Você está na página 1de 55

DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 1

DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 2

Índice

Sumário
1 Fundamentos da Medicina Chinesa .................................................................................... 6
1.1 Mecanismos de Ação da Medicina Chinesa: Canais de Energia “Não existe doença sem
causa!” Su Wen 600 a.C. .............................................................................................................. 6
1.2 Taoísmo - O Pensamento Chinês antigo: ................................................................................... 6
● ....................................................................................................................................................... 6
1.3 Leis da Dualidade Interna (YIN X YANG) .................................................................................... 8
1.3.1 Lei da oposição e interdependência: ...................................................................................................... 8
1.3.2 Lei do crescimento e decrescimento: ..................................................................................................... 8
1.3.3 Lei da inter-transformação ou transformação mútua ............................................................................ 9

2 – Definição dos 5 Elementos e dos 5 Órgãos Internos ....................................................... 11


2.1 Elemento água – relação direta com o RIM ............................................................................. 11
2.2 Fogo - relação direta com o CORAÇÃO .................................................................................... 11
2.3 Madeira (relação direta com o FÍGADO) .................................................................................. 11
2.4 Metal (relação direta com o PULMÃO) .................................................................................... 12
2.5 Terra (relação direta com o BAÇO) .......................................................................................... 12
2.6 Tabela dos 5 elementos – 5 órgãos ......................................................................................... 13
3 DEFINIÇÃO E FUNÇÕES DOS 3 TESOUROS: ENERGIA, ESSÊNCIA E ESPÍRITO ........................ 14
3.1 CONCEITO DE ENERGIA – QI - 氣 ................................................................................................. 14
3.1.1 AS CINCO FUNÇÕES DA ENERGIA- QI .................................................................................................... 14

3.2 CONCEITO DE ESPÍRITO (SHEN) 神 ............................................................................... 15


3.3 CONCEITO DE ESSÊNCIA - JING 精 ........................................................................................... 16
4 FUNÇÕES DOS ÓRGÃOS INTERNOS ................................................................................... 17
4.1- O CORAÇÃO – XIN ..................................................................................................................... 17
4.1.1 O Coração é responsável pela força que impulsiona o sangue. ............................................................ 17
4.1.2 Tem o controla das atividades mentais. ............................................................................................... 18
4.1.3 O suor como o Fluido do Coração. ........................................................................................................ 18
4.1.4 Controla a língua e a fala do paciente. O canal do coração segue até a ponta da língua. ................ 18
4.1.5 O coração é responsável pelo yang (calor) do corpo inteiro. ............................................................... 19
4.1.6 Está relacionado ao elemento fogo: ..................................................................................................... 19

4.2 FUNÇÕES DO PULMÃO (FEI) ................................................................................................... 19


4.2.1 Controla a energia do todo o corpo, através do ar. .............................................................................. 19
4.2.2 Comanda a descendência e dispersão do ar. ........................................................................................ 20
4.2.3 O Pulmão é responsável pela formação de “zong qi” (energia torácica). ............................................. 20
4.2.4 Regular o fluido do corpo, limpar o ar inspirado e manter o fluxo da energia para baixo. .................. 20
4.2.5 Ajudar a manter o metabolismo da água. ............................................................................................ 21
4.2.6 Sua abertura é o nariz. .......................................................................................................................... 21
4.2.7 Órgão que conduz à laringe .................................................................................................................. 22
4.2.8 Está relacionado ao elemento metal .................................................................................................... 22

4.3 FUNÇÕES DO BAÇO (PI) .......................................................................................................... 22


DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 3

4.3.1 É o responsável pelos pensamentos. .................................................................................................... 23


4.3.2 Função: transportar, distribuir e transformar a água e o alimento ...................................................... 23
4.3.3 O baço é a fonte de produção de energia e sangue, para todo o corpo. .................................. 23
4.3.4 A função do Baço de promover o metabolismo da água ...................................................................... 24
4.3.5 Manter o sangue circulando dentro dos vasos ..................................................................................... 24
4.3.6 Controla os músculos e nutre os membros .......................................................................................... 24
4.3.7 Manifesta-se nos lábios. ....................................................................................................................... 25
4.3.8 Função de enviar essência do alimento para cima para o pulmão e fixar os órgãos internos em suas
localizações originais ............................................................................................................................................. 25
4.3.9 Está relacionado ao elemento TERRA ................................................................................................... 25

4.4 FUNÇÕES DO FÍGADO – (GAN) ............................................................................................... 26


4.4.1 Controlar o humor. ............................................................................................................................... 27
4.4.2 Contribuir com a digestão. .................................................................................................................... 27
4.4.3 Armazenar e regular o sangue. ............................................................................................................. 28
4.4.4 É o responsável pela força dos tendões, unhas e olhos........................................................................ 28
4.4.5 Controla a sensibilidade e a raiva. ........................................................................................................ 29
4.4.6 Elemento: VENTO.................................................................................................................................. 29

4.5 FUNÇÕES DO RIM - (SHEN) ..................................................................................................... 29


4.5.1 Responsável pelo medo - Rim ............................................................................................................... 29
4.5.2 O qi do rim é produzido pela essência vital do rim. .............................................................................. 30
4.5.3 Armazena a essência – fertilidade. ....................................................................................................... 31
4.5.4 Regular o metabolismo da água. .......................................................................................................... 31
4.5.5 É responsável pela força dos ossos e da medula. ................................................................................. 31
4.5.6 Produz a medula óssea e espinhal. ....................................................................................................... 32
4.5.7 Produção da essência para os cabelos. ................................................................................................. 32
4.5.8 Controla a função dos ouvidos. ............................................................................................................ 32
4.5.9 Consolidação da energia do rim............................................................................................................ 33
4.5.10 Elemento: água ..................................................................................................................................... 33

5 As três estratégias do Diagnóstico ................................................................................... 34


5.1 1ª Estratégia do Diagnóstico: Conhecer os Fundamentos da Medicina Chinesa ........................ 34
5.2 2ª Estratégia do Diagnóstico: Interrogatórios de Ouro ............................................................. 34
5.2.1 Realizar os 2 interrogatórios de ouro. .................................................................................................. 34
5.3 3ª Estratégia do Diagnóstico: Identificar a causa da doença - a síndrome ................................. 40
6 Tratamento ..................................................................................................................... 41
6.1 1ª etapa do tratamento: Tui na - pressão com o polegar e rotação nos pontos...................... 41
6.2 2ª etapa do tratamento: Dietética Chinesa ............................................................................. 44
6.3 3ª etapa do tratamento: Qi Gong............................................................................................ 51
6.4 4ª etapa do tratamento: orientação emocional e mudança de hábitos .................................... 52
6.5 Resultado final ....................................................................................................................... 53
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 4

AGRADECIMENTO,
A presença de cada estagiário ao longo de 20 anos, e a confiança de
milhares de pacientes. Sem vocês nada seria possível.

Acredito que o limite entre o possível e o impossível é proporcional ao nosso


nível de conhecimento.

Minha eterna gratidão.


Raquel.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 5

Introdução

Conheça agora o manual do Diagnóstico e saiba o motivo da

Medicina Chinesa crescer tanto em todo o planeta, com mais de


200 000 artigos científicos publicados é uma Medicina com

combate às doenças físicas, mentais e emocionais!

Verá com os princípios teóricos abaixo, como a sua prática clínica pode evoluir,
pois conhecerá o caminho para identificar a causa das doenças e como orientar
o seu paciente com maior precisão!
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 6

1 Fundamentos da Medicina Chinesa

1.1 Mecanismos de Ação da Medicina Chinesa: Canais de


Energia
“Não existe doença sem causa!” Su Wen 600 a.C.

De acordo com os princípios teóricos e práticos da Medicina Chinesa, toda a


função da matéria depende da energia, pois a energia está em constante
processo de materialização formando toda a estrutura do ser humano e
mantendo as funções internas em harmonia.

Toda a energia e sangue que circulam pelo organismo fluem através de um


sistema de canais e colaterais.

Em linhas gerais, os canais são profundos e se ligam internamente aos órgãos,


às vísceras, às glândulas, ao cérebro e a todos os tecidos em função constante
para manter a vida.

Toda a energia e sangue que circulam pelo organismo fluem através de um


sistema de canais e colaterais.

O esquema abaixo apresenta os canais de órgãos e vísceras interligados.

Os canais da mão ( coração, pulmão e intestino grosso) se unem aos canais


do pé para manter as funções (baço, rim e fígado).

