Você está na página 1de 32

ANA RAQUEL DE LIMA OLIVEIRA T585JI5

DP 813Y - QUIMICA APLIC ENGEN CIVIL 

MODULO 2

Exercício 1:

http://www.ebah.com.br  em 15/1/11.A necessidade da Lubrificação começou no Egito Antigo, com a


necessidade de transportar colossos e blocos para a construção Esfinges e Pirâmides. Como a
lubrificação era desconhecida, os egípcios utilizavam galhos de árvores para arrastar e puxar os trenós
com aproximadamente 60 toneladas de blocos. A função dos galhos de árvores era:

A)

aumentar o atrito de rolamento a fim de tornar mais fácil a movimentação dos blocos

B)

reduzir o atrito de deslizamento entre o trenó e o solo, transformando-o em atrito de rolamento.

C)

promover a troca do atrito de deslizamento pelo atrito viscoso que é sempre de menor intensidade

D)

substituir o atrito estático pelo atrito dinâmico que é sempre de menor valor.

E)

diminuir o esforço já que o coeficiente de atrito entro o bloco e a madeira dos galhos ter menor valor que o
coeficiente de atrito entre o bloco e o solo

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(B)

Comentários:

A)
E)
D)
C)
B)

Exercício 2:

http://www.ebah.com.br em 15/1/11.  De 776 a.C. 393 d.C. celebrava-se na Grécia os primeiros Jogos
Olímpicos, uma tradição que se seguiu de 4 em 4 anos. Uma das modalidades desta Olimpíada era a
corrida de Bigas, que também tinham seus eixos lubrificados por gordura animal.

Em 200 d.C. os romanos também utilizaram as Bigas como meio de transporte, que por sua vez também
eram lubrificadas por gordura animal.
Na Idade Média, mais precisamente do Séc. V ao X, a gordura animal foi usada em pouca quantidade
para lubrificar o mecanismo de abertura
A gordura animal usada nas situações citadas agia como:
 

A)

lubrificante gasoso

B)

lubrificante sólido

C)
lubrificante líquido

D)

lubrificante semi-sólido ou graxa lubrificante

E)

lubrificante misto

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(D)

Comentários:

A)
E)
B)
D)

Exercício 3:
http://www.ebah.com.br em 15/1/11.No final do Séc. VIII na Noruega, ano de 780, os vikings, guerreiros e
aventureiros marítimos eram experts na construção de barcos. Construíram os primeiros e aperfeiçoados
Drakkars compridos barcos a vela. Foi usado por um bom tempo o óleo de baleia para lubrificar o suporte
de articulação das velas e o eixo do leme.

No início das grandes navegações comerciais, Séc. XV, o óleo de baleia também foi usado para lubrificar
os moitões e timões dos navios.
Pode-se dizer que o lubrificante utilizado pode ser classificado como:

A)

de origem vegetal

B)

de origem natural sintético

C)

vegetal sintético

D)

de origem animal

E)

derivado do petróleo

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(D)

Comentários:

A)
E)
D)

Exercício 4:

 http://www.ebah.com.br em 15/1/11. Ao longo da evolução das aplicações da lubrificação, rodas de uma


série de máquinas eram lubrificadas, inclusive as do automóvel. Sua popularidade teve grande impacto
nos lubrificantes e o primeiro óleo para motor era literalmente cru, basicamente bruto, ou com muito
pouco refinador, com um nível alto de impurezas e o ar da parte de fora e de dentro do motor misturavam-
se as impurezas e formavam uma pasta. Quando frio, as moléculas do óleo se juntavam fazendo com que
o óleo  apresentasse maior resistência de fluxo. Quando aquecido, as moléculas se separavam, e o óleo
escorresse com mais facilidade. Ou seja, quando frio o óleo engrossa e quando quente, afina. Na época
era difícil bombear o óleo frio para o motor do carro e quando o motor esquentava, ele evaporava
facilmente e explodia em fumaça. Resumindo, as mudanças de temperatura causavam alterações no
óleo.

