Você está na página 1de 31

Uma nota promissória descontada a 12%a.a.

, 6 meses antes do vencimento, produziu um valor de


R$50.000,00. Qual era o valor nominal da nota promissória, sabendo que foi um desconto por dentro?

R$50mil

R$61mil

R$48mil

R$51mil

R$53mil

2. Comprei um imóvel por R$700.000,00 a juros compostos de 2,5% ao mês. Um mês após a contratação,
paguei R$150.000,00, dois meses após esse primeiro pagamento, paguei outra parcela de R$ 50.000,00
e, dois meses após esse segundo pagamento, liquidei integralmente a dívida. O valor desse terceiro e
último pagamento foi de (em R$):

560.887,56

573.882,57

589.098,65

560.765,32

580.888,54

3. Um capital foi colocado a juros compostos a uma taxa mensal de 3,00%. Qual é a taxa anual
equivalente?

40,00%

23,29%

42,57%

36,00%

12,36%

4. Tomei emprestado R$300,00 a juros compostos de 4% ao mês. Um mês após a contratação do


empréstimo, paguei R$150,00, dois meses após esse primeiro pagamento, paguei outra parcela de R$
50,00 e, dois meses após esse segundo pagamento, liquidei integralmente a dívida. O valor desse
terceiro e último pagamento foi de (em R$):

144,00

128,31

130,00
135,44

125,07

5. A empresa de Charlie tinha uma dívida no cheque especial de R$ 20 mil e queria renegociá-la no banco.
Para tanto, Charlie buscou um empréstimo de R$ 15 mil e o restante ele fez um pagamento à vista com
o dinheiro que tinha em caixa. Se a taxa de juros mensal é de 3%, capitalizados em regime composto, e
ele acordou liquidar a dívida em 12 meses, qual é a alternativa que contém o valor que ele pagará ao
final do período?

R$ 21.386,41

R$ 20.500

R$ 15.000

R$ 6.386,41

R$ 26.400

6. Uma fábrica adquiriu uma máquina por R$11.000,00 a juros compostos de 3,5% ao mês. Um mês após
a contratação, pagou R$ 8.000,00, dois meses após esse primeiro pagamento, pagou outra parcela de
R$ 1.000,00 e, dois meses após esse segundo pagamento, liquidou integralmente a dívida. O valor
desse terceiro e último pagamento foi de (em R$):

2.813,14

2.906,89

2.914,35

2.780,33

2.650,44

7. Em relação ao conceito de Juros Simples podemos afirmar que:

JUROS (J) é a remuneração pela aplicação do capital (C), durante um certo período de tempo
(n), a uma taxa de juros (i).

JUROS (J) é a soma do capital (C) no tempo (n), dividido por uma taxa de juros (i).

O cálculo do montante de JUROS (J), independe do período de tempo (n ) em que o capital se


aplica.

Capital (C) é uma taxa de aplicação de jurosl (J), que varia logaritimicamente no tempo ( t ).

JUROS (J) é a diferença entre capital (C) e tempo (n), descontado a uma taxa de juros (i).

8. Comprei um imóvel por R$300.000,00 a juros compostos de 1,5% ao mês. Um mês após a contratação,
paguei R$150.000,00, dois meses após esse primeiro pagamento, paguei outra parcela de R$ 50.000,00
e, dois meses após esse segundo pagamento, liquidei integralmente a dívida. O valor desse terceiro e
último pagamento foi de (em R$):

115.555,44

110.453,66

120.789,21

117.876,35

112.469,42

A taxa nominal anual de uma aplicação financeira é de 12% ao ano. Sabendo que essa aplicação
remunera o capital pelo regime de juros compostos com periodicidade mensal, calcule a taxa efetiva
anual dessa aplicação.

13,00%

12,68%

12,00%

15,23%

11,57%

2. Qual deverá ser a aplicação de um investidor que deseja receber R$ 8.000,00, em 3 anos, a uma taxa
de juros composto de 1 % ao mês?

R$ 8.590,35

R$ 5.100,36

R$ 5.591,40

R$ 6.120,00

R$ 4.892,25

3. Tomei emprestado R$1.000,00 a juros compostos de 2,5% ao mês. Um mês após a contratação do
empréstimo, paguei R$500,00, um mês após esse primeiro pagamento, paguei outra parcela de R$
100,00 e, um mês após esse segundo pagamento, liquidei integralmente a dívida. O valor desse terceiro
e último pagamento foi de (em R$):

450,87

487,54

449,08

435,87
430,76

4. Uma loja vende um equipamento por R$ 6.000,00 à vista. Ou então a prazo da seguinte forma: dois
pagamentos iguais de R$ 3.000,00, para vencimento em 30 e 60 dias respectivamente e uma entrada
paga no ato da compra. Se a taxa de juros composta cobrada pela loja for de 4% a.m., qual deverá ser
o valor da entrada?

R$ 751,45

R$ 580,29

R$ 435,62

R$ 341,72

R$ 658,28

5. Um capital de R$ 2000 é aplicado a juros compostos de 10% ao mês. Depois de 3 meses de


capitalização sme que houvesse qualquer retirada, o detentor desse montante faz um saque de R$ 562 e
o restante continua a ser capitalizado nas mesmas condições. Dois meses após essa retirada, o valor
acumulado na aplicação é:

R$ 2.466

R$ 2.500

R$ 2.626

R$ 2.541

R$ 2.480

6. Qual opção de resposta apresenta o valor mais aproximado do montante correspondente a um capital de
R$ 2.000,00, aplicado a juros compostos, à uma taxa de 12% a.a., durante 3 anos, com freqüência de
capitalização anual?

R$1.752,00

R$3.501,00

R$2.500,00

R$2.810,00

Quanto uma pessoa precisa depositar mensalmente em uma


aplicação que rende 5% a.m., durante 12 meses, sendo o
primeiro depósito daqui a 30 dias, para que possa resgatar 6
parcelas de R$ 2.500,00, mantendo o dinheiro na mesma
aplicação, iniciando o resgate 30 dias após o depósito da
última parcela?