Canal do Fígado
Canal do Baço
Canal do Estômago

Canal do Coração
1.2 Taoísmo - O Pensamento Chinês antigo:

Canal do Pulmão
Começou por volta do século de XXI a.C., atingindo o seu ápice no período
compreendido entre 500 e 221 a.C.
Canal do Intestino Grosso
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 7

Veja os horários de maior funcionamento de cada órgão e analise os sinais e


sintomas de seu paciente.

Exemplo clínico: paciente com queixas pela manhã: enjoo e falta de apetite-
Desarmonias de baço e estômago (7-9h estômago).

Pulmão Intestino Grosso Estômago

3 – 5h 5 – 7h 7 – 9h

Fígado Baço

1 – 3h 9 – 11h

Coração
Vesícula Biliar
11 – 13h
23 – 1h

Intestino
Triplo Aquecedor
Delgado
21 – 23h
13 – 15h

Pericárdio Rim Bexiga

19 – 21h 17 – 19h 15 – 17h

_______________________________________________________________

Filosofia da Medicina Chinesa


DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 8

O taoísmo é o princípio filosófico, que estuda a origem das forças que mantém a
vida na natureza e no interior do ser humano.

O desenvolvimento do “Tao” é o equilíbrio


interno, o alcance da serenidade. Mas, esta
força criadora, originou em yin e yang, para
que haja desenvolvimento e transformação. A
falta de equilíbrio entre essas duas forças,
geram as “100 enfermidades”.

1.3 Leis da Dualidade Interna (YIN X


YANG)

As Leis que dominam as funções do corpo

Yin X Yang (aceleração e recolhimento)

Todas as funções internas do seu paciente: mente, emoção e físico dependem


dos 2 movimentos apresentados abaixo: um que acelera, outro que acalma (Yang
X Yin).

1.3.1 Lei da oposição e interdependência:

● Existe uma relação de dependência mútua entre o Yin e o Yang. Um


aspecto não existe sem o outro, um tem o outro em sua constituição.
● Um não pode manter-se por si mesmo sem a existência do outro.
● Sem calor não existe frio e sem frio não existe calor.

1.3.2 Lei do crescimento e decrescimento:

● O crescimento do Yang consiste no decrescimento do Yin e vice – versa.


● “A dependência entre Yin e Yang é o princípio da existência da energia
no corpo e no universo.”
● “Os aspectos opostos são divididos em dois pela existência do
crescimento e decrescimento, mas fazem parte DE UM SÓ.”
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 9

Capítulo 5 ,Plain Question

1.3.3 Lei da inter-transformação ou transformação mútua

● A inter transformação é o que gera o movimento, sem esta inter


transformação não há vida. Caso não haja inter transformação gera
estagnação e inicia o processo de dezenas de doenças e reduz--se a
imunidade.
● Quando o Yin e o Yang desenvolvem-se até certo estágio, o Yang se
transforma em Yin e o Yin se transforma em Yang.

Características principais do yin e yang


DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 10

Todos os órgãos internos possuem estes


2 movimentos: para a cabeça e para os
pés.

Doenças por calor: quando o movimento para o alto é maior do que o movimento
para baixo surgem as doenças de “calor interno”: insônia, hipertensão arterial,
ansiedade extrema, enxaqueca e centenas de outras!

Yang Yin

Doenças por frio: quando o movimento para baixo é maior do que o para cima,
surgem as doenças de “frio interno”: impotência sexual, incontinência urinária,
infertilidade, depressão, e centenas de outras.

Yang Yin

Existem LEIS INTERNAS que dominam a relação entre estas 2 forças e os 5


órgãos também são divididos em calor e frio, ou seja, yin X yang.

Os princípios da Medicina Chinesa apresentam que a função do órgão é o yang,


e a matéria está ligada ao yin, compreendo as funções de cada órgão você
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 11

poderá elevar o yin ou yang no corpo e coordenará qualquer função que existe.
Este é o princípio de tratamento das enfermidades e da manutenção de uma vida
plena.

2 – Definição dos 5 Elementos e dos 5 Órgãos Internos

Neste item você verá quem domina todas as funções internas, os 5 órgãos
internos e as suas manifestações.

2.1 Elemento água – relação direta com o RIM

Elemento natural que representa o máximo do Yin, portanto


que tende ao baixo, ao não movimento, ao escuro e a
quietude, mas apesar de sua posição é capaz de dominar os
mais Yang.

2.2 Fogo - relação direta com o CORAÇÃO

Elemento natural que representa o Yang supremo, com


movimento ascendente, que gera calor, tem caráter
insubstancial. Que tende a excitação e a transformação de
tudo que existe.

2.3 Madeira (relação direta com o FÍGADO)

Elemento que representa o período de transição do Yin e do


Yang, mas sem ser tão frio como o Yin máximo, nem tão quente
e consumidor como o Yang máximo, que tende ao alto, a luz,
mas sem chegar a ser insubstancial, seu caráter substancial
depende do Yin e gosta de expandir-se livremente.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 12

2.4 Metal (relação direta com o PULMÃO)

Elemento natural que tende a frialdade, a escuridão e a


profundidade, como a água, mas sem chegar a ser tão fluida
como esta, tende ao repouso, mas é mais pesado e denso
que a água, é o único elemento da natureza, que pela ação
do fogo pode tomar características líquidas.

2.5 Terra (relação direta com o BAÇO)

As mudanças dos movimentos acontecem em função de


um eixo central que servia de base para todos os
processos Yin e Yang.

Os 5 elementos são os responsáveis pelas funções dos 5 órgãos internos. Com


esta informação você compreenderá toda a saúde e toda a forma que o seu
paciente adoece.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 13

As 100 enfermidades iniciam a partir da desordem de duas leis:

1ª lei da saúde/ doença: as setas do círculo maior que vai para a direita: um
órgão mantém as funções do seguinte, as funções de um interferem
diretamente nas funções do outro:

fígado -> coração

coração -> baço

baço -> pulmão

pulmão -> rim

2ª lei da saúde/ doença: as setas internas em formato de estrela: um órgão


controla reduzindo a função acelerada do outro, mantendo a saúde interna:
fígado -> baço

Baço -> rim

Rim -> coração

Coração -> pulmão

Desta forma quando os 5 funcionam em harmonia a vida é longa e a imunidade


forte.

2.6 Tabela dos 5 elementos – 5 órgãos


Veja abaixo quem comanda todas as funções internas:

Lubrificação
nasal
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 14

3 DEFINIÇÃO E FUNÇÕES DOS 3 TESOUROS:


ENERGIA, ESSÊNCIA E ESPÍRITO

De acordo com o Clássico da Medicina Interna, Su Wen 600ª.C. : é impossível


trabalhar com a Medicina Chinesa sem conhecer os 3 tesouros do homem:
energia, essência e espírito.

Os 3 tesouros formam todas as 100 FUNÇÕES INTERNAS, e quando estão


fracos produzem as 100 DOENÇAS! Portanto: muita atenção. A) Conceito de
Qi 氣 Força que mantém a adesão e o eterno movimento dos cosmos, fornece
e facilita a criação de tudo que existe.

3.1 CONCEITO DE ENERGIA – QI - 氣


É o movimento que impulsiona o sangue e todas as funções das estruturas
internas: glândulas na produção de hormônios, neurônios e metabolismo.

A energia exerce suas funções dentro de cada órgão através do sistema de


canais, mapeados pela medicina chinesa há 4000 anos, esta é a base de toda
sua ação e pesquisas científicas.

3.1.1 AS CINCO FUNÇÕES DA ENERGIA- QI

1ª função - proteger o corpo dos agentes externos. “Quando a energia anti


patógena se encontra dentro do corpo fortemente estabelecida, a energia
patógena não pode penetrar.

Quando a energia patógena penetra é porque a energia de defesa está


insuficiente”. Estes conceitos expostos nos fortalecem o critério de que o nível de
adaptabilidade do organismo humano, às mudanças climáticas bruscas, agentes
infecciosos, etc... Dependerá do nível de energia que se possui, pois a energia é
quem se encarrega de proteger e manter a saúde.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 15

2ª função: aquecer o corpo, a energia é responsável pela temperatura corporal,


caso esteja fraca a sensação de frio eleva-se. A energia esquenta e mantém a
temperatura do corpo humano. O corpo humano deve manter uma temperatura
média.

A energia tem a função de regular a temperatura corporal, diante das variações


das temperaturas externas. Caso esta função da energia não se realiza
corretamente, as 4 extremidades não irão esquentar e haverá aversão ao frio.

