Você está na página 1de 69

Circuitos de Corrente Contínua

„ Conceitos básicos de eletricidade


„ Fundamentos de Eletrostática
„ Potencial, Diferença de Potencial, Corrente
„ Tipos de Materiais
„ Circuito Elétrico
„ Resistores

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


1
Circuitos de Corrente Contínua
„ Lei de Ohm
„ Potência e Energia Elétrica
„ Circuitos Série
„ Circuitos Paralelo

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


2
Conceitos Básicos
Eletricidade

Eletrostática
Eletrostática Eletrodinâmica
Eletrodinâmica
Cargas elétricas em Movimento dos
repouso em um corpo elétrons livres de um
átomo para outro

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


3
Fundamentos da Eletrostática

Em estado natural,
qualquer porção de EQUILÍBRIO
EQUILÍBRIO
matéria é ESTÁTICO
ESTÁTICO
eletricamente neutra

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


4
Fundamentos da Eletrostática
POSITIVA: Quando o
Eletrização
Eletrização corpo perde elétrons

NEGATIVA: Quando
Processo pelo qual
o corpo ganha elétrons
altera-se a condição
de equilíbrio estático

¾ Por indução

Como ¾ Por atrito


Como um
um corpo
corpo se
se eletriza?
eletriza?
¾ Por contato

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


5
Fundamentos da Eletrostática

Cargas
Cargas de
de sinais
sinais opostos
opostos ATRAÇÃO
ATRAÇÃO

+ –

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


6
Fundamentos da Eletrostática

Cargas
Cargas de
de sinais
sinais iguais
iguais REPULSÃO
REPULSÃO

+ + – –

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


7
Descarga Elétrica
Os elétrons em excesso de um corpo são atraídos para
outro corpo que tenha falta de elétrons, quando estes se
tocam, causando uma DESCARGA POR CONTATO.

Se a diferença de carga
for grande, a
transferência das cargas
pode ocorrer pelo ar,
formando um arco.
Exemplo: raios em uma
tempestade.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


8
Potencial Elétrico

Um corpo com uma intensa eletrização tem maior


Energia Potencial, ou maior POTENCIAL ELÉTRICO
que outro que tenha fraca eletrização, podendo portanto
realizar mais trabalho.

Quantidade de carga elétrica de um corpo (Q) =


Nº de Prótons – Nº de Elétrons

Carga de 1 elétron: Q(1e-) = 1,6 x 10-19 Coulomb

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


9
Diferença de Potencial
Também conhecida como ddp ou TENSÃO é a
comparação entre os potenciais elétricos de 2 corpos,
que podem ter cargas iguais ou diferentes. Exemplos:

ddp ddp ddp ddp

+ – ++ + – – – + neutro

+ – + + – – + –
+ – + – + +

+ –
+ – + – + +
+ + – + –
– + – +
+ – + – + –
+ – +
+ – + – +

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


1
0
Tensão Elétrica
¾ Grandeza gerada a partir do desequilíbrio de
potencial entre 2 pontos, conhecidos como Pólos
¾ Símbolo: letra “ V ”
¾ Por se tratar de uma grandeza elétrica, pode ser
medida e a unidade de medida é “ Volt ”

¾Por ação térmica


Como ¾Por ação da luz
Como pode-se
pode-se
gerar ¾Por ação mecânica
gerar tensão?
tensão? ¾Por ação magnética
¾Por ação química

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


11
Bateria
Neste arranjo ocorre uma reação química, onde o eletrólito
(ácido) faz com que os átomos do zinco fiquem com
excesso de elétrons, e os de cobre com a falta de elétrons,
causando um desequilíbrio elétrico. Por ter polaridade fixa,
é uma FONTE DE TENSÃO CONTÍNUA.
+ –

eletrólito
ou solução
iônica + –
+ –
+ –
cobre zinco

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


12
Corrente Elétrica
¾ É o fundamento da ELETRODINÂMICA
¾ Consiste em um movimento orientado de cargas,
provocado pelo desequilíbrio elétrico (tensão
elétrica). É a forma pela qual os corpos tentam
restabelecer o equilíbrio elétrico.
¾ Símbolo: letra “ I ”
¾ Por se tratar de uma grandeza elétrica, pode ser
medida e a unidade de medida é:
Ampère [A] = Coulomb/segundos

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


13
Sentido da Corrente Elétrica
¾ O sentido do movimento real de cargas é do
terminal negativo da fonte (ponto de menor potencial)
para o terminal positivo da fonte (ponto de maior
potencial), conforme esquema:

elétrons

+ –

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


14
Sentido da Corrente Elétrica
¾ O sentido do movimento convencional de cargas é
o contrário do movimento real, ou seja, do terminal
positivo ao terminal negativo da fonte, passando pela
carga.