 
A propriedade a que o texto se refere é chamada:

A)

adesividade

B)

coesividade

C)

viscosidade

D)

oleosidade

E)

densidade

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C)

Comentários:

A)
E)
D)
C)

Exercício 5:

http://www.ebah.com.br em 15/1/11.Quando se trata de máquinas, os produtos a base de petróleo


dominam, Há aproximadamente 150 anos no Séc. XIX, os lubrificantes utilizados eram de origem animal e
vegetal. Em 1859, nos campos petrolíferos da Pensilvânia, o ex-maquinista de trem americano e logo
coronel, empresário e aventureiro, Edwin Drake, traçou o futuro do lubrificante. Foi contratada uma equipe
de perfuração para cavar os poços com 21 metros de profundidade e com a descoberta do petróleo a
indústria sofreu mudanças da noite para o dia. De repente tinham aproximadamente 3.200 litros de
petróleo por dia, brotando do chão para serem usados como lubrificantes que foram substituindo os
outros tipos de lubrificantes porque era mais barato e suportava o calor por mais tempo sem se
decompor.
Os tipos de lubrificação podem ser classificados como:
Lubrificação limite ou restrita;
Lubrificação hidrodinâmica total ou plena; e
Lubrificação mista
Pode-se afirmar que:

A)

Na Lubrificação limite ou restrita são usados somente óleos derivados do petróleo

B)

Na Lubrificação total ou plena são usados somente óleos de origem animal

C)

Na Lubrificação mista são usados óleos de origem animal e derivados do petróleo

D)

Na Lubrificação mista são usados óleos de origem animal, vegetal e derivados do petróleo

E)

A diferença entre a Lubrificação limite e a total ou plena diz respeito apenas à espessura da camada do
lubrificante entre as superfícies 

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(E)

Comentários:

A)
E)

Exercício 6:

Com a invenção de engenhocas no Séc. XVI surgiu a necessidade da lubrificação vinda do petróleo, para
o seu perfeito funcionamento.

Nos Sécs. XVII e XVIII começaram a se desenvolver a civilização e invenções ainda mais revolucionárias,
e grandes projetos que também contribuíram para o progresso da lubrificação. Com o fenômeno da
Revolução Industrial no Séc. XVIII provocou-se a mecanização da indústria e dos transportes. Com a
evolução tecnológica, o desenvolvimento de novos motores inclusive o dos automóveis, das máquinas
mais modernas, novas formas de como lubrificar equipamentos e máquinas foram criadas e passou-se a
exigir maior desempenho dos lubrificantes.
A evolução tecnológica de máquinas e motores trouxe a necessidade do aumento dos padrões de
desempenho apresentados pelos lubrificantes a fim de atender a requisitos cada vez mais exigentes.
Para tanto:
I   - os óleos minerais puros passaram a ser aditivados para atingir níveis de qualidade cada vez mais
elevados e apresentar as propriedades que eram requeridas;
II -   houve o desenvolvimento de óleos sintéticos que são fluidos lubrificantes feitos a partir da mistura de
complexos elementos químicos que geram óleos que suportam altas condições de cargas e temperaturas,
mantendo estáveis suas características
III -   desenvolvimento de aditivos representa hoje talvez a maior parcela do investimento em pesquisa
das grandes empresas que atuam na área de lubrificação e lubrificantes;.
IV -    os aditivos são substâncias alteram características específicas dos lubrificantes que passam a
apresentar um conjunto de propriedades mais adequadas para cada situação.
 
Estão corretas:

A)

I   e   III

B)

todas

C)

II e IV

D)

somente IV

E)

somente III

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(B)

Comentários:

E)
D)
C)
B)

Exercício 7:
Óleo lubrificante também é adulterado (G1 18/06/07) Das amostras analisadas, 17 não tinham sequer
registro e 19 eram de má qualidade. Quem vende óleo fora dos padrões está sujeito à autuação e multa
de até R$ 5 milhões.