3ª função: fixar os líquidos e o sangue nos vasos, mantém o controle dos líquidos
corporais e de suas excreções. A energia e suas diferentes manifestações
mantém o controle dos fluídos corporais. (Ying Qi- energia nutritiva) é
encarregada de manter a normal circulação poros, controla a sudorese. É a
energia do Rim que controla a micção urinária e a ejaculação. Caso a função de
controle do Qi sobre os fluídos corporais falhe haverão sintomas como: polaciúria,
enurese, sudorese profusa, esperma torreia, hemorragia uterina, melena,
epistaxe, etc..

4ª função: transformar a matéria em energia, e a energia em emoções e


pensamentos. É a energia quem dirige todo o metabolismo e transformação do
organismo. As mudanças só ocorrem devido ao movimento da energia, este
movimento é o metabolismo da essência, Qi, sangue e fluidos corporais nas suas
conversões mútuas.

5ª função: impulsionar a circulação de toda a estrutura que se move no


organismo. Comanda a circulação de sangue e todos os fluídos corporais (Jin
Ye), fazendo chegar a todas as partes do corpo humano, o que estabelece o ritmo
de funcionamento dos órgãos e vísceras, quando a energia falha nesta função,
os órgãos hipofuncionam e aparece estagnação de sangue, extinção de líquidos
corporais , umidade e edema.

3.2 CONCEITO DE ESPÍRITO (SHEN) 神


● O espírito é a expressão da atividade do sistema nervoso, dos órgãos e
vísceras (Zang Fu), dos canais e colaterais, do sangue, da energia, da
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 16

essência e dos líquidos corporais. Em seu consultório, analise como o


paciente se apresenta, cada gesto e atitude são expressões das funções
internas.
● Junto com a essência a energia forma a base da existência humana, seu
nascimento e desenvolvimento.
● “Quando o Jing (essência) do homem e da mulher se unem, dão lugar a
um novo (espírito) Shen.”

3.3 CONCEITO DE ESSÊNCIA - JING 精


● A essência, armazenada no rim, é o tesouro responsável pela fertilidade
de seu paciente, memória, capacidade de manter o feto, desejo sexual
e a capacidade de envelhecer sem doenças crônicas.
● “O Rim é a base do Jing antes do nascimento (útero), mas também nos
diz: O Baço e o estômago são a base do Jing após o nascimento.
● Baço e estômago funcionando de maneira harmônica iremos garantir a
qualidade da captação das essências dos alimentos e dos líquidos.
Favorecendo assim o bom crescimento e desenvolvimento do ser
humano desde o seu nascimento.”
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 17

4 FUNÇÕES DOS ÓRGÃOS INTERNOS

Neste item você verá a base do adoecimento e da saúde de seu paciente. Verá
revelações que mostram como um osso enfraquece, como surge um nódulo, ou
um quadro de depressão. O princípio da saúde e das desarmonias têm base nas
funções dos órgãos internos.

De acordo com a medicina chinesa os órgãos têm funções distintas da medicina


ocidental, as funções são baseadas no princípio energético. Portanto atenção
plena, analise cada função e descobrirá vários conceitos que modificarão
completamente a sua prática clínica. Verá como surge cada emoção positiva e
negativa, as decisões e alterações em cada estrutura física, iniciando doenças
como: asma, insônia, dores, aborto espontâneo, doenças autoimunes, entre
outras...

4.1- O CORAÇÃO – XIN

O sangue do Coração significa o sangue controlado pelo coração. O qi (energia)


do Coração significa a função do coração.

De acordo com a Medicina Chinesa, as


principais funções fisiológicas do Coração são
as seguintes:

É o responsável pela ALEGRIA. Tem a função


de controlar a circulação do sangue: O sangue
e seus vasos.

4.1.1 O Coração é responsável pela força que impulsiona o sangue.

Somente quando a energia do Coração é suficiente, o Coração pode manter a


força normal, a frequência e o ritmo.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 18

Por exemplo: um pulso vazio mostra uma insuficiência da energia do coração;


um pulso fraco mostra uma deficiência do sangue do coração; um pulso
irregular e intermitente mostra estagnação do sangue do coração.

4.1.2 Tem o controla das atividades mentais.

Para a Medicina Chinesa todas as atividades nervosas superiores tais como as


mentais, da consciência e do raciocínio, resultam principalmente das funções
do coração e baço. Se o Coração funciona normalmente ao controlar as
atividades mentais, a pessoa será cheia de vigor, e terá uma consciência
saudável e atividades mentais sadias.

Quando há alguma alteração com a função de ancorar o shen, então


anormalidades serão vistas, tais como: insanidade por distúrbio mental,
palpitação, insônia e sono perturbado por sonhos devido a uma insuficiência
do sangue do coração.

4.1.3 O suor como o Fluido do Coração.

O suor vem do fluido do corpo. O fluido do corpo é o componente mais


importante do sangue. A circulação do sangue é controlada pelo coração. “O
Sangue e suor têm a mesma fonte” e o “Suor é o fluido do coração”. O suor
profuso prejudicará o yang do coração, resultando numa perda
“perigosamente excessiva” do fluido.

4.1.4 Controla a língua e a fala do paciente. O canal do coração segue


até a ponta da língua.
“O Coração tem sua abertura específica na língua”, “a língua é o broto do
coração”; O canal do coração tem colaterais que ascendem e ligam-se com a
língua”;

“O Coração tem sua manifestação exterior na face ou compleição”;


A face é rica em vasos sanguíneos e sua cor pode mostrar como funciona o
coração. Portanto, na MTC, as condições do Coração e do sangue são
muitas vezes aprendidas observando-se a língua e a face.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 19

Exemplo: Quando o Coração desenvolve bem a sua função e quando o


sangue é abundante, a face será vermelha e brilhante. Quando o sangue do
Coração é insuficiente, a face será pálida, a língua será pálida e branca.
Quando há uma estagnação do sangue do coração, a face será cianótica.

4.1.5 O coração é responsável pelo yang (calor) do corpo inteiro.

O aquecimento do Rim para iniciar todos os processos energéticos a partir da


essência (TESOURO-Jing) é responsabilidade do Coração.

4.1.6 Está relacionado ao elemento fogo:

Alimento vermelho, sabor amargo, vasos, alegria, imaterial, língua, face,


aquecer, espírito, shen.)

4.2 FUNÇÕES DO PULMÃO (FEI)

Está conectado com a laringe através dos bronquíolos, os brônquios e a traqueia,


a sua abertura é no nariz. A MTC usualmente divide o pulmão em: yin do pulmão
(as estruturas materiais do Pulmão); Qi do Pulmão (as funções fisiológicas do
Pulmão); na literatura da MTC, os termos “o yang do Pulmão” e “o sangue do
Pulmão” são raramente utilizados. As principais funções fisiológicas do Pulmão
são as seguintes:

4.2.1 Controla a energia do todo o corpo, através do ar.

É o responsável pela TRISTEZA!


DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 20

O Pulmão controla a energia de todo organismo, através da respiração. Esta


função é mostrada de duas maneiras: encarregar-se da captação do ar;
descende a energia para todo o corpo;

4.2.2 Comanda a descendência e dispersão do ar.

O Pulmão executa a função da respiração. É o órgão principal para troca do


ar entre o interior e o exterior do corpo. O corpo humano toma ar fresco
(oxigênio) e expele gás poluído (dióxido de carbono) pela função respiratória
do Pulmão, e em assim fazendo mantém o metabolismo do corpo humano
funcionando suavemente. Se as funções do Pulmão forem anormais, ocorrerão
desordens do sistema respiratório com sinais e sintomas como tosse,
respiração asmática e dificuldade de respiração.

4.2.3 O Pulmão é responsável pela formação de “zong qi” (energia


torácica).

O ar fresco inalado pelo pulmão e essência de alimento misturam-se e


acumulam-se no tórax para formar a energia do tórax, responsável pelas
funções cardiorrespiratórias. O Zong Qi (energia torácica) sai da laringe,
promovendo assim as atividades respiratórias do Pulmão. Ela se espalha para
todas as partes do corpo por meio dos Canais do Coração, aquecendo assim
os órgãos-Zang, órgãos-Fu e tecidos, e mantendo as atividades fisiológicas
normais.

Se esta função do Pulmão for anormal, a formação de zong qi (subir e descer


e entrar ou sair) do mecanismo do qi de todo o corpo serão afetados e
manifestados como respiração curta, voz baixa, cansaço, lassitude, etc.