elétrons

+ –

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


15
Sentido da Corrente Elétrica
¾ O sentido do movimento convencional de cargas é
o contrário do movimento real, ou seja, do terminal
positivo ao terminal negativo da fonte, passando pela
carga.

corrente convencional

+ –

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


16
Tipos de Materiais Elétricos

Isolantes
Isolantes

Possuem elétrons fortemente ligados ao núcleo de


seus átomos, dificultando sua movimentação e
oferecendo alta resistência à circulação de
corrente. Ex: plástico, teflon, borracha, etc.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


17
Tipos de Materiais Elétricos

Condutores
Condutores

Possuem elétrons fracamente ligados ao núcleo de


seus átomos, o que facilita sua movimentação e
oferece baixa resistência à circulação de corrente.
Ex: cobre, prata, ouro, alumínio, etc.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


18
Circuito Elétrico

¾ É o caminho fechado por onde circula a CORRENTE


ELÉTRICA

¾ Caso o movimento das cargas elétricas seja sempre no


mesmo sentido, o circuito elétrico é chamado de
CIRCUITO DE CORRENTE CONTÍNUA (CC ou DC)

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


19
Circuito Elétrico
¾ É constituído basicamente de 4 partes:

1. Fonte de Tensão: bateria, gerador


2. Condutores: fios, trilhas (baixa resistência)
3. Carga: dispositivo que utiliza a energia elétrica
4. Dispositivo de controle: chave, fusível, disjuntor

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


20
Circuito Elétrico
¾ Exemplo de Desenho Esquemático:

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


21
O Símbolo do Terra
¾ Indica um ponto comum onde algumas das partes
constituintes do circuito estão ligadas. Exemplo:

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


22
Resistência (Resistor)
¾ É um componente dos circuitos elétricos que representa
uma oposição ao fluxo de corrente

¾ Caso tenha valor conhecido e bem definido é chamado


de Resistor Fixo. Símbolo:

¾ Também pode ser de valor ajustável, sendo chamado de


Potenciômetro ou Reostato. Símbolo:

¾ Unidade no S.I. : Ohm [Ω]

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


23
Lei de Ohm

¾ A corrente em um circuito resistivo é igual à relação


tensão/corrente

V
I = ⇒ V = R.I
R

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


24
Lei de Ohm
Exemplo: Calcular a corrente do circuito resistivo abaixo.

+
V= 20V R= 5Ω

V 20V
Solução: I= ⇒I = = 4A
R 5Ω

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


25
Lei de Ohm
Exemplo: Calcular a resistência de filamento de uma
lâmpada que é ligada em um circuito de corrente contínua
conforme esquema:

+
V= 120V
– I= 2A

V V 120V
Solução: I = ⇒ R = ⇒R= = 60Ω
R I 2A

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


26
Potência Elétrica
¾ É a medida da energia elétrica transferida da fonte
de alimentação para a carga, por unidade de tempo.
¾ É equivalente ao trabalho realizado pela energia
potencial da fonte de alimentação dentro de um
intervalo de tempo.
¾ Símbolo: letra “ P ”
¾ Por se tratar de grandeza elétrica, pode ser medida
e a unidade de medida no Sistema Internacional é:
Watt [W] = Joule/segundos

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


27
Potência Elétrica
Expressão para o cálculo da potência CC

P = V .I

Usando-se a Lei de Ohm, a expressão para o cáclulo


da potência CC pode ser reescrita como:

P = ( R.I ).I ⇒ P = R.I 2

V V2
ou P = R( ) ⇒ P =
R R

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


28
Potência Elétrica
Exemplo: Calcular a potência elétrica consumida por um
resistor de 100Ω que está sendo percorrido por uma
corrente de 200mA.

+
V R = 100Ω
– 200 mA

Solução: P = R.I 2 ⇒ P = 100 x (0,20) 2 = 4W

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


29
Potência Elétrica
Exemplo: Considere um circuito resistivo onde o gerador
fornece 20A de corrente, com uma tensão CC de 240V.
Qual é a potência consumida pelo circuito?

+
20 A carga
V = 240V resistiva

Solução:
P = V .I ⇒ P = 240 x 20 = 4800W = 4,8 kW

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


30
Energia Elétrica
¾ Como a Potência Elétrica é a energia (fornecida ou
consumida) por unidade de tempo, pode-se calcular a
Energia Elétrica (w) a partir da potência e do tempo.

