Você está na página 1de 11

RESUMIDAMENTE LISTA DE MATERIAL PARA PROVEDOR DE INTERNET

 Uma OLT (Central que gerencia a rede), dela sai uma fibra monomodo
(trabalhando com GPON) OLTs pelo que pesquisei sai cerca de 3 a 4 mil uma
que atenda 64 clientes (básica para começar) da fiberhome,

 Spliter (espécie de T, que ficará numa caixa no poste) e daí sairão as fibras
que vão até os clientes.
 Na casa do cliente vai uma ONU que converte sinal óptico para UTP (cabo
com RJ45), as ONUs achei por R$ 200,00 cada, sem wi-fi com wi-fi em trono
de 300,00,
 Máquina de fusão de fibras,
 Cabo drop 4,12 FO,
 Vais precisar de SCM da Anatel (Lógico), e apresentar um projeto de
ocupação dos postes que utilizará na compania de energia elétrica de sua
região.
 Fita bap,
 Raquete,

Para ter uma ideia, o aluguel de cada poste aqui sai por 3,90 por mês. Além
disso, a companhia exige que passamos uma cremalheira para sustentar a
fibra.

O metro da fibra está saindo cerca de R$ 1,00 o metro.

******************************************************

 Equipamentos iniciais para a oferta de serviços


Dentro do provedor – na rede principal (backbone)

Roteador

O roteador é o dispositivo que é responsável por encaminhar pacotes de dados


na rede para o seu destino. Ao receber o pacote, o roteador verifica o destino do
mesmo de acordo com políticas da tabela de roteamento, encaminhando para o
próximo roteador adequado para que se alcance o seu destino corretamente.

Servidor PPPoE

Um servidor PPPoE (sigla em inglês para Point-to-Point Protocol over Ethernet)


encapsula quadros PPP dentro de quadros Ethernet, com autenticação,
criptografia e compressão. Concentra as contas dos assinantes e permite o
diagnóstico de cada um, como controle de banda, estatísticas de taxa de
transmissão, autenticação, entre outros.

Switches de Agregação
São os switches responsáveis pela camada de agregação e multiplexação entre
as camadas de borda e acesso.

Switches de agregação possuem capacidade e funções avançadas que permitem


alto desempenho, gerenciamento e obtenção de estatísticas da rede. Possui
mecanismos de proteção contra falhas da rede como LACP, RSTP e VLAN.

Sua principal função é fazer a convergência dos diferentes serviços como voz,
dados e IPTV, mantendo a integração com o core da rede e a rede de acesso do
provedor.

OLT

A OLT é essencial para a oferta de serviços, pois concentra os assinantes com


estrutura escalável, permitindo a expansão da rede. É o elemento concentrador
dos fluxos de dados e serviços. Seu papel é, basicamente, enviar as
informações para as ONTs e receber as informações provenientes delas
também. Pode ser considerada um gateway e ser utilizada somente para
transporte dos dados, mas também pode fornecer algumas características de
camada 3 para controle de banda das ONUs e direcionamento de pacotes.

DIO (Distribuidor Interno Óptico)

A função do DIO é organizar as fibras do provedor e seu funcionamento ocorre


da seguinte maneira: o cabo com várias fibras entra na estrutura do distribuidor
e internamente é feita a fusão com extensões ópticas. Estas são acopladas a
adaptadores ópticos e ficam à espera de cordões ou fibras que serão
interligados na estrutura.

Passivos

A oferta de serviços de internet exige a utilização de equipamentos passivos,


que realizam a conexão, organização e divisão da rede, facilitando o dia a dia do
provedor. Alguns deles são: conectores pré-polidos, cabos drop, adaptadores
ópticos, extensores ópticos, splitters ópticos, pontos de terminação óptica, etc.

CEO (Caixa de Emenda Óptica)

As caixas de emenda óptica são necessárias em diversas aplicações de


distribuição e derivação do cabeamento óptico. A caixa é utilizada para proteger
a fusão, além de distribuir e concentrar as fibras do backbone. Existem diversos
modelos de caixa de emenda para as mais diversas aplicações e ambientes de
instalação.

