Você está na página 1de 3

24/05/2016

Existem várias definições e


interpretações relativas ao
risco e perigo

Prof. Paulo Cesar Lima


Eng.◦ Civil e de Segurança, Esp.

Risco:
A diferença entre Risco e Perigo é de fácil
compreensão. Combinação da Probabilidade da
ocorrência de um acontecimento
O Perigo nada mais é do que uma condição,
uma situação. O Risco é uma probabilidade, é o perigoso ou exposição(ões) e da
evento danoso que poderá ocorrer se medidas severidade das lesões, ferimentos, ou
de Segurança e Proteção não forem danos para a saúde, que pode ser
implementadas. É a manifestação ou não do
perigo. causada pelo acontecimento ou pela(s)
exposição(ões). É a probabilidade ou
Desta forma, quando avaliamos o risco, criamos chance de lesão ou morte. É uma ou
mecanismos que poderão impedir ou diminuir a
probabilidade de ocorrência do perigo. mais condições de uma variável com
potencial necessário para causar danos.

Perigo:

Fonte, situação ou ato com potencial para


o dano em termos de lesões, ferimentos ou
danos para a saúde ou uma combinação
destes. É uma condição ou um conjunto de
circunstâncias que têm o potencial de
Exemplo de risco: cortar a mão, perder uma causar ou contribuir para uma lesão ou
perna, causar problemas na coluna, matar morte. A expressa uma exposição relativa a
por intoxicação todos os trabalhadores da um risco, que favorece a sua materialização
fábrica. Note que o risco é o resultado ou a em danos
conseqüência do perigo. Não existiriam
riscos se não existissem perigos.

1
24/05/2016

Perigo – fonte potencial do dano identificado


Exemplo de Perigos: Torno mecânico, forno
de pintura em operação, atividade de
carga e descarga de materiais, processo de
soldagem, etc
Risco – quantificação do perigo;
ocorrência e severidade

Dano – concretização do perigo

Severidade – impacto do dano;


catastrófico, crítico, marginal

Uma pessoa ao atravessar uma rua,


tem as seguintes condições:
Atravessar a rua na faixa de pedestre com semáforo de veículos
Segundo a (Comissão Européia), podem ser consideradas
1 fechado - o perigo nesse caso é atravessar a rua;
as seguintes definições: Atravessar a rua fora da faixa de pedestre - O risco aumenta
2 consideravelmente ao atravessar a rua fora da faixa de pedestre
-Risco é a probabilidade potencial de causar danos nas (acidente - atropelamento);
condições de uso e/ou exposição, bem como a possível
amplitude do dano. Atravessar a rua na faixa de pedestre com semáforo de veículos
fechado - O risco diminui consideravelmente quando aumenta o
3 nível de segurança da faixa de pedestre (faixa de pedestre com
- Perigo é a propriedade ou capacidade intrínseca dos
materiais, equipamentos, métodos e práticas de trabalho, semáforo fechado).
potencialmente causadora de danos.

Um piso molhado no setor de trabalho,


tem suas seguintes condições:
Em ambas situações identificamos o PERIGO e avaliamos o
1 Piso molhado - O perigo nesse caso é o piso estar molhado; RISCO.
Passar no piso molhado - O risco aumenta consideravelmente ao
2 passar no piso molhado (acidente - escorregões);
Então podemos afirmar que os perigos e os riscos esta a
todo tempo no nosso dia-a-dia e nos deparamos com eles a
Sinalizar ou Secar o piso molhado - O risco diminui todo instante, envolvendo-nos vez por outra e na grande
3 consideravelmente ao sinalizar o perigo ou secar o piso. maioria das vezes nem os percebemos, para isso precisamos
identificar os perigos, avaliação de riscos e determinar as
medidas de controle.

2
24/05/2016

O Processo de Avaliação de Risco:


Determinação do Risco
Classificar as Atividades de Trabalho - preparar uma lista das atividades de trabalho
1 cobrindo os recintos, a fábrica, as pessoas e procedimentos, e coletar informações a
respeito deles.
Gravidade:
Identificar os Perigos - Identificar todos os perigos significativos relacionados com
2
cada atividade de trabalho. Considerar quem pode ser prejudicado e como.
Determinar o Risco - Fazer uma estimativa subjetiva do risco associado com cada
1 Levemente prejudicial: escoriações, cortes, abrasões leves
perigo, assumindo que os controles planejados ou existentes estão a postos. Os Prejudicial: normalmente reversível. Perda de consciência,
3
avaliadores devem também considerar a eficácia dos controles e as conseqüências de 2 queimaduras, fraturas.
suas falhas.
Decidir se o Risco é Tolerável - Julgar se as precauções existentes ou planejadas de Extremamente prejudicial: normalmente irreversível. Invalidez
4 S&SO (se houver) são suficientes para manter os perigos sob controle e se atendem a 3 permanente, perda de visão, amputação de membro, danos
requisitos legais. respiratórios
Preparar um Plano de Ação de Controle de Risco - Preparar um plano para lidar com
quaisquer assuntos encontrados pela avaliação que requeiram atenção. As
5
organizações devem assegurar que os controles novos e existentes permanecem a
postos e são eficazes.

6 Começar tudo de novo.

Determinação do Risco Gravidade x Probabilidade

Probabilidade:

1 Altamente improvável: de 5 em 5 anos

2 Improvável: 1 vez por ano

3 Provável: 1 vez por mês

Você também pode gostar