Você está na página 1de 12

MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

Rio de Janeiro, 02 de outubro de 2021

Informe Sobre Violação de Direitos Humanos das Crianças

À Excelentíssima Presidente Mikiko Otani do Comitê dos Direitos da Criança da ONU

Re: Situação de Violação pelo Governo Federal, em especial o Presidente Bolsonaro aos
Direitos das Crianças no Brasil

I. Objeto do Informe

O representante do Remetente vem, respeitosamente, perante a Excelentíssima


Presidente Mikiko Otani do Comitê dos Direitos das Crianças, apresentar o seguinte
Informe sobre a Situação de Violação De Direitos Humanos Das Crianças praticada pelo
Estado Brasileiro, em especial o Presidente Bolsonaro em ações públicas que
desrespeitam os direitos das crianças ao associá-las ao uso de armas de fogo.

II. Remetentes

MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS - MNDH, pessoa jurídica


inscrita no CNPJ/MF sob o nº 32.902.132/0001-03, com domicílio no SEPN, Quadra 506,
Conjunto C, nº 16, Loja nº 07, Semi Enterrado, Asa Norte, Brasília, DF, CEP 70740- 504 e
subscrevem como co-peticionárias Instituto Braços-Centro de Defesa dos Direitos
Humanos-Sergipe, Nejusca-UFSC, Fórum Cearense da Luta Antimanicomial, Acesso
Cidadania e Direitos Humanos, Agência Nacional dos Direitos da Infância-ANDI,
Aliança Nacional LGBTI+, Associação Brasileira de ONGs-ABONG, Associação de
Usuários e Familiares dos Serviços de Saúde Mental de Alagoas-Assuma, Associação
dos Usuários dos Serviços de Saúde Mental de Minas Gerais-Assuam-MG), Avante-
Educação e Mobilização Social, CAMP-Escola de Cidadania, Organização de Direitos
Humanos Projeto Legal, Campanha Nacional pelo Direito à Educação, Canal Outras
Vozes Neves, Casa Marielle Franco / Minas Gerais, Central de Cooperativas Unisol
Brasil, Centro de Defesa dos Direitos Humanos de Petrópolis RJ, Centro de Defesa dos
Direitos Humanos Dom Tomás Balduíno – Marapé ES, Centro de Direitos Econômicos
e Sociais – CDES Direitos Humanos, Centro de Direitos Humanos de Sapopemba – CDH,
Centro de Direitos Humanos Dom Máximo Biennes MT, Centro de Direitos Humanos e
Educação Popular (CDHEP), Centro de Promoção da Cidadania e Defesa dos Direitos
Humanos Pe. Josimo, Centro Gaspar Garcia de Direitos Humanos, Centro Internacional
de Estudos e Pesquisas sobre a Infância (CIESPI), Cineclube Indômitas, Coletivo Baiano
_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

da Luta Antimanicomial, Coletivo Parque da Resistência, Coletivo ReUniR – Rede


Unidade e Resistência, Comissão de Defesa dos Direitos Humanos de Maués (CDDH),
Comissão de Direitos Humanos de Passo Fundo (CDHPF), Comissão Municipal de
Reforma Psiquiátrica (CMRP) do Conselho Municipal de Saúde de Belo Horizonte,
Comitê Goiano de Direitos Humanos Dom Tomás Balduino, Confederação Nacional
dos Trabalhadores em Estabelecimentos de Ensino (Contee), Conselho Tutelar
Barreiro Belo Horizonte, MG, Conselho Tutelar de Venda Nova Belo Horizonte MG,
Diretório Acadêmico Escípio Cunha Lobo do Instituto de Psicologia da PUC-MG, Escola
Educare - São Roque SP, FAOR Fórum da Amazônia Oriental, Federação das
Associações de Moradores e Entidades Comunitárias de Alagoas (Famecal), Federação
dos Sindicato Dos Auxiliares de Administração Escolar MG (Fesaaemg), Fórum da
Cidadania de Santos/Concidadania, Fórum de Direitos Humanos e da Terra do Mato
Grosso, Fórum de Saúde Mental de Maceió, Fórum Mineiro de Saúde Mental, Fórum
Sobre Medicalização da Educação e da Sociedade, Grupo Autônomo Feminista
OFICINAS MULHER GO, Grupo de Apoio à Adoção Ana Gonzaga Zona Norte, Grupo
Tortura Nunca Mais da Bahia, Grupo Violes, GTPA-Fórum EJA/DF, Indômitas Coletiva
Feminista, Instituto Brasil Central (IBRACE), Instituto Brasileiro de Análises Sociais e
Econômicas (Ibase), Instituto da Advocacia Negra Brasileira, Instituto da Infância
(IFAN), Instituto de estudos socioeconômicos (INESC), Instituto EcoVida, Instituto
Fazendo História, Instituto Federal Catarinense, Instituto IDhES – Direitos Humanos,
Econômicos e Sociais, Irmãs de São Jose de Rochester, Movimento Negro Unificado
Juiz de Fora MG (MNU), Movimento Pró-Saúde Mental do Distrito Federal,
Movimentos de Mães da AMAR do Rio de Janeiro, Núcleo de Educação em Direitos
Humanos (NEDH – Bauru SP), Núcleo de Estudos para a Paz e Direitos Humanos
(NEP/UnB), ObservaLAtrata, Observatório de Educação em Direitos Humanos / Unesp,
PDT Municipal – Juiz de Fora MG, Projeto Sudoeste tem dendê! Capoeira Angola
aberta à comunidade – Játaí/GO, Rede Nacional Internúcleos da Luta Antimanicomial,
Rede Nacional Primeira Infância (RNPI), Sindicato dos Auxiliares de Administração
Escolar da Região Sul de MG (SAAESUL/MG), Sindicato dos Professores do Ensino
Privado do Rio Grande do Sul (Sinpro/RS), Sindicato dos Professores do Estado de
Goiás (SINPRO GO), Sindicato dos Professores do Estado de Minas Gerais (Sinpro MG),
União Brasileira de Mulheres (UBM Neves), Universidad Nacional de Cuyo,
Universidade de Brasília, Usina da Imaginação, Centro de Defesa de Direitos Humanos
da Serra, através de seu advogado, vem a presença deste Comitê, apresentar Informe,
sobre os seguintes fatos:

