Você está na página 1de 32

Ebook com 50 questões resolvidas de

Matemática
1. Assinale a alternativa que apresenta as raízes da seguinte equação: x² - 14x + 40 = - 8.

a) S = {8, 6}
b) S = {- 8, 6}
c) S = {8, - 6}
d) S = {4, 3}
e) S = {- 4, 3}

Resolução:

x² - 14x + 40 = - 8
x² - 14x + 40 + 8 = 0
x² - 14x + 48 = 0

Equação do segundo grau, onde a = 1, b = - 14, c = 48

∆ = b² - 4 . a . c
∆ = (- 14)² - 4 . 1 . 48
∆ = 196 – 192
∆=4

!"±√∆
x= &.(

!(!*+)±√+
x= &.*

*+±&
x= &
*+-& *.
x1 = &
= &
=8
*+!& *&
x2 = & = & = 6
S = {8, 6}
(alternativa A)

2. A sala de reuniões de uma empresa é composta por uma grande mesa retangular e oito
cadeiras dispostas da seguinte maneira: quatro de um lado da mesa e quatro do outro.

Duas cadeiras específicas (na representação marcadas com x) são ocupadas, em todas
reuniões, somente pelo presidente e vice-presidente da empresa, que, entre si, podem trocar de
lugar. As demais cadeiras são sempre ocupadas, em qualquer ordem, pelos seis conselheiros
dessa mesma empresa.
De acordo com a organização descrita, o número de maneiras distintas em que presidente, vice-
presidente e os seis conselheiros podem se sentar em uma reunião em que todos estiverem
presentes é igual a:

a) 720
b) 1440
c) 2880
d) 5040

Resolução:

Nas cadeiras específicas, há 2 possíveis arrumações:


Presidente na esquerda e vice-presidente na direita
Vice-presidente na esquerda e presidente na direita

Segundo o enunciado, os conselheiros podem se sentar em qualquer ordem nas seis cadeiras
restantes. Logo, o número de modos distintos é uma permutação de 6 elementos:
6! = 6 . 5 . 4 . 3 . 2 . 1 = 720

Logo, o total é: 2 . 720 = 1440


(alternativa B)

3. Em um grupo de redes sociais, usuários levantaram uma enquete a respeito de três marcas
de carro: A, B e C. Foi perguntado quantos usuários já tiveram carros de pelo menos uma dessas
marcas. Os valores obtidos na enquete foram os seguintes:
- 35 usuários já tiveram carro da marca A;
- 43 usuários já tiveram carro da marca B;
- 40 usuários já tiveram carro da marca C;
- 20 usuários já tiveram carros das marcas A e B;
- 13 usuários já tiveram carros das marcas A e C;
- 15 usuários já tiveram carros das marcas B e C; e
- 8 usuários já tiveram carros das três marcas.
Todos os usuários responderam à enquete e tiveram pelo menos um carro de uma das marcas.
Escolhendo um dentre os usuários desse grupo ao acaso, a probabilidade de que ele tenha tido
um carro de uma única marca é igual a:
&/
a) /0
&/
b) 10
/1
c) /0
/1
d) 10

Resolução:

Vamos começar a montar nosso diagram pelos usuários que tiveram carros das 3 marcas.
Usuários que já tiveram carros da marca A e B, mas não tiveram de C: 20 – 8 = 12
Usuários que já tiveram carros da marca A e C, mas não tiveram de B: 13 – 8 = 5
Usuários que já tiveram carros da marca B e C, mas não tiveram de A: 15 – 8 = 7

Usuários que tiveram carros apenas da marca A: 35 – 12 – 8 – 5 = 10


Usuários que tiveram carros apenas da marca B: 43 – 12 – 8 – 7 = 16
Usuários que tiveram carros apenas da marca C: 40 – 5 – 8 – 7 = 20

Pessoas que tiveram carros apenas de uma marca: 10 + 16 + 20 = 46


Pessoas que responderam a pesquisa: 10 + 12 + 16 + 5 + 8 + 7 + 20 = 78
+.
Probabilidade pedida = 23
&/
Simplificando por 2 = /0
(alternativa A)

4. Quando Ernani foi internado, o médico responsável prescreveu que o medicamento seria
ministrado por via intravenosa, tendo como veículo a solução de cloreto de sódio a 0,9%. Por
essa via, o medicamento é injetado por meio de gotejamento com frequência de 20 gotas por
minuto e demanda 4,5 horas para concluir. Caso o gotejamento do medicamento na solução de
cloreto de sódio passar para 27 gotas, o tempo que levará para ministrar o medicamento, em
minutos, será de:
a) 200 minutos
b) 270 minutos e 30 segundos
c) 316 minutos e 30 segundos
d) 364 minutos

Resolução:

1 hora tem 60 minutos.


4,5 horas terão: 4,5 . 60 = 270 minutos

Como o tratamento inicial seria de 20 gotas por minuto, o número de gotas será: 20 . 270 = 5400
gotas

Porém, como passou a ser 27 gotas: 5400/27 = 200 minutos


(alternativa A)

5. O projeto arquitetônico do jardim, que será executado no estande de vendas de um


empreendimento imobiliário, é o ilustrado na figura e servirá como elemento de apoio e
orientação aos profissionais que executarão a obra. Sabe-se que as medidas reais do jardim
serão 4 vezes maiores do que as apresentadas no desenho. Diante dessa condição, a área do
jardim será de:

a) 33 m²
b) 144 m²
c) 432 m²
d) 528 m²

Resolução:

Medidas reais do jardim:


4 . 4 = 16 m
4 . 6 = 24 m
4 . 7 = 28 m

Para facilitar a visualização, podemos enxergar a figura virada para esquerda.


Essa figura pode ser dividida em um retângulo e um triângulo.
Área do retângulo = base . altura
Área do retângulo = 24 . 16 = 384 m²

Observando o triângulo, a altura dele será 28 m – 16 m= 12 m


"(45.(6789( &+.*&
Área do triângulo = &
= & = 144 m²
Área total do jardim: 384 + 144 = 528 m²
(alternativa D)

6. Um automóvel monoposto faz o percurso de uma volta no circuito em 3,20 minutos,


deslocando-se a uma velocidade média de 280 km/h. Caso aumente a velocidade para 288 km/h,
o tempo gasto para fazer a mesma volta no circuito será de:

a) 3,29 min
b) 3,21 min
c) 3,11 min
d) 3,09 min

Resolução:

Montando uma regra de três,temos:


Velocidade Minutos
280 3,2
288 x

Se aumentar a velocidade, o tempo irá diminuir. Então, tem-se grandezas inversamente


proporcionais. Logo, a multiplicação será direta.