Na lubrificação limite ou restrita:


I − a película lubrificante apresenta espessura mínima do ponto de vista prático
II −basicamente sua espessura corresponde à soma das espessuras da rugosidade de cada superfície
III−a espessura pode chegar a ter dimensão “monomolecular”
IV−a camada de óleo envolve totalmente a peça a lubrificar      
V –o desgaste é praticamente inexistente
Estão corretas as afirmações
 

A)

I, II, III e V;     

B)

 I, II, III e IV;     

C)

   I, II, III;       

D)

  II, III e V; 

E)

todas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C)

Comentários:

A)
E)
D)
C)

Exercício 8:

Lubrificação adequada garante a durabilidade do motor. Novas tecnologias incluem bomba extra para
auxiliar a partida. (Globo.com 19/04/2009) - A lubrificação é vital para a saúde do motor e qualquer
deficiência pode comprometer sua vida útil. Como parte essencial da mecânica de um automóvel, a
lubrificação enfrenta dois momentos críticos. O primeiro deles é a partida a frio. O segundo é o
funcionamento em baixas rotações.Quanto aos lubrificantes semi - sólidos ou graxas, pode-se
afirmar

A)

graxas lubrificantes são dispersões estáveis de sabões que substituem os óleos lubrificantes em todas as
situações

B)

as graxas encontram grande utilidade como lubrificantes em locais


em que o uso de óleo não seria possível, pois devido a sua fluidez o
óleo não ficaria retido entre as superfícies a serem lubrificadas.

C)

se a graxa é submetida a tensões, aumenta sua consistência.

D)

quando há decomposição estrutural pela ação de forças, a graxa não mais recupera a consistência

E)

as graxas apresentam a desvantagem de apresentarem pouca afinidade com as superfícies

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(B)

Comentários:

A)
E)
D)
C)
B)

Exercício 9:

Quanto aos aditivos detergentes/dispersantes pode-se afirmar


 

A)

nos motores de combustão interna, a cada explosão da mistura ar combustível dentro da câmara, uma
pequena porção de lubrificante é evaporada sob condições enérgicas e tende a se depositar na forma de
resíduo de carbono sobre o pistão.

B)

esse resíduo se torna suficientemente rígido para riscar a superfície da camisa que envolve o pistão
danificando a mesma.

C)

a parcela que se deposita na parte de cima do pistão fica sempre incandescente e tende a detonar a
mistura ar combustível antes da faísca da vela, diminuindo a potência do motor por causa do desequilíbrio
do conjunto.                

D)

o aditivo detergente/dispersante retira o resíduo a cada explosão, mantendo-o em suspensão e forma


uma dispersão do resíduo de carbono formado na massa de óleo. Na troca de óleo o resíduo é eliminado
junto com o lubrificante.

E)

todas estão corretas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(E)

Comentários:

A)
B)
C)
D)
E)

Exercício 10:

Volkswagen convoca recall de 193.620 unidades do Novo Gol  e do Voyage no Brasil| Publicada
em 10/02/2010   O Globo De acordo com nota divulgada pela montadora, a empresa constatou a
possibilidade de insuficiência de engraxamento no rolamento das rodas traseiras em algumas unidades.
"A utilização do veículo nessa condição pode causar ruído e o uso continuado pode ocasionar o
travamento da roda. Em casos extremos pode haver o desprendimento da roda e, eventualmente,
acidentes. Com essa ação, a empresa deverá realizar a inspeção, aplicação de graxa e, se necessária, a
troca do rolamento", explicou o documento.

Quanto aos componentes das graxas pode-se afirmar:

A)

a escolha do lubrificante líquido independe da aplicação que deverá ser dada a graxa.

B)

as temperaturas de trabalho, velocidade e cargas que deverão ser suportadas pela graxa relacionam-se
com a densidade do óleo mineral.

C)

o sabão usado como espessante, que é um éster metálico de um ácido graxo, é também um lubrificante e
a formação da película lubrificante se dá devido a polaridade da molécula.

