Você está na página 1de 19

Curso Online:

Básico de NR 11
Legislação - NR 11 (Técnica de Transporte, Movimentação, Armazenamento e
Manuseio de Materiais)........................................................................................2

Check-list (manutenção diária)............................................................................4

Aspectos de segurança.......................................................................................6

Operação e movimentação de cargas na área....................................................7

Plataforma de elevação.......................................................................................9

Nivelamento do munck......................................................................................11

Inspeção, utilização de cabos de aço, estropos e critérios para substituição..12

Manutenção de máquina pesada.......................................................................13

Referências bibliográficas..................................................................................16

1
LEGISLAÇÃO - NR 11 (TÉCNICA DE TRANSPORTE, MOVIMENTAÇÃO,
ARMAZENAMENTO E MANUSEIO DE MATERIAIS)

11.1.3. Os equipamentos utilizados na movimentação de materiais, tais como


ascensores, elevadores de carga, guindastes, monta-carga, pontes-rolantes,
talhas, empilhadeiras, guinchos, esteiras-rolantes, transportadores de
diferentes tipos, serão calculados e construídos de maneira que ofereçam as
necessárias garantias de resistência e segurança e conservados em perfeitas
condições de trabalho.

A NR 11 é responsável por estabelecer medidas de segurança para o trabalho


dos funcionários em transporte, armazenamento e manuseio de materiais e
cargas. Aprenda sobre os requisitos da NR 11 através do Curso Online Gratuito
iEstudar.

A capacitação deve ser ministrada por trabalhadores ou profissionais


qualificados para este fim, com supervisão de profissional legalmente
habilitado. O material disponível para o Curso Básico de NR 11 é teórico e
informativo para que o aluno possa reciclar seu conhecimento quanto aos
requisitos da NR 11.

A norma regulamentadora 11 determina todos os requisitos aplicáveis ao


manuseio dos materiais para prevenir possíveis acidentes ou imprevistos. É de
fundamental importância a utilização dos equipamentos de proteção
adequados e em sua totalidade, manutenção e revisão dos equipamentos.

É necessário que a empresa tenha a consciência da necessidade de rever


constantemente as práticas adotadas a atender todos os requisitos impostos
pela NR 11, pois o não atendimento aos requisitos da NR 11, pode gerar
multas aplicadas pelo Ministério do Trabalho.

Podemos interpretar que de acordo com o item 11.1.3 da NR 11 é estabelecido


que os equipamentos utilizados na movimentação de materiais, tais como
ascensores, elevadores de carga, guindastes, monta-carga, pontes-rolantes,
talhas, empilhadeiras, guinchos, esteiras-rolantes, transportadores de
diferentes tipos, serão calculados e construídos de maneira que ofereçam as

2
necessárias garantias de resistência e segurança e conservados em perfeitas
condições de trabalho.

E que de acordo com o item 11.1.6, os operadores de equipamentos de


transporte motorizado deverão ser habilitados e só poderão dirigir se durante o
horário de trabalho portarem um cartão de identificação, com o nome e
fotografia, em lugar visível. Saiba mais. Conheça mais sobre a norma
regulamentadora.

Estude sobre sua importância para o transporte, movimentação, armazenagem


e manuseio de materiais. E conheça o que diz a norma sobre a operação de
elevadores, guindastes, transportes industriais e máquinas transportadoras que
possuam força motriz própria.

Os equipamentos utilizados na movimentação de materiais deve ter sua carga


máxima exposta visivelmente e sinal de aviso sonoro (buzina). Exemplos de
equipamentos: ascensores; elevadores de carga; guindastes; monta-carga;
pontes-rolantes; talhas; empilhadeiras; guinchos; esteiras-rolantes;
transportadores de diferentes tipos.

O transporte Manual de um saco deve ter no máximo 60 metros de distancia e


deve ser feito com uso de tração mecânica. Ao usar pranchas, as mesmas
devem ter largura de 50 centímetros e estarem apoiadas em um vão com no
máximo 1 metro.

A iEstudar se preocupa com o aprendizado do aluno e se preocupa com a


saúde e integridade física do trabalhador. Desta forma apresenta Cursos Livres
básicos sobre as normas regulamentadoras para conhecimento teórico.