Splitters

Muito importantes para o início da oferta de serviços de um provedor, os


splitters são componentes passivos de uma rede óptica que têm como finalidade
dividir o sinal óptico, aumentando assim a ramificação da rede e deixando-a com
mais capilaridade. Dessa forma, o splitter é capaz de distribuir (ou derivar) as
fibras para que a OLT atenda a várias ONTs, tornando-se um elemento essencial
para aplicações ponto-multiponto. Os splitters são ofertados em diversos
modelos e você pode ler mais sobre isso nesse post.

Na rede de acesso ao assinante e na casa do cliente

CTO (Caixa de Terminação Óptica)

Uma caixa de terminação óptica permite agilidade na instalação de novos


clientes e facilidade na manutenção. Existem vários tipos de CTOs, sendo
utilizadas como ponto de terminação do cabo backbone para conectar com o
Cabo Drop Low Friction em redes FTTx, realizando emendas, divisões,
armazenamento e distribuição das fibras.

Cabo Low Friction

O Cabo Drop Low Friction é recomendado para acesso ao assinante, tendo seu
uso comum interligando a casa do assinante até a CTO.

PTO

O Ponto de Terminação Óptica – PTO – é ideal para o acabamento do


cabeamento no usuário final residencial. É uma roseta óptica para parede que
permite a conexão de um ou dois adaptadores ópticos.

Cordão óptico

O cordão óptico é um cabo de fibra óptica do modelo Tight, dielétrico e pré-


conectorizado em ambas extremidades. Estes cordões são de uso interno e sua
aplicação mais comum é a interligação de equipamentos ópticos, acessórios de
terminação dos cabos, tais como os DIOs (Distribuidores Internos Ópticos) e
terminações ópticas.
ONT

A ONT (Optical Network Terminal) é um equipamento que agrega o término da


ligação de fibra da rua ao início da ligação privada de uma residência
(organização, condomínio, etc.). É essencial para a oferta de serviços nos
provedores.

******************
Re: Como montar um Provedor de Internet passo a passo

  demattos em Qua 13 Mar - 16:47


Boa Tarde pessoal, este assunto abordado neste tópico e um tanto que delicado por
que para montagem de um provedor N fatores tem que ser analisados. Vou enumerar
alguns que acredito ser essencial para início de um provedor de internet, seja ele
wireless ou Cabo ( fibra FTTX, HPNA, UDP )

- Para inciar você precisa no minimo ter conhecimento do ramo de atividade que vc ira
propor, ou seja, um curso básico de redes, conhecimento de rádios frequência
especialmente em wireless, instalação de antenas e conhecimento básico a avançado
de informatica em geral.

- Fazer uma pesquisa de mercado, concorrentes na área ou cidade que vc pretende


atuar, valores de mercado cobrado por ele, velocidades ofertadas frequência
utilizadas.

- Determinar local onde vc possivelmente instalara sua Backebone ( torre central,


saídas de link, entrada de link, onde ficara instalado seus equipamentos de
monitoramento e controle )

- Pesquisar se existe profissionais capacitados no suporte, instalação

- Procurar se capacitar também na área de gerência de negócios para saber


movimentar seu capital.

-Pesquisar de equipamentos que estão hj no mercado que serão usados no seu


provedor

-Pesquisar Operadoras e ofertas de links na área de sua atuação, se não terá que
planejar como trazer o link e equipamentos envolvidos.

- Procurar um contador de confiança e montar sua empresa dentro dos moldes que
exige um empresa de SCM.

- Procurar o CREA de sua cidade para saber qual pode ser o profissional capacitado a
assinar e ficar responsavel pela sua empresa .

- Apos fazer estas pesquisas montar um projeto básico que sera base para seu pedido
de licença junto a ANATEL.

- Entrar com pedido de licença para operação junto a a Anatel, a lista dos
documentação podem ser tirados no site da ANATEL.

- Você também antes que me esqueça tem que escolher um sistema de Gerencia
financeira e para controle dos clientes para poder fazer autenticação e suspensão de
serviço.

Obs:. Para lembrar a licença da Anatel eu tirei sozinho não fiz uso de consultoria, mas
se vc quer que a coisa seja rápido aconselho procurar um, assim também na escolha
de equipamentos e configuração da sua rede pode fazer uso de uma consultoria
especializada. Mas isto não tira a responsabilidade de pelo menos vc saiba o que esta
fazendo para não ser enganado.