4.2.4 Regular o fluido do corpo, limpar o ar inspirado e manter o fluxo


da energia para baixo.

O livro Clássico de Acupuntura diz, “Se o Jiao Superior (porção superior da


cavidade do corpo) funciona bem, ela pode: ativar o fluxo do qi, a essência do
alimento e o fluido do corpo, nutrir a pele e todo o corpo, umedecer e fazer
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 21

brilhar os cabelos, assim como a chuva e o orvalho umedecem as primeiras


colheitas.”

Função de “limpar o ar inspirado” e manter o fluxo para baixo.

O Pulmão está dentro do tórax, localizando-se no Jiao Superior, é normal que


o seu qi desça, se o qi do Pulmão falha em descer, aparecerá tosse, respiração
asmática e sensação de opressão no tórax.

4.2.5 Ajudar a manter o metabolismo da água.

A função do Pulmão de descer está associada com o metabolismo da água.


Este órgão tem a capacidade de fazer com que a água no Jiao Superior desça
para o Rim e Bexiga.

“O Pulmão tem a função de desobstruir as passagens de água.” Se houver


alguma alteração com esta função, a disseminação e descarga de água serão
perturbadas, o que resulta em disúria, edema e retenção de muco. Dispersar
e descer.

As duas funções do Pulmão de dispersar e descer são dois componentes que


se opõem, todavia complementam.

4.2.6 Sua abertura é o nariz.

Ativa a energia defensiva para a pele (energia protetora - Wei Qi). Controla a
superfície da pele desta forma tornar-se úmida e brilhante.

A pele e os músculos tornam-se firmes a capacidade de lutar contra os


exógenos adequada.

Uma deficiência de Qi do Pulmão acarreta em energia defensiva não


consolidada, cujas manifestações são: suor espontâneo, assim como estar
suscetível a um resfriado comum devido à uma inabilidade em lutar contra
fatores patogênicos externos.

O nariz é a porta de entrada do Pulmão através do qual o ar entra e sai. Suas


funções de ventilação e olfação são dependentes principalmente da ação do
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 22

qi do Pulmão. O movimento livre do qi do Pulmão mantém a respiração


desobstruída.

O nariz é a passagem através da qual os patógenos invadem o Pulmão, porque


ele é a abertura do Pulmão. Esta é a razão pela qual fatores patogênicos febris
epidêmicos sempre atacam o Pulmão através do nariz.

4.2.7 Órgão que conduz à laringe

O Pulmão está diretamente exposto ao ar externo. Como resultado ele está


aberto ao ataque de fator patogênico externo.

“O Pulmão é um órgão delicado, vulnerável ao ataque de influências externas.”


a laringe não é somente parte do trato respiratório, mas um órgão fônico,
através do qual passam os canais do pulmão. Assim sua ventilação e fonação
relacionam-se diretamente com o Pulmão. Uma suficiência do qi do Pulmão
produz uma voz alta; uma deficiência torna a voz baixa.

4.2.8 Está relacionado ao elemento metal

(clima-secura, tecido-pele, tristeza, descender, espírito Po-corpo físico,


picante, branco).

4.3 FUNÇÕES DO BAÇO (PI)

De acordo com a MTC o Baço está posicionado no Jiao Médio (a porção média
da cavidade do corpo) e é o órgão principal do sistema digestivo. O Baço é
dividido em: yin do Baço (suas estruturas materiais) e o yang do Baço.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 23

4.3.1 É o responsável pelos pensamentos.

As preocupações excessivas lesam o Baço. Transportar, distribuir e


transformar os nutrientes.

4.3.2 Função: transportar, distribuir e transformar a água e o alimento

Para a MTC o alimento é digerido pelo Estômago e o Baço, segue e através do


piloro é enviado para baixo para o Intestino Delgado, para submeter-se ao
processo de “diferenciar a substância pura da impura”.

A parte pura (a essência do alimento) é absorvida pelo Baço e transportado


para todas as partes do corpo de maneira que os cinco órgãos, seis órgãos,
membros, ossos, cabelos e tendões sejam nutridos.

4.3.3 O baço é a fonte de produção de energia e sangue, para todo o


corpo.

A água e o alimento não são simplesmente a fonte principal de nutrientes que


o ser humano necessita para manter suas atividades vitais após o nascimento,
mas também a base material para produzir energia e sangue.

É o Baço que transporta, distribui e transforma os nutrientes. Uma disfunção


do Baço em transportar, distribuir e transformar os nutrientes causará
anorexia, indigestão, distensão epigástrica, fezes soltas, lassitude, perda de
peso e outras doenças devido à deficiência tanto de qi como de sangue.

O Baço ajuda a absorver e transportar água. A anormalidade desta função


induzirá todo tipo de doença resultante de retenção de água, como por
exemplo: edema e diarreia.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 24

4.3.4 A função do Baço de promover o metabolismo da água

O baço realiza de forma simultânea ao transporte, distribuição e transformação


dos nutrientes.

Estas duas funções estão associadas se influenciando mutuamente. Uma


desordem em determinada função induzirá uma anormalidade na outra.
Portanto, uma patologia poderá originar outras

4.3.5 Manter o sangue circulando dentro dos vasos

O Baço tem a função de controlar todo o sangue do corpo e mantê-lo


circulando normalmente dentro dos vasos sanguíneos. Se ele perder sua
função por causa de uma deficiência de seu qi, o sangue não fluirá
normalmente dentro dos vasos sanguíneos, mas extravasará deles.

Neste caso além de alguns sinais e sintomas devidos a uma deficiência do qi


do Baço, ocorrerão certas espécies de hemorragias crônicas tais como sangue
nas fezes, sangramento uterino e outras. Ao tratar esses distúrbios, o Baço
deve ser revigorado, o qi deve ser controlado.

4.3.6 Controla os músculos e nutre os membros

O Baço é responsável pelo transporte, distribuição e transformação da


essência do alimento para todo o organismo. Desta forma os músculos serão
bem desenvolvidos e fortes. Os membros tem força para mover-se, porque
recebem abundância de nutrientes.

Se o Baço hipofuncionar: os músculos serão finos, os membros frouxos ou


muito fracos para funcionar, porque eles não podem receber os nutrientes
necessários.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 25

4.3.7 Manifesta-se nos lábios.

“O Baço tem sua abertura do corpo na boca.” Ele tem suas manifestações
exteriores nos lábios.” O qi forte e vigoroso do Baço resulta em bom apetite,
sabor normal, lábios vermelhos e brilhantes.

Uma disfunção do Baço em transportar, distribuir e transformar os nutrientes


leva a pouco apetite, sabor insípido e lábios sem vida pálidos ou amarelados.
Um distúrbio do Baço por fatores de umidade patogênica também resulta num
gosto pegajoso e doce na boca. Qi do Baço. A tendência do qi do Baço é
ascendente.

4.3.8 Função de enviar essência do alimento para cima para o pulmão e


fixar os órgãos internos em suas localizações originais
Se o qi do Baço não vai para cima, mas para baixo causará: diarreia,
prolapso do reto e do útero e ptose de outros órgãos internos ocorrerão.

O Baço tem também a característica fisiológica de gostar da secura, mas odeia


a umidade. Portanto, uma disfunção do Baço no transporte e transformação
devido a uma deficiência da energia do Baço, provavelmente produzirá
umidade, enquanto a umidade excessiva mais provavelmente causará
distúrbio no Baço.

Nota: Da fisiologia e patologia do Baço referidas acima, pode ser visto que a
teoria do Baço na MTC está associada com a maioria das funções do sistema
digestivo.

4.3.9 Está relacionado ao elemento TERRA

(controla os músculos, cor do alimento amarelo, doce, ascender, espírito Yi,


sustentar os órgãos e vísceras, lábios, saliva).

A preocupação e/ ou pensamento estão relacionados a sua função.


DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 26

4.4 FUNÇÕES DO FÍGADO – (GAN)

O fígado coordena os tendões, os olhos, a sensibilidade e o


humor.

As alterações deste órgão podem geram fibromialgia,


depressão e ou Parkinson. Está relacionado à doenças ligadas à digestão e ao
rim, pois caso esteja afetado com o tempo lesará o rim.

Liberar o fluxo de todas as emoções e do sangue - Fígado .

Função: Regular o Fluxo da Energia Vital e do Sangue.