A NR 11 é muito importante no que tange a segurança durante a


movimentação, armazenamento e manuseio de materiais, e é de fundamental
importância conhecer-la para que esteja em segurança e dentro dos
parâmetros legais. O conhecimento mitiga acidentes.

O item 2.3.1 da NR 11 nos informaque nos locais do pátio onde for realizada a
movimentação e armazenagem de chapas, devem ser observados os
seguintes critérios: o piso deve ser pavimentado, não ser escorregadio, não ter
saliências, ser nivelado e com resistência suficiente para suportar as cargas
usuais; e que a área de armazenagem de chapas deve ser protegida contra
intempéries.

Esta norma regulamentadora é de fundamental importância para a logística de


transporte e distribuição, dentre outros serviços operacionais que envolve
transporte, armazenamento e manuseio de materiais e cargas, por estabelecer
medidas de segurança para o trabalho dos funcionários.

3
CHECK-LIST (MANUTENÇÃO DIÁRIA)

11.1.6. Os operadores de equipamentos de transporte motorizado deverão ser


habilitados e só poderão dirigir se durante o horário de trabalho portarem um
cartão de identificação, com o nome e fotografia, em lugar visível.

11.1.6.1. O cartão terá a validade de 1 (um) ano, salvo imprevisto, e, para a


revalidação, o empregado deverá passar por exame de saúde completo, por
conta do empregador.

11.1.7. Os equipamentos de transporte motorizados deverão possuir sinal de


advertência sonora (buzina).

11.1.8. Todos os transportadores industriais serão permanentemente


inspecionados e as peças defeituosas, ou que apresentem deficiências,
deverão ser imediatamente substituídas.

11.1.9. Nos locais fechados ou pouco ventilados, a emissão de gases tóxicos,


por máquinas transportadoras, deverá ser controlada para evitar
concentrações, no ambiente de trabalho, acima dos limites permissíveis.

11.1.10. Em locais fechados e sem ventilação, é proibida a utilização de


máquinas transportadoras, movidas a motores de combustão interna, salvo se
providas de dispositivos neutralizadores adequados.

Um check list manutenção preventiva é uma forma comprovada de aumentar a


qualidade e garantir que o trabalho de gestão de manutenção seja realizado
por completo, sem que nenhum ponto fique de fora da revisão periódica. Ter
um checklist de manutenção preventiva com inspeções e reparos regulares
ajudará a manter os principais sistemas e equipamentos em boas condições,
evitando problemas maiores ou reparos caros no futuro.

Para criar um check list manutenção preventiva eficaz, você precisa entender
seu ambiente. Use a estrutura “SWOT” (Pontos Fortes, Pontos Fracos,
Oportunidades e Ameaças) para avaliar rapidamente de onde você está
começando.

4
Exemplo de Check-list para Caminhão Guindauto (Munck):

Somente pessoas com CNH (Carteira Nacional de Habilitação) C, D ou E


podem conduzir um caminhão munck. DESTA FORMA APENAS
OFERECEMOS EM NOSSO SITE UM CONTEÚDO INTRODUTÓRIO
TEÓRICO E ONLINE PARA CONHECIMENTO TEÓRICO.

5
ASPECTOS DE SEGURANÇA

O caminhão munck é uma alternativa indispensável para quem quer ganhar


agilidade em obras com transporte e içamento de cargas. Mas, apenas
indivíduos treinados e com Carteira Nacional de Habilitação – CNH, nas
categorias C, D ou E podem conduzir o munck.

Os caminhões Munck devem transportar, no mínimo, 4 cones de sinalização


para realizar isolamento. Sempre que um caminhão munck estiver em ação o
operador deve-se certificar que a área coberta pelo raio de ação da lança deve
estar livre de obstáculos e livre de trabalhadores. Em caso de operação
próximo à redes elétricas, equipamentos energizados ou valas e escavações é
necessário atenção e cautela a fim de evitar acidentes.

Nunca permaneça sobre a carroceria do munck na área de alcance da lança


enquanto ela estiver em movimento.

