Você está na página 1de 3

Aluno(a): _ Nº Turma: Unidade: _

Professor(a): 9ª Ano do Ensino Fundamental II Data: / /

TESTE DE CIÊNCIAS 4º Bimestre Nota:

1. A seleção natural foi o mecanismo apresentado por Charles Darwin para explicar o processo de fixação de
novas características, ao longo do processo evolutivo, entre os organismos vivos. Com base nesse
mecanismo podemos, por exemplo, dizer que:

(A) as girafas possuem um pescoço longo para se alimentar das folhas mais altas das árvores.
(B) mutações que garantem resistência de bactérias a antibióticos já se encontram presentes entre bactérias no
momento da administração de tais antibióticos.
(C) por serem unicelulares, as bactérias são evidências de que a evolução não ocorreu nesses organismos.
(D) a herança de caracteres adquiridos continua explicando parte das características dos organismos vivos.
(E) a descoberta das moléculas de DNA tornou a explicação da evolução através da seleção natural
desnecessária.

2. Abaixo temos um lagarto:

Entre as várias espécies desse lagarto do gênero Cnemidophorus, existem aquelas que são partenogenéticas,
refere-se ao crescimento e desenvolvimento de um embrião sem fertilização. São fêmeas que procriam sem
precisar de machos que as fecundem. Quando comparadas geneticamente com populações biparentais (aquelas
com machos e fêmeas), esperamos encontrar:

(A) maior quantidade de variações nas populações partenogenéticas, porque são mais estáveis.
(B) a mesma quantidade de variação nas duas populações, pois a variação genética independe de cruzamentos.
(C) maiores variações genéticas nas populações biparentais, pois estas possibilitam maior probabilidade de
combinações entre genes.
(D) maiores variações genéticas nas populações partenogenéticas, porque os cruzamentos em populações
biparentais tendem a diluir as variações.
(E) a mesma quantidade de variação genética nas duas populações, pois a taxa de mutação nos genes de
lagartos do mesmo gênero é constante.

3. Uma professora de biologia explicou aos seus alunos que a quantidade de enzima lactase diminui muito ao
longo do desenvolvimento de indivíduos originários de povos orientais, o que impede a degradação efetiva do
açúcar do leite. Uma das alunas comentou que essa diminuição de lactase deveria ser causada pelo tipo de
alimentação característico dos orientais: pobre em leite e seus derivados, assim eles se adaptaram ao tipo de
nutrição. A professora ponderou que a aluna havia expressado uma ideia que correspondia ao pensamento
de:

(A) Lamarck
(B) Darwin
(C) Wallace
(D) Mendel
(E) Morgan

1
4. Leia o texto a abaixo:

O texto pressupõe uma interpretação darwinista ou lamarckista do processo evolutivo?

(A) A interpretação é lamarckista, pois sugere que o animal se modifica para se adaptar às mudanças
ambientais.
(B) A interpretação é lamarckista, pois sugere que o animal se modifica por seleção natural.
(C) A interpretação é Darwinista, pois sugere que o animal se modifica por seleção natural.
(D) A interpretação é Darwinista, pois sugere que o animal se modifica para se adaptar às mudanças ambientais.
(E) A interpretação é Mendeliana, pois sugere que o animal se modifica por seleção natural.

5. Algumas espécies utilizam a capacidade de mudar de cor para se camuflar no ambiente em que vivem,
evitando assim predadores, ou facilitando a caça de presas. Os animais mais conhecidos por utilizar essa
estratégia são os polvos e os camaleões, mas o mecanismo também é de uso comum entre peixes de recifes
de coral e alguns anfíbios e répteis de florestas tropicais.

Essa estratégia que garante vantagem na sobrevivência desses animais é explicada pela ação:

(A) da seleção natural; animais capazes de alterar a cor de sua pele sobrevivem mais que os da sua população
que não conseguem.
(B) da lei do uso e desuso; a cor ambiental provoca no animal mudança para sua adaptação.
(C) da herança dos caracteres adquiridos; esses animais mudam de cor conforme o ambiente e passam aos
descendentes essa capacidade.
(D) da seleção sexual; os machos, sempre mais coloridos que as fêmeas transmitem aos filhotes machos essa
capacidade.
(E) seletiva dos indivíduos da população; animais que se camuflam se acostumam ao meio em que vivem.

6. Um professor de biologia do matriz educação, faz a seguinte pergunta a sua turma: Em Genética, o
entendimento do significado de seus vários conceitos é essencial. Quando dizemos que um alelo é recessivo,
por exemplo, estamos referindo-nos a um alelo que? Marque a alternativa correta para esse questionamento.

(A) somente se expressa em heterozigose.


(B) somente se expressa em homozigose.
(C) que se expressa em homozigose e heterozigose.
(D) que não se expressa.
(E) que inibe a expressão de outros alelos.

7. Assinale a alternativa que indica corretamente a proposição que completa a afirmativa abaixo:

No processo de formação de gametas em animais, denominado gametogênese, uma célula _ dá


origem a células _ , ou seja, com a metade do número de _ da célula-mãe.

(A) haploide - diploide - cromossomos


(B) diploide - haploide - cromossomos
(C) diploide - haploide - núcleos
(D) haploide - diploide – cromatina
(E) haplóide – haplóide – cromatina
2
8. Apesar de não percebermos, algumas serpentes possuem um par de unhas correspondentes aos membros
inferiores como ilustra a imagem a seguir.

Sobre esse assunto, podemos afirmar que esses ossos são úteis no estudo da evolução porque são:

(A) órgãos homólogos


(B) órgãos análogos
(C) órgãos vestigiais
(D) evidências moleculares
(E) evidências que comprovam o fixismo

9. No reino animal existem diferentes tipos de asas: aves têm asas, morcegos têm asas, borboletas têm asas. E
todas essas são feitas para voar! Mas, quando observamos a anatomia de um braço humano e da pata de
um cachorro (que nem de longe são utilizados para voar) podemos perceber que os ossos presentes são os
mesmos da asa do morcego.

Assinale a alternativa que apresenta um par de órgãos análogos e um par de órgãos homólogos respectivamente:

(A) Asa de morcego e braço humano; asa de borboleta e asa de morcego


(B) Braço humano e nadadeira de baleia; asa de morcego e braço humano
(C) Asa de morcego e asa de mosquito; braço humano e pata de cachorro
(D) Pata de cachorro e asa de mosquito; asa de morcego e asa de borboleta
(E) Asa de mosquito e braço humano; asa de morcego e nadadeira de baleia

10. Uma bióloga que vive na amazônia é apaixonada por angiospermas. Ela resolveu fazer mudas retirando
galhos de uma única planta que gostava muito com o objetivo de levar essas mudas para plantar na casa de
seu amigo, que morava na região dos lagos. Depois de alguns meses, quando quase todas as mudas
vingaram, a bióloga ficou intrigada, pois as folhas das plantas próximas à orla da praia eram menores e mais
amareladas quando comparadas às da planta de origem. Sobre essa situação podemos afirmar que as
plantas da casa do filho e a planta de origem:

(A) Apresentam genótipo e fenótipo diferentes


(B) Apresentam genótipo e fenótipo iguais
(C) São clones, mas com genótipos diferentes
(D) Apresentam o mesmo genótipo, mas fenótipos diferentes
(E) São plantas diferentes