Você está na página 1de 11

CURRICULO EM AÇÃO - LÍGIA

UNIDADE 3
O compromisso com a alfabetização, o letramento
e os (multi)letramentos em todas as áreas do
conhecimento

​ m sua opinião, por que a alfabetização é um dos compromissos do


E
Currículo em Ação?

A alfabetização se caracteriza, assumindo-se uma perspectiva interdisciplinar,


por uma forma de trabalho em que o ensino da leitura e da escrita articula-se
necessariamente a demandas objetivas formuladas a partir de desafios reais -
pré requisito para um currículo estruturado por habilidades, competências e
metodologias ativas.

Quais são os impactos desse compromisso com a alfabetização e o


letramento para as diferentes etapas da Educação Básica?

Sendo complementares, a alfabetização e o letramento não têm o objetivo


tão somente da decodificação. A contextualização e a construção de
sentidos também são direitos do indivíduo, o que gera grande impacto na
sociedade e na existência.

Quais os impactos desse compromisso com a alfabetização e o letramento


na sua prática profissional no ambiente escolar, seja como gestor(a) ou
professor(a), independentemente da(s) etapa(s) e modalidade(s) de ensino
em que você atua?

Os impactos são altos principalmente no campo reflexivo, pois o Projeto


Político Pedagógico da escola em que atuo é ativo e o sistema de gestão do
Programa Ensino Integral, visa a alfabetização e o letramento além da
decodificação, possibilitando a educação interdimensional.
Fábio, Augusto e Lívia estão alfabetizados?

Imagine as seguintes situações:


I. Um estudante (Fábio) é caracterizado pela escola como tendo problemas
sérios com a escrita:
Crianças 1, 2 e 3 estão alfabetizadas.

Considerando o vídeo que você acabou de assistir, indique as alternativas


que podem ser consideradas corretas ao se falar em alfabetização e
letramento.

Todas exceto:

“A alfabetização desenvolve a capacidade…”

“A Alfabetização refere-se à aquisição…”

Fábio, Augusto e Lívia participaram de práticas de letramento?


Crianças 1, 2 e 3 estão letradas..

Registro: Análise de outro texto de Lívia (1)

Você diria que esse texto é anterior ou posterior ao texto “A menina


bondosa”? Por quê? Considere sua opinião sobre os processos de
alfabetização e letramento de Lívia.

Posterior, devido à construção coerente e coesa.

Registro: Análise de outro texto de Lívia (2)


Essa revelação faz você rever sua resposta anterior?

Sim
Análise de outro texto de Lívia (3)
O processo de letramento de Lívia começou antes do processo de
alfabetização, e seguirá por toda a vida de Lívia, seja na escola, seja fora dela.

Afinal, o que é possível dizer sobre Fábio, Augusto


e Lívia?
SIM, tanto sobre o processo de alfabetização quanto às oportunidades de
letramento.

as crianças das situações I, II e III estão alfabetizadas.

as crianças das situações I, II e III demonstram ter participado de práticas de


letramento.

Multiletramentos

Com base no vídeo “Pedagogia dos multiletramentos”, quais aspectos


compõem a definição de multiletramentos? TODAS

Quais são os impactos dessa concepção de multiletramentos para o


trabalho escolar? TODAS EXCETO “Privilegiar o letramento da letra,”

Registro: Alfabetização em um contexto de


multiletramentos

Como você estudou nesta Unidade, o Currículo em Ação firma um


compromisso com a alfabetização em um contexto de multiletramentos, um
processo muito mais amplo e que deve ser promovido com intencionalidade
ao longo de toda a escolaridade, por todos os professores e, mais, por toda a
escola.
Leia novamente a resposta que você deu à primeira pergunta desta unidade,
com sua opinião sobre por que a alfabetização é um dos compromissos do
Currículo em Ação.

Como você responderia a essa questão, agora?

Da mesma maneira.

Ambiente alfabetizador
Quais são as características de um ambiente alfabetizador?

EXCETO:

Contato intenso da criança com os materiais escritos e participação ativa


em práticas de leitura e escrita de adultos.

Ambiente no qual a cultura escrita, mediadora de toda prática de


alfabetização, precisa ser reconhecida, problematizada, ou mesmo
construída pelos participantes do contexto escolar.

Presença (e, também, ausência) de materiais impressos, audiovisuais e


digitais diversificados e promoção das práticas sociais e culturais de
leitura e de escrita mediadas por esses materiais.

Registro: A escola que promove os


multiletramentos em todas as áreas do
conhecimento
Na sua opinião, essas características do ambiente alfabetizador ajudam a
pensar quais seriam as características de uma escola que promove os
multiletramentos em todas as áreas do conhecimento?

Para responder a essa questão, considere rever suas respostas às perguntas


do começo desta unidade:

● Quais são os impactos desse compromisso com a alfabetização e o


letramento para as diferentes etapas da Educação Básica?
● Quais são os impactos desse compromisso com a alfabetização e o
letramento na sua atuação como gestor(a) ou professor(a)?

Sim, pois a personalização pedagógica e a ambientalização possibilitam as


metodologias ativas e a aprendizagem por habilidades e competências.