Para posicionar a carga sobre a carroceria do caminhão utilize cordas


auxiliares. Nunca transite ou permaneça sob cargas suspensas.

Nunca abandone o caminhão munck com a carga suspensa.

Não arraste cargas. O guincho do Munck não foi fabricado para tracionar e sim
para levantar de forma vertical.

A movimentação do caminhão munck de uma área para outra deve ser feita
com as patolas e sapatas recolhidas e devidamente posicionadas em seu
berço de apoio.

O caminhão munck deve ser equipado com comandos duplos nos dois lados
do veículo.

As inspeções periódicas não podem deixar de ser feitas e devem ser


extremamente minuciosas.

A iEstudar se preocupa com o aprendizado do aluno. A iEstudar se preocupa


com a saúde e integridade física de seus colaboradores.

6
OPERAÇÃO E MOVIMENTAÇÃO DE CARGAS NA ÁREA

O operador do munck além se de preocupar com a sua própria segurança,


precisa também se preocupar com quem está ao seu redor e com quem possa
passar por ele. Por isso é obrigatório sinalizar o local onde o munck será
operado, para evitar que acidentes, por exemplo, caso aconteça da carga
estourar, que não venha a cair sobre uma pessoa que estiver passando pela
rua.

Deve-se sempre verificar a área onde será feita a operação do munck desde
redes elétricas, o espaço e principalmente o solo. As sapatas precisam estar
totalmente abertas todos as vezes que for usar o munck e muito bem
patoladas, pois é preciso ter um terreno plano e firme para o uso, logo, calçar
as sapatas é muito importante. Uma patolagem mal feita pode levar o
caminhão tombar com a carga.

A autoconfiança em excesso pode levar o operador a ser negligente e cometa


erros na operação do munck desencadeando acidentes de trabalho. Mesmo
tendo vasta experiência com operação de muncks e cargas perigosas o
operador precisar ser atento e cuidadoso com seu trabalho. Em um depoimento
de um colaborador da Trucado, ele diz perder um amigo pois por não tomar os
devidos cuidados na operação do munck, acabou encostando o equipamento
em uma rede elétrica, vindo assim a óbito. É preciso tomar muito cuidado, pois
muito das vezes o munck não precisa nem encostar nos cabos de alta tensão
para puxar uma carga elétrica, devido ao material que os munks são feitos.

Cesta aérea: Equipamento veicular destinado à elevação de pessoas para


execução de trabalho em altura, dotado de braço móvel, articulado, telescópico
ou misto, com caçamba ou plataforma, com ou sem isolamento elétrico,
podendo, desde que projetado para este fim, também elevar material por meio
de guincho e de lança complementar (JIB), respeitadas as especificações do
fabricante.

Cesto acoplado: Caçamba ou plataforma acoplada a um guindaste veicular


para elevação de pessoas e execução de trabalho em altura, com ou sem

7
isolamento elétrico, podendo também elevar material de apoio indispensável
para realização do serviço.

Cesto suspenso: Conjunto formado pelo sistema de suspensão e a Caçamba


ou plataforma suspensa por equipamento de guindar que atenda aos requisitos
de segurança deste anexo, para utilização em trabalhos em altura.

Guindaste Veicular: Equipamento hidráulico veicular dotado de braço móvel


articulado, telescópico ou misto destinado a elevar cargas.

Lança auxiliar acoplada à extremidade da lança principal com objetivo de içar


ou sustentar cargas adicionais.

Lança ou braço móvel (vide imagem): Componente articulado, extensível ou


misto, que sustenta e movimenta a caçamba ou plataforma.

Parafuso, porca ou contra-pino:

Imagem: guiatrabalhista.com.br/legislacao

Plano de movimentação de carga (Plano de Rigging): Consiste no


planejamento formalizado de uma movimentação com guindaste móvel ou fixo,
visando a otimização dos recursos aplicados na operação (equipamentos,
acessórios e outros) para se evitar acidentes e perdas de tempo. Ele indica, por
meio do estudo da carga a ser içada, das máquinas disponíveis, dos
acessórios, condições do solo e ação do vento, quais as melhores soluções
para fazer um içamento seguro e eficiente.
8
PLATAFORMA DE ELEVAÇÃO

Utilizado principalmente em usinas elétricas e termoelétricas, bem como usinas


de beneficiamento, grandes obras de infraestrutura, regiões portuárias e muito
mais.