D)

os óleos sintéticos, principalmente silicones, poli-glicois e diesteres, não podem substituir os óleos
minerais

E)

o tipo de sabão usado não tem influência nas características da graxa obtida

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C)

Comentários:

A)
E)
D)
C)

Exercício 11:

Lubrificação adequada garante a durabilidade do motor. Novas tecnologias incluem bomba extra para
auxiliar a partida. (Globo.com 19/04/2009) – Na partida a frio, a bomba de óleo tem dificuldade para
lubrificar de forma adequada todas as partes móveis do motor. Com o propulsor frio, o óleo ainda está
totalmente depositado no cárter e muito espesso, o que dificulta sua circulação imediata por todo motor.
Já em baixas rotações, o sistema trabalha com baixa pressão, uma vez que a bomba é acionada pelo
funcionamento do motor. Desse modo, a lubrificação também fica comprometida.

Quanto aos óleos minerais pode-se afirmar:

A)

possuem composição fixa, formados por hidrocarbonetos específicos   

B)

 são produzidos a partir do petróleo cru por destilação a pressão reduzida devido ao alto ponto de
ebulição.  

C)

os tratamentos aplicados independem da natureza do petróleo e dos produtos finais desejados. 

D)

o lubrificante não apresenta variação de características quanto à viscosidade, volatilidade, resistência à


oxidação, etc.

E)

 todas estão corretas 

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(B)

Comentários:

A)
E)
D)
C)
B)

Exercício 12:
Lubrificação adequada garante a durabilidade do motor. Novas tecnologias incluem bomba extra para
auxiliar a partida. (Globo.com 19/04/2009) – Na partida a frio, a bomba de óleo tem dificuldade para
lubrificar de forma adequada todas as partes móveis do motor. Com o propulsor frio, o óleo ainda está
totalmente depositado no cárter e muito espesso, o que dificulta sua circulação imediata por todo motor.
Já em baixas rotações, o sistema trabalha com baixa pressão, uma vez que a bomba é acionada pelo
funcionamento do motor. Desse modo, a lubrificação também fica comprometida
Quanto aos óleos minerais

A)

possuem composição fixa, formados por hidrocarbonetos específicos

B)

são produzidos a partir do petróleo cru por destilação a pressão reduzida devido ao alto ponto de
ebulição.

C)

os tratamentos aplicados independem da natureza do petróleo e dos produtos finais desejados.

D)

o lubrificante não apresenta variação de características quanto à viscosidade, volatilidade, resistência à


oxidação, etc..

E)

todas estão corretas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(B)

Comentários:

A)
B)

Exercício 13:

densidade é a relação entre massa de uma substância e o volume ocupado pela mesma é chamada
densidade absolutaou massa específica da substância, ou seja, é a massa da unidade de volume da
substância.
A)

sendo a massa dependente da temperatura, a informação do valor da densidade deve vir acompanhada
da temperatura de medida.

B)

a densidade relativa é calculada pela relação entre a densidade da substância a uma temperatura “t”, e a
densidade da substância a 20 °C.

C)

a densidade informa a qualidade do lubrificante

D)

No Brasil, a densidade é dada pela relação:                                    


densidade 20/4ºC = massa de um volume do produto a 20 °C / massa de igual volume de água destilada
a 4 °C

E)

todas estão erradas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(D)

Comentários:

C)
C)
E)
D)

Exercício 14:

resíduo de carbono são indesejáveis e é muito importante conhecer-se a natureza dos mesmos, pois
resíduos duros riscam as superfícies dos metais em movimento.

A)

Alguns óleos quando aquecidos, em ambientes fechados, podem deixar um resíduo de carbono não
volátil, cuja quantidade pode ser determinada por métodos e aparelhos padronizados.
B)

De modo geral quanto maior a viscosidade maior a quantidade de carbono, e os óleos naftênicos
produzem maior quantidade de resíduo de carbono que os óleos parafínicos.

C)

Os valores do resíduo de carbono não devem ser considerados isoladamente, mas junto com outras
propriedades, pois as condições de ensaio não reproduzem as condições existentes no motor de
combustão interna.

D)

Os ensaios devem ser utilizados apenas para óleos minerais puros, pois óleos contendo aditivos,
principalmente se forem aditivos de base metálica, darão resultados maiores.

