Você está na página 1de 5

Data do estudo Lição 9

Texto base: 2 Tessalonicenses 1:1-10

Não Tema o Fim


A Segunda Carta aos
Tessalonicenses

Essa carta foi escrita pouco tem- trata já no início da carta, quando
po depois da primeira carta aos Tes- relata a oração constante que faz
salonicenses e busca fortalecer e pela igreja: é que a certeza da vol-
encorajar a fé dos irmãos diante das ta de Cristo traz para nós, crentes,
adversidades da vida, bem como algumas bênçãos que podem ser
despertar para a responsabilidade desfrutadas agora. Vejamos quais
de um viver cristão atuante. A carta bênçãos são essas.
trata basicamente de corrigir alguns
erros de interpretação acerca da 1. Esperar pela volta de
volta de Cristo, assunto que foi tra- Cristo produz bênçãos
tado na primeira carta, e algumas (1:3-12)
dúvidas permaneceram. Até hoje
ainda temos muitas! Pergunta-se 1) Primeiramente, quando temos
em nosso meio: Quando se manifes- certeza da volta de Cristo, o senti-
tará o Senhor? A Bíblia não responde mento de gratidão a Deus pela sua
a essa pergunta de forma objetiva e graça (1:3-4) inunda o nosso coração.
nem prevê o futuro, mas apresenta Paulo agradece a Deus pela igreja
alguns dados reveladores, nos quais e afirma que aquele que tem essa
podemos ancorar nossa fé. expectativa é porque foi alcançado
Muito importante é o que Paulo pela graça de Deus, o que leva a um

49
sentimento de agradecimento. Toda apenas suportemos a vida, mas que
a fé, a esperança e o amor, fruto vivamos de forma digna, fazendo a
do crescimento espiritual da Igre- diferença neste mundo caótico. E
ja de Tessalônica, vinham da graça como fazemos a diferença? Cum-
de Deus, e os faziam vencedores prindo todo o desejo da bondade
pacientemente, mesmo diante das de Deus. Sim, Deus tem o desejo de
perseguições e aflições que supor- que sua bondade seja disseminada
tavam. Como tem sido nosso ges- e experimentada por todos, e o pla-
to de reconhecimento a Deus pela no Dele é que sejamos nós os cum-
salvação? A lembrança constante pridores desse projeto.
da volta de Cristo deve nos deixar
cheios de gratidão. 2. Antes da vinda de
2) A confiança (1:5-7) é outra bên- Cristo (2:1-11)
ção relatada por Paulo. A confiança
do crente está na própria pessoa de Mais uma vez Paulo vai falar so-
Deus, que é justo em si mesmo. A bre a Parousia (acontecimento es-
justiça de Deus não se condiciona catológico da vinda de Cristo). Na
aos nossos fracassos ou sucessos primeira carta, o objetivo foi instruir
nem é estremecida pelo presente sobre a segunda vinda de Cristo.
ou futuro. Deus usa até as persegui- Parece que houve alguma confusão
ções e tribulações para conferir gra- de interpretação, a ponto de muitos
ça aos humildes. E será na revelação não quererem nem mais trabalhar,
de Cristo que o verdadeiro cristão uma vez que a volta de Jesus para
será honrado. eles parecia iminente. Paulo ape-
la para que eles não perdessem o
3) Outra bênção que a certeza entendimento nem se perturbas-
da volta de Cristo traz é que fica- sem (2:2). Qualquer influência acer-
mos mais dependentes do poder de ca desse assunto, como uma carta
Deus (1:11-12). A oração de Paulo é falsificada, deveria ser descartada,
que Deus pelo seu poder faça com uma vez que dois acontecimentos
que seu povo possa viver de modo ainda estavam por vir. Sendo assim,
digno da vocação cristã. Todos nós o apóstolo queria corrigir esses er-
sabemos como é difícil viver de ros. Os dois sinais eram: a apostasia
modo digno num mundo tão injusto. e a manifestação do homem da ini-
Você pode imaginar como era nos quidade (2:3).
dias do Império Romano? Por isso,
quando temos em mente que Cristo a) A Apostasia – O primeiro sinal
voltará, somos revigorados a viver é que haverá um tempo de grande
como ele viveu. Deus quer que não apostasia, que é a rebelião contra