O Cesto Aéreo Suspenso é utilizado em conjunto com equipamento de guindar,


com içamento por cabo através do sistema de suspensão. Pode ser conferido
na portaria 1110 do Ministério do Trabalho.

Os componentes do Cesto Suspenso compreendem os seguintes itens:

• Estrutura

• Piso Antiderrapante

• Portão de abertura interna

• Tubo para engate do cinto de segurança

• Sistema anti-queda

• Olhal de suspensão

• Eslingas

Estas informações, bem como as dimensões e material utilizado, são


especificados no desenho técnico de cada modelo de Cesto Suspenso.
Também atendemos projetos personalizados.

Se considerar que 100% do guindaste e carga máxima podem ser exercidos


em qualquer uma das patolas, a qualquer momento, tem que considerar isto ao
calcular a área a ser prevista para suporte da patola.

9
Para realizar os cálculos necessário precisamos conhecer:

 Peso próprio do Guindaste


 Peso da Carga a ser içada
 Peso dos Acessório de içamento
 Peso da lança

Próxima etapa é conhecer o esforço que a sapata exercerá sobre o solo.

F1*X1 = F2*X2 + F3*X3

Considerando a Carga descarregada em cada sapata neste caso a


compressão vai ocorrer nas duas sapatas dianteiras do guindaste.:

Os momentos definidos pelas cargas são:

F1= Peso do Guindaste

F2 = Peso da Carga + Acessórios de levantamento na pior condição

F3 = Peso da Lança na pior condição

X1= Distancia do CG do guindaste até a Sapata da frente que esta


comprimindo ao solo

X2= Distancia da CG da Carga na pior condição da movimentação ate a sapata


que esta comprimindo o solo

X3= Distancia do CG da Lança ate a sapata que esta comprimindo o solo

F = Força de compressão atuando sobre a sapata

10
NIVELAMENTO DO MUNCK

A possibilidade de nivelar os cilindros das extensões garante que eles


permaneçam sempre perfeitamente alinhados com a lança. A vantagem deste
sistema é uma vida útil mais longa das vedações além de prevenir o
empenamento da haste causado por desalinhamento dos cilindros.

O sistema de alinhamento tipo excêntrico é com dois calços montados na


lateral da haste utilizando colares excêntricos. Através do ajuste individual de
cada colar excêntrico, os técnicos de serviços conseguem realizar ajustes
muito precisos no alinhamento dos cilindros.

O cesto é dotado de um sistema eletrônico/hidráulico, que corrige


automaticamente o nível do cesto.

O equipamento deve possuir sistema de proteção contra sobrecarga, para


garantir a integridade estrutural do guindaste, evitando possíveis quebras
estruturais durante a movimentação de pessoas.

Comando Superior: Rádio Comando (todas as funções necessárias para


operação).

Comando Inferior: Comando hidráulico manual.

Na lança telescópica não é necessário um espaço muito grande para a


extensão, pois a telescopagem é feita com a lança elevada.
Guindastes no modelo Truck Crane reúnem força e agilidade e são produzidos
com tecnologia de ponta, incorporando indicadores e instrumentos mínimos
necessários para operações totalmente seguras. Eles podem ser montados
sobre o chassis de um caminhão ou integrados à um chassis vindo completo
da fábrica, possuindo um sistema de estabilização e nivelamento em relação
ao solo.

11
INSPEÇÃO, UTILIZAÇÃO DE CABOS DE AÇO, ESTROPOS E CRITÉRIOS
PARA SUBSTITUIÇÃO

Os cabos de aço quando em serviço devem ser inspecionados periodicamente,


a fim de que a sua substituição seja determinada sem que o seu estado chegue
a apresentar o perigo de uma ruptura. Em geral, uma inspeção correta
compreende as seguintes observações:

 Número de arames rompidos


 Arames gastos por abrasão
 Corrosão
 Desequilíbrio dos cabos de aço
 Maus tratos e nós

Os estropos de cabo de aço são equipamentos ideais para mover os mais


variados tipos e modelos de carga e possibilitam a realização de diversas
operações logísticas com muita eficiência e proteção aos produtos. Este item é
muito utilizado por empresas que realizam ou dependem do transporte e
elevação de cargas pesadas.