288x = 280 . 3,2


288x = 896
x = 3,11
(alternativa C)

7. Dois atletas correram uma prova de 200 metros rasos e partiram ao sinal da largada. O atleta
primeiro colocado correu 10 m em 1,14 s e o atleta segundo colocado correu os mesmos 10 m
em 1,13 s. Quando o atleta vencedor cruzou a linha de chegada, o tempo que ainda levou o
segundo colocado para cruzar a linha de chegada foi de:

a) 0,10 s
b) 0,15 s
c) 0,20 s
d) 0,25 s

Resolução:

A cada 10 metros percorridos, a diferença entre os atletas é de 1,14 – 1,13 = 0,01 s


Como o percurso é de 200 metros, logo: 200/10 = 20
20 . 0,01 = 0,20 s
(alternativa C)

8. Uma pessoa dispões de 6 notas de R$ 2,00, 5 notas de R$ 5,00 e 8 moedas de R$ 1,00. Essa
pessoa fez uma compra no valor de R$ 38,00 e pagou com o maior número de notas e de moedas
possível. O número de notas e de moedas que restaram foi

a) nenhuma nota e 2 moedas


b) 1 nota e 1 moeda
c) 1 nota e 2 moedas
d) 2 notas e nenhuma moeda
e) 2 notas e uma moeda

Resolução:

Se foi pago com o maior número de notas e de moedas possível, logo foram gastas todas as
notas de R$ 2,00 (pois é a nota com menor valor)
6 . 2 = 12

Sobram 38 – 12 = 26

Se a pessoa gastar todas as notas de R$ 5,00, sobrarão muitas moedas. Então, o mais válido é
gastar 4 notas de R$ 5,00 (sobrando assim uma nota de R$ 5,00)
4 . 5 = 20
26 – 20 = 6
E esses 6 reais foram pagos com moedas (sobrando 2 moedas)

Em suma, sobrou uma nota de R$ 5,00 e duas moedas de R$ 1,00.


(alternativa C)
*
9. Um comerciante comprou uma caixa de laranjas e vendeu +
delas no período da manhã. À
/
tarde, vendeu 1 das laranjas que ficaram na caixa, e as últimas 18 laranjas foram vendidas no
dia seguinte. O número total de laranjas da caixa era

a) 40
b) 60
c) 80
d) 100
e) 120

Resolução:

Seja x a quantidade de laranjas que o comerciante comprou.


* :
Pela manhã, ele vendeu 1/4 das laranjas: + de x = +
/:
Sobraram então +
.
/ / /: 0:
À tarde, ele vendeu 1 das laranjas que sobraram: 1 de +
= &;
Por fim, restaram 18 laranjas.
: 0:
x - + - &; = 18

Multiplicando cada termo por 20:


20x – 5x – 9x = 360
6x = 360
x = 60
(alternativa B)

10. A tabela apresenta a distribuição das idades dos funcionários de um pequeno


estabelecimento.
Idade dos 20 21 22 23 24 25
funcionários
(em anos)
N° de 2 3 5 5 1 2
funcionários

A média aritmética das idades desses funcionários, em anos, é de, aproximadamente

a) 22,1
b) 22,2
c) 22,3
d) 22,4
e) 22,5

Resolução:
&; .&-&*./-&&.1-&/ .1-&+ .*-&1 .&
Média = &-/-1-1-*-&

+;-./-**;-**1-&+-1; +;&
Média = *3
= *3
= 22,3
(alternativa C)

11. Alarmes A, B e C, distintos, indicam os horários para o início da execução de determinadas


tarefas em uma empresa automobilística, que funciona em turnos ininterruptos. O alarme A toca
de 3 em 3 horas; o alarme B, de 4 em 4 horas; o C, de 6 em 6 horas. Exatamente às 8 horas da
manhã de domingo, os três alarmes tocaram ao mesmo tempo e, durante 10 dias, a partir
daquele dia, funcionaram corretamente. Contando-se aquele evento, o número de vezes em que
os três alarmes tocaram ao mesmo tempo, até o domingo seguinte, exatamente ao meio-dia, foi

a) 11
b) 12
c) 13
d) 14
e) 15

Resolução:

MMC (3, 4, 6)
3,4,6|2
3,2,3|2
3,1,3|3
1,1,1

MMC = 2 . 2 . 3 = 12 horas

O primeiro alarme tocou às 8 horas da manhã de domingo. A cada 12 horas, os três alarmes
tocarão juntos novamente. Logo, a cada 24 horas, os três alarmes terão tocados juntos duas
vezes.
Então, de domingo a domingo, como há um intervalo de 7 dias, os alarmes terão tocados juntos:
2 . 7 = 14 vezes
(alternativa D)
12. Um polígono regular possui a parte de cada um dos seus vértices tantas diagonais quantas
são as diagonais de um hexágono. Cada ângulo interno desse polígono mede em graus:

Resolução:
=.(=!/) . .(.!/) . ./
Diagonais de um polígono: d = &
= &
= &
= 9 diagonais.

Então, de cada vértice desse polígono, partem 9 diagonais. O número de diagonais que partem
de um vértice de um polígono é dado por (n – 3), onde n corresponde ao número de lados. Logo:
n–3=9
n=9+3
n = 12

O polígono possui 12 lados, portanto, é um dodecágono.

A soma dos ângulos internos de um polígono é dada por:


Soma = (n – 2) . 180 = (12 – 2) . 180 = 10 . 180 = 1800°

Como um dodecágono possui 12 ângulos internos:


*3;;
*&
= 150°

13. Seja f a função quadrática definida por f(x) = 2x² + (log ! 𝑘) x + 2, com k ∈ R e k > 0. O produto
"
dos valores reais de k para os quais a função f(x) tem uma raiz dupla é igual a:

a) 1
b) 2
c) 3
d) 4
e) 5

Resolução:

Temos uma função do segundo grau, onde a = 2, b = log ! 𝑘 e c = 2. Para que essa função tenha
"
uma raiz dupla, ∆ deve ser igual a 0. Então:
∆ = b² - 4 . a . c
(log ! 𝑘)² - 4 . 2 . 2 = 0
"
(log ! 𝑘)²- 16 = 0
"
(log ! 𝑘)² = 16
"
log ! 𝑘 = ± √16
"
log ! 𝑘 = ± 4
"

No caso de log ! 𝑘 = 4.
"
*
k= ( / )4
*
k = 3*
No caso de log ! 𝑘 = - 4.
"
*
k = (/)-4
/
k = ( )4
*
k = 81
*
Multiplicando os possíveis valores para k: . 81 = 1
3*
(alternativa A)

14. Se Diana recebeu um bônus salarial de 1,5% e seu salário passou a ser R$ 162,4, então o
valor anterior da sua remuneração, sem o bônus, era de R$ 142.