R$ 800,15

R$ 790,87
R$ 795,48

R$ 788,55

R$ 797,21

2. Uma pessoa, interessada na aquisição de um automóvel no valor de R$ 60.000,00, nas seguintes


condições: uma entrada de 40% e 12 prestações de determinado valor. Considerando a taxa de juros
compostos de 4% ao mês, qual o valor de cada uma das 12 prestações do financiamento? Obs: Fator
para n = 12 e i% = 4% --> 9,385074

R$ 3.835,87

R$ 2.835,78

R$ 3.526,78

R$ 6.393,12

R$ 2.557,25

3. Uma dívida é amortizada utilizando a tabela PRICE. Sabendo que o saldo devedor inicial era de 10000
reais e que a última prestação mensal foi de 1000 reais, qual o valor da primeira prestação mensal se a
taxa de juros foi de 25%a.m?

R$1010,00

R$1000,00

R$1001,00

R$1100,00

R$1110,00

4. Calcular o valor da primeira prestação, referente a compra de um equipamento no valor de R$


150.000,00 pelo Sistema Francês de Amortização (PRICE), com a taxa de juros de 3% ao mês e com um
plano de pagamentos de 12 prestações mensais.

R$15069,31

R$14069,31

R$15669,31

R$15239,31

R$15169,31
5. Um financiamento Imobiliário no valor de R$ 170.000,00 deve ser pago pelo sistema SAC em 240
prestações mensais. Sabendo que o empréstimo foi contratado a uma taxa efetiva de 1%a.m. podemos
concluir que o valor da amortização na VIGÉSIMA prestação é igual a:

R$ 708,33

R$ 579,45

R$ 692,92

R$ 566,12

R$ 602,17

6. Um indivíduo tomou um empréstimo de R$ 300.000,00 pelo sistema de amortizações constantes (SAC)


para quitar o pagamento de sua casa própria. A taxa de juros cobrada na operação foi de à taxa de
3,00% ao mês, com prazo de 60 meses para sua amortização. Qual é o valor da prestação inicial (R$)?

16.500,09

13.456,04

17.000,00

13.500,00

14.000,00

7. Uma dívida para a compra de um carro é de R$ 30.000,00 e está sendo paga em 24 prestações mensais,
sem entrada, à taxa de 6,5% a.m., pelo sistema PRICE. Calcular o saldo devedor após o pagamento da
18ª prestação.

17.214,23

12.111,88

11.323,11

13.000,00

15.090.04

8. Na compra de um produto, qual a melhor opção para uma pessoa que consegue investir seu capital a
2,0% ao mês em regime de juros compostos ?
R$ 10.000,00 à vista

R$ 1.900,00 de entrada e 4 parcelas mensais de R$ 2.100,00

1 entrada e mais 4 parcelas, todas de R$ 2.050,00

R$ 3.000,00 de entrada e 5 parcelas mensais de R$ 1.500,00

5 parcelas sem entrada de R$ 2.060,00

Um financiamento Imobiliário no valor de R$ 50.000,00 deve ser pago pelo sistema SAC em 5 prestações
mensais. Sabendo que o empréstimo foi contratado a uma taxa de 1,5%a.m. podemos concluir que o valor
da PRIMEIRA prestação é igual a:

R$10750,00

R$10650,00

R$10787,00

R$11750,00

R$10850,00

2. Uma pessoa deseja comprar um bem cujo valor é de R$ 5400,00, mas ela só possui a quantia de
R$1700,00, valor tal que será dado de entrada e o valor restante financiado em 1 ano e 7 meses a juros
compostos de 2% ao mês. Qual o valor da prestação a ser paga mensalmente para que a dívida para
aquisição do produto seja quitada integralmente?

R$214,50

R$245,12

R$258,40

R$222,15

R$235,99

3. Uma dívida de R$40.000,00 está sendo paga em 36 prestações mensais, sem entrada, à taxa de 6%
a.m., pelo sistema PRICE. Calcular o saldo devedor após o pagamento da 16ª prestação.

31.379,33

25.000,03

35.000,48

24.000,00

38.247,14
4. Uma pessoa toma um financiamento de R$ 100.000,00 com pagamento anuais, pelo prazo de 05 (cinco)
anos, taxa de juros de 15% a.a. Considerando que o sistema de amortização adotado foi o SAC, e que o
financiamento foi liquidado antecipadamente no início do 4º (quarto) ano, qual o total de juros pagos
pela pessoa?

R$ 40.000,00

R$ 42.000,00

R$ 36.000,00

R$ 38.000,00

R$ 44.000,00

5. Um indivíduo deseja adquirir um carro novo no valor de R$36.000,00 e resolve dar de entrada um
veículo usado avaliado pela concessionária em R$16.000,00. O restante deverá ser financiado em 12
parcelas mensais pelo Sistema PRICE de empréstimo. Sabendo que a taxa negociada é de 3%a.m.
podemos afirmar que o valor da prestação será de:

R$2009,24

R$2129,24

R$2029,24

R$2109,24

R$2045,24

6. Qual o valor de cada parcela nas seguintes condições: pagamento em 4 vezes taxa de juros compostos é
de 4% a.m Valor financiado de R$10.000,00 Obs: Fator para n = 4 e i% = 4% --> 3,629895

R$ 1.754,70

R$ 3.867,60

R$ 2.364,70

R$ 2.754,90

R$ 1.988,64

7. Um indivíduo tomou um empréstimo de R$ 50.000,00 pelo sistema de amortizações constantes (SAC)


para quitar o pagamento de seu carro. A taxa de juros cobrada na operação foi de à taxa de 2,55% ao
mês, com prazo de 36 meses para sua amortização. Qual é o valor da prestação inicial (R$)?

2.999,45

2.663,89
2.500,11

2.000,00

1.020,36

8. Uma empresa toma um financiamento de R$ 120.000,00 com pagamento anuais, pelo prazo de 05
(cinco) anos, taxa de juros de 12% a.a. Considerando que o sistema de amortização adotado foi o
PRICE, qual o valor a ser pago em uma eventual liquidação antecipada no início do 4º (quarto) ano?