O que você aprendeu sobre as implicações do compromisso com o


letramento e os multiletramentos em todas as áreas do conhecimento
para o desenvolvimento de competências e a formação integral de
todos os estudantes?

Que a formação integral, por visar expansão, adota todo um sistema


conectado com a interdisciplinaridade em prol do Letramento e do
Multiletramento.

UNIDADE 2
O compromisso com o desenvolvimento de
competências 1

Por que o Currículo em Ação explicita direitos de aprendizagem e


desenvolvimento e objetivos de aprendizagem e desenvolvimento para a
Educação Infantil, e competências específicas e habilidades para os
Ensinos Fundamental e Médio? Qual é a implicação disso para as práticas
pedagógicas e/ou de gestão?

Porque há uma progressão das aprendizagens, visto


que no nível da educação infantil, as orientações
da BNCC definem os direitos de aprendizagem como
necessários para o alcance de tais competências,
sendo eles: conviver; brincar; participar;
explorar; expressar; conhecer-se. Já no Ensino
Fundamental e no Ensino Médio, o objetivo de
consolidar, aprofundar e ampliar a formação
integral, atende às finalidades dessa etapa e
contribui para que os estudantes possam construir e
realizar seus projetos de vida, em consonância com
os princípios da justiça, da ética e da cidadania.

O compromisso com o desenvolvimento de


competências 2

Como você explicaria o que são objetivos de aprendizagem e


desenvolvimento, e habilidades? Em sua opinião, como eles podem
ajudar a orientar as definições curriculares e a organização dos
tempos e espaços da escola?

OBJETIVOS DE APRENDIZAGEM:

Declarações claras e válidas do que os professores pretendem que os seus


alunos aprendam e sejam capazes de fazer no final de uma sequência de
aprendizagem.

DESENVOLVIMENTO DE APRENDIZAGEM:

Depende inteiramente do indivíduo, pois são diferenciais competitivos, isto


é, tudo aquilo que lhe torna único e diferente dos demais.

HABILIDADES:

São características de um indivíduo hábil. Ou, em outras palavras, são


aptidões. Quando alguém é capaz de realizar uma tarefa bem feita,
dizemos que essa pessoa é habilidosa. Esse adjetivo, por sua vez, remete a
outras qualidades, como inteligência, agilidade e destreza.

Visto que as definições curriculares contemplam a relação das diversas


características pessoais, escolares ou acadêmicas e a organização dos
diferentes tempos e espaços da escola são recursos para concretização
metodológica, a comunicação estabelecida pelos objetivos de
aprendizagem, bem como o desenvolvimento por habilidades,
correspondem aos intentos como mecanismos.

Aprendizagens essenciais
Identifique os diferentes constituintes de uma habilidade, considerando
os elementos utilizados em sua formulação:

1 - Verbo(s) que explicita(m) o(s) processo(s) cognitivo(s)

2 - Complemento(s) do(s) verbo(s) que explicita(m) o(s) objeto(s) de


conhecimento

3 - Modificadores do(s) verbo(s) ou do complemento do(s) verbo(s) que


explicitam o contexto e/ou uma maior especificação da aprendizagem
esperada

Registro: Habilidades como orientadoras da


estruturação dos processos educativos

Como a formulação das habilidades pode oferecer elementos para


subsidiar a estruturação dos processos educativos? Como essa reflexão
complementa o que você respondeu anteriormente?
Como recurso linguístico de vocabulário controlado e taxonomia, com
vistas à arquitetura da informação e personalização pedagógica.

Transposição didática e metodologias ativas

Como toda a discussão apresentada no vídeo sobre metodologias ativas


complementa o que você respondeu anteriormente sobre as implicações
nas práticas pedagógicas e/ou de gestão de um currículo voltado ao
desenvolvimento de competências?

Complementa acerca da formação articulada ao mundo do trabalho, rompendo a


dicotomia entre teoria e prática, proporcionando aprendizagem significativa,
capaz de promover sujeitos compromissados.

UNIDADE 1
O que você entende por formação integral?
É um conceito sobre o desenvolvimento intelectual, emocional, físico,
social e cultural dos alunos.

O compromisso com a Educação Integral


Educação integral difere-se de Tempo Integral.
O estudante é um ser complexo e suas características devem ser
consideradas.
O acolhimento é a base, visto que os estudantes são singulares.
Estratégias diferenciadas para estudantes diferentes.
Investir no Projeto de Vida e no Protagonismo em relação à sua própria
aprendizagem.
Viver, aprender, se relacionar e ser crítico.
Projeto de Vida: o objetivo é a Cidadania e é o estudante que constrói. A
escola deve promover experiências significativas mediante a consciência
individual sobre si mesmo.
Aula expositiva não pode ser cultural, mas sim, atividades desenvolvidas
nos diversos espaços e metodologias ativas.
Os espaços escolares devem expor produtos finais dos estudantes.
Intercâmbios entre turmas, projetos com a comunidade e olhar para o
cotidiano.