Resolução:

Se Diana recebeu um bônus de 1,5%, ela não recebeu 100% de seu salário, mas sim 101,5%
(100% + 1,5%). Seja x o salário de Diana sem o bônus:
101,5% de x = 162,4
*;*,1
*;;
. x = 162,4
1,015x = 162,4
*.&,+
x=
*,;*1
x = 160
AFIRMATIVA FALSA

15. Ingrid realizou uma aplicação financeira no valor de R$ 525.000 em uma corretora de
investimentos. Após 6 meses, Ingrid observou que o seu investimento apresentou rendimentos
da ordem de 6%. Diante disso, é correto afirmar que ela acumulou um montante de R$ 556.500.

Resolução:

6% de 525000
.
*;;
. 525000 = 31500

525000 + 31500 = 556500


AFIRMATIVA CORRETA
&
16. No desenvolvimento de (x + :)9 o termo de grau 1 em x tem coeficiente numérico:

Resolução:

Lembrando que numa divisão de mesma base, repetimos a base e subtraimos os expoentes.
:#
Como quer o termo de grau 1, sabemos que: : $ = x

Então, queremos o quinto termo do binômio acima. Logo:


&
C9,4 . x5 . (:)4

0! *.
+!.(0!+)!
. x5 . : $
126 . x . 16

2016x

17. Dados os conjuntos A = {0, 1, 2, 3, 5, 7} e B = {1, 3, 5, 6, 7, 9}, quantos números naturais


ímpares podem ser formados utilizando 4 algarismos distintos com os elementos do conjunto
resultante de A ∩ B?

a) 18
b) 24
c) 120
d) 1470
e) 1680

Resolução:

A ∩ B são os elementos comuns aos conjuntos A e B. Logo, A ∩ B = {1, 3, 5, 7}.


Observe que todos os elementos desse conjunto resultante são ímpares.

Para formar números naturais ímpares com elementos distintos, basta fazer n!. Como o número
de elementos são 4, trata-se de uma permutação simples:
4! = 4 . 3 . 2 . 1 = 24
(alternativa B)

18. Dados os conjuntos A e B, assinale a alternativa que indique corretamente a resposta de (B


– A) ∩ (A – B).

a) A
b) B
c) {0}
d) { }
e) A U B

Resolução:

B – A significa que são os elementos de B que não pertencem a A.


Da mesma maneira que A – B são os elementos de A que não pertencem a B.
Logo, eles não terão elementos comuns.
Portanto, a intersecção entre esses conjuntos é vazia.
(alternativa D)

19. O conjunto de todos os números reais q > 1, para os quais a1, a2 e a3 formam, nessa ordem,
uma progressão geométrica de razão q, com primeiro termo 2 e representam as medidas dos
lados de um triângulo, é

*-√1
a) ] – 1, &
[
*-√1
b) ] 1, &
[
*-√1
c) ] 1, [
√1
*-√1
d) ] 1, +
[
e) ]1, 1 + √5[

Resolução:

Trata-se de um PG com primeiro termo igual a 2 e razão q (Como q > 1, a PG será crescente).
Logo:
a1 = 2, a2 = 2q e a3 = 2q²

Os termos a1, a2 e a3 representam as medidas dos lados de um triângulo, portanto eles devem
satisfazer a desigualdade triangular (qualquer lado desse triângulo deve ser menor que a soma
dos outros dois lados).
a3 < a1 + a2
2q² < 2 + 2q
2q² - 2q – 2 < 0

Simplificando cada termo por 2:


q² - q – 1 < 0

Temos uma inequação do segundo grau onde a = 1, b = - 1 e c = 1.


∆ = b²- 4 . a . c
∆ = ( - 1)² - 4 . 1 . ( - 1)
∆=5

!"±√∆
q= &.(
!(!*)±√1
q= &.*
*-√1
q1 = &
*!√1
q2 = &
(mas esse valor é menor que 1, e o enunciado diz que q > 1).

Logo, o intervalo para os possíveis valores de q que satisfaçam a inequação começam de q > 1
*-√1
e q < q1, isto é, q < &
.
*-√1
] 1, & [
(alternativa B)

20. Na recepção de um consultório médico, há um recipiente de água, que está com 60% de sua
&
capacidade total preenchida. Após o consumo de / dessa água, ainda restavam 3 litros no
recipiente. A capacidade total desse recipiente é de

a) 15 litros
b) 18 litros
c) 20 litros
d) 23 litros
e) 25 litros

Resolução:
& & *&;
/
de 60% = / . 60 = /
= 40%
Havia 60% da capacidade total e houve um consumo de 40% dessa água. Logo, sobrou 20% e
essa porcentagem corresponde a 3 litros. Montando uma regra de três.

20% ----- 3 litros


100% --- x litros

20x = 300
/;;
x = &;
x = 15
(alternativa A)

21. Para o time de futebol da EsSa, foram convocados 3 goleiros, 8 zagueiros, 7 meios de campo
e 4 atacantes. O número de times diferentes que a EsSA pode montar com esses jogadores
convocados de forma que o time tenha 1 goleiro, 4 zagueiros, 5 meios de campo e 1 atacante é
igual a:

a) 84
b) 451
c) 981
d) 17640
e) 18560

Resolução:
=!
Combinação: Cn,p = @!(=!@)!

Goleiros: 3 possibilidades para 1 opção.


/!
C3,1 = *!(/!*)! = 3

Zagueiros: 8 possibilidades para 4 opções.


3! 3.2...1.+! *.3;
C8,4 = +!(3!+)! = +!.+./.&.* = &+ = 70

Meios de campo: 7 possibilidades para 5 opções.


2! 2...1!
C7,5 = 1!.(2!1)! = 1!.&! = 21

Atacantes: 4 possibilidades para 1 opção.