R$ 28.230,89

R$ 24.583,18

R$ 29.722,47

R$ 31.456,34

R$ 26.710,45

Um empréstimo de R$500,00 deve ser pago em 3 prestações mensais, com taxa de juros compostos igual a
10% ao mês. O valor das prestações devem ser iguais a : Obs: Fator para n=3 e i% = 10% --> 2,486852

201,06

205,06

202,06

203,06

204,06

2. Um agente de mercado tomou empréstimo de R$100.000,00 pelo sistema de amortizações constantes


(SAC) à taxa de juros de 3,85% ao mês, com prazo de 48 meses para sua amortização. Qual é o valor
da prestação inicial?

5.500,00

5.200,08

4.877,09

5.933,33

4.080,00

3. Um empréstimo de R$ 50.000,00 será pago em 5 prestações mensais com juros de 1,5% ao mês sobre
o saldo devedor, pelo Sistema de Amortização Constante (SAC). O valor, em reais, dos juros pagos na
primeira prestação foi de :

R$ 652,00

R$ 650,00
R$ 750,00

R$ 754,00

R$ 756,00

4. Um indivíduo tomou um empréstimo de R$ 150.000,00 pelo sistema de amortizações constantes (SAC)


para quitar o pagamento de seu carro. A taxa de juros cobrada na operação foi de à taxa de 5,0% ao
mês, com prazo de 48 meses para sua amortização. Qual é o valor da prestação inicial?

10.625,00

12.000,24

9.500,23

10.000,00

10.377,00

Os principais ativos e a vida útil admitida pela legislação fiscal são divulgados em legislação específica da
Receita Federal. Essa informação é importante para auxiliar na estimativa da depreciação anual que poderá
ser considerada nos ativos e, por conseguinte, reduzir a base de cálculo do imposto de renda sobre os
ganhos de capital do projeto. A vida média útil prevista nessa legislação fiscal para os IMÓVEIS é de:

10 anos

50 anos

25 anos

5 anos

20 anos

2. Uma pessoa faz 4 (quatro) depósitos trimestrais de R$ 10.000,00, sendo o primeiro no ato, em uma
aplicação que rende 10% a.t. Qual o valor que ela terá na aplicação ao término do sexto trimestre?

R$ 49.718,13

R$ 49.421,54

R$ 49.539,85

R$ 49.895,08

R$ 49.655,30
3. O período que a empresa precisa de capital de giro está compreendido entre:

a data que a empresa comprou as matérias primas dos fornecedores até a data que a empresa
pagou esses fornecedores
a data que a empresa comprou as matérias primas dos fornecedores até a data que a empresa
recebeu o pagamento de suas vendas .
a data que a empresa comprou as matérias primas dos fornecedores até a data que a empresa
vendeu seus produtos
a data que a empresa vendeu suas mercadorias até a data que a empresa recebeu o
pagamento de suas vendas .
a data que a empresa pagou as matérias primas aos seus fornecedores até a data que a
empresa recebeu o pagamento de suas vendas .

4. Os bens, ao final de sua vida útil, podem possuir valor de mercado (revenda). Nestes casos, tal valor
deverá ser considerado como uma entrada de caixa do projeto. Da mesma forma, o projeto pode se
destinar a substituir bens que poderão ser revendidos. Essas entradas de caixa também deverão ser
incorporadas ao projeto E TÊM O NOME DE:

Valor secundário dos ativos

Valor contábill dos ativos

Valor residual dos ativos

Valor fixo dos ativos

Valor primário dos ativos

6. Na elaboração do fluxo de caixa de um projeto para análise de sua viabilidade financeira, surge o
conceito da depreciação dos ativos do projeto. Assinale a opção de resposta com informação INCORRETA
em relação à depreciação:

A depreciação do ativo irá influenciar no cálculo de seu valor residual ao final do projeto.

A Receita Federal determina os percentuais de depreciação na legislação fiscal de acordo com o


tipo de ativo.
Depreciação pode ser usada como um benefício para redução da carga tributária do Imposto de
Renda.

Depreciação e desvalorização têm o mesmo significado.

Depreciação não é considerada saída financeira no fluxo de caixa do projeto.

7. O valor do ciclo do caixa na situação a seguir vale:


período de estoque = 55 dias
período de contas a receber = 45 dias
período de contas a pagar = 10 dias

80 dias
70 dias

60 dias

90 dias

100 dias

O conceito de Capital de Giro é muito impostante estar presente quando se vai elaborar o fluxo de caixa para
análise de viabilidade financeira de um projeto. Podemos resumir conceitualmente que o Capital de Giro tem
por finalidade:

Igualar a diferença entre o ativo fixo e o passivo circulante.

Compensar o aumento do nível de estoque de produtos acabados.

Dar cobertura financeira ao caixa no período que compreende o pagamento de fornecedores e o


recebimento dos clientes.

Reduzir a inadimplência dos maus pagadores.

Dispensar a necessidade da empresa de aumentar seus estoques de produtos em processo.

2. O valor do ciclo do caixa na situação a seguir vale:


período de estoque = 80 dias
período de contas a receber = 60 dias
período de contas a pagar = 5 dias

135 dias

160 dias

170 dias

145 dias

140 dias

3. O ciclo de caixa é calculado através da :

soma de duas parcelas: do ciclo operacional com o período de contas a receber

soma de duas parcelas: o período de contas a pagar com o período de contas a receber

subtração de duas parcelas: do ciclo operacional menos o período de contas a pagar

soma de duas parcelas: do ciclo operacional com o período de contas a pagar

subtração de duas parcelas: do ciclo operacional menos o período de contas a receber

Um investidor aplica R$ 50.000,00 e recebe anualmente 12,5% do investimento inicial. Em quantos anos
ocorrerá o payback simples?
9

10

2. Qual das alternativas abaixo representa uma "desvantagem" do método do Payback Simples?

Não considera o valor do dinheiro no tempo.