50
Deus. Na história do povo de Israel matará com o sopro da sua boca e
houve muitos episódios de apos- o destruirá pela manifestação da sua
tasia, nos quais os reis, até mesmo vinda” (2:8). A Bíblia não diz quem é
sacerdotes e profetas, juntamente esse homem, mas diz apenas que é
com o povo, rebelavam-se contra um ser humano. As suas caracterís-
Deus, e as consequências eram de- ticas são expostas aqui. Ele será al-
sastrosas. Na história da igreja tam- guém com uma vontade imensa de
bém vemos isso acontecer. A apos- se opor contra Deus. Será extrema-
tasia é um perigo constante, pois é a mente ambicioso “a ponto de se as-
causa de abandono da fé de muitos sentar no santuário de Deus, como se
de dentro da igreja. Mas nesse caso fosse o próprio Deus” (2:4). Mas tam-
específico, a rebelião será mundial bém será segundo a eficácia satâni-
contra toda ordem estabelecida por ca (2:9) a ponto de agir com poder e
Deus e sua autoridade. Você tem fazer sinais e prodígios provenientes
percebido a manifestação explícita da mentira.
contra a forma como Deus estabe-
É interessante notar que não só a
leceu as coisas?
responsabilidade do mal está sobre
b) O Homem da Iniquidade – A o homem da iniquidade, o qual agi-
apostasia dará oportunidade para rá abertamente e sem impedimen-
manifestação do homem da iniqui- to, mas também porque pessoas
dade, o filho da perdição que se ímpias estarão ao seu lado. Serão
revelará: “O qual se levanta contra aqueles que aceitarão seu poder
tudo que se chama Deus ou é obje- demoníaco, fascinados pelos sinais,
to de culto, a ponto de assentar-se prodígios e mentiras. Esses volun-
no santuário de Deus ostentando-se tariamente rejeitam o amor da ver-
como se fosse o próprio Deus” (2:4). dade para serem salvos (2:10). São
Em suas epístolas, (1 Jo 2:18, 22; 4:3 e pessoas induzidas ao erro que dão
2 Jo 7) João se refere ao “anticristo”, crédito à mentira (2:11). Que mundo é
mas Paulo prefere chama-lo de “ho- esse onde os valores são totalmente
mem da iniquidade”. Em II Ts 2:6-7, o invertidos? Por isso, somos adverti-
apóstolo Paulo mostra que o mis- dos a tomar muito cuidado.
tério da iniquidade já opera, e isso
nós já sabemos, basta ver e ouvir 3. A vinda de Cristo para
os noticiários que verificamos toda os santos (1:7-10; 2:13-17)
a maldade humana. Mas diz o texto
que algo sob a ordem divina detém a) Alívio Quando o Céu se Mani-
o homem da iniquidade de se mani- festar (1:7-10)
festar. Mas haverá o dia da sua ma-
nifestação “a quem o Senhor Jesus Paulo declara que será um alívio