+!
C4,1 = *!(+!*)! = 4

Total: 3 . 70 . 21 . 4 = 17640
(alternativa D)

22. Um funcionário precisa preencher determinado número de formulário. Se ele preencher 20


formulários por dia, levará 3 dias a mais do que se preenchesse 30 formulários por dia. O número
total de formulário que esse funcionário precisa preencher é?

Resolução:

Seja x o número de dias.


Se ele preenchesse 30 formulários por dia, o total de formulários seria 30x.
Se ele preeenchesse 20 formulários por dia, o total de formulários seria 20 . (x + 3) = 20x + 60.
Logo:
30x = 20x + 60
30x – 20x = 60
10x = 60
x = 6 dias

Número de formulários: 30 . 6 = 180

23. Em uma loja onde todos são vendedores trabalham 7 mulheres a mais do que homem. Certo
dia todos esses vendedores venderam cada um 12 camisas. O número de camisas vendidas por
todos esses vendedores é igual ao produto do número de homens pelo número de mulher. O
total de vendedores é?

Resolução:

Seja h o número de homens e m o número de mulheres.


m=h+7

Número de camisas vendidas pelos homens: 12 . h


Número de camisas vendidas pelas mulheres: 12 . m = 12. (h + 7) = 12h + 84
Número de camisas vendidas no total: 12h + 12h + 84 = 24h + 84

24h + 84 = h . m
24h + 84 = h . (h + 7)
24h + 84 = h² + 7h
24h + 84 – h² - 7h = 0
- h² + 17h + 84 = 0
a = - 1, b = 17 e c = 84

∆ = b² - 4 . a. c
∆ = 17² - 4 . (- 1) . 84
∆ = 289 + 336
∆ = 625

!"±√∆
h= &.(
!*2-&1
h1 = &.(!*)
= - 4 (não pode ter número de homens negativo)

!*2!&1
h2 = &.(!*)
= 21

m = 21 + 7 = 28
Total: 21 + 28 = 49

24. Para realizar uma excursão, um grupo de 72 pessoas alugou alguns micro-ônibus, de modo
que cada um deles transportarão mesmo número de pessoas. Sabendo que o número de
pessoas por micro-ônibus é 8 vezes o número de micro-ônibus, então, o número de pessoas por
micro-ônibus será?

a) 16
b) 20
c) 24
d) 28
e) 32

Resolução:

Se cada micro-ônibus irá transportar o mesmo número de pessoas, o número de micro-ônibus


deve ser um divisor de 72.
Seja m o número de micro-ônibus e p o número de pessoas por micro-ônibus.

“um grupo de 72 pessoas alugou alguns micro-ônibus, de modo que cada um deles transportarão
mesmo número de pessoas.”
2&
A
=p

“o número de pessoas por micro-ônibus é 8 vezes o número de micro-ônibus”


p = 8.m

Igualando as equações referentes a p:


2&
A
=8.m
8m² = 72
m² = 9
m=3

p = 8 . 3 = 24
(alternativa C)

25. Ontem, os ciclistas Afonso e Bernardo iniciaram os respectivos treinamentos, feitos em uma
mesma pista, exatamente no mesmo horário, às 8h 12min. Ambos percorreram a pista no mesmo
sentido, sendo que Afonso partiu de um ponto P dessa pista e Bernardo partiu de um ponto Q,
situado 1,26 km à frente de P. Por determinação do técnico, no treinamento desse dia, ambos
mantiveram ritmos uniformes e constantes: Afonso percorreu 420 metros a cada 1 minuto e 20
segundos, e Bernardo percorreu, a cada 1 minuto e 20 segundos, 80% da distância percorrida
por Afonso. Nessas condições, Afonso alcançou Bernardo às

a) 8h 38min.
b) 8h 28min.
c) 8h 30min.
d) 8h 45min.
e) 8h 32min.

Resolução:

Bernardo percorreu: 80% de 420 = 0,8 . 420 = 336 m


420 – 336 = 84 metros

1 minuto e 20 segundos = 60 + 20 = 80 segundos


1,26 km = 1260 m

Ou seja, a cada 80 segundos, a distância entre Afonso e Bernardo diminuia em 84 metros.


Montando uma regra de 3:
SEGUNDOS METROS
80 84
X 1260

84X = 100800
X = 1200 segundos
*&;;
.;
= 20
Ou seja, 1200 segundos correspondem a 20 minutos.
Como ambos começaram a correr às 8:12
8:12 + 0:20 = 8:32
(alternativa E)

26. Uma concessionária que vai recapear uma faixa de rolamento de uma pista em certa rodovia,
em um trecho de x quilômetros, possui uma determinada quantidade y de balizadores refletivos
disponíveis para a sinalização desse trecho e, com base nessa quantidade, constatou que, se
colocar um número n de balizadores a cada quilômetro, precisará adquirir mais 40 unidades.
Porém, se colocar (n – 4) balizadores a cada quilômetro, sobrarão 20 unidades. Se a razão x/y
é de 3 para 52, nessa ordem, então a quantidade de balizadores disponíveis para sinalizar o
trecho a ser recapeado é igual a

a) 260.
b) 350.
c) 230.
d) 330.
e) 280.

Resolução:

Sabe-se que y é o total de balizadores, n é o número de balizadores a cada quilômetro e o trecho


da rodovia mede x quilômetros. Como será necessário adquirir 40 unidades a mais para
preencher toda a rodovia, o número total de balizadores será:
y + 40 = n . x
y = nx – 40

Entretanto, colocando (n – 4) balizadores a cada quilômetro, sobrarão 20 unidades. Então:


y = (n – 4) . x + 20
y = nx – 4x + 20

Igualando as equações para y.


nx – 40 = nx – 4x + 20
- 40 = - 4x + 20
4x = 20 + 40
4x = 60
x = 15
: /
B
= 1&

*1 /
B
= 1&
3y = 780
23;
y= /
y = 260
(alternativa A)

27. Cada uma das quatro figuras da sequência a seguir é composta por quadrinhos brancos e
pretos.

Se o padrão observado na formação dessa sequência se mantiver para as figuras seguintes, é


correto afirmar que a quantidade de quadrinhos brancos na figura de número 31 deverá ser igual
a?

Resolução:

Quadradinhos brancos da figura 1 = 5


Quadradinhos brancos da figura 2 = 10
Quadradinhos brancos da figura 3 = 17
Quadradinhos brancos da figura 4 = 26
(5, 10, 17, 26,...)