 
 

E)

todas estão corretas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(E)

Comentários:

A)
E)

Exercício 15:

Quanto ao atrito de rolamento, pode-se afirmar

 
 

A)

Ocorre em todas as situações entre corpos rígidos

B)

Tem o mesmo coeficiente que o atrito viscoso


 

C)

Tem o mesmo coeficiente que o atrito de deslizamento

D)

É sempre menor que o atrito de deslizamento para superfícies de mesmo material e sob mesmas
condições

 
 

E)

É mais difícil de ser vencido

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(D)

Comentários:

A)
B)
C)
D)

Exercício 16:

São feitas as seguintes afirmações:

 
I - A força de resistência que aparece durante o movimento de um corpo em um fluido depende da forma
do corpo, da sua velocidade em relação ao fluido e da viscosidade do fluido.
 
II - Entre duas superfícies em movimento relativo, separadas por uma fina película contínua de fluido
existe atrito fluido ou viscoso.
 
III - A utilização de um fluido separando as duas superfícies em contato permite que se considere o atrito
fluido existente entre as superfícies.
 
IV - O valor do atrito fluido é uma percentagem mínima do valor do atrito sólido, encontrado nos corpos
rígidos entre superfícies em movimento, na ausência da película de fluido, e praticamente não causa
desgaste.

 Estão corretas
A)

II,   III e IV

B)

Todas

C)

 I, III e IV

D)

II e IV

 
 

E)

Somente IV

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(B)

Comentários:

E)
D)
C)
B)

Exercício 17:

Os tipos de lubrificação são:

 
 

A)
limite, restrita e mista

 
 

B)

hidrodinâmica, plena ou mista

 
 

C)

total, limite e mista

 
 

D)

total, plena e restrita

 
 

E)

hidrodinâmica, restrita e limite

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C)

Comentários:

A)
B)
E)
D)
C)

Exercício 18:

Quanto às características dos lubrificantes pode-se afirmar:

 
 

A)
a adesividade esta relacionada com a manutenção da película lubrificante quanto ao seu rompimento

B)

 a adesividade esta relacionada com a viscosidade do óleo lubrificante

C)

a coesividade está relacionada ao escoamento do lubrificante para fora da superfície onde há atrito

D)

a oleosidade é a característica que reúne adesividade e coesividade

E)

o desempenho do lubrificante não depende da oleosidade 

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(D)

Comentários:

A)
B)
C)
D)

Exercício 19:

Na lubrificação limite ou restrita:

I − a película lubrificante apresenta espessura mínima do ponto de vista prático

II −basicamente sua espessura corresponde à soma das espessuras da rugosidade de cada superfície
III−a espessura pode chegar a ter dimensão “monomolecular”
IV−a camada de óleo envolve totalmente a peça a lubrificar
V –o desgaste é praticamente inexistente
 
Estão corretas as afirmações
 
 

A)
I, II, III e V

 
 

B)

I, II, III e IV

C)

I, II, III

 
 

D)

II, III e V

E)

 Todas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C)

Comentários:

A)
B)
E)
D)
C)

Exercício 20:

Na lubrificação hidrodinâmica, total ou plena

I − a película fluida separa totalmente as superfícies não havendo contato entre elas.
II − a espessura da película é superior à soma das espessuras das camadas de rugosidade de cada
superfície. 
III−valores de atrito muito altos e desgaste significativo são esperados nos sistemas que usam esse tipo
de lubrificação.
IV−é o caso mais comum e encontra aplicação em quase todas as situações em que há ação contínua de
deslizamento sem ocorrência de pressões extremas.
V−a película contínua de lubrificante apresenta espessura variável entre 0,025 mm e 0,25 mm, e os
valores do coeficiente de atrito são bastante baixos, da ordem de 0,001 à 0,03.
Estão corretas as afirmações

A)

 I, II, III e V

B)

I, II, IV e V

 
 

C)

I, II, III

D)

 II, III e V

E)

 Todas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(B)

Comentários:

A)
E)
D)
C)
B)

Exercício 21:
A lubrificação limite é aplicada nas situações em que a lubrificação hidrodinâmica não é aplicável por
fatores como:

 
 
 

A)

quando a velocidade de uma superfície em relação à outra é muito baixa

 
 

B)

quando a pressão entre as superfícies é muito alta

 
 

C)

quando o  óleo não tem viscosidade suficiente para evitar o atrito sólido.
 