Os estropos de cabo de aço, também conhecidos por eslingas ou laços de


cabo de aço, são formados por um cabo de aço de uma determinada metragem
com um “laço” ou “olhal” nas extremidades, usado para prender o cabo em
diversas aplicações para movimentar cargas. Os estropos de cabo de aço têm
por objetivo prender um determinado objeto e elevá-lo por meio mecânico.
Os estropos de cabo de aço podem ter acabamento polido, galvanizado ou
inoxidável. Nas extremidades, podem ser utilizados alguns acessórios, como
grampos, ganchos, manilhas e esticadores, dependendo do trabalho a ser feito.

A segurança dos trabalhadores e da carga resulta de um cuidado com a


manutenção e conservação correta dos estropos de cabo de aço.

12
MANUTENÇÃO DE MÁQUINA PESADA

Alguns cuidados ajudam na conservação e aumentam a vida útil dos estropos


de cabo de aço: os especialistas recomendam limpar os cabos com escova de
aço e lubrificá-los regularmente e armazená-los em lugar seco e limpo, além de
não dobrar, amassar e arrastar os cabos de aço pelo chão.

Os profissionais que manuseiam maquinário e demais equipamentos,


principalmente de grande porte, precisam ser bem treinados para garantir
sua segurança no ambiente de trabalho e prezar pelos custos das máquinas,
que costumam ser elevados.

Os trabalhadores envolvidos na operação, manutenção, inspeção e demais


intervenções em máquinas e equipamentos devem receber capacitação
providenciada pelo empregador e compatível com suas funções, que aborde os
riscos a que estão expostos e as medidas de proteção existentes e
necessárias, nos termos desta norma, para a prevenção de acidentes e
doenças.

Através da análise visual e dimensional através de instrumentos de medição, a


inspeção é realizada com o intuito de apresentar a real situação física dos
equipamentos e seus componentes, verificando possíveis falhas, deformações,
mal uso, desgastes e demais danos que podem causar falhas que possam
comprometer a segurança nas operações e a disponibilidade do equipamento.

Através de um relatório são apresentados as análises verificadas, assim com


as possíveis manutenções necessárias para o correto funcionamento do
equipamento.

De acordo com os requisitos normativos NR11, NR12 e normas técnicas, a


inspeção dos materiais utilizados nos processos de movimentação de carga
como lingas de corrente, laços de cabos de aço, cintas de
poliéster e acessórios, assim como os equipamentos como talhas, pontes
rolantes, pórticos e guindastes:

Os equipamentos utilizados na movimentação de materiais, tais como


ascensores, elevadores de carga, guindastes, monta-carga, pontes-rolantes,
talhas, empilhadeiras, guinchos, esteiras-rolantes, transportadores de
diferentes tipos, serão calculados e construídos de maneira que ofereçam as

13
necessárias garantias de resistência e segurança e conservados em perfeitas
condições de trabalho (NR 11 – Item 11.1.3);

Especial atenção será dada aos cabos de aço, cordas, correntes, roldanas e
ganchos que deverão ser inspecionados, permanentemente, substituindo-se as
suas partes defeituosas (NR 11 – Item 11.1.3.1);

As máquinas e equipamentos devem ser submetidos à manutenção preventiva


e corretiva, na forma e periodicidade determinada pelo fabricante, conforme as
normas técnicas oficiais nacionais vigentes e, na falta destas, as normas
técnicas internacionais. (NR 12 – Item 12.111);

As manutenções preventivas e corretivas devem ser registradas em livro


próprio, ficha ou sistema informatizado apresentando dados do item (NR 12 –
Item 12.112);

A manutenção, inspeção, reparos, limpeza, ajuste e outras intervenções que se


fizerem necessárias devem ser executadas por profissionais capacitados,
qualificados ou legalmente habilitados, formalmente autorizados pelo
empregador, com as máquinas e equipamentos parados e adoção de
procedimentos (NR 12 – Item 12.113);