Apos a parte de documentacao e Pesquisas devidamente realizada vamos aos


exemplo de topologia de rede que pode ser implantadas em seu provedor : Roteada
ou bridge. 
Usei como padrao autenticao PPPOE e o uso do Mk-auth como gerenciador e Radius
para autenticar usuario e senha dos clientes.

Bom maos a massa :

Este é um esquema de topologia de uma rede roteada com rotas staticas mas tambem
ja estara pronta para aplicar OSPF se desejar.
Lista de equipamentos :

Como esta disposto desenho acima vou descrever as rotas de cada dispositivos ja que
para esta rede usaremos os seguintes equipamentos:

Roteador de Borda : RB 450G 


Torre Central : pode ser usado paineis Basestation com rocket M com frequencia 2.4
ou 5.8 a criterio do provedor ou Paineis Setorial com Bullet M*
Para os PtP com a Torre 1 e 2 antenas disco com bullets ou Nanobridge M5 **
MicroComputador com requesitos minimos para instalacao do Mk-auth ou um de
preferencia do provedor.

Torre 1 : RB 450G e para prover o sinal pode ser usado paineis Basestation com
rocket M com frequencia 2.4 ou 5.8 a criterio do provedor ou Painel Setorial com Bullet
M*

Torre 2 : RB 450G e para prover o sinal pode ser usado paineis Basestation com
rocket M com frequencia 2.4 ou 5.8 a criterio do provedor ou Painel Setorial com Bullet
M*
Para os PtP Torre Central - Torre 1: antenas disco com bullets ou Nanobridge M5 **
Para os PtP Torre Central - Torre 2: antenas disco com bullets ou Nanobridge M5 **

* Equipamento sugeridos por facil configuracao e otimo resultado e desempenho, mas


fica a criterio de cada provedor a escolha.

**Equipamentos PtP sugeridos por facil configuracao e otimo resultado e desempenho,


mas fica a criterio de cada provedor a escolha. O modelo e ganho das antenas
depende da distancia e analize previa de banda passante para atender os pontos.

Descrisao de como configurar Roteador de Borda. 

Obs nao sera apresentada como configurar o Mk-auth e nem o Radius ou regras de
firewall ou descriminado como fazer as rotas no mikrotik, isto sera abordado em outro
Topico, tambem optei por usar autenticacao PPPOE mas nada impede de ser usado
Hostpot.

RB 450G. - Router de Borda


Ether 1 recebera o link da sua operadora podendo ser ADSL, VDSL, Dedicado ou de
LoadBalace, aqui vc configura o IP mascara , gateway e dns da sua operadora. |Apos
configurado este ponto ja deve ter internet funcionando no seu router de borda.
Ether2- Sera usado para ligar o Mk-Auth sera adiciona o IP 172.16.255.1/30 nesta
interface. Obs: O mk-auth sera colocado o IP 172.16.255.2/30 com gateway
172.16.255.1, na RB vc faz um NAT para esta faixa de ip para ter internet e poder
fazer as atualizacoes no Mk-auth.
Ex:. chain=srcnat action=masquerade src-address=172.16.255.0/30 out-
interface=Ether1

Ether3 - Torre Central - IP 192.168.100.1/29 em cada Rocket ou bullet sera usado os


IPS 192.168.100.2/29, 192.168.100.3/29 e 192.168.100.4/29 com gateway
192.168.100.1 que devera esta configurado como AP e Network em bridge. Eu optei
por usar BaseStatiom ou Setorial ( usarei de 120 graus totalizando 3 para cobrir 360
graus) . Nesta mesma porta sera configurado um servidor PPPOE liberando a faixa de
IP 10.12.0.0/24 com com um NAT Ex:. chain=srcnat action=masquerade src-
address=10.12.0.0/24 out-interface=Ether1

Ether4 - Router-Torre 1 - IP 192.168.101.1/29 - Sera utilizado nestes elases


NanoBridge ou Bullet com discos configurados como AP - WDS e Cliente - WSD com
networks em Bridge sendo acresentado os respectivos IPS IP 192.168.101.3/29 e IP
192.168.101.4/29 com gateway IP 192.168.101.1.