10 – 5 = 5
17 – 10 = 7
26 – 17 = 9

Temos então uma Progressão Aritmética de SEGUNDA ORDEM, pois a razão, embora tenha
algum padrão, não é constante (5, 7, 9, ...)
Para achar a quantidade de quadradinhos brancos da quinta figura seria: 26 + 11 = 37
Mas queremos a quantidade de quadradinhos brancos da figura de número 31:
an = a1 (da PA de primeira ordem) + Sn-1 (da PA de segunda ordem)

Na PA de segunda ordem, n = 31. Como queremos Sn-1, inicialmente encontraremos o trigésimo


termo.
a30 = 5 + (30 – 1) . 2
a30 = 5 + 29 . 2
a30 = 63

Encontraremos a soma dos trinta primeiros termos da PA de segunda ordem:


(1-./)./;
Sn-1 = &
= 1020

Coincidentemente, o a1 da PA de primeira ordem é igual ao a1 da PA de segunda ordem. Ambos


são iguais a cinco.
a31 = 5 + 1020 = 1025
28. Uma seguradora de veículos paga para seus vistoriadores R$ 20,00 a cada vistoria feita em
motocicletas, R$ 30,00 a cada vistoria feita em carros e R$ 50,00 a cada vistoria feita em
caminhões. Um dos vistoriadores dessa seguradora fez, no último mês, um total de 120 vistorias
e recebeu por isso o valor total de R$ 3.500,00.
Nesse último mês, o número de vistorias realizadas por esse vistoriador em carros foi igual ao
dobro do número de vistorias realizadas em motocicletas e caminhões juntas. Logo, é correto
afirmar que o valor obtido com as vistorias de caminhões corresponde, em relação ao valor total
recebido por esse vistoriador, a

a) 1/12
b) 1/7
c) 1/5
d) 1/4
e) 1/3

Resolução:

Seja m o número de vistorias feitas em motocicletas, c o número de vistorias feita em carros e h


o número de vistorias feitas em caminhões.
“Um dos vistoriadores dessa seguradora fez, no último mês, um total de 120 vistorias”
Logo: m + c + h = 120

Agora, iremos montar uma equação envolvendo os valores em reais.


“R$ 20,00 a cada vistoria feita em motocicletas” = 20m
“R$ 30,00 a cada vistoria feita em carros” = 30c
“R$ 50,00 a cada vistoria feita em caminhões” = 50h
“e recebeu por isso o valor total de R$ 3.500,00”:
20m + 30c + 50h = 3500
Simplificando por 10:
2m + 3c + 5h = 350

“o número de vistorias realizadas por esse vistoriador em carros foi igual ao dobro do número de
vistorias realizadas em motocicletas e caminhões juntas.”
c = 2 . (m + h)
c = 2m + 2h

Temos então, um sistema envolvendo três equações:


𝑚 + 𝑐 + ℎ = 120
-2𝑚 + 3𝑐 + 5ℎ = 350
𝑐 = 2𝑚 + 2ℎ

Iremos substituir “c” nas duas primeiras equações:


m + (2m + 2h) + h = 120
3m + 3h = 120
Simplificando por 3: m + h = 40

2m + 3 . (2m + 2h) + 5h = 350


2m + 6m + 6h + 5h = 350
8m + 11h = 350

Teremos o novo sistema:


𝑚 + ℎ = 40
6
8𝑚 + 11ℎ = 350
Multiplicando a primeira equação por – 8:
−8𝑚 − 8ℎ = −320
6
8𝑚 + 11ℎ = 350
3h = 30
h = 10
m + h = 40
m + 10 = 40
m = 40 – 10
m = 30

m + c + h = 120
30 + c + 10 = 120
c = 120 – 30 – 10
c = 80

Então, o número de vistorias feitas em motocicletas (m) foi 30, o número de vistorias feitas em
carros (c) foi 80 e o número de vistorias feitas em caminhões (h) foi 10.

Entretanto, o exercício fala sobre o valor ganho com as vistorias em caminhões.


Como cada vistoria em caminhão é R$ 50,00
50 . 10 = 500

“o valor obtido com as vistorias de caminhões corresponde, em relação ao valor total”


500
3500
Simplificando por 500:
1
7
(alternativa B)

29. O valor da equação 4 + [x – (2 + 1)² + 1] = 6 – x(1 – 2)² é:

a) – 5
b) 5
c) 4
d) – 4
e) 6

Resolução:

4 + [x – (2 + 1)² + 1] = 6 – x(1 – 2)²


4 + [x – 3² + 1] = 6 – x(- 1)²
4 + [x – 9 + 1] = 6 – x . 1
4+x–8=6–x
x+x=6–4+8
2x = 10
*;
x= &
x=5
(alternativa B)

30. Uma empresa transferiu 20% do número total de funcionários do setor A para o setor B, onde
já trabalhavam 8 pessoas. Sabendo que após a transferência, permaneceram no setor A 16
funcionários, então, após a transferência, o número do setor B passou a ser de
a) 12 pessoas
b) 15 pessoas
c) 18 pessoas
d) 21 pessoas
e) 24 pessoas

Resolução:

“Após a transferência, permaneceram no setor A 16 funcionários”.


Se o setor A transferiu 20% dos seus funcionários, sobraram então 80% de seus funcionários
(100% - 20%) e esse valor corresponde a 16 funcionários. Montando uma regra de três:

PORCENTAGEM FUNCIONÁRIOS
80 16
20 x

80x = 320
/&;
x = 3;
x=4

Ou seja, foram transferios 4 funcionários para o setor B que já tinha 8. Logo, após a transferência,
o número de funcionários no setor B passou a ser:
4 + 8 = 12
(alternativa A)

31. A razão entre o número de policiais lotados em um determinado batalhão localizado no


interior e o número de policiais lotados em um determinado batalhão localizado na cidade,
em 2018, é 4/5. Nesse contexto, julgue a seguinte assertiva: Se, naquele ano, o número
de policiais lotados no batalhão da cidade superava em 420 o número de policiais lotados
no batalhão interiorano, então, é correto afirmar que o numero de policiais lotados no
batalhão localizado na cidade, em 2018, conta com mais de 2500 policiais.
( ) Certo
( ) Errado

Resolução:

Seja i o número de policiais no interior e b o número de policiais no batalhão.