51
para os que são atribulados “quan- A expressão “entretanto”, em 2:13,
do do céu se manifestar o Senhor mostra o contrário do que foi apre-
Jesus com os anjos do seu poder” sentado por Paulo quanto aos que
(1:7). Todos contemplarão a sua gló- perecem por terem se deleitado na
ria e ele será admirado e glorifica- injustiça (2:12). Diante de tal realida-
do. É interessante notar que esse de de impiedade, que em muitos
dia será de glorificação do Senhor casos já se vive no dia a dia, Paulo
(1:10) por todos os seus santos, que apela dizendo que devemos sem-
creram. Mas também será um dia pre dar graças a Deus. Precisamos
de vingança contra os pecadores nos lembrar que o Dia do Senhor
ímpios, os quais não desfrutarão da não está tão distante de culminar
sua glória. O que lhes espera será em toda a sua inteireza. O que deve
“chama de fogo, tomando vingança fazer então o cristão? Simplesmente
contra os que não conhecem a Deus ficar firme para não ser enganado.
e contra os que não obedecem ao Diante desse cenário de rebeldia de
evangelho de nosso senhor Jesus” uma sociedade em que se manifes-
(1:8). Será, portanto, um dia de muito tará a apostasia, Paulo orienta que
terror para os que perecem nas tre- é preciso agradecer a Deus pela
vas. Mas não somente isso, a mani- nossa fé em Cristo Jesus. Os que
festação da glória de Cristo será tão sofrerão na vinda de Cristo serão os
profunda, que “estes sofrerão pena- que não creram na verdade e tive-
lidade de eterna destruição, banidos ram suas alegrias na injustiça. Mas
da face do seu Senhor e da glória do nós, diz o texto, “somos amados do
seu poder” (1:9). Mas para os que cre- Senhor e escolhidos por ele desde o
ram será também um dia de glória princípio para a salvação” (v.13) e não
poder participar da glória de Cristo. rejeitamos o seu convite. Diante de
Precisamos parar e pensar: em qual um mundo de incertezas podemos
grupos queremos estar? Para com- ter certeza de que Deus nos ama.
parecer a esse evento escatológi- Apesar das nossas imperfeições,
co não precisamos fazer nada, pois como eram imperfeitos também os
simplesmente todo ser humano es- tessalonicenses, Deus ama a todos
tará lá. Mas para participar das bo- que receberam a justificação no
das do Cordeiro, Cristo precisa estar sangue de Jesus.
no trono do nosso coração hoje. O
Uma atitude de obediência é ob-
nosso agir diário vai demonstrar se
servar as tradições ensinadas pelos
de fato sou eu ou Jesus que está no
antigos. “Assim pois irmãos, perma-
controle da vida.
necei firmes e guardai as tradições
b) Permanecer Firmes (2:13-17) que vos foram ensinadas, seja por
palavras, seja por epístola nossa”

52
(2:13). Aqueles ensinamentos do mos uma série de bênçãos que são
próprio Senhor e dos apóstolos que derramadas sobre nossa vida. E um
nos foram transmitidos precisam desses ensinos é que Cristo vai vol-
ser guardados e cumpridos, pois tar. Quando vivenciamos a expecta-
são segurança para a igreja contra tiva da volta de Cristo, sentimos gra-
a apostasia. É preciso disposição e tidão pela Sua graça em nos fazer
desejo pelo discipulado de Cristo, participantes da vida eterna.
reconhecendo o valor dos ensinos
2. Antes da vinda de Cristo duas
da Palavra de Deus. Esteja, portanto,
coisas vão acontecer. Uma delas
preparado para a volta de Cristo!
é a apostasia, e precisamos estar
atentos para não abandonar a fé,
Conclusão como muitos fizeram no passado.
Outro sinal será a manifestação de
Neste estudo refletimos mais um homem iníquo, que com poder
uma vez sobre o grande Dia do Se- maligno se apossará da adoração
nhor, a volta de Cristo. Mais do que de Deus, e muitos se curvarão a ele.
querer adivinhar ou prever o dia e a Será um período de dores, mas de-
hora, Paulo quer que a igreja esteja vemos estar alertas, e não sucumbir
preparada para viver cada dia o seu ao erro, pois será muito passageiro.
mal. A apostasia aflorará cada vez
mais, e a chegada do homem da 3. Nossa postura hoje deve ser
iniquidade, o anticristo, não deverá de expectativa pela volta de Cristo,
surpreender aqueles que estão fir- sabendo que esse dia para nós será
mes em Cristo. Para muitos esses de grande alívio de todas as tribu-
dias serão de aparente liberdade e lações que passamos. Devemos
libertinagem, mas serão tomados permanecer firmes, embasados na
de grande pavor quando o Senhor Palavra que nos foi transmitida.
chegar, pois se deleitaram na injus-
tiça. Para os santos será um dia de
alívio, pois presenciarão o Senhor Leitura Diária
recebendo toda a glória que Lhe é SEG 2 Tessalonicenses 1:1-12
devida.
TER 2 Tessalonicenses 2:1-12
QUA 1 Coríntios 15:50-58
Para pensar e agir
QUI 2 Tessalonicenses 2:13-16
1. Os ensinamentos do Senhor SEX 1 João 2:15-24
são para serem observados hoje, SÁB 2 Tessalonicenses 3:1-17
pois lá no céu não precisaremos
deles. Quando assim fazemos, obte- DOM 2 Coríntios 5:1-10

53