Ether5- Router-Torre 2 - IP 192.168.102.1/29 - Sera utilizado nestes elases


NanoBridge ou Bullet com discos configurados como AP - WDS e Cliente - WSD com
networks em Bridge sendo acresentado os respectivos IPS IP 192.168.102.3/29 e IP
192.168.102.4/29 com gateway IP 192.168.102.1.

Rota Defaut

0.0.0.0.0 gateway Ether 1

Rotas adicionadas para chegar ao Router - torre 1 

Faixa 192.168.200.0/30 gateway 192.168.101.2 - Rocket ou Bulles da torre 1


Faixa 192.168.201.0/30 gateway 192.168.101.2 - Rocket ou Bulles da torre 1
Faixa 10.11.0.0/24 gateway 192.168.101.2 - Para chegar ao Clientes da torre 1 

Rotas adicionadas para chegar ao Router - torre 2

Faixa 192.168.202.0/30 gateway 192.168.102.2 - Rocket ou Bulles da torre 2


Faixa 192.168.203.0/30 gateway 192.168.102.2 - Rocket ou Bulles da torre 1
Faixa 10.10.0.0/24 gateway 192.168.102.2 - Para chegar ao Clientes da torre 2

Agora Adicionaremos os NAT para cada Faixa de IP dos Clientes da Torre 1 e 2 para
os mesmo navegarem na internet.

chain=srcnat action=masquerade src-address=10.10.0.0/24 out-interface=Ether1 - Nat


clientes torre 2
chain=srcnat action=masquerade src-address=10.11.0.0/24 out-interface=Ether1 - Nat
Clientes torre 1

Descrisao de como configurar Roteador de Torre 1. 

RB 450G. - Router - Torre 1

Ether 1 sera configurado com IP 192.168.101.2/29 que esta ligado a Ether 4 do router
de borda pelos PTP configurado em Bridge com os respectivos IPS IP
192.168.101.3/29 e IP 192.168.101.4/29 com gateway IP 192.168.101.1.
Rota Default
0.0.0.0 gateway 192.168.101.1

Ether 2 - Sera configurado o IP 192.168.200.1/30 onde estara ligado Rocket ou bullet


usando o IP 192.168.200.2/30 com gateway 192.168.200.1 que devera esta
configurado como AP e Network em bridge. Eu optei por usar BaseStatiom ou Setorial
( usarei de 120 graus totalizando 3 para cobrir 360 graus no exemplo so estara
configurado dois um na Ether 2 e outro na Ether 3 ). Nesta mesma porta sera
configurado um servidor PPPOE liberando a faixa de IP 10.11.0.0/24 
Ether 3 - Sera configurado o IP 192.168.201.1/30 onde estara ligado Rocket ou bullet
usando o IP 192.168.201.2/30 com gateway 192.168.201.1 que devera esta
configurado como AP e Network em bridge. Eu optei por usar BaseStatiom ou Setorial
( usarei de 120 graus totalizando 3 para cobrir 360 graus no exemplo so estara
configurado dois um na Ether 2 e outro na Ether 3 ) . Nesta mesma porta sera
configurado um servidor PPPOE liberando a faixa de IP 10.11.0.0/24

Obs: Nao tem Nat configurado nesta RB da torre 1, somente os servidores PPPOE
entregando os ips da Faixa dos clientes 10.11.0.0/24 e Radius autenticando pelo mk-
auth que nao estara sendo abordado neste topico. O Nat desta faixa esta configurado
no roteador de Borda na torre central. Outro detalhe que nao estarei adicionando as
rotas para os IPs do Router de Borda para alcancar as faixas 192.168.100.0/29 e nem
para alcancar as faixas 192.168.202.0/20 , 192.168.203.0/30 e 10.10.0.0/24 do router
da torre 2 mas vc pode fazer se houver interece de ter acesso aos radios desta torres.

Descrisao de como configurar Roteador de Torre 2. 

