Fabiana Marion. Mediação e arbitragem: alternativas à
jurisdição. 2. ed. Porto Alegre: Livraria do Advogado, 2008.

GAGLIETTI, Mauro; COSTA, Ana Paula Motta. Direito, Conflito e Solução. Passo Fundo: Editora IMED,
2012.

WARAT, Luis Alberto. Surfando na pororoca: o ofício do mediador. V. 3. Florianópolis: Fundação


Boiteux, 2004.

BRAGA NETO, Adolfo; SAMPAIO, Lia. O que é mediação de conflitos? São Paulo: Brasiliense, 2007.

FREUD, Sigmund. O mal estar da civilização. Tradução de José Octávio de Aguiar Breu. Rio de Janeiro:
Imago, 1997.

GAGLIETTI, Mauro. MÚLTIPLOS OLHARES SOBRE OS DIREITOS HUMANOS. Passo Fundo: Editora
IMED, 2008.

GAGLIETTI, Mauro; ESPÍNDOLA, Angela Araujo da Silveira. Direito e Multiculturalismo no Espaço


Público Brasileiro. Passo Fundo: Editora IMED, 2013.

ZEHR, Howard. Trocando as lentes: um novo foco sobre o crime e a justiça – justiça restaurativa. São
Paulo: Palas Athena, 2008.

VI – BIBLIOGRAFIA COMPLEMENTAR RECOMENDADA

VII – Cronograma da Disciplina

Data Atividade prevista

6/3 Apresentação cruzada entre os alunos. Apresentação da disciplina.


Metodologia, objetivos e avaliação. Bibliografia. Noções preliminares. Do
processo, métodos, meios e em espécie.

13/3 Mindset e comunicação não violenta.

20/3 Atividade avaliativa (apresentação dia 03/4)

27/3 Políticas públicas e organização judiciária

03/4 Conciliação e DPU

17/4 Conciliação e tratamento das situações de superendividamento

24/4 Atividade avaliativa

08/5 Mediação cível: conceitos, agentes

15/5 Mediação

22/5 Mediação familiar e oficinas de parentalidade

29/5 Mediação familiar

05/6 Justiça Restaurativa

12/6 Justiça Restaurativa e JIJ

19/6 Constelações

26/6 Prova Grau 2

03/7 Prova substitutiva (Prova oral)

10/7 Exame
VIII – Métodos de Avaliação

Prova Grau 1: trabalho de campo com desenvolvimento de relatório propositivo


acerca dos métodos consensuais
Prova Grau 2: apresentação oral e escrita
 Para aprovação na disciplina são levados em conta: a frequência aos trabalhos
acadêmicos e o efetivo aproveitamento do rendimento escolar na disciplina.
 A avaliação do rendimento escolar é expressa em graus numéricos de um a dez.
 É considerado aprovado na disciplina o aluno que obtiver, além da frequência
mínima de 75%, média de aproveitamento igual ou superior a 7 (sete) que,
nesse caso, fica dispensado de exame final, e, mediante exame, é considerado
aprovado o aluno que obtiver média igual ou superior a 5 (cinco).
 Não pode se submeter ao exame final, o aluno que obtiver, na disciplina, nota
média dos bimestres inferior a 3 (três).
 É considerado aprovado na disciplina, mediante a prestação de exame final, o
aluno que:
- obtiver nota final igual ou superior a cinco (05);

- tiver frequência mínima de setenta e cinco por cento (75%).

 O aluno poderá realizar uma prova substitutiva, por disciplina, no final do


semestre, em período determinado no calendário acadêmico anual da instituição
e explícito no plano de aula de cada disciplina, quando deixar de realizar alguma
das avaliações nas datas fixadas pelos professores.
 No caso de falta na avaliação 1 (grau 1) e na avaliação 2 (grau 2) a nota da
avaliação substitutiva será dividida por 2 e caracterizara a média final do
semestre;
 A avaliação substitutiva, será elaborada a partir dos conteúdos ministrados
durante o semestre.
 A solicitação de revisão de nota de avaliação devera ser protocolada na Central
de Atendimento ate 5 (cinco) dias uteis após a data de entrega da avaliação para
os alunos em sala de aula. A verificação ao atendimento do prazo estabelecido
neste artigo é de responsabilidade do Coordenador de Curso.
 Ao solicitar a revisão de nota de avaliação, o aluno requerente deverá apresentar
uma justificativa contendo: copia da avaliação, formular sua pretensão,
explicitando em qual (is) questão (oes) solicita revisão de nota e apresentando
justificativa detalhada, por questão, bem como anexar ao protocolo documentos
e material bibliográfico que fundamentem sua pretensão.
 A solicitação devera ser encaminhada para o Coordenador, o qual encaminhará
para analise do professor titular da disciplina. Em caso de ratificação da nota por
parte do professor, a coordenação designara uma Comissão Avaliadora
composta por 2 (dois) professores, para examinar a avaliação e emitir parecer no
prazo de ate 5 (cinco) dias úteis a contar da data da solicitação do aluno.

Porto Alegre, março de 2020

__________________________ __________________________

Professor Coordenador do Curso

Você também pode gostar