Você está na página 1de 2

AS DIVERGÊNCIAS DO USO DA LÍNGUA ESTRANGEIRA NO

BRASIL

Dayara Dias Silva


21018246
Enfermagem

No Brasil, grande parte da população tem dificuldade em entender e interpretar


os termos da língua estrangeira que foram adquiridos pela sociedade ao longo
do tempo, em função de aderir um impacto de interesse, porém o uso desses
termos, causam uma confusão sobre o assunto citado, pois a aplicação dessa
linguagem, ocasiona uma má interpretação, sendo assim necessário a
contextualização ou até mesmo a tradução, de acordo com a língua adequada
de cada indivíduo.
Contudo, o uso da língua estrangeira, é vista como duplo sentido, da mesma
maneira que gerar confusão, também é vista como moda e aperfeiçoamento da
atualidade, como elucidou Gonçalves (2011, p. 4) “Que com o acesso à
internet, TV fechada e outros meios de comunicação, o mercado de trabalho
competitivo tende a buscar por aperfeiçoamento, levando os indivíduos a
utilizarem outras línguas, e as palavras próprias de cada profissão passam a
ser usadas no meio familiar e Social, o que com o tempo acaba por estar em
uso ou na moda”.
O Estrangeirismo, é o uso de outros idiomas empregados no vocabulário
brasileiro, Segundo Gonçalves (2011, p. 7),Ele está presente desde a
colonização, com a chegada dos portugueses, e com uma lei do Marquês de
Pombal contra as línguas indígenas”. Visto assim, as muitas dificuldades
impostas, o Deputado Aldo do partido (PCdoB), propôs um projeto, busca
defender e proteger a Língua Portuguesa, essa mesma seria imposta em meio
a comunicação em massa dos brasileiros, em estabelecimentos fechados e até
mesmo para meios de publicidades, assim sendo obrigatório a disponibilidade
da tradução a cada expressão estrangeira.
Portanto, do ponto de vista linguístico, esses termos, não são caracterizados
como negativismo , pois o brasileiro assimila mutuamente as normas impostas
no nosso cotidiano, podendo assim estimular a capacidade de assimilar o
contexto, “A invasão do estrangeirismo não empobrece a língua, mas sim a
enriquece, pois aumenta o léxico. Temos a certeza de que o Brasil sofreu e
sofre influências lexicais e influencia no léxico de outras nações, por meio da
música, da cultura”,assim exemplifica (Gonçalves, 2011,p. 8)

Referências:
GONÇALVES, Claudia Aparecida Ferreira et al. O uso do estrangeirismo na
língua portuguesa. Revela, Lisboa, v. 5, p. 1-32, 2011.

Você também pode gostar