¾ A unidade de energia no Sistema Internacional é


“ Joule ”:

w
P = ⇒ w = P.t ⇒ [J] = [Watt].[seg]
t

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


31
Energia Elétrica
¾ Em eletricidade, por conta da ordem de grandeza da
energia medida, usa-se:

w = P.t ⇒ [w] = [kiloWatt].[hora]

¾ Ou seja, usa-se a unidade conhecida como


KiloWatt-Hora (kWh) para medidas de Energia
Elétrica.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


32
Energia Elétrica
Exemplo: Considere uma lâmpada incandescente de 60W
ligada em um circuito CC, alimentada por uma tensão de
120V. Calcule a resistência elétrica da lâmpada, a corrente
que percorre o circuito e a energia consumida pela lâmpada
caso ela fique ligada durante 24h.

+ P = 60W
V= 120V
– I

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


33
Energia Elétrica
+ P = 60W
V= 120V
– I

Solução:
¾ Pela expressão da potência, pode-se calcular a
resistência de filamento da lâmpada:

V2 V2 1202
P= ⇒ R= ⇒ R= ⇒ R = 240Ω
R P 60

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


34
Energia Elétrica
+ P = 60W
V= 120V
– I

Solução:
¾ Pela Lei de Ohm, pode-se calcular a corrente que
percorre o circuito:

V 120
I= ⇒ I= ⇒ I = 0,5 A
R 240

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


35
Energia Elétrica
+ P = 60W
V= 120V
– I

Solução:
¾ Pela expressão da energia, pode-se calcular o
consumo:

w = P.t ⇒ w = 0,060 x 24 ⇒ w = 1,44 kWh

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


36
Circuito Série
¾ Um circuito série é aquele que permite somente um
percurso para a passagem da corrente
¾A corrente “ I ” é a mesma em todos os pontos do circuito

R1

+ I
V I I R2
– I

R3
Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004
37
Circuito Série R1

+ I
V I I R2
– I

R3
¾ A resistência total é a soma das resistências do
circuito (associação-série): RT = R1 + R2 + R3

¾ A tensão total é a soma das tensões nos terminais


dos resistores em série: V = V1 + V2 + V3

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


38
Circuito Série I
R1

+ + V – + R2
1
V V2

– V3 + – I
R3
I
A tensão nos terminais de carga de cada resistor é
calculada pela Lei de Ohm:
V1 = R1.I V2 = R2 .I V3 = R3 .I

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


39
Circuito Série I
R1

+ + V – + R2
1
V V2

– V3 + – I
R3
I
POLARIDADES: As quedas de tensão nos terminais
de cada resistor têm as polaridades definidas pelo
sentido da corrente convencional, que circula do
terminal de maior potencial (+) para o de menor
potencial (–) na carga.
Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004
40
Circuito Série R1
I

+ + V – + R2
1
V V2

– V3 + – I
R3
I

POTÊNCIA: A potência total fornecida pela fonte de


alimentação é igual à soma das potências consumidas
pelos resistores de carga:

PT = P1 + P2 + P3 = V .I = (V1 + V2 + V3 ).I

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


41
Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004
42
Circuito Série - exemplo
Considere o circuito em série
com 3 resistores da figura ao
lado e calcule:
a) A resistência equivalente,
b) A corrente,
c) A potência em cada resistor e
a potência total,
d) As quedas de tensão em cada
resistor.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


43
Circuito Série - exemplo
a) Resistência equivalente:
RT = R1 + R2 + R3 = 5 + 10 + 7 = 22Ω

b) Corrente:
V 110
I= = ⇒ I = 5A
RT 22

c) Potência em cada resistor:


P1 = R1.I 2 = 5 x 52 = 125W P2 = R2 .I 2 = 10 x 52 = 250 W

P3 = R3 .I 2 = 7 x 52 = 175W

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


44
Circuito Série - exemplo
c) Potência total:
PT = RT .I 2 = 22 x 52 = 550 W

V 2 1102
ou PT = = ⇒ PT = 550 W
RT 22

d) Quedas de tensão em cada resistor:


V1 = R1.I = 5 x 5 = 25 V V2 = R2 .I = 10 x 5 = 50 V

V3 = R3 .I = 7 x 5 = 35 V

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


45
Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004
46
Circuito Série - exemplo
Calcule as resistências R1 e R2 do divisor resistivo
apresentado na figura abaixo, para que a tensão no ponto
entre elas seja +5V em relação ao terra do circuito.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