Seu resultado é de fácil interpretação.

É bastante difundido no mercado.

Favorece a liquidez da empresa.

É uma medida de rentabilidade do investimento.

3. Determine o PAYBACK de um investimento de R$ 100.000,00 que gera entradas líquidas anuais de caixa
de R$ 20.000,00, R$ 30.000,00, R$ 40.000,00 e R$ 50.000,00.

3,2 anos

2,5 anos

3,0 anos

2,8 anos

3,5 anos

4. Qual é o payback descontado do projeto que tem os seguintes fluxos de caixa previstos: Investimento
inicial no valor de R$ 120.000,00 em 2016 e uma renda anual de R$ 50.000,00 em 2017, R$ 50.000,00
em 2018, R$ 53.000,00 em 2019, R$ 55.000,00 em 2020 e R$ 57.000,00 em 2021. Considere a taxa de
20% ao ano para desconto do fluxo de caixa.

2,37 anos

4,15 anos

2,83 anos

3,02 anos
3,49 anos

5. Qual é o payback simples do projeto que tem os seguintes fluxos de caixa previstos: Investimento inicial
no valor de R$ 120.000,00 em 2016 e uma renda anual de R$ 50.000,00 em 2017, R$ 50.000,00 em
2018, R$ 53.000,00 em 2019, R$ 55.000,00 em 2020 e R$ 57.000,00 em 2021.

4,15 anos

3,02 anos

2,83 anos

2,37 anos

3,49 anos

6. Roberto estuda ser um empreendedor no desenvolvimento de sites na Internet. O investimento inicial é


de cerca de R$10.000 na compra de computador, programas licenciados e alguns acessórios. Qual a
Receita Mensal Líquida para que ele tenha o PAYBACK de 10 meses?

R$1000,00

R$1100,00

R$1110,00

R$1001,00

R$1010,00

7. O método do Payback Descontado é considerado mais realista do que o método do Payback Simples
devido a:

Não considerar a depreciação dos ativos do projeto.

Considerar o valor do dinheiro no tempo.

Considerar o fluxo de caixa que vem após o período de retorno calculado.

Considerar o desconto do Imposto de Renda sobre os ganhos de capital do projeto.

Considerar o investimento inicial do projeto.


8. O Payback Simples de um projeto foi calculado e o valor encontrado para o período de retorno por este
método foi de 3,5 anos. Podemos dizer que o valor do Payback descontado, utilizando uma taxa de
desconto do fluxo de caixa igual a 10% ao ano será:

Menor do que 3,5 anos, independente do valor da taxa de desconto considerada.

Maior do que 3,5 anos, somente se a taxa de desconto considerada for menor do que o custo de
capital do projeto..
Maior do que 3,5 anos, somente se a taxa de desconto considerada for menor do que a taxa
mínima de atratividade do projeto.
Igual a 3,5 anos, pois o Payback Descontado diferencia-se do Payback Simples por considerar o
fluxo de caixa futuro, o que não interfere no cálculo do período de retorno.

Maior do que 3,5 anos, independente do valor da taxa de desconto considerada.

Considerando-se um investimento de R$ 2milhões em um projeto, em quantos meses tem-se o PAYBACK


com projeção de lucro mensal de R$50 mil?

44 meses

48 meses

42 meses

40 meses

30 meses

2. Analise os dados a seguir: Investimento inicial = R$ 300.000,00; FC1 = R$ 100.000,00; FC2 = R$


150.000,00; FC3 = R$ 50.000,00; FC4 = R$ 50.000,00; Padrão de aceitação = 3 anos. De acordo com
essas informações, decida pela aceitação ou rejeição do projeto segundo o método do Payback:

aceitar -payback =3 anos

rejeitar -payback = 3,8 anos

rejeitar -payback =3,2 anos

rejeitar -payback =3,4 anos

aceitar -payback abaixo de 3 anos

3. Qual é o payback descontado do projeto que tem os seguintes fluxos de caixa previstos: Investimento
inicial no valor de R$ 120.000,00 em 2016 e uma renda anual de R$ 50.000,00 em 2017, R$ 50.000,00
em 2018, R$ 53.000,00 em 2019, R$ 55.000,00 em 2020 e R$ 57.000,00 em 2021. Considere a taxa de
10% ao ano para desconto do fluxo de caixa.

2,37 anos

3,02 anos
2,83 anos

4,15 anos

3,49 anos

Determinado empresário pretende investir R$ 120.000,00 em um novo negócio, com expectativa de geração
de lucros anuais de R$ 30.000,00, R$ 40.000,00, R$ 50.000,00 e R$ 60.000,00. Considerando que a TMA é
de 10% a.a, qual o VPL desse investimento?

R$ 20.877,13

R$ 17.877,13

R$ 18.877,13

R$ 16.877,13

R$ 19.877,13

2. Uma empresa está avaliando um investimento em uma nova unidade de negócios. prevendo-se os
seguintes fluxos de caixa ao final dos próximos 4 anos: $ 1.500,00; $ 200,00;$900,00 e $ 1.100,00
Admitindo que a empresa tenha definido em 20% ao ano a taxa de desconto dos fluxos esperados de
caixa, o valor presente líquido vale:

$2856,09

$2045,05

$2240,09

$2440,09

$2230,09

3. Um investidor deseja escolher entre dois projetos, A e B. O projeto A apresenta VPL igual a R$ 320,00 e
o projeto B apresenta VPL igual a R$ - 320,00. Qual dos dois projetos deverá ser aceito pelo investidor.

Nenhum dos dois projetos

O projeto B, pois apresenta VPL negativo, porém com mesmo módulo que o do projeto A.