DRENAGEM E DISPERSÃO. Médicos antigos acreditavam que a madeira ou


uma árvore tendiam a espalhar-se livremente, assim faziam o Fígado,
corresponder a este elemento. É por isto que o Fígado está classificado como
“madeira” nos cinco elementos. A função do Fígado de promover movimento
e o livre do qi é mostrado nos seguintes aspectos:
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 27

4.4.1 Controlar o humor.

A MTC coloca que as atividades mentais dos seres humanos são controladas
pelo Coração e tem relação com a função do Fígado través da função de
regular o fluxo da energia vital e do sangue.

Quando esta função do Fígado é normal o corpo humano coordenará bem suas
atividades mentais e morais, o que é indicado pela felicidade, “estar em paz”,
estando apto à razão e à sensibilidade.

Quando o Fígado não executa bem esta função, o corpo humano falhará em
coordenar suas atividades mentais e morais. Isto é indicado pelo
embotamento, ansiedade, depressão, eructação, lamentação, distensão e
sensação de enchimento no tórax e hipocôndrio. Quando o Fígado executa
esta função em excesso, estarão presentes estados de excitação tais como
inquietude da mental, tontura, uma sensação de distensão da cabeça, dor de
cabeça, insônia e sono perturbado por sonhos.

4.4.2 Contribuir com a digestão.

A função do Fígado de regular o fluxo da energia vital e do sangue, ajuda o


Baço a mandar a essência do alimento e água para cima e o Estômago a
mandar o conteúdo de alimento para baixo e contribui com a secreção da bile.

Desta forma a função da digestão e assimilação é mantida normal. Caso esta


função do Fígado seja ineficaz: a energia que ascende através do Baço e o
que descende do Estômago serão afetados.

A excreção da bile também ficará obstruída. Isto resulta em sinais e sintomas


de anormalidade na função digestiva, como por exemplo, apetite fraco,
indigestão, eructação, vômito de fluido azedo ou distensão do abdômen e
diarreia.

A disfunção do Fígado em promover o movimento livre do qi e a estase do


sangue devido à estagnação do qi leva a dor em pontada no seio e
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 28

hipocôndrios, ainda, massa no abdômen com forma fixa e dor localizada,


tumor, e possivelmente menstruação anormal, dismenorreia e amenorreia nas
mulheres.

4.4.3 Armazenar e regular o sangue.

O Fígado tem a função de armazenar sangue e regular sua quantidade.


Quando o corpo humano está num estado de descanso ou sono, necessita de
menos sangue, e a maioria do sangue fica armazenado no Fígado. Mas quando
está executando esforço físico ou trabalhando, a quantidade de sangue tem
que ser aumentada.

O Fígado expelirá o sangue que acumulou, satisfazendo a necessidade das


atividades do corpo

4.4.4 É o responsável pela força dos tendões, unhas e olhos.

A condição do Fígado determina as condições dos tendões. Os tendões


dependem de nutrientes do sangue do Fígado para realizar suas funções.

A má nutrição dos tendões proveniente de deficiência do sangue do Fígado


pode trazer dormência das extremidades, lentidão dos movimentos articulares,
espasmo dos tendões e tremores das mãos e pés.

“O Fígado tem sua abertura de corpo específica nos olhos.” O sentido visual
dos olhos depende principalmente dos nutrientes do sangue do Fígado para
funcionar bem. O Canal do Fígado sobe para o sistema da visão. Portanto, está
refletido nos olhos se a função do Fígado é normal.

Exemplo: a deficiência de sangue do Fígado pode levar a visão nublada ou a


cegueira noturna; a deficiência do yin do Fígado provoca olhos secos, a olhos
vermelhos, inflamados e inchados; “as lágrimas são o fluido do Fígado.

” O Canal do Fígado segue através dos hipocôndrios, o abdômen inferior e as


genitálias, as doenças que ocorrem nestes órgãos devem ser tratadas com
uma análise geral dos sinais e sintomas do Fígado.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 29

4.4.5 Controla a sensibilidade e a raiva.

O fígado é o responsável pela harmonia entre todas as emoções. Esta


harmonia ocorre quando o paciente que sabe o que sente, e respeita cada
emoção.

Quando isto não ocorre começa a repressão de energia e com o tempo a


repressão do sangue, gerando nódulos, cistos e miomas. Um dos caminhos
mais comuns para o adoecimento.

4.4.6 Elemento: VENTO

Enfermidades de vento interno: tremores e tontura.

(primavera, verde, tendões, raiva, espírito Hun, azedo, liberar o qi para todos
os lados).

4.5 FUNÇÕES DO RIM - (SHEN)

Este órgão coordena os ossos, a longevidade e a


fertilidade. É o principal órgão da longevidade e do
cérebro. Mantém as funções de todos os órgãos internos e a imunidade. As
doenças de rim têm tendência a serem crônicas e devem ser logo tradadas
como: aborto espontâneo, memória fraca e hipotireoidismo.

4.5.1 Responsável pelo medo - Rim

Este órgão é o responsável pelo medo, quando o rim enfraquece muito surge
o Pânico, mesmo que os exames estejam
normais (pode ser a energia do rim).
Quando o coração está acelerado
apresentando ansiedade extrema o
paciente pode iniciar um processo de
muito medo , pois não recebe a nutrição
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 30

devida do canal do coração. Comunicação fundamental para evitar as “100


doenças”!

4.5.2 O qi do rim é produzido pela essência vital do rim.

As seguintes são as funções principais do Rim: armazenar a essência vital. a


essência vital armazenada no Rim é dividida em dois tipos Essência vital
congênita (energia vital).

”Pré celestial” herdada dos pais, e enriquecida e fortalecida pela essência


adquirida do alimento. A Essência vital pode ser transformada em energia. A
energia transformada da Essência vital, a partir do Rim é conhecido como o qi
do Rim, que é a base material sobre a qual cresce o corpo humano, se
desenvolve e reproduz.

Exemplo: os dentes de leite são substituídos por dentes permanentes e os


cabelos crescem mais compridos quando as crianças têm 7 ou 8 anos. Isto é
porque o qi de seu rim se torna mais rico.

Quando atingem a idade da puberdade, é quando a energia do Rim está mais


rica.

Esta substância não somente promove o desenvolvimento do esperma nos


meninos, mas também os óvulos e a menstruação nas meninas. A função
sexual é aperfeiçoada gradualmente até que, a capacidade de reproduzir está
totalmente desenvolvida.

Na idade avançada, o qi do Rim torna-se mais enfraquecido, o que faz com


que as funções sexuais e a capacidade reprodutiva desapareçam

É por isto que a MTC frequentemente utiliza o método de reforçar o Rim para
tratar desordens tais como desenvolvimento lento, senilidade prematura,
PERDA DA AUDIÇÃO (o Rim se abre nos ouvidos) - FORTALECENDO A
ENERGIA DOS RINS “abre-se a boa audição”
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 31

A baixa contagem de esperma nos homens, e ciclo menstrual atrasado ou


amenorreia, esterilidade primária nas mulheres também são funções do Rim.

4.5.3 Armazena a essência – fertilidade.

O rim armazena a essência ancestral e a adquirida pelo baço. A essência vital


adquirida é também conhecida como essência vital dos cinco órgãos - Zang e
seis órgãos-Fu”.

É derivada da essência do alimento.

Portanto, a riqueza ou não da Essência vital armazenada no Rim está


relacionada às funções de cada órgão e víscera.

“Quando as doenças de todas as outros órgãos são muito intensas,


certamente elas envolvem o rim.” Assim, no tratamento clínico de doenças
crônicas e deficiência severa do Coração, do Fígado, do Baço e do Pulmão, o
que sempre deve ser considerado é a inclusão do tratamento do Rim.

4.5.4 Regular o metabolismo da água.

Regular o metabolismo da água é função do Rim, que regula a circulação da


água e ajuda a manter o equilíbrio de fluido no corpo. O metabolismo da água
do corpo humano tem dois aspectos.

Todos estes recaem principalmente sobre a função do Rim de regular o


metabolismo da água.

Deficiência do Rim: ejaculação precoce, infertilidade, incontinência urinária.

4.5.5 É responsável pela força dos ossos e da medula.

O Rim armazena a Essência vital, que pode ser transformada em medula


óssea. A medula óssea armazenada na cavidade dos ossos nutre-os. Isto é
conhecido como “a condição do Rim determinando as condições dos ossos”,
e “o Rim promovendo a formação da medula óssea”. A cavidade dos ossos
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 32

está cheia de medula óssea se a Essência vital armazenada no Rim for


suficiente. Os ossos são sólidos e fortes se estiverem plenamente nutridos pela
medula óssea.