Manutenção de máquinas e equipamentos contemplará, quando indicado pelo


fabricante, dentre outros itens, a realização de ensaios não destrutivos – END,
nas estruturas e componentes submetidos a solicitações de força e cuja ruptura
ou desgaste possa ocasionar acidentes (NR 12 – Item 12.114)

De acordo com o item 12.111 da NR12, as máquinas e equipamentos devem


ser submetidos à manutenção preventiva e corretiva, na forma e periodicidade
determinada pelo fabricante, conforme as normas técnicas oficiais nacionais
vigentes e, na falta destas, as normas técnicas internacionais.

14
Agradecemos por escolher a iEstudar.

Blog https://iestudar.com/blog/

Site https://iestudar.com/

15
Referências Bibliográficas

NORMA REGULAMENTADORA 11 - NR 11.TRANSPORTE,


MOVIMENTAÇÃO, ARMAZENAGEM E MANUSEIO DE MATERIAIS.

Disponível em:

http://www.normaslegais.com.br/legislacao/trabalhista/nr/nr11.htm

Fidel Control. 4 fases da construção do check list manutenção preventiva.

Disponível em:

https://fieldcontrol.com.br/blog/processos/check-list-manutencao-preventiva/

Admin. Quais os riscos e cuidados de segurança ao operar o caminhão


Munck?

Disponível em:

https://munckmaq.com.br/2019/07/08/quais-os-riscos-e-cuidados-de-
seguranca-ao-operar-o-caminhao-munck/

Truckado Veículos. SEGURANÇA NO TRABALHO: OPERAÇÃO DE MUNCKS.

Disponível em:

https://trucado.com.br/seguranca-no-trabalho-operacao-de-muncks/

NR-12 – SEGURANÇA NO TRABALHO EM MÁQUINAS E EQUIPAMENTOS


ANEXO XII. EQUIPAMENTOS DE GUINDAR PARA ELEVAÇÃO DE
PESSOAS E REALIZAÇÃO DE TRABALHO EM ALTURA.

Disponível em:

http://www.guiatrabalhista.com.br/legislacao/nr/nr12_anexoXII.htm

16
LUIZ ANTONIO NARESI JUNIOR.CESTO SUSPENSO PARA TRABALHO EM
ALTURAS.

Disponível em:

https://sites.google.com/site/lanjconsultoria/icamento-de-pessoas-por-munck-e-
outros-dispositivo-de-guindar-em-plataforma-cestos

Engenheiro Mecânico PUC-MG. Cálculo da área de “Patolamento de


Guindastes”.

Disponível em:

https://consultoriaengenharia.com.br/seguranca-ocupacional/calculo-da-area-
de-patolamento-de-guindastes/

Truckado Veículos. SISTEMA DE NIVELAMENTO DO CILINDRO DE


EXTENSÃO.

Disponível em:

https://trucado.com.br/sistema-de-nivelamento-do-cilindro-de-extensao/

Betel Belucci Locação. Adequação a nova norma NR-12.

Disponível em:

http://betelnet.com.br/locacao/equipamentos/caminhoes-munck/67-munck-
cesto-aereo-hidraulico

Supernacional.A Tecnologia dos Guindastes Telescópicos.

Disponível em:

https://supernacional.com.br/a-tecnologia-dos-guindastes-telescopicos/

CABOFER Cabbos de Aço. INSPEÇÃO E SUBSTITUIÇÃO DOS CABOS DE


AÇO EM USO.

Disponível em:

17
https://www.cabofercabosdeaco.com.br/inspecao-e-substituicao-dos-cabos-de-
aco-em-uso-9

NEADE. Estropos de cabo de aço.

Disponível em:

https://www.neade.com.br/estropos-cabo-aco

Ius Natura.NR 11 e 12: tudo sobre capacitação do operador de empilhadeira.

Disponível em:

https://iusnatura.com.br/operador-de-empilhadeira/

RIGGING. Inspeção NR 11 – Periodicidade.

Disponível em:

http://www.riggingbrasil.com.br/blog/inspecao-nr-11-periodicidade/

18

Você também pode gostar