C +
"
= 1

“o número de policiais lotados no batalhão da cidade superava em 420 o número de


policiais lotados no batalhão interiorano”
b = i + 420

Substituindo:
C +
C-+&;
= 1

5i = 4 . (i + 420)
5i = 4i + 1680
5i – 4i = 1680
i = 1680
C +
"
=1

*.3; +
"
=1

4b = 8400
b = 2100
( ) ERRADO

32. Para proporcionar uma festa de aniversário com 100 convidados, os organizadores
previram um consumo de 6.000 salgados durante 3h de duração da festa. A cozinheira,
por precaução, fez 2.000 salgados a mais, porém compareceram 20 pessoas a mais do
previsto. Usando a proporcionalidade e considerando que a previsão esteja correta, é
correto inferir que os salgados durarão por mais de 3 horas.
( ) Certo
( ) Errado

Resolução:

Se foram feitos 2000 salgados a mais, o número de salgados passou a ser 8000 (6000 + 2000).
Se vieram 20 convidados a mais, o número de convidados passou a ser 120 (100 + 20).
Montando uma regra de três composta.

PESSOAS SALGADOS HORAS


100 6000 3
120 8000 x

Comparando pessoas com salgados: diretamente proporcional


Comparando pessoas com horas: inversamente proporcional
*;; .;;; :
*&;
= 3;;; . /

*;; 1 .;;; /
Simplificando *&;, teremos .. Simplificando 3;;;, teremos +.

1 / :
.
=+./

1 /:
.
= *&

18x = 60
.;
x = *3
*;
x= /
horas
*
x = 3 horas e / de hora, ou seja, 3 horas e 20 minutos.
( ) Certo

33. Paula, Flávia e Olga se uniram para comprar uma confecção. Paula entrou com R$
36.000,00, Flávia com R$ 45.000,00 e Olga com R$ 63.000,00. Um ano após o início
desta sociedade, constatou-se que a confecção havia dado a elas um lucro de R$
19.200,00. Dividindo esse lucro proporcionalmente ao investimento inicial das sócias, é
correto inferir que Paula, Flávia e Olga deverão receber, respectivamente os seguintes
valores: R$ 4.800,00, R$ 8.400,00 e R$ 6000,00.
( ) Certo
( ) Errado

Resolução:

Seja K a constante de proporcionalidade.


36000K + 45000K + 63000K = 19200
145000K = 19200
*0&;;
K = *+1;;;
0.
K=
2&1

&
Paula : 36000K = 36000 . *1
= 4800

&
Flávia: 45.000K = 45.000 . *1 = 6000

&
Olga: 63.000K = 63.000 . *1 = 8400
( ) ERRADO

34. Ingrid gastou 5/9 do que possuía comprando uma bolsa e do que sobrou gastou 1/3
com uma blusa. Sabendo que lhe restou R$ 200,00, então é correto inferir que o valor
que Ingrid possuía no início era superior a 650,00.
( ) Certo
( ) Errado

Resolução:

Seja x o valor que Ingrid possuía no início.


1 0: 1: +:
x - 0 de x = 0 - 0 = 0

* +: +:
/
de 0
= &2

1: +:
x- 0
- &2 = 200

&2: *1: +: 1+;;


&2
- &2
- &2 = &2

27x – 15x – 4x = 5400


8x = 5400
1+;;
x= 3
x = 675
( ) CERTO
35. Se você multiplicar um número real x por ele mesmo e do resultado subtrair 14, você
vai obter o quíntuplo do número x. Assim, podemos afirmar que a soma dos possíveis
valores de x será um número múltiplo de 14.
( ) Certo
( ) Errado

Resolução:

x . x = x²
x² – 14 = 5x
x² – 5x – 14 = 0

!" !(!1)
Soma dos raízes: (
= *
=5
( ) ERRADO

36. Uma compra de R$ 1.200,00 deverá ser paga em 4 parcelas iguais a vencer em 30, 60, 90 e
120 dias a partir da data da compra. Serão cobrados juros simples de 2% ao mês. O valor de
cada parcela será igual a

a) R$ 320,00
b) R$ 315,00
c) R$ 302,00
d) R$ 306,00
e) R$ 318,00

Resolução:

As parcelas vencem 30, 60, 90 e 120 dias a partir da data da compra.


1200/4 = 300

Inicialmente, deve-se R$ 1200,00.


2% de 1200 = 24

Ao ser descontados R$ 300,00, o saldo devedor passa a ser de R$ 900,00.


2% de 900 = 18

Na terceira parcela, foram pagos R$ 600,00, sobrando no saldo devedor R$ 600,00.


2% de 600 = 12

Na quarta parcela, o saldo devedor é de R$ 300,00.


2% de 300 = 6

24 + 18 + 12 + 6 = 60 (esse é o valor a ser pago de juros)

1200 + 60 = 1260
1260/4 = 315 (o valor de cada parcela)
(alternativa B)
*
37. O termo independente de x no binômio (x4 - :)10 é igual a:
a) 35
b) 45
/;
c) /1
/;
d) +&
d) 65

Resolução:

Num binômio de Newton (x + a)n, cada termo é dado da seguinte maneira (fórmula do termo
geral):
=!
Tp+1 = @!.(=!@)! . xn-p . ap

*
Nesse exemplo, o x corresponde ao x4, a letra corresponde a - :, n corresponde ao 10.
Substituindo:
*;! *
@!(*;!@)!
. (x4)10-p . (- :)p

Vou separar a última parte da seguinte maneira:


*;! 4 10-p * p
@!(*;!@)!
. (x ) . ((-1) . :
)
*;! *
@!(*;!@)!
. (x4)10-p . (-1)p . (:)p

*
Lembrando as propriedades de potenciação: (am)n = am.n e (% = a-p:

*;!
@!(*;!@)!
. x40-4p . (-1)p . (x-1)p

*;!
@!(*;!@)!
. x40-4p . x-p . (-1)p

Multiplicação de mesma base: repito a base e somo os expoentes.


*;!
@!(*;!@)!
. x40-5p . (-1)p

Como o exercício quer o termo independente, o “x” deve sumir. Logo, seu expoente deve ser
igual a zero (pois todo número não nulo elevado a zero resulta em 1).
40 – 5p = 0
5p = 40
p=8

Ou seja, quando p = 8, encontraremos o termo independente.