O projeto A e B , pois os dois são aceitos

O projeto B, pois apresenta um VPL negativo

O projeto A, pois apresenta um VPL positivo


4. Na análise de viabilidade financeira de um projeto, o método do Valor Presente Líquido (VPL)
proporciona:

conhecer o melhor investimento como aquele em que se recupera o capital em menor tempo

identificar o momento em que são iguais as saídas e as entradas de caixa

o conhecimento da taxa de retorno de um projeto suficiente para repor, de forma líquida e


exata, o investimento realizado

o conhecimento do tempo necessário para a recuperação do investimento

uma comparação entre o valor do investimento e o valor dos retornos esperados referenciados
ao momento atual

5. A empresa Alfa precisa avaliar um novo negócio com investimento inicial de $80.000 e vida útil de 3
anos. Ela tem as seguintes estimativas para as entradas financeiras líquidas anuais do fluxo de caixa do
projeto: $20.000; $35.000; $50.000. A taxa mínima de atratividade (TMA) é de 15% ao ano. Os
analistas verificaram que com estes parâmetros o projeto não é financeiramente viável. E que, para ser
viável, somente com um investimento inicial menor. Qual seria esse valor máximo para o investimento
inicial, abaixo do qual o projeto passaria a se tornar financeiramente viável?

$ 88.241,97

$ 17.391,30

$ 76.732,14

$ 26.465,03

$ 32.875,81

6. Uma empresa está avaliando um investimento em uma nova unidade de negócios. Os fluxos de caixa ao
final dos próximos 4 anos são idênticos a $6mil Admitindo que a empresa tenha definido em 15% ao ano
a taxa de desconto dos fluxos esperados de caixa, o valor presente líquido vale:

R$17.119,00

R$17.429,00

R$17.129,00

R$17.329,00

R$16.129,00
7. Uma empresa está avaliando um investimento em uma nova unidade de negócios. Os fluxos de caixa ao
final dos próximos anos são :
ano 1 = R$3000,00
ano 2 = R$4000,00
ano 3 = R$10000,00
Admitindo que a empresa tenha definido em 10% ao ano a taxa de desconto dos fluxos esperados de
caixa, o valor presente líquido vale:

R$13.529,00

R$13.929,00

R$17.546,25

R$13.546,21

R$13.129,00

8. Uma empresa conta com duas alternativas de investimento em um tipo de equipamento industrial. -
Equipamento A: Exige um investimento inicial de R$14.000 e proporciona uma receita líquida anual de
R$ 5.000 por sete anos. - Equipamento B: investimento inicial de R$ 18.000 e receita líquida de R$
6.500 por sete anos. A alternativa economicamente mais vantajosa, sabendo que a Taxa de Mínima
Atratividade da Empresa é de 12% ao ano (método do Valor Presente Líquido - VPL), é:

O Projeto B, com VPL igual a R$ 7.664,42

O Projeto A, com VPL igual a R$ 8.818,78

O Projeto B, com VPL igual a R$ 27.500,00

O Projeto B, com VPL igual a R$ 11.664,42

O Projeto A, com VPL igual a R$ 12.818,78

7. A taxa que representa uma estimativa do custo de oportunidade em um dado negócio é conhecida
como:

TJB - Taxa de Juros Básica

TAC - Taxa adicional de Capital

TLC - Taxa Líquida de Capital

TAM - Taxa de Agregação Monetária

TMA - Taxa Mínima de Atratividade

2. Na montagem de um negócio que pretende ser explorado por 2 anos o investimento inicial foi de
$16.355,36 e pretendemos ter um lucro nos 2 primeiros anos de $10.0000,00 Levando-se em conta
uma taxa de inflação de 10% ao ano e que os equipamentos utilizados no salão se tornarão
completamente obsoletos ao final dos 2 anos, o valor presente líquido(VPL) vale:

$3.000,00

$2.000,00
$1.000,00

zero

$4.000,00

Na análise econômica de um projeto obteve-se o fluxo de caixa de recebimentos e pagamentos futuros. Em


relação à taxa interna de retorno do projeto (TIR) pode-se afirmar que é:

A taxa em que o VPL se iguala ao número de períodos do Payback do projeto.

A taxa mínima em que o somatório dos ganhos do projeto é superior ao somatório das despesas
do projeto.

A taxa em que o Valor Presente Líquido do Projeto iguala-se a zero.

A taxa pela qual se deve fazer o desconto do fluxo de caixa do projeto para se obter o retorno
máximo.

A taxa em que o VPL do projeto passa a ser superior ao Payback do projeto.

2. A TIR (Taxa Interna de Retorno) é entendida como a taxa que produz um(a) :

TIR < zero

VPL = zero

VPL > zero

TIR > zero

VPL< zero

3. Dentre os critérios para análise de viabilidade financeira de um projeto, um deles consiste na taxa que
zera o valor presente líquido do fluxo de caixa de um investimento. Este critério é o que utiliza a:

Taxa Interna de Retorno

Taxa de Mínima Atratividade

Taxa Equivalente

Taxa Aparente Nominal

Taxa de Inferência Retroativa


4. Uma empresa está analisando dois projetos de investimentos. Com base nas informações abaixo, qual
projeto deverá ser aceito? Considere a TMA igual a 15% a.a.

Projeto 0 1 2 3 4
X -1.000 400 500 500 600
Y -1.500 300 600 900 1.200

Rejeita o Projeto Y, pois a TIRy > TIRx

Rejeita o Projeto X, pois a VPLX > VPLy

Aceita o Projeto X, pois a TIRX < TIRY.

Aceita o Projeto Y, pois a VPLy > VPLx.

Rejeita ambos os Projetos

5. Considere um projeto de investimento financeiramente viável. Neste caso, o valor presente líquido de
seus fluxos da data zero é:

Igual a seu valor futuro descontado

Maior ou igual a zero

Igual ao payback descontado

Maior que seu valor futuro descontado

Menor que zero

6. Uma empresa estuda a possibilidade de reformar uma máquina. A reforma está orçada em $200.000 e
dará uma sobrevida de cinco anos ao equipamento, proporcionando uma diminuição nos custos
operacionais da ordem de $75.000 ao ano. Considerando um custo de capital de 15% a.a. e com estas
informações obtemos um VPL igual a R$ 51.411,63, ou seja,VPL > 0 , o projeto deverá:

Deve-se calcular a TIR

Indiferente

Ser aceito

Deve-se calcular a TMA

Ser rejeitado
7. Um projeto que custa R$100mil hoje pagará R$110 mil daqui a um ano. O retorno esperado desse
projeto é de 9%. Sobre a aceitação ou não desse projeto podemos afirmar que:

é um projeto rejeitável pois a TIR é superior ao retorno exigido.