RB 450G. - Router - Torre 2

Ether 1 sera configurado com IP 192.168.102.2/29 que esta ligado a Ether 5 do router
de borda pelos PTP configurado em Bridge com os respectivos IPS IP
192.168.102.3/29 e IP 192.168.102.4/29 com gateway IP 192.168.102.1.
Rota Default
0.0.0.0 gateway 192.168.102.1

Ether 2 - Sera configurado o IP 192.168.202.1/30 onde estara ligado Rocket ou bullet


usando o IP 192.168.202.2/30 com gateway 192.168.202.1 que devera esta
configurado como AP e Network em bridge. Eu optei por usar BaseStatiom ou Setorial
( usarei de 120 graus totalizando 3 para cobrir 360 graus no exemplo so estara
configurado dois um na Ether 2 e outro na Ether 3 ). Nesta mesma porta sera
configurado um servidor PPPOE liberando a faixa de IP 10.10.0.0/24 

Ether 3 - Sera configurado o IP 192.168.203.1/30 onde estara ligado Rocket ou bullet


usando o IP 192.168.203.2/30 com gateway 192.168.203.1 que devera esta
configurado como AP e Network em bridge. Eu optei por usar BaseStatiom ou Setorial
( usarei de 120 graus totalizando 3 para cobrir 360 graus no exemplo so estara
configurado dois um na Ether 2 e outro na Ether 3 ) . Nesta mesma porta sera
configurado um servidor PPPOE liberando a faixa de IP 10.10.0.0/24

Obs: Nao tem Nat configurado nesta RB da torre 1, somente os servidores PPPOE
entregando os ips da Faixa dos clientes 10.10.0.0/24 e Radius autenticando pelo mk-
auth que nao estara sendo abordado neste topico. O Nat desta faixa esta configurado
no roteador de Borda na torre central. Outro detalhe que nao estarei adicionando as
rotas para os IPs do Router de Borda para alcancar as faixas 192.168.100.0/29 e nem
para alcancar as faixas 192.168.200.0/30 , 192.168.201.0/30 e 10.11.0.0/24 do router
da torre 1 mas vc pode fazer se houver interece de ter acesso aos radios desta torres.

Rede Bridge:

O Diagrama abaixo demonstra um rede toda em bridge com a faixa de IP


172.16.0.0/16 

Configuracao:
- A RB 450G na torre central ficara como concentrador PPPOe de seus clientes na
faixa de ip 172.16.0.0/16
- Ether 1 recebera o link da sua operadora podendo ser ADSL, VDSL, Dedicado ou de
LoadBalace, aqui vc configura o IP mascara , gateway e dns da sua operadora. |Apos
configurado este ponto ja deve ter internet funcionando no seu router
- Ether 2- Sera usado para ligar o Mk-Auth sera adiciona o IP 172.31.255.1/30 nesta
interface. Obs: O mk-auth sera colocado o IP 172.31.255.2/30 com gateway
172.31.255.1, na RB vc faz um NAT para esta faixa de ip para ter internet e poder
fazer as atualizacoes no Mk-auth.
Ex:. chain=srcnat action=masquerade src-address=172.31.255.0/30 out-
interface=Ether1
- Criar um Bridge e colocar as interfaces Ether 3 a 5 e configurar o servidor PPPOE
para funcionar nesta Bridge
- Faixa dos Clientes ficara 172.16.0.0/16, cria um NAT Ex:. chain=srcnat
action=masquerade src-address=172.16.0.0/16 out-interface=Ether1
- Rota Default 
0.0.0.0 gateway Ether 1

- Para os PTP Sera utilizado nestes elases NanoBridge ou Bullet com discos
configurados como AP - WDS e Cliente - WSD com networks em Bridge sendo
acresentado os respectivos IPS dentro da faixa 172.16.0.0/16 para ter gerencia dos
mesmos

- Nas Torre 1 e 2 vc pode usar switch para receber o a internet dos PTP enviado sinal
aos clientes onde estara ligado Rocket ou bullet que devera esta configurado como AP
e Network em bridge. Eu optei por usar BaseStatiom ou Setorial ( usarei de 120 graus
totalizando 3 para cobrir 360 graus ) para gerencia configure os IPS dos Radios na
mesma Faixa 172.16.0.0/16

http://www.anatel.gov.br/Portal/exibirPortalPaginaEspecial.do?codItemCanal=1330&codCanal=346

Você também pode gostar