D)

em engrenagens submetidas a altas pressões

E)

todas estão corretas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(E)

Comentários:

A)
E)

Exercício 22:

Na lubrificação limite
 

A)

é aplicada somente quando não há combinação de movimentos como de deslizamentos e rotação.


 

B)

é aplicada quando é possível manter uma película contínua de espessura adequada entre as superfícies.
 

C)

Nessa lubrificação são usados lubrificantes sem  aditivação do óleo lubrificante

 
 

D)

o aumento da capacidade de suportar cargas elevadas é buscado com o uso de aditivos do tipo do
”agente de oleosidade” .

 
 

E)

todas estão corretas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(D)

Comentários:

A)
E)
D)

Exercício 23:

Aditivos para cargas,

 
 

A)

são também chamado de“reforçador de película”

 
 

B)

esses aditivos são eficientes quando as cargas são muito elevadas

 
 

C)

sua ação é relacionada ao aumento da adesividade da película.

D)

óleos de origem animal ou vegetal que não apresentem características polares são usados para essa
finalidade.

E)

a aditivação diminui a molhabilidade do lubrificante fazendo com que o mesmo se espalhe mais
facilmente sobre o metal,.

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(A)

Comentários:

A)

MODULO 3

Exercício 1:

Considerar os óleos:

“A” de alta viscosidade a 40 ºC (900 SSU)


“B” de baixa viscosidade a 40 ºC (250 SSU)
Por aquecimento dos mesmos a 100 ºC, a viscosidade de óleo A fica  reduzida a 200 SSU, e a de B
reduz-se a 180 SSU. Qual dos óleos tem menor índice de viscosidade? Justificar a resposta

A)

Os dois óleos tem o mesmo IV pois após aquecimento os valores de viscosidade estão na mesma faixa
de classificação SAE

B)

Os dois óleos tem o mesmo IV pois após aquecimento os valores de viscosidade estão na mesma faixa
de classificação ISO VG

C)

O óleo A tem maior IV pois sua viscosidade a baixa temperatura é maior

D)

O óleo B tem maior IV pois sua viscosidade a baixa temperatura é menor

E)

O óleo B tem maior IV pois sua viscosidade varia menos com a temperatura 

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(E)

Comentários:

A)
B)
C)
D)
E)

Exercício 2:

Globo.com 20/12/09 Usar óleo de um tipo mais grosso estraga o motor ou aumenta o consumo de
combustível? O óleo com viscosidade mais elevada, ou seja, mais grosso, tende a lubrificar melhor.
Entretanto, o motor, principalmente com baixa quilometragem, ainda não possui folgas e um óleo mais
denso afetaria sim o seu consumo. Um óleo com essa característica é mais recomendado para motores
com alta quilometragem, cujo velocímetro já ultrapassou os 100 mil quilômetros.  Quanto a viscosidade 

2   - é a característica mais importante de um óleo lubrificante.


12 - pode ser definida como a resistência oposta ao escoamento de óleo
16 - quanto mais espesso o óleo, maior a sua viscosidade e maior a sua resistência para escoar
20 - a medida da viscosidade está associada à medida do tempo de escoamento de uma quantidade fixa
de fluido através de um orifício calibrado
26 - a temperatura do fluido não influencia o valor da viscosidade
A soma das repostas corretas é:
 

A)

76      

B)

56

C)

50

D)

48

E)

30

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C)

Comentários:

A)
B)
C)

Exercício 3:

escalas de viscosidade e ensaios de determinação, para a medida de viscosidade de óleos lubrificantes


utilizam-se geralmente as escalas de viscosidade: cinemática , Saybolt, Engler e Redwood

 
 

A)

a viscosidade cinemática é empírica e as demais são físicas


 
 

B)

a viscosidade cinemática obtida pela divisão do tempo de escoamento de uma quantidade fixa de óleo
através de um orifício calibrado, pela massa específica do óleo considerado.