*;!
3!(*;!3)!
. x40-5.8 . (-1)8

*;.0.3!
3!.&!
. x0 . 1 = 45
(alternativa B)

38. Uma cidade tem um reservatório de água, no formato de um cilindro circular reto, com
capacidade para 50 m³. A administração municipal, preocupada com o crescimento populacional,
construiu outro reservatório, de modo que o raio da base e a altura fossem o dobro do anterior.
Nessas condições, a capacidade do novo reservatório, em m³, é igual a
a) 100
b) 200
c) 300
d) 400

Resolução:

Volume de um cilindro = 𝜋.r² . h

Volume do reservatório antigo: 𝜋.r² . h = 50

Volume do novo reservatório: 𝜋.R² . H

Mas R = 2r e H = 2h
V = 𝜋 . (2r)² . 2h
V = 𝜋 . 4r² . 2h
V = 8 . 𝜋 . r² . h

Mas 𝜋 . r² . h = 50
V = 8 . 50 = 400 m³
(alternativa D)

39. Durante uma gincana em uma escola, uma professora vai distribuir 75 caixas de chocolates
e 125 brinquedos. A distribuição será feita entre crianças, de modo que cada uma receba a
mesma quantidade de caixas de chocolates e a mesma quantidade de brinquedos. Considerando
que a professora usará o maior número possível de crianças nesta ação, então, o número de
brinquedos que cada criança vai receber será igual a

a) 3.
b) 5.
c) 10.
d) 15.

Resolução:

“MAIOR número”, “vai distribuir” e “a mesma quantidade” à MDC


MDC(75, 125)
75 , 125 | 3
25 , 125 | 5
5 , 25 | 5
1 , 5 |5
1 , 1

MDC = 5 . 5 = 25
*&1
Como pede o número de brinquedos para cada criança: &1 = 5
(alternativa B)

40. Em uma academia de artes marciais que tem 288 alunos, 172 alunos praticam judô,
93 alunos praticam caratê e 25% dos alunos praticam ambas as modalidades.
Com base nessa situação hipotética, julgue o item.
A probabilidade de um aluno dessa academia praticar apenas judô é de 25 / 72.

( ) Certo
( ) Errado

Resolução:

25% dos alunos praticam ambas as modalidades:


&1 *
25% de 288 = *;; . 288 = + . 288 = 72

Alunos que praticam judô mas não praticam caratê: 172 – 72 = 100
Alunos que praticam caratê mas não praticam judô: 93 – 72 = 21
*;;
Probabilidade de um aluno praticam apenas judô: &33
&1
Simplificando a fração por 4: 2&
( ) Certo
45= 0/;°
41. Calcular cos 405° + 7E +1°

Resolução:

Ao dividir 405° por 360°, encontaremos resto 45°.


Ao dividir 930° por 360°, encontraremos resto 210°.
45= &*;°
cos 45° + 7E +1°

sen 210° = - sen 30°


!"
√" √" # √"$#
+ # = - =
" # " " "

42. Uma urna contém 2 bolas brancas e 3 bolas amarelas distinguíveis apenas pela cor.
Aleatoriamente, duas bolas serão escolhidas, sucessivamente e sem reposição, e colocadas em
uma segunda urna, na qual há apenas uma bola preta também distinta das demais apenas pela
cor. Após a transferência das duas bolas para a segunda urna, escolher-se-á, aleatoriamente,
uma única bola dessa urna. Qual a probabilidade de que, nesse último sorteio, a bola escolhida
seja amarela?

a) 0,12
b) 0,30
c) 0,40
d) 0,65
e) 0,90

Resolução:

Duas bolas da primeira urna serão passadas para a segunda urna. Os casos possíveis são:
Bola branca e bola branca
Bola branca e bola amarela
Bola amarela e bola branca
Bola amarela e bola amarela

Entretanto, no caso de bola branca e bola branca, na segunda urna não haverá bolas amarelas.
Logo, essa situação não é favorável. Então, faremos as contas considerando os outros casos.

Primeiro caso: Bola branca e bola amarela


&
Para a primeira bola, há duas bolas brancas num total de 5. Logo, a probabilidade é 1.
/
Ao retirar a primeira bola e não repor, há 3 bolas amarelas de 4 que restaram. Probabilidade +
Quando essas duas bolas forem passadas para a segunda urna (que inicialmente só há uma
bola preta), teremos então 3 bolas dentro da segunda urna (uma de cada cor). A probabilidade
*
de pegar uma amarela será .
/
& / * . *
Primeiro caso: 1 . + . / = .; = *;

Segundo caso: Bola amarela e bola branca.


/
Primeira bola: 1
&
Segunda bola: +
*
Bola na segunda urna (que tem uma de cada cor): /
/ & * . *
Segundo caso: 1 . + . / = .; = *;

Terceiro caso: Bola amarela e bola amarela


/
Primeira bola: 1
&
Segunda bola: +
Quando as duas bolas amarelas forem passadas para a segunda urna, teremos 3 bolas, sendo
&
1 preta e 2 amarelas. A probabilidade de se retirar bola amarela será /.
/ & & *& &
Terceiro caso: 1 . + . / = .; = *;

* * & +
Probabilidade: *; + *; + *; = *; = 0,4
(alternativa C)

43. A probabilidade de um jogador de futebol marcar o gol ao cobrar um pênalti é de 80%. Se


esse jogador cobrar dois pênaltis consecutivos, a probabilidade dele fazer o gol, em ambas as
cobranças, é igual a:

a) 16%
b) 20%
c) 32%
d) 64%
e) 80%

Resolução:

O jogador quer fazer o gol na primeira cobrança E na segunda cobrança. Então:


3; 3; 3 3 .+
80% . 80% = *;; . *;; = *; . *; = *;; = 64%
(alternativa D)
44. Qual é a média de idade de um grupo em que há 6 pessoas de 14 anos, 9 pessoas de 20
anos e 5 pessoas de 16 anos?

a) 17,2 anos
b) 18,1 anos
c) 17,0 anos
d) 17,5 anos
e) 19,4 anos

Resolução:
FGA(
Média aritmética = H8(=7CI(I5
. .*+-0 .&;-1 .*.
Média = .-0-1
3+-*3;-3; /++
Média = &;
= &;
= 17,2
(alternativa A)

45. Lia nasceu no ano de 1981 e precisa, por medida de segurança, criar uma senha para o seu
telefone celular novo com duas letras e três algarismos, necessariamente nesta ordem. Para não
esquecer a senha criada, ela vai utilizar somente as letras do seu nome e os algarismos que
formam o ano em que ela nasceu. Com base nas condições expostas anteriormente, quantas
possíveis senhas Lia pode formar para proteger seu celular novo?

a) 36.
b) 243.
c) 324.
d) 576.