47
Circuito Série - exemplo
Solução:
V V 5 VT − 5 12 − 5
I = 2 ⇒ R2 = 2 = = 50Ω I= ⇒ R1 = = 70Ω
R2 I 0,1 R1 0,1

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


48
Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004
49
Circuito Paralelo
¾ Um circuito CC paralelo é aquele no qual a corrente
fornecida pela fonte de alimentação é dividida em dois ou
mais ramos (malhas), podendo assumir diferentes valores
ou valores iguais, dependendo da resistência oferecida pela
malha do circuito.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


50
Circuito Paralelo

¾ Neste exemplo, a tensões nos terminais dos


resistores de carga em paralelo são iguais:

V = V1 = V2 = V3

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


51
Circuito Paralelo

¾ E soma das correntes nos diferentes ramos é igual


à corrente total fornecida pela fonte de alimentação:

I T = I1 + I 2 + I 3

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


52
Circuito Paralelo

¾ Se as resistências forem iguais, as correntes I1, I2 e I3


também serão iguais;

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


53
Circuito Paralelo

¾ Se as resistências tiverem valores diferentes, as correntes


também são diferentes e podem ser calculadas pela Lei de
Ohm, a partir da tensão da fonte (V) e dos valores das
resistências:
V V V
I1 = I2 = I3 =
R1 R2 R3

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


54
Circuito Paralelo

POTÊNCIA: A potência total fornecida pela fonte de


alimentação é igual à soma das potências consumidas
pelos resistores de carga, como no circuito série:

PT = P1 + P2 + P3 = IT .V = ( I1 + I 2 + I 3 ).V

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


55
Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004
56
Circuito Paralelo - exemplo

Considere uma cozinha com alimentação em CC e


diversos aparelhos conectados às tomadas conforme a
figura. Calcule as correntes elétricas em cada aparelho, a
potência que o circuito deve suportar e o consumo caso
todas as cargas sejam ligadas simultaneamente durante 2h.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


57
Circuito Paralelo - exemplo
¾ Primeiramente, esquematiza-se o circuito conforme
a figura abaixo, onde é possível observar as 3 cargas
resistivas ligadas em paralelo:

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


58
Circuito Paralelo - exemplo

Solução:
¾ Aplicando-se a Lei de Ohm, calculam-se as
correntes nos ramos do circuito:
V 120 V 120 V 120
I1 = = = 8A I2 = = = 8A I3 = = = 10 A
R1 15 R2 15 R3 12

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


59
Circuito Paralelo - exemplo

Solução:
¾ A potência que o circuito deve suportar é a soma
das potências de cada aparelho:

PT = P1 + P2 + P3 = ( I1 + I 2 + I 3 ).V = (8 + 8 + 10).120 = 3120 W

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


60
Circuito Paralelo - exemplo

Solução:
¾ Caso todos os aparelhos fiquem ligados durante 2h,
juntos irão consumir energia elétrica equivalente a:
w = P.t ⇒ w = 3,120 x 2 ⇒ w = 6,24 kWh

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


61
Circuito Paralelo
¾ A resistência total em um circuito paralelo
(associação-paralelo) pode ser calculada pela expressão:

1 1 1 1 1
= + + + ... +
RT R1 R2 R3 Rn

considerando-se n resistências associadas em paralelo.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


62
Circuito Paralelo - exemplo

Para o mesmo circuito do exemplo anterior, recalcule a


corrente total, utilizando a expressão da resistência
equivalente em paralelo.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


63
Circuito Paralelo - exemplo
Solução: 1 1 1 1 1 1 1 1
= + + ⇒ = + +
RT R1 R2 R3 RT 15 15 12
1 39
⇒ = ⇒ RT = 4,615Ω
RT 180

V 120
IT = = = 26 A
RT 4,615

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


64
Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004
65
Circuito Paralelo
Exemplo: Calcule as correntes I1 e I2 nos ramos do circuito
paralelo da figura abaixo, para os valores fornecidos de
corrente total e resistência.

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


66
Circuito Paralelo

Solução:
Calcula-se a resistência equivalente, a tensão de
alimentação e, em seguida, as correntes I1 e I2 :

1 1 1 1 1 1
= + ⇒ = + ⇒ RT = 2Ω
RT R1 R2 RT 3 6

Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004


67
Circuito Paralelo

Solução:
Calcula-se a resistência equivalente, a tensão de
alimentação e, em seguida, as correntes I1 e I2 :
 V 36
 I1 = R = 3 = 12 A
 1
RT = 2Ω ⇒ V = R.I = 2 x 18 = 36V ⇒ 
 I = V = 36 = 6 A
 2 R2 6
Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004
68
Uso Racional de Energia no Meio Rural – FCA/2004
69