Você está na página 1de 3

Universidade Estadual da Paraı́ba

Centro de Ciências e Tecnologia


Departamento de Matemática
Cálculo Diferencial e Integral III
2020.2

2ª Lista de Exercı́cios

Q1. Calcule as seguintes integrais duplas:


ZZ
x
a) dxdy, sendo D = [1, 2] × [0, 1].
D 1 + y2
ZZ
b) xdxdy na região D compreendida entre as curvas y = x2 , y = 0 e x = 1.
D
ZZ
x
c) dxdy, onde D é a região limitada pelas retas y = x, y = 2x, x = 1 e x = 2.
D y

Q2. Esboce a região de integração e troque a ordem de integração em:


Z 1Z x
a) f (x, y)dydx.
0 0
Z 1 Z 2−2y
b) f (x, y)dxdy.
0 y−1

Q3. Em cada caso abaixo, calcule, por integral dupla, a área da região D do plano xy delimitada pelas
curvas indicadas:
a) y = x3 , x + y + 2 e y = 0.
b) x = y 2 + 1 e x + y = 3.
c) y = x2 , x − y = 1, x = 1 e x = −1.
d) x = −y 2 e y = x + 2.

Q4. a) Calcule o volume do sólido W , no primeiro octante, limitado pelo cilindro parabólico z = 4 − x2 e
pelos planos x + y = 2, x = 0, y = 0 e z = 0.
b) Seja V o volume do sólido delimitado pelo cilindro parabólico z = 8 − 2y 2 e pelos planos x = 0, x = 8
e z = 0. Calcule V .

Q5. Use a mudança u = x + y e v = x − y e calcule a integral de f (x, y) = (x + y)2 sin2 (x − y) sobre a


região D : |x| + |y| ≤ π.

Q6. Use coordenadas polares para calcular as seguintes integrais duplas:


ZZ p
a) x2 + y 2 dxdy, sendo D o disco de centro na origem e raio 2.
D
ZZ
b) (x2 + y 2 )2 dxdy, onde D é a região dada por x2 + y 2 ≤ 4, com x ≥ 0.
D

ln(x2 + y 2 )
ZZ
c) 2 + y2
dxdy, sendo D : 1 ≤ x2 + y 2 ≤ e2 , com y ≥ 0.
D x
Z a Z √a2 −x2
2 2
d) e−x −y dxdy.
−a 0
ZZ
1
e) p dxdy, sendo D : 1 ≤ x ≤ 3 e 0 ≤ y ≤ x.
D x + y2
2

1
ZZ
f) (x + y)dxdy, sendo D : x2 + y 2 − 2y ≤ 0.
D

Q7. Seja dada a integral dupla


√ √
ZZ Z 1Z x Z 2Z 2−x2
f (x, y)dxdy = f (x, y)dydx + f (x, y)dydx.
D 0 0 1 0

a) Esboce a região D.
b) Expresse a soma das integrais do segundo membro com uma só integral na qual a ordem de integração
esteja invertida.
c) Calcule a integral dupla para a função f (x, y) = ln(1 + x2 + y 2 ).

Q8. Usando a mundaça de variáveis g(u, v) = (u + v, 2v), calcule


y
4Z +1
2x − y
Z
2
dxdy.
0 y 2
2

Q9. Calcule a área da região no primeiro quadrante, fora da circunferência x2 + y 2 = 4 e dentro da


circunferência x2 + y 2 = 4x.

Q10. Seja a integral iterada


Z 1Z 0 Z y2
I= dzdydx
0 −1 0
.
a) Esboce o sólido W cujo volume é dado pela integral I.
b) Escreva duas outras integraus iteradas que sejam iguais à integral I.

Q11. a) Achar o volume do sólido limitado superiormente pela esfera x2 + y 2 + z 2 = 4, inferiormente pelo
plano xy e laterealmente pelo cilindro x2 + y 2 = 1.
b) Determine o volume do sólido W limitado pelo parabolóide z = 4 − x2 − y 2 e pelo plano xy.

Q12. a) Use integral tripla para encontrar o volume do sólido no primeiro octante, limitado pelos gráficos
das equações y 2 + z 2 = 4, x + y = 2, x = 0, y = 0 e z = 0.
b) Calcule o volume do sólido limitado pelas superfı́cies z = −y, y = x2 − 1 e z = 0.

Q13. Seja W o sólido limitado pelas superfı́cies z + x2 = 4, y + z = 4, y = 0 e z = 0.


a) Esboce W .
b) Calcule, por integral tripla, o volume do sólido W .

Q14. Calcule ZZZ p


x2 + y 2 dV
W

onde W é a região contida dentro do cilindro x2 + y 2 = 4 e entre os planos z = 1 e z = 4.

Q15. Calcule √
Z 2 Z 4−x2 Z 2
√ √ x2 + y 2 dzdydx.
−2 − 4−x2 x2 +y 2

Q16. Encontre o volume do “sorvete de casquinha” D cortado da esfera sólida ρ ≤ 1 pelo cone φ = π4 .

2
Q17. Calcule ZZZ p
x2 + y 2 + z 2 dV
W
p
onde W é limitado inferiormente pelo cone z = 3(x2 + y 2 ) e superiormente pela esfera x2 + y 2 + z 2 = 4.

Q18. Determine o volume do sólido W limitado pelo parabolóide z = x2 + y 2 , pelo cilindro x2 + y 2 = 4 e


pelo plano xy.

Q19. Calcule ZZZ


1
dV,
W x2 + y 2 + z 2
p
sendo W a região interior ao cone z = x2 + y 2 , limitada superiormente pela esfera x2 + y 2 + z 2 = 4 e
inferiormente pela esfera x2 + y 2 + z 2 = 1.

Q20. Expresse a integral √


Z 2Z 4−x2 Z 4p
1 + x2 + y 2 dzdydx
0 0 0

como uma integral tripla em coordenadas cilı́ndricas e calcule a integral obtida.

Você também pode gostar