4.5.6 Produz a medula óssea e espinhal.

Caso a Essência vital do Rim for insuficiente- a medula óssea será fraca. Uma
insuficiência de medula óssea não pode nutrir os ossos plenamente. Um osso
mal nutrido é mole e fraco, ou mesmo mal desenvolvido e, em bebês, o
fechamento tardio da fontanela e ossos moles e fracos resultam muitas
vezes de uma deficiência da Essência vital do Rim.

Os dentes também são nutridos pela Essência vital do Rim, o que é conhecido
como “os dentes são o excesso dos ossos”. De acordo com a MTC desordens
como: dentes que crescem vagarosamente nas crianças, dentes frouxos ou
perda de dentes mais cedo nos adultos são manifestações de uma deficiência
da Essência vital do Rim.

4.5.7 Produção da essência para os cabelos.

Os nutrientes do cabelo vêm do sangue, seu mecanismo vital origina-se do


Rim. Como o Rim armazena a Essência vital, esta se transforma em sangue.

O forte estado da saúde e a suficiente Essência vital, formam cabelos fortes e


brilhantes.

A maioria das pessoas que têm cabelos ralos ou enfraquecidos e/ou perda de
cabelos devido a doenças crônicas.

4.5.8 Controla a função dos ouvidos.

O sentido da audição dos ouvidos é determinado pela nutrição da Essência


vital do Rim. Essência vital suficiente promove boa audição. Se for
insuficiente resulta em tinido e hipoacusia (perde gradativa da audição).

Os dois yin(s) significam as partes íntimas anteriores e posteriores. A parte


íntima inclui a uretra e os genitais. Embora a urina seja armazenada e eliminada
pela Bexiga, este processo não pode ser realizado sem a função do Rim, que
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 33

regula o metabolismo da água. (*) Função reprodutiva. (**) A parte posterior


íntima refere-se ao ânus.

4.5.9 Consolidação da energia do rim.

O qi do Rim não estando consolidado pode resultar em fezes soltas por um


período longo ou defecação espontânea ao comer. Suplemento - Portão Vital
É o livro Clássico sobre Problemas Médicos que fala, pela primeira vez, dos
portões vitais como um órgão interno.

De acordo com a fisiologia e patologia do Rim expostas, podemos concluir que


o Rim para a Medicina Chinesa é responsável pelas funções dos: sistema
urinário, sistema reprodutivo, parte do sistema endócrino e do sistema
nervoso.

4.5.10 Elemento: água

Enfermidades: edemas e frio,

(ossos, salgado, medula, espírito Zhi, medo, preto, dentes, ouvido, esperma).

O medo está relacionado a sua função.


DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 34

5 As três estratégias do Diagnóstico

5.1 1ª Estratégia do Diagnóstico: Conhecer os Fundamentos


da Medicina Chinesa

Conhecer os fundamentos da medicina chinesa:

Parte 1 do manual do Diagnóstico: os 6 pilares da saúde e da doença:

● Taoísmo;
● Teoria do yin e yang;
● Mecanismo de ação do corpo: canais;
● Teoria dos 5 elementos- órgãos internos;
● Formação e função dos 3 tesouros:
● Energia;
● Essência;
● Espírito;

5.2 2ª Estratégia do Diagnóstico: Interrogatórios de Ouro

5.2.1 Realizar os 2 interrogatórios de ouro.

1° Interrogatório de ouro

Aqui você colocará em ordem cronológica todas as enfermidades do seu


paciente e logo depois fará:

O histórico da queixa principal são 7 perguntas.

Aqui é o principal momento para se identificar a causa das enfermidades, e é


exatamente onde muitos profissionais erram.

Muito importante:

Siga na aula 3, apresentarei um exemplo do Diagnóstico de um paciente que


tratei com 7 enfermidades diferentes.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 35

Siga mantendo com rigidez esta ordem:

Histórico da queixa principal

1ª PERGUNTA: De todas as suas queixas, qual te incomoda mais


atualmente?

2ª PERGUNTA: Quando iniciou? Tempo de evolução.

3ª PERGUNTA: Associa a algum fato o início da queixa principal.

4ª PERGUNTA: Frequência da queixa, qual é o horário que mais incomoda.


Começa a queixa e se mantém o dia inteiro, ou só pela manhã? (muito
importante- definirá a intensidade da circulação).

5ª PERGUNTA: Qual característica do sintoma: tem queimação (se for dor),


irradia?

Ou é pressão no peito... todo relato do paciente é FUNDAMENTAL, pois


trabalhamos com canais e compreendemos sensações subjetivas.

6ª PERGUNTA: O que piora e o que melhora a queixa?

7ª PERGUNTA: Sintomas associados a queixa principal.

2° Interrogatório de ouro

9 passos do Interrogatório DE OURO.

Não existe Medicina Chinesa, sem o conhecimento preciso de cada um desses


passos.

Atenção plena!

1°) Frio calor - análise das sensações de seu paciente

A sensação de calor e frio mostrará a intensidade de energia de seu


paciente. Quando fraca ele será friorento, quando acelerada, será
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 36

calorento...e estas sensações irão mostrar a tendência a determinadas


enfermidades.

2°) Suor - analisar: suor espontâneo, ausência do suor ou sudorese profusa.

Exemplo de alterações: suor espontâneo deficiência da energia.

Anidrose: não suar será deficiência de sangue.

3°) Sede e fome - analisar: anorexia, fome com polifagia (come muito), ou
tem fome , mas come pouco -fome sem poilifagia.

Ter vontade de beber água mostra uma boa absorção dos líquidos.

A ausência de sede é um sintoma de deficiência da energia do Baço.

A fome é um ótimo sinal de saúde, para ocorrer uma boa formação de


sangue é fundamental que haja apetite normal.

A ausência de fome é um sintoma de deficiência da energia do Baço.

4°) Micção e evacuação

O normal é não urinar à noite (nenhuma vez). Quando o paciente tem nicturia
(urinar à noite), é um sintoma de deficiência da energia do Rim.

5°) Sono – Insônia e sonolência

Para a Medicina Chinesa é uma desarmonia principalmente da energia do


Coração, devido ao trabalho mental excessivo. Já que o “Coração controla
a mente!”

Definição de acordo com os critérios da Medicina Chinesa:

Insônia é a dificuldade para dormir ou sono intranquilo; ou quando dorme


acorda com facilidade e tem dificuldade para conciliar novamente o sono.
Nos casos mais graves a pessoa não dorme durante a noite toda. Os sonhos
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 37

excessivos ou pesadelos são considerados sintomas que formam parte do


quadro de insônia para Medicina Tradicional Chinesa

6°) Emoção: análise da emoção predominante

Existe uma frase importante nos textos clássicos: Ling Shu, 600 a.C.:

“As 100 enfermidades vêm das emoções desordenadas!” A capacidade de


emocionar-se é inerente ao ser humano, quando existe uma desordem
intensa das emoções afetará os órgãos internos.

“Quem dirige a mente é o coração.


As lembranças da mente são chamadas pensamento
Ao direcionamento do pensamento denomina-se intenção, vontade.
Por causa da vontade o homem raciocina.
Ao raciocínio profundo, denomina-se reflexão.
Da reflexão nasce a sabedoria”.
LING SHU NO CAPÍTULO FUNDAMENTO DO ESPÍRITO, 600 A.C.

7°) Função sexual e ginecológica

Caso seja mulher verificar se houve algum aborto espontâneo (deficiência


do rim) ou muita dificuldade para engravidar.

Para o homem, espermatozoide defeituoso e impotência sexual.

E para ambos os sexos verificar redução da libido mantida.

8°) Análise do Pulso

O mais importante no primeiro passo da análise do pulso é diferenciar:

Velocidade (frequência cardíaca).

● Abaixo de 60 bpm - doenças por frio (depressão, incontinência


urinária, apatia).
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 38

● Acima de 80 bpm- doenças por calor (insônia, taquicardia,


enxaqueca).
● Próximo à 72- pulsação normal.

Defina e anote!!

Palpação: artéria radial.

Colocar suavemente os 3 dedos bilateralmente

9°) Análise da Língua

A língua é um microssistema. É um mapa de todos os órgãos internos.

ANÁLISE DA LÍNGUA, é importante que você defina:


DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 39

● Vitalidade - normal ou sem vitalidade.