é um projeto rejeitável já que a TIR é igual ao retorno exigido.

é um projeto rejeitável já que a TIR é diferente ao retorno exigido

é um projeto aceitável pois a TIR é superior ao retorno exigido.

é um projeto aceitável pois a TIR é inferior ao retorno exigido.

8. O método da TIR é um critério de critério de decisão para aceitação ou rejeição de um projeto.


Recomenda-se a aceitar todos os projetos em que a TIR for (TIR -> Taxa Interna de Retorno; TMA ->
Taxa de Mínima Atratividade):

Maior que a TMA e rejeitar os projetos em que a TIR for maior que a TMA.

Menor que a TMA e rejeitar os projetos em que a TIR for igual a TMA.

Menor que a TMA e rejeitar os projetos em que a TIR for menor que a TMA.

Maior que a TMA e rejeitar os projetos em que a TIR for igual a TMA.

Maior que a TMA e rejeitar os projetos em que a TIR for menor que a TMA.

Calcule o Retorno Esperado para um Projeto que possui uma TIR= 15% para 20% de probabilidade, uma TIR
= 13% para 40% de probabilidade e uma TIR = 15% para 40% de probabilidade.

14%

15%

16%

17%

18%

2. A ação da empresa A tem um beta (B) de 1,5. O retorno esperado do mercado é 15% e a taxa livre de
risco 8%. Qual é o custo de capital próprio da empresa A pelo modelo do CAPM? Ri = Rf + B.(Rm - Rf)

16,5%

5,5%

25,5%

18,5%
20,5%

3. Utilizando o método do CAPM (Modelo de Precificação de Ativos de Capital), calcule o coeficiente de risco
"beta", sabendo-se que o custo do capital próprio da empresa é de 19%aa, em um mercado que tem um
retorno esperado de 15% aa e uma taxa livre de risco de 8% aa.

1,57

1,71

1,27

2,38

1,88

4. Qual o valor da medida de risco de um ativo (beta) na situação a seguir:


taxa livre de mercado = 5%
valor do retorno esperado do ativo = 20%
taxa de retorno média do mercado = 10%

5. Sabendo que o retorno requerido dos acionistsa é de 15%, o prêmio pelo risco de mercado é 4% e o
retorno de mercado é 13%, qual é o coeficiente beta do ativo usando o modelo de formação de preços
de ativos (CAPM)?

1,75

1,15

0,85

2,0

1,5
6. Em relação ao CAPM (sigla em inglês para Modelo de Precificação de Ativos de Capital) podemos dizer:

É um método que calcula o custo de capital de terceiros e o compara com a linha média de
retorno esperado pelo mercado.
É um método que calcula a taxa interna de retorno de um projeto, com base na taxa de mínima
atratividade do mercado.
É um método que calcula a taxa livre de risco do mercado para poder servir de base para o
cálculo da taxa interna de retorno da empresa.
É um método que se baseia no retorno esperado do mercado de ações e no risco da ação em
análise, para calcular o prêmio de risco que irá compor o custo de capital próprio da empresa.
É um método que não incorpora o conceito de risco da empresa para poder fazer o cálculo do
custo ponderado com o capital de terceiros.

7. O valor do retorno esperado(custo de capital próprio = Ri) na situação a seguir vale:


taxa livre de mercado = 6%
medida de risco do ativo(beta) = 1,1
taxa de retorno prevista = 12%

14,6%

11,9%

12,6%

13,9%

21,2%

8. Utilizando o Modelo de Precificação de Ativos de Capital (CAPM) sabe-se que o valor do beta de uma
empresa equivale a 1,5. O custo do capital próprio da empresa é de 20%aa e a taxa livre de risco é igual
a 6% aa. Com estes dados podemos dizer em relação ao retorno esperado do mercado:

É superior a 15%aa.

É superior a 20%aa.

É igual ao custo do capital da empresa.

É inferior a 10%aa.

É igual à taxa livre de risco.

Em relação ao conceito de "Risco" em uma análise de um projeto assinale a única afirmativa INCORRETA:

A hipótese de que os fluxos são conhecidos com certeza (ou seja, de que não há possibilidade
de variabilidade) é verdadeira nas situações reais.
O risco é parte integrante do processo de investimento. Em verdade, o risco faz parte da
própria vida e é impossível eliminá-lo, quer porque não é possível coletar todas as informações
relevantes, quer porque não é possível prever o futuro.
Na análise de investimentos, há risco quando são conhecidas as probabilidades das variações
dos fluxos de caixa.
Em termos de investimento, diz-se que há risco quando existe a possibilidade de que ocorram
variações no retorno associado a uma determinada alternativa.
Existem diversas fontes de incertezas que devem ser investigadas para tentar reduzir as
ameaças de êxito de um projeto.

2. No Modelo de Precificação de Ativos de Capital (CAPM), o coeficiente Beta é conhecido como o índice
quantificador do risco do ativo que está sendo estudado e é igual ao coeficiente angular da equação da
reta que é obtida com a regressão linear dos dados históricos que relacionam o retorno desse ativo com
o retorno do mercado. Quando o valor de Beta é 1 (um), temos que o retorno do ativo é
_______________.

menor que o ativo livre de risco

igual ao retorno do mercado

igual ao retorno do ativo livre de risco

menor que o retorno do mercado

maior que o retorno do mercado

Em um processo de análise de sensibilidade, estuda-se o comportamento do Valor Presente Líquido (VPL) em


função da variação da Taxa de Mínima Atratividade (TMA) utilizada para o desconto do fluxo de caixa de um
projeto . Das opções a seguir, pode-se dizer que nessa referida análise:

O valor do VPL aumenta à medida em que a TMA aumenta, e esta relação é não linear.

