Você está na página 1de 1

Universidade Federal do Amazonas

Departamento de Fı́sica

Disciplina: Mecânica Clássica I - Curso: Fı́sica - Turmas: FL11


Professor: Igor T. Padilha - Data: 28/09/2021

2a Avaliação - Movimento 2D e 3D de uma Partı́cula

1)(3,0 pontos) Considere dois cilindros concêntricos, centrados sobre o eixo vertical z, com raios
R ± ϵ, onde ϵ é muito pequeno. Uma bola lisa e pequena de largura 2ϵ é inserida entre os
dois cilindros, de forma que pode ser considerada como uma massa pontual que pode se mover
livremente mantendo fixa a distância ao eixo vertical. Se usarmos coordenadas cilı́ndricas (ρ, ϕ, z)
para sua posição, então ρ está fixo em ρ = R, enquanto ϕ e z podem variar à vontade. Baseado
nesse cenário: (a) Demonstre as expressões para ρ, ϕ e z em termos das coordenadas Cartesianas
x, y e z. Explique com suas palavras o que cada uma delas representa. (b) Descreva os três vetores
unitários ρ̂, ϕ̂ e ẑ e escreva a expressão do vetor posição ⃗r em termos desses vetores unitários.
(c) Derive duas vezes a resposta do item anterior para encontrar as componentes cilı́ndricas da
aceleração, ⃗a = ⃗r¨, da partı́cula. (d) Escreva e resolva a Segunda Lei de Newton para o movimento
geral da bola, incluindo os efeitos da gravidade. Descreva o movimento da bola.

2)(3,0 pontos) Um projétil de massa m é lançado horizontalmente com velocidade v0 de cima


de uma elevação de altura h. Considerando uma resisitência do ar proporcional à velocidade e
efeitos gravitacionais, determine: (a) As funções horárias para os vetores posição e velocidade
em termos das condições iniciais dadas. Escolha o plano xy como o plano de lançamento. (b)
Determine o tempo que o projétil leva para atingir o solo. (c) Expanda este resultado em série
de Taylor para amortecimento fraco e compare o resultado com o caso sem resistência do ar.
Argumente fisicamente todas as passagens e o resultado.

3)(4,0 pontos) O potencial de Yukawa adiciona um termo exponencial ao potencial de Coulomb


de longo alcance, encurtando bastante a faixa do potencial coulombiano, mantendo a estrutura
central da força original. Ele tem grande utilidade em cálculos atômicos e nucleares.
k
V (r) = − e−αr
r
(a) Discuta os tipos de movimento que podem ocorrer, caso uma partı́cula de massa m se des-
loque sob a ação de tal interação. (b) Discuta como esse movimento deve diferir do movimento
correspondente para uma força proporcional ao inverso do quadrado da distância. (c) De maiera
geral, quais as condições fı́sicas necessárias para que o sistema descreva uma trajetória circular?
Argumente. (d) Baseado nisso, determine L e E para o movimento em um cı́rculo de raio a. (e)
Determine o perı́odo do movimento circular e o perı́odo de pequenas oscilações radiais. Discuta
a possibilidade de órbitas abertas e fechadas. Considere k e α constantes positivas dadas.

Boa prova!