● Cor (vermelha clara- normal; vermelha forte- calor interno/aceleração
da circulação; pálida – deficiência de sangue ou de yang).
● Forma - fina, inchada, longa, curta ou normal.
● Movimento – normal ou trêmula.

Mapa da língua:

Língua do paciente tratado – 3ª aula

Enfermidades tratadas: depressão, dor de cabeça, tonteira, gastrite, insônia,


taquicardia e síndrome do pânico.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 40

5.3 3ª Estratégia do Diagnóstico: Identificar a causa da doença


- a síndrome

Identificar a causa da doença: a síndrome

Aqui está o momento mais importante de sua anamnese, quando você define
a síndrome sabe com clareza qual é a causa de 1, 2 ou 10 enfermidades
crônicas.

Síndrome é o desequilíbrio energético funcional de seu paciente. Não


identificada pela medicina ocidental, é uma diferenciação específica da
medicina chinesa e o ponto mais importante de qualquer tratamento.

Exemplo: Deficiência de energia do baço (síndrome), pode causar


enfermidades como: dor de cabeça, obesidade, depressão e ou asma crônica.

No caso do paciente tratado na aula 3 , foram identificadas 3 síndromes que


causaram as 7 enfermidades crônicas.

Síndromes em ordem: estagnação da energia do fígado (1ª), causou a


deficiência da energia do baço (2ª), que afetou o coração, levando à (3ª)
síndrome desarmonia coração e rim- Doenças causas por este quadro clínico-
depressão, tonteira, gastrite, arritmia, gastrite, insônia e síndrome do pânico.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 41

6 Tratamento

6.1 1ª etapa do tratamento: Tui na - pressão com o polegar e


rotação nos pontos

a) B18 – circular a energia do fígado.


Princípio terapêutico circular a
estagnação do fígado.

Tratou a estagnação da energia do fígado-


pressão e rotação com o polegar- 2
minutos a cada semana.

Indicação do ponto: gastrite, tonteira,

dor de cabeça e depressão.

b) B20 - tonificação do baço. Princípio


terapêutico- tonificar o baço.

Tratou a deficiência da energia do baço-


pressão e rotação com o polegar- 2
minutos a cada semana.

Indicação do ponto: Indicado para as 7


enfermidades: depressão, tonteira,
gastrite, insônia, dor de cabeça e crise

de pânico, devido à formação de energia e


sangue.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 42

c) F14- ponto “alarme” do fígado.

Localização: 6° espaço intercostal, a 4 tsun (cun) da linha média


– bilateral.

Liberou a circulação do fígado – tratando a estagnação - pressão e rotação


com o polegar- 2 minutos a cada semana.

Indicação do ponto- depressão, gastrite, dor de cabeça e tonteira.

Veja a unidade de medicina da medicina chinesa ( 1 tsun = 1 polegar-


articulação).

Localização: 6° espaço intercostal, a 4 tsun da linha média – bilateral.


DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 43

• Paciente da Aula 1 – alteração do ponto F14 .


Paciente com depressão por estagnação do Fígado.

● Alteração do ponto, após a realização do tui na (pressão com o


polegar), alteração que comprova a estagnação do órgão.

Em quadros clínicos mais crônicos o paciente poderá apresentar edema


após a manipulação do ponto.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 44

d) C3 - ponto do canal do coração.


Indicação –

Harmoniza a função do coração


(previne e trata cardiopatias).

Reduziu a aceleração do coração – tratou


a insônia, a ansiedade e o pânico.

Indicação do ponto: pânico, taquicardia e


insônia.

6.2 2ª etapa do tratamento: Dietética Chinesa

O paciente avaliado na aula 3 possui deficiência da energia do baço e rim, e


estagnação do fígado. Seguem as orientações que foram passadas para ele:

Tratamento dietética chinesa: Tonificar a energia do Baço e Rim.

Orientações alimentares: Recomendações para manter o bom estado


energético do Baço, este é o órgão que forma sangue de acordo com a
Medicina Chinesa. Portanto é fundamental para a IMUNIDADE, e aqui é o início
de dezenas de enfermidades

Recomendações para manter o bom estado energético do Baço.

● Consumir alimentos da época e local


● Evitar alimentos de natureza fria
● Reduzir em 70% o volume de refeição noturna
● Evitar líquidos frios durante as refeições maiores
● Evitar consumir alimentos muito processados
● Evitar o excesso de condimentos nas preparações culinárias
● Evitar alimentar-se quando estiver tenso, irritado, nervoso,
preocupado, ansioso
● Mastigar muito bem os alimentos
● Evitar jejum prolongado
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 45

● Evitar excesso de doces, confeitos, biscoitos recheados


● Evitar excesso de leite e derivados

Alimentos que são tônicos do baço e circulam o fígado:

Objetivo 1 – estimular a circulação do fígado, tratar a depressão e a 1ª causa


básica do conjunto de enfermidades.

Objetivo 2 – tonificar baço para a formação da essência adquirida, desta


forma fortalecendo o rim e tratando a síndrome do pânico.

Tonificando baço e rim foram tratadas as síndromes mais importantes e as


síndromes que foram a 2ª causa das 7 enfermidades.

Como a dietética trata?

Veja abaixo, um dos grandes tesouros da medicina chinesa. Veja o canal


que cada alimento penetra, desta forma saberá como a dietética é
fundamental ao tratamento de enfermidades crônicas.

Verá que muitas vezes um alimento tem 2 sabores, e quando você pensa
que ele é salgado na verdade o sabor é doce.

A nutrição dos órgãos é realizada por cada sabor:

● Salgado-tonifica o rim
● Amargo- tonifica o coração
● Doce - tonifica o baço
● Azedo - tonifica o fígado
● Picante - tonifica o pulmão

Alimentos orientados ao paciente, tônicos do baço.


DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 46

FEIJÃO-AZUKI vigna angularis

● Sabor: doce
● Natureza: neutra
● Canais que penetra: baço, IG e ID.
● Função: fortalece o baço e detém a diarreia, é diurético e anti-
inflamatório, dispersa o calor, acalma a sede, elimina infecções, drena
as mamas e elimina as estagnações do sangue.
● Indicações: edemas, neuropatias periféricas, disúria, diarreias,
mastite, erisipela, icterícia, hipogalactia, carbúnculo intestinal,
hemorroidas e enterorragia.
● Contraindicações: como é um alimento que tonifica o Qi e ao mesmo
tempo tem função diurética, devemos ter precaução em pacientes com
deficiência de Yin.

ERVILHA pisum sativum

● Sabor: doce
● Natureza: neutra
● Canais que penetra: baço e estômago.
● Função: fortalece o baço e harmoniza o estômago, detém a sede e
ajuda na formação de Jin Ye, tem função laxante e favorece a diurese
e detém a diarreia. Indicações: diabetes, estados de debilidade geral
por deficiência de Qi (energia) e Xue (sangue), vômitos e diarreia
provocados por calor de verão e umidade hipogalactia.
● Contraindicações: não referidas.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 47

BETERRABA Beta Vulgaris

● Sabor: doce
● Natureza: morna
● Canais que penetra: baço e estômago.
● Função: tonifica o Qi do Jiao médio, fortalece o sangue, drena o
fígado e a VB, é um tônico geral. É um protetor do sistema
cardiovascular.
● Indicações: enterorragia, hemorroida, úlceras na pele, artrite
reumatoide, bronquite crônica, tosse e anemia.
● Contraindicações: em paciente com deficiência de Yang de baço e
estômago deve evitar-se o consumo ou ingerir-se com alho ou
gengibre.

ABÓBORA Curcúrbita Pepovar

● Sabor: doce
● Natureza: morna.
● Canais que penetra: baço e estômago.
● Função: umedece o pulmão, tonifica o Qi, tonifica o baço e harmoniza
o estômago.
● Indicações: anorexia, desnutrição, emagrecimento e fadiga fácil,
sintomas provocados pela deficiência de baço e estômago. Úlceras
em membros inferiores, tosse por deficiência de pulmão e prolapso
uterino.
● Contraindicações: pessoas com síndrome de acúmulo de umidade
calor deve evitar seu consumo.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 48

BATATA DOCE Ipomoea Batatas

● Sabor: o tubérculo e as folhas: doce


● Natureza: o tubérculo: neutra as folhas: fresca.
● Canais que penetra: o tubérculo: baço, estômago e IG. As folhas:
pulmão, Ig e bexiga.
● Função: o tubérculo tonifica o Qi fortalece o baço e estômago, nutre
o Yin do rim, forma Jin Ye (líquidos corporais) e favorece o trânsito
intestinal. As folhas umedecem o pulmão, harmoniza o estômago e
favorece a diurese.
● Indicações: o tubérculo constipação, fadiga fácil, distensão
abdominal. As folhas beneficiam cegueira noturna, tosse por calor no
pulmão. De acordo com estudos atuais, a batata doce tem função
profilática para o câncer de mamas e cólon. De acordo com pesquisas
realizadas no Japão com 40 hortaliças, observou-se uma forte função
anticancerígena em 20 delas, sendo a mais anticancerígena a bata
doce fervida com 98.7% de resposta.
● Contraindicações: pessoas idosas com debilidade de estômago
devem ingeri-la em pequenas quantidades, do contrário pode provoca
distensão abdominal e azia.