O valor do VPL aumenta à medida em que a TMA diminui, e esta relação é não linear.

O valor do VPL aumenta à medida em que a TMA aumenta, e esta relação é linear.

O valor do VPL aumenta à medida em que a TMA diminui, e esta relação é linear.

O valor do VPL diminui à medida em que a TMA diminui, e esta relação é linear.

2. Um projeto apresenta dois cenários :


um de sucesso com probabilidade de ocorrência de 50% de ganhar $1000
um de fracasso com a probabilidade de ocorrência de 50% de perder $1200
Qual o VPL esperado para essa situação?

ganhar $200

perder $100

ganhar $50

perder $120

ganhar $140
3. Um projeto apresenta dois cenários :
um de sucesso com probabilidade de ocorrência de 50% de ganhar $1000
um de fracasso com a probabilidade de ocorrênccia de 50% de perder $1000
Qual o VPL esperado para essa situação?

zero

ganhar $20

perder $5

perder $20

ganhar $40

4. "É uma abordagem similar à análise de sensibilidade, mas com um alcance mais amplo, é usada para
avaliar o impacto de várias circunstâncias sobre o retorno das empresas. Em vez de isolar o efeito da
mudança de uma única variável, este tipo de análise avalia o impacto de mudanças simultâneas em
certo número de variáveis (considera a interdependência entre as variáveis). " Estamos falando de:

Árvores de decisão

Análise de cenários

Simulação de Monte Carlo

Análise de Payback

Análise da Taxa Interna de Retorno

5. Um projeto tem valores de VPL iguais a 10.000,00 ; 20.000,00 e 100.000,00 referentes a três tipos de
cenários, respectivamente com as seguintes probabilidades de ocorrerem: Pessimista - 25%; Normal
(mais esperado) - 65% e Otimista - 10%. Em relação à viabilidade do projeto utilizando-se esses três
cenários para tomar a decisão sobre o projeto pode-se dizer que;

Não é possível fazer a estimativa sem o valor da TMA que não foi informada no enunciado do
problema.

O VPL estimado para o projeto será de R$ 43.000,00 e o projeto é viável.

O VPL estimado para o projeto será de R$ 25.500,00 e o projeto é viável.

O VPL estimado para o projeto terá valor negativo de R$ 10.000,00 e o projeto é inviável.

O VPL estimado para o projeto terá valor negativo de R$ 10.000,00 e o projeto é viável.

6. Em relação à análise de cenários e à análise de sensibilidade pode-se dizer que:


Na análise de sensibilidade comparamos o comportamento do projeto com um conjunto de
parâmetros diferentes em cada cenário.
Na análise de sensibilidade fixamos o valor de um parâmetro e variamos todos os demais para
ver como afetam a viabilidade do projeto.
Tanto análise de cenários e análise de sensibilidade representam o mesmo método quando
utilizamos a TMA igual a TIR do projeto.
Na análise de cenários comparamos o comportamento do projeto com um conjunto de
parâmetros diferentes em cada cenário.
Na análise de cenários fixamos o valor de um parâmetro e variamos todos os demais para ver
como afetam a viabilidade do projeto.

7. Se no fluxo de caixa de um projeto que em sua operação principal envolva a venda de um determinado
tipo de eletrodoméstico, assinale nas opções a seguir aquela que está corretamente relacionada à
sensibilidade do Valor Presente Líquido do Projeto (VPL).

Quanto maior o custo fixo, mantidos os demais parâmetros constantes, maior será o VPL do
projeto.
Quanto maior a custo variável unitário do produto, mantidos os demais parâmetros
constantes, maior será o VPL do projeto.
Quanto maior a fatia de mercado da empresa para aquele produto, mantidos os demais
parâmetros constantes, maior será o VPL do projeto.
Quanto maior o tamanho do mercado para aquele produto, mantidos os demais parâmetros
constantes, menor será o VPL do projeto.
Quanto maior o preço de venda unitário do produto, mantidos os demais parâmetros
constantes, menor será o VPL do projeto.

2. Considere uma empresa que esteja pagando um dividendo de R$8,00 e tenha um valor de mercado de
suas ações de R$90,00. Essa empresa apresentou uma taxa média de crescimento de dividendos da
ordem de 2,5% nos últimos 5 anos. Logo, o seu custo de capital será:

15%

17,1%

10%

11,4%

13,7%

3. Representa o custo do capital, pode ser definida como a taxa de juros que o capital seria remunerado
numa outra melhor alternativa de utilização, além do projeto em estudo. Em outras palavras, para um
órgão de fomento ou instituição de financiamento, o custo de investir certo capital num projeto
corresponde ao possível lucro perdido pelo fato de não serem aproveitadas outras alternativas de
investimento viáveis no mercado.
A definição acima pertence a(o):

Taxa Interna de Retorno

Taxa Mínima de atratividade

Valor presente líquido

Payback composto
Payback simples

4. Você quer implantar o projeto VIVENDAS. O capital total necessário para essa implantação é
$3.000.000,00. Os sócios desse projeto vão aportar $1.200.000,00. O restante do capital necessário será
via capital de terceiros, a uma taxa de juros é 12% ao ano. A alíquota do IR é 20%. Os sócios esperam
receber uma taxa de retorno de 8% ao ano. O projeto VIVENDAS promete uma taxa de retorno de 11%
ao ano. Calcule o WACC do projeto VIVENDAS.

18,5%

17%

5,44%

8,96%

12,34%

5. Calcule o valor do custo médio ponderado de capital(WACC) na situação: 25% de capital próprio; taxa
requerida pelos acionistas(Ke)=10% e custo da dívida após o pagamento do imposto (Kd)=4%

9,2%

6,1%

7,25%

5,5%

8,5%

6. A Cia HBC possui um custo de capital de terceiros antes dos efeitos tributários de 20%, oriundo do
lançamento de debêntures, sendo sua alíquota de impostos de 40% ( IR + CS ). Calcule o custo de
capital de terceiros final.