Resolução:

A senha é composta por duas letras e três algarismos.


Como ela vai utilizar as letras do seu nome, o número de possibilidades para letras é 3.
Como ela vai utilizar os algarismos do seu ano de nascimento, o número de possibilidades
também é 3.
Então:
Letras: 3 . 3 = 9
Algarismos: 3 . 3. 3 = 27
9 . 27 = 243
(alternativa B)

46. Em uma progressão aritmética cujo primeiro termo é 1,87 e a razão é 0,004, temos que a
soma dos seus dez primeiros é igual a:

a) 18,88
b) 9,5644
c) 9,5674
d) 18,9
e) 18,99

Resolução:
Utilizando a fórmula do termo geral da PA, encontraremos quanto vale o décimo termo:
an = a1 + (n – 1) . r
a10 = 1,87 + (10 – 1) . 0,004
a10 = 1,87 + 9 . 0,004
a10 = 1,87 + 0,036
a10 = 1,906

Aplicaremos a fórmula da soma dos termos de uma PA:


S = (a1 + an) . n/2
S = (1,87 + 1,906) . 10/2
S = 3,776 . 5
S = 18,88
(alternativa A)

47. Em uma fábrica de bijuterias são produzidos colares enfeitados com cinco contas de mesmo
tamanho dispostas lado a lado, como mostra a figura.

As contas estão disponíveis em 8 cores diferentes. De quantos modos distintos é possível


escolher as cinco contas para compor um colar, se a primeira e a última contas devem ser da
mesma cor, a segunda e a penúltima contas devem ser da mesma cor e duas contas
consecutivas devem ser de cores diferentes?

a) 336
b) 392
c) 448
d) 556
e) 612

Resolução:

Primeira bolinha: 8 possibilidades


Como a última deve ser da cor da primeira, há apenas 1 possibilidade.

Segunda bolinha não pode ter a cor da primeira, logo há 7 possibilidades.


Como a quarta bolinha tem a mesma cor da segunda, há apenas 1 possibilidade.

A bolinha central está adjacente à segunda e à quarta bolinha. Logo, ela não pode ter a cor
escolhida para a segunda e quarta bolinha. Entretanto, como ela não está adjacente à primeira
e à última bolinha, ela pode ter a cor delas. Logo, sobram 6 cores não utilizadas + a cor da
primeira bolinha. Há então 7 possibilidades.
Logo: 8 . 7 . 7 . 1 . 1 = 392

(alternativa B)

48. A média das idades de um grupo de 20 homens e algumas mulheres é de 37,2 anos. Sabe-
se, também, que a média das idades das mulheres desse grupo é de 32 anos. Denotando-se por
S a soma das idades de todos os homens do grupo, o número total de mulheres no grupo é
corretamente dado pela expressão

a) (S – 800)/6,4
b) (S – 744)/6,4
c) (S + 37,2)/30
d) (S – 744)/5,2
e) (S + 7,4)/32

Resolução:
FGA(
Média = H8(=7CI(I5

Seja S a soma das idades dos homens, M a soma das idades das mulheres e x o número de
mulheres.
FGA( I(4 CI(I54 IG4 JGA5=4-FGA( I(4 CI(I54 I(4 A86J5954
Média das idades de todos = =úA59G I5 JGA5=4-=úA59G I5 A86J5954

F-L
&;-:
= 37,2

Média das idades das mulheres:


FGA( I(4 CI(I54 I(4 A86J5954
=úA59G I5 A86J5954
= 32
L
:
= 32 à M = 32x

Substituindo a segunda equação na primeira:


F-/&:
&;-:
= 37,2

S + 32x = 37,2 . (20 + x)


S + 32x = 744 + 37,2x
37,2x – 32x = S – 744
5,2x = S – 744
F!2++
x = 1,&
(alternativa D)

49. Em uma Progressão Aritmética com 6 termos, temos que a soma de seus termos é igual a
102 e seu último termo é 27. Com base nessas informações, a razão dessa progressão é:

a) 3
b) 5
c) 11
d) 4
e) 7

Resolução:

Soma de uma PA = (a1 + an) . n/2


n=6
S = 102
an = 27

(a1 + 27) . 6/2 = 102


(a1 + 27) . 3 = 102
*;&
(a1 + 27) = /
(a1 + 27) = 34
a1 = 34 – 27
a1 = 7

Fórmula do termo geral:


an = a1 + (n – 1) . r
27 = 7 + (6 – 1) . r
27 – 7 = 5r
20 = 5r
r=4
(alternativa D)

50. A equação x² - 6x + p + 3 = 0 tem uma raiz igual ao dobro da outra. O valor de p é:

a) 9
b) 8
c) 7
d) 6
e) 5

Resolução:

Temos uma equação do segundo grau onde a = 1, b = - 6 e c = p + 3.


∆ = b² - 4 . a . c
∆ = ( - 6)² - 4 . 1 . (p + 3)
∆ = 36 – 4p – 12
∆ = - 4p + 24

!"±√∆
x= &.(
!(!.)±M!+@-&+
x= &.*
.±M!+@-&+
x= &

.-M!+@-&+
x1 = &
.!M!+@-&+
x2 = &

Mas uma raiz é o dobro da outra. Por lógica, a maior raiz deve ser o dobro da menor. E a maior
raiz é a que aparece um sinal de +.
x1 = 2 . x2
.-M!+@-&+ .!M!+@-&+
&
=2. &
(simplificando o número 2 do lado direito)
.-M!+@-&+
&
= 6 - =−4𝑝 + 24

Passando o 2 para o outro lado multiplicando:


6 + =−4𝑝 + 24 = 2 . (6 - =−4𝑝 + 24)
6 + =−4𝑝 + 24 = 12 - 2=−4𝑝 + 24

=−4𝑝 + 24 + 2=−4𝑝 + 24 = 12 – 6
3=−4𝑝 + 24 = 6
.
=−4𝑝 + 24 = /
=−4𝑝 + 24 = 2

Elevando ambos os termos ao quadrado, para “cortar” com a raiz.


- 4p + 24 = 4
- 4p = 4 – 24
- 4p = - 20
p=5

(alternativa E)

Você também pode gostar