INHAME-SELVAGEM (inhame branco, taioba de são tomé)


colocasia esculenta
● Sabor: doce e picante.
● Natureza: neutra
● Canais que penetra: estômago e IG.
● Função: fortalece o baço e estômago, desfaz massas.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 49

● Indicações: anorexia e fadiga por debilidade de baço e estômago,


dispepsia e anemia.
● Contraindicações: nas dores gástricas por acúmulo de alimento e
nas síndromes de acúmulo de umidade calor deve-se evitar seu uso.

COUVE Brassica Oleracea

● Sabor: doce, picante e amargo.


● Natureza: morna.
● Canais que penetra: baço e estômago.
● Função: favorece a digestão e faz descer o Qi.
● Indicações: tosse, dor abdominal, úlceras gástricas e duodenais,
dores articulares, insônia e pesadelos frequentes.
● Contraindicações: não referidas.

MEL

● Sabor: doce
● Natureza: neutro
● Canais que penetra: baço, pulmão e IG.
● Função: nutre o Yin, umedece a secura e acalma a tosse; lubrifica os
intestinos, tonifica o Qi, fortalece o baço e o estômago, acalma a dor
e elimina a toxicidade.
● Indicações: trata a tosse seca, a secura na garganta, constipação,
dor abdominal e dispepsia por debilidade de baço e estômago ou
deficiência de Yin de estômago: estados neurastênicos, insônia,
palpitação, cardiopatia isquêmica, debilidade geral; é recomendada
para o tratamento de quaisquer doenças crônicas como hepatite,
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 50

hipertensão, cardiopatia e anemia. Recomenda-se de 20 a 30 gramas


ao dia.
● Contraindicações: não se recomenda o consumo excessivo. Não se
deve combinar o mel com camarão.

AÇÚCAR MASCAVO

● Sabor: doce
● Natureza: morna
● Canais que penetra: baço, estômago e fígado.
● Função: Tonifica o baço e o Qi, nutre o sangue, harmoniza o fígado,
favorece a digestão, ativa a circulação do sangue e elimina as
estagnações.
● Indicações: Dor abdominal e náuseas por debilidade de baço e
estômago, menstruação irregular por deficiência do sangue, dor
abdominal pós-parto, amenorreia e gripe por vento frio.
● Contraindicações: O consumo excessivo de açúcar debilita os
dentes, favorece o acúmulo de umidade, lesa o baço levando à
distensão abdominal e anorexia. Pacientes com deficiência de baço,
acúmulo de fleuma e umidade, umidade calor, diabetes, obesidade e
hipertensão devem controlar o consumo de açúcar.

OVO DE GALINHA

● Sabor: doce
● Natureza: neutra.
● Canais que penetra: pulmão, fígado e baço.
● Função: tonifica o Qi e nutre o sangue, dispersa o calor, acalma o
espírito, nutre o Yin e controla o vento interno; tonifica os cinco Zang.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 51

● Indicações: debilidade pós-parto, ameaça de aborto, trata doenças


por calor com tremores dos membros, irritabilidade, tosse por secura
em pulmão.
● Contraindicações: o ovo não deve ser ingerido em grande
quantidade, porque pode ocorrer obstrução na circulação do Qi
provocar o acúmulo de umidade e fleuma e provocar indigestão.

6.3 3ª etapa do tratamento: Qi Gong

Exercícios terapêuticos chineses – qi gong

Execução dos exercícios de Qi Gong (exercícios chineses),

Definição de Qi Gong:

O Qi Gong é uma “pedra preciosa” do tesouro da Medicina Tradicional


Chinesa, trata e previne enfermidades crônicas.

Na China, tem sido um método tradicional de manter a boa saúde, tendo sido
praticado há milhares de anos com excelentes resultados.

O Qi Gong serve para fortalecer o Jing (Essência), Qi (Energia) e o Shen


(Espírito)...

Este é o exercício para fortalecer o Rim, orientado ao paciente com síndrome


do pânico- aula 3 – MASTERCLASS.

Exercício 1: Realizar 3 x ao dia para tonificar o Rim e tratar a síndrome do


pânico.

Objetivo terapêutico: tonificar a energia do rim e tratar o pânico.

Link: https://www.youtube.com/watch?v=x2ZP_Poj_5M

Exercício 2: Orientação ao paciente – realizar 1 x ao dia.

Objetivo terapêutico: fortalecer a circulação interna e acalmar a mente, tratar


a depressão a ansiedade e a insônia.

Exercício 2:
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 52

Link: https://youtu.be/H7X-krlFaTM

6.4 4ª etapa do tratamento: orientação emocional e mudança


de hábitos

Cada órgão produz uma emoção, você já viu que esta é uma das informações
mais preciosas da medicina chinesa. Portanto para o bom resultado do
tratamento foi fundamental compreender todas as emoções reprimidas, e
orientar com calma e critério a liberação de cada uma, a cada semana.

O paciente entrou em contato com a tristeza, foi “se abrindo” a cada semana,
liberou desta forma a lei interna: “a tristeza combate a frustração”. Após a
liberação foi liberada a alegria e a mente foi acalmando.

Com as leis das emoções seguidas passo a passo, podemos tratar o paciente
com orientações precisas e realmente eliminar o processo da doença! Siga:

A tristeza freia a raiva; a iniciativa freia a mente e acalma; o bom raciocínio freia
o medo; o medo na medida certa sem elevar-se mantém a alegria; e alegria
freia a tristeza! Estas leis podem ser um grande divisor de águas na sua prática
clínica! Utilizo com cada paciente!

Hábitos modificados no paciente:

● Os horários: de sono (dormia 2h da manhã), passou a dormir 22h.


Não tinha horário para se alimentar e coloquei horários fixos.
● Prática de exercícios físicos: Para circular a energia do Fígado, e
tratar a depressão. Foi orientada caminhada diária 30 minutos pela
manhã, para liberar os canais da perna fígado, baço e rim (estava há
8 anos sem exercício físico).
● Hábitos sociais: Obs: Analise com calma, muitos pacientes adoecem
por hábitos nocivos: excesso de televisão, poucas relações sociais,
falta de relação com a arte, entre outros.

Orientei que o paciente retornasse as atividades que ele sentia prazer.


Começou a ouvir música diariamente, voltou a relacionar-se, retirou programas
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 53

de tv nocivos e pessimistas. Desta forma mudando drasticamente os hábitos


com o conjunto das etapas do tratamento veja o resultado abaixo:

6.5 Resultado final

É importante colocar que como o paciente se determinou e as orientações


foram seguidas o resultado foi rápido.

Escala de análise da melhora de (0-10) sendo 10 o máximo de melhora do


quadro clínico.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 54

Encontrar a causa das enfermidades e tratá-las com integridade, para a


medicina chinesa é uma ESCOLHA.
Agradeço de coração a sua participação.
Faça a sua escolha e uma excelente caminhada!
Conte comigo,
Raquel.
DIAGNÓSTICO DA MEDICINA CHINESA | 55

Atenção: É proibida a reprodução deste material, de acordo com a lei de


direitos autorais.

REFERÊNCIA BIBLIOGRÁFICA:

BASIC THEORIES OF TRADITIONAL CHINESE MEDICINE, Academy Press, English –


Chinese Collegiate Textbooks. Edited by Beijing University of Traditional Chinese Medicine,
1998.
ACUPUNCTURE AND MOXIBUSTION, Academy Press, English – Chinese Collegiate
Textbooks. Edited by Beijing University of Traditional Chinese Medicine, 1998.
CURSO DE FORMAÇÃO EM MEDICINA TRADICIONAL CHINESA - Ernesto Garcia /
1999 à 2001 - SP – Brasil.