10%

12%

13,5%

21%

40%
7. Uma empresa concessionária de água deseja investir em um novo projeto no setor. De modo a avaliar o
investimento pelo ponto de vista econômico-financeiro, os analistas precisam estimar o custo médio
ponderado de capital (WACC). Os dados disponíveis são:
- Número de ações = 400.000
- Valor das ações no mercado = R$ 3,60
- Valor de mercado das dívidas = R$ 2.560.000,00
- Custo do capital de terceiros = 8,3% ao ano
- Custo do capital próprio = 14,6% ao ano
- Alíquota do I.R. = 35%
O valor do WACC é:

8,71%

17,4%

6,33%

9,44%

12%

Uma empresa de petróleo deseja investir em um novo projeto no setor. De modo a avaliar o investimento pelo
ponto de vista econômico-financeiro, os analistas precisam estimar o custo médio ponderado de capital
(WACC). Informações da companhia:

- Número de ações = 150.000

- Valor das ações no mercado = R$5,00

- Valor de mercado das dívidas = R$250.000,00

- Custo do capital de terceiros = 7,5% ao ano

- Custo do capital próprio = 13,5% ao ano

- Alíquota do I.R. = 35%

O valor do WACC é:

12%

10,55%

11,34%

14%

15,7%

A melhor representação para o custo médio de capital seria:

A média dos custos das fontes de capital (próprio e de terceiros), ponderados pela participação
relativa de cada uma delas na estrutura do capital da empresa.
Custo dos recursos dos acionistas, descontados dos recursos de terceiros inseridos no negócio,
levando-se em conta a média ponderada de participação de cada acionista na composição do
capital social da empresa.

A soma dos recursos próprios e de terceiros inseridos no negócio.

Custo do dinheiro equivalente ao tempo médio de captação de recursos no mercado financeiro


para o investimento inicial dos projetos relevantes da empresa.

A média aritmética simples entre os recursos de terceiros e os recursos próprios.


2. A empresa IRM Corporation tinha no último ano um custo de patrimônio líquido de 10% e um custo de
dívida após o pagamento de imposto de 6,5%. Do total do financiamento da empresa, o patrimônio
líquido representava 70% (em termos de valor de mercado) do mix de financiamento. O custo do capital
para a IRM Corporation é de:

9,03%

8,07%

10,8%

11,09%

8,04%

3. Uma empresa, pertencente a um setor tradicional, onde não se verificam inovações significativas, cuja
ação está cotada a R$ 2,50, pagou dividendos de R$ 0,25 por ação. A empresa apresentou uma taxa
média de crescimento de dividendos da ordem de 1% nos últimos 5 anos. Aplicando-se o modelo de
Gordon, ou modelo de crescimento de dividendos, o custo do capital próprio seria de:

15%

10%

11%

25%

12%

3. Calculando valor do custo médio ponderado de capital (WACC) chegamos a seguinte expressão:
(0,55).(0,12) + (0,45).(0,2).(0,7)
Baseado na expressão acima podemos afirmar que a aliquota de imposto de renda utilizada foi de :

90%

10%

50%

30%

70%

Na calculadora HP12C, a função CFo é utilizada para representar que parâmetro:

O custo operacional anual de um projeto.

O custo fixo anual de um projeto.

O lucro operacional anual de um projeto.

O investimento inicial de um projeto.

O retorno financeiro anual de um projeto.


2. Na calculadora HP12C, a função PMT é utilizada para o cálculo de que parâmetro:

O valor futuro de uma aplicação financeira.

A taxa mais provável do investimento.

A taxa interna de retorno do projeto.

O valor nominal de um pagamento de uma série de pagamentos uniformes.

O montante atualizado à data presente de um valor futuro amortizado.

3. Um analista ao se preparar para utilizar a calculadora HP12C anotou em uma folha de papel: PV = 10000
i = 2 n = 36 PMT = ? O analista está interessado em achar:

O valor da pagamento periódico pela tabela SAC que deverá amortizar uma dívida de valor
10000, durante 36 períodos, a uma taxa de 2% por período no regime composto de
capitalização.
O valor da pagamento periódico pela tabela PRICE que deverá amortizar uma dívida de valor
10000, durante 36 períodos, a uma taxa de 2% por período no regime simples de capitalização.
O valor da pagamento periódico pela tabela do SISTEMA FRANCÊS que deverá amortizar uma
dívida de valor 10000, durante 36 períodos, a uma taxa de 2% por período no regime simples
de capitalização.
O valor da pagamento periódico pela tabela SAC que deverá amortizar uma dívida de valor
10000, durante 36 períodos, a uma taxa de 2% por período no regime simples de capitalização.
O valor da pagamento periódico pela tabela PRICE que deverá amortizar uma dívida de valor
10000, durante 36 períodos, a uma taxa de 2% por período no regime composto de
capitalização.

4. Na calculadora HP12C, a função CHS é utilizada para:

Limpar a pilha de registros financeiros da calculadora.

Trocar o sinal de um valor numérico.

Caracterizar a natureza da Taxa Interna de Retorno.

Selecionar as entradas positivas do fluxo de caixa.

Hierarquizar o fluxo de caixa.


5. Na calculadora HP12C, a função IRR é utilizada para o cálculo de que parâmetro:

Valor Anualizado Uniforme

Índice de Recuperação Rápida

Valor Presente Líquido

Taxa Interna de Retorno

Índice de Rentabilidade Real

6. Na calculadora HP12C, a função NPV é utilizada para o cálculo de que parâmetro:

Notação Polonesa Virtual

Valor Presente Modificado

Taxa Interna de Retorno

Valor Presente Líquido

Nulidade de Pagamentos Liquidados

7. Pressionando a tecla f(tecla amarela) seguida do número 4 estamos desejando:

fazer 4 operações seguidas

colocar 4 casas decimais

apagar os 4 números registrados

resgatar os 4 últimos números digitados

colocar 4 números na memória