Formação integral e Competências Gerais


Competência: mobilização de conhecimentos (conceitos e procedimentos),
habilidades (práticas, cognitivas e socioemocionais), atitudes e valores para
resolver demandas complexas da vida cotidiana, do pleno exercício da
cidadania e do mundo do trabalho.

Dez competências

“[...] cidadão autônomo, capaz de interagir de maneira crítica e


solidária, de atuar de maneira consciente e eficaz nas ações que
demandam análise criteriosa e na tomada de decisões que
impactam o bem comum, de buscar e analisar criticamente
diferentes informações e ter plena consciência de que a
aprendizagem é demanda para a vida toda.” (SÃO PAULO, 2020, p.
30-31)

● Conhecimentos: correspondem aos saberes (conceitos e


procedimentos).

● Habilidades: supõem o saber fazer, ou seja, a mobilização de


conhecimentos (conceitos e procedimentos) para resolver desafios (no
âmbito da escola ou da vida).

● Atitudes: referem-se ao querer fazer, levando-nos a decidir se vamos ou


não exercitar nossas habilidades.

● Valores: consistem no saber ser e no saber conviver, orientados por


preceitos morais e éticos, constituindo a base dos relacionamentos
humanos e sociais. São determinantes para pautar atitudes que
colaborem para a “construção de uma sociedade justa, democrática e
inclusiva”.

Competência geral 1 - Valorizar e utilizar os conhecimentos historicamente


construídos sobre o mundo físico, social, cultural e digital para entender e
explicar a realidade, continuar aprendendo e colaborar para a construção de
uma sociedade justa, democrática e inclusiva. Habilidades

Competência geral 2 - Exercitar a curiosidade intelectual e recorrer à


abordagem própria das ciências, incluindo a investigação, a reflexão, a análise
crítica, a imaginação e a criatividade, para investigar causas, elaborar e testar
hipóteses, formular e resolver problemas e criar soluções (inclusive
tecnológicas) com base nos conhecimentos das diferentes áreas.
Conhecimentos

Competência geral 3 - Valorizar e fruir as diversas manifestações artísticas e


culturais, das locais às mundiais, e, também, participar de práticas
diversificadas da produção artístico-cultural. Conhecimentos

Competência geral 4 - Utilizar diferentes linguagens — verbal (oral ou


visual-motora, como Libras, e escrita), corporal, visual, sonora e digital —, bem
como conhecimentos das linguagens artística, matemática e científica, para
se expressar e partilhar informações, experiências, ideias e sentimentos em
diferentes contextos e produzir sentidos que levem ao entendimento mútuo.
Habilidades

Competência geral 5 - Compreender, utilizar e criar tecnologias digitais de


informação e comunicação de forma crítica, significativa, reflexiva e ética nas
diversas práticas sociais (incluindo as escolares) para se comunicar, acessar e
disseminar informações, produzir conhecimentos, resolver problemas e
exercer protagonismo e autoria na vida pessoal e coletiva. Habilidades

Competência geral 6 - Valorizar a diversidade de saberes e vivências culturais


e apropriar-se de conhecimentos e experiências que lhe possibilitem entender
as relações próprias do mundo do trabalho e fazer escolhas alinhadas ao
exercício da cidadania e ao seu projeto de vida, com liberdade, autonomia,
consciência crítica e responsabilidade. Conhecimentos

Competência geral 7 - Argumentar com base em fatos, dados e informações


confiáveis, para formular, negociar e defender ideias, pontos de vista e
decisões comuns que respeitem e promovam os direitos humanos, a
consciência socioambiental e o consumo responsável em âmbito local,
regional e global, com posicionamento ético em relação ao cuidado de si
mesmo, dos outros e do planeta. Habilidades

Competência geral 8 - Conhecer-se, apreciar-se e cuidar de sua saúde física e


emocional, compreendendo-se na diversidade humana e reconhecendo suas
emoções e as dos outros, com autocrítica e capacidade para lidar com elas.
Atitudes

Competência geral 9 - Exercitar a empatia, o diálogo, a resolução de conflitos


e a cooperação, fazendo-se respeitar e promovendo o respeito ao outro e aos
direitos humanos, com acolhimento e valorização da diversidade de
indivíduos e de grupos sociais, seus saberes, identidades, culturas e
potencialidades, sem preconceitos de qualquer natureza. Valores

Competência geral 10 - Agir pessoal e coletivamente com autonomia,


responsabilidade, flexibilidade, resiliência e determinação, tomando decisões
com base em princípios éticos, democráticos, inclusivos, sustentáveis e
solidários. Atitudes

O compromisso com a Educação Integral


Implicações nas práticas pedagógicas e de gestão:
na visão que se tem do estudante.
na gestão escolar e na da aprendizagem.
quanto à definição e à organização dos espaços de aprendizagem
quanto aos processos pedagógicos.
quanto aos professores e demais profissionais da educação.

Qual(is) dos objetivos a seguir expressa(m) implicações do compromisso


do Currículo em Ação com a formação integral de todos os estudantes da
Educação Básica nas práticas pedagógicas e/ou de gestão?

Assinalar todas exceto “Promover atividades manuais….” e “Promover


ações no contraturno”