 
 

C)

a unidade usual da viscosidade cinemática é cm2/ segundo, e é denominada stoke (S), e a unidade
normalmente empregada o “centistoke” (cS) , que é centésima parte do Stoke.
 

D)

somente o viscosímetro cinemático é usado para determinar o valor da viscosidade

E)

os viscosímetros Saybolt, Engler e Redwood compõem-se basicamente de um tubo capilar de diâmetro


padrão

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C)

Comentários:

A)
B)
C)

Exercício 4:

Quanto ao índice de viscosidade pode-se afirmar:

A)

quanto maior o IV de um óleo, menor será a variação do.índice de viscosidadedo mesmo

 
 

B)

na elaboração do índice atribuiu-se IV=100 ao óleo de base naftênica

 
 

C)

na elaboração do índice atribuiu-se IV=0 ao óleo de base parafínica

 
 

D)

se os óleos A, B e C são adequados para determinada situação, em igualdade das demais


características, deve-se escolher o óleo que apresentar maior IV

E)

todas estão erradas

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(D)

Comentários:

A)
B)
C)
D)

Exercício 5:

Se um determinado óleo lubrificante apresentar a 40 °C viscosidade 58,6 cS   e   a 100 °C  viscosidade
7,6  cS pode-se afirmar que o IV do mesmo será aproximadamente:

É dada a tabela a seguir:


 

Viscosidade    
Cinemática L H
100°C mm2/s    
7,30 84,53 51,78
7,40 86,66 52,88
7,50 88,85 53,98
7,60 91,04 55,09
7,70 93,20 56,20

A)

110

B)

76

 
 

C)

90

 
 

D)

98

 
 

E)

85

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C)

Comentários:
A)
E)
D)
C)

Exercício 6:

Se um determinado óleo lubrificante apresentar a 100 °C viscosidade igual a 14,6 cS, sua classificação
SAE será:
 
É dada a tabela a seguir:
 

Baixas Temperaturas
 
Grau de Absoluta Absoluta  
Viscosidade (cP) (cP) Cinemática
SAE baixa baixa (mm2 /s)
temperatura temperatura A 100 ºC
  max ºC max ºC  
 
  ASTM D 5283 ASTM D 4684 mínimo máximo
0W 6200 a -35 60 000 a - 40    
5W 6600 a -30 60 000 a - 35 3,8 -
10 W 7000 a -25 60 000 a - 30 4,1 -
15 W 7000 a -20 60 000 a - 25 5,6 -
20 W 9500 a -15 60 000 a -20 9,3 -
25 W    13000 a -10 60 000 a -15 5,6 -
20     5,6 <9,3
30     9,3 <12,5
40     12,5 <16,3
50     16,3 <21,9
60     21,9 <26,1

 
 

A)

20 W

 
 
B)

25W

C)

20

D)

30

E)

40

O aluno respondeu e acertou. Alternativa(E)

Comentários:

A)
E)

Exercício 7:

Se um determinado óleo lubrificante apresentar a 40 °C viscosidade 48,6 cS   sua classificação ISSO VG
será:
É dada a tabela a seguir:
 

Viscosidade Limites de viscosidade


Grau cinemática no ponto médio cinemática
de viscosidade
cS cS a 40 0
ISO
a 40 0C Min.        Máx.
ISO VG 2 2.2 1.98 2.42
ISO VG 3 3.2 2.88 3.52
ISO VG 5 4.6 4.14 5.06
ISO VG 7 6.8 6.12 7.48
ISO VG 10 10 9.00 11.00
ISO VG 15 15 13.5 16.5
ISO VG 22 22 19.8 24.2
ISO VG 32 32 28.8 35.2
ISO VG 46 46 41.4 50.6
ISO VG 68 68 61.2 74.8
ISO VG 100 100 90 110
ISO VG 150 150 135 165

A)

22

B)

32

C)

46

D)

68

 
 

E)

100

 
O aluno respondeu e acertou. Alternativa(C)

Comentários:

A)
E)
D)
C)

Você também pode gostar