III. Vítimas

As vítimas são todas as crianças que tiveram suas imagens associadas ao uso de
armas de fogo e a política de armamento pelo Presidente Bolsonaro.

IV. Perpetrador
_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

República Federativa do Brasil, membro das Nações Unidas, subscritor com


ratificação da Convenção sobre os Direitos da Criança pelo Decreto nº 99.710, de 21 de
novembro de 1990, e com reconhecimento com o Sistema Internacional de Direitos
Humanos quanto ao Conselho de Direitos Humanos das Nações Unidas, através do
Decreto nº 19.841, de 22 de outubro de 1945 (Promulga a Carta das Nações Unidas,
firmada em São Francisco, a 26 de junho de 1945).

V. Informações Sobre as Violações de Direitos das Crianças

A política de apoio ao armamento no Brasil, com a liberação do porte e posse de


arma, é parte importante da companha do Presidente e de seu apelo político. Por esta
razão, em diversas ocasiões seja durante a campanha eleitoral, seja durante a
participação em eventos públicos como Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro estimula e
demonstra o seu apoio à política de armamento.

Uma das principais formas de demonstração do apoio à política de armamento


da população, que resta como marca registrada do Presidente é realizar o sinal de uma
arma com a mão, conforme fotos apresentadas a seguir:

_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

Contudo a situação que merecer ser apontada como violadora de direitos


humanos ocorre quando o Presidente se utiliza de crianças para estimular a política de
armamento brasileiro.

Nesse sentido, menciona-se o mais recente registro ocorrido durante evento


público em Belo Horizontes, no dia 30 de setembro de 2021, em que o Presidente
Bolsonaro ergueu em seu colo uma criança, fantasiada com a farda da Polícia Militar e
segurando uma arma de brinquedo.

_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

Ainda neste evento, que faz parte a agenda de mil dias de gestão e foi
transmitido pela TV Brasil, a criança ainda fez uma demonstração de força com cerca de
10 flexões com o apoio do Presidente e dos Ministros presentes.1 Após a demonstração,
o Presidente foi ao púlpito e parabenizou os pais da criança “por este exemplo de
civilidade, patriotismo e respeito.”2

Faz-se necessário mencionar que a associação de crianças pelo Presidente


Bolsonaro em ao apoio a política de armamento é uma situação recorrente e pode ser
apontada em diversas ocasiões.

Em julho de 2018, em meio a campanha eleitoral, o então candidato Jair


Bolsonaro ensinou uma criança a fazer o sinal de arma com a mão e realizou o sinal de
arma enquanto a criança estava em seu colo durante um evento público em Goiânia. 3

1
Bolsonaro ergue arma de brinquedo ao lado de criança com farda da PM em BH
(correiobraziliense.com.br)
2
Em BH, Bolsonaro elogia criança com arma de brinquedo: 'patriotismo e civilidade' (yahoo.com)
3
Bolsonaro ensina criança a imitar arma com a mão - Jornal O Globo
_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

Em outubro de 2019, o já Presidente Bolsonaro posou para fotos com uma


criança vestida com a farda da Polícia Militar e com uma arma de brinquedo nas mãos.

_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

A criança apontou a arma para o alto e recebeu um gesto positivo por parte do
Presidente.4

Em abril de 2021, o Presidente Bolsonaro participou da cerimônia de


inauguração do Pavilhão de Feiras e Exposições do Centro de Convenções do Amazonas,
evento em que o Presidente levantou no colo uma criança vestida com farda da polícia
segurando uma arma de brinquedo.5 Conforme o vídeo do momento:

4
Criança com farda da PM e arma de brinquedo na mão posa para fotos com Bolsonaro | São Paulo | G1
(globo.com)
5
Em Manaus, Bolsonaro segura no colo criança com arma de brinquedo | Poder360
_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

Diante das situações expostas, resta claro ser uma situação recorrente realizada
pelo Presidente em associar crianças ao apoio e estímulo o uso da arma de fogo.

Insta apontar que além das claras violações de direitos humanos das crianças
reconhecidas nas situações apresentada conforme elaborado a seguir, a fabricação,
venda, comercialização e importação de brinquedos, réplicas e simulacros de armas de
fogo é proibida de acordo com o artigo 26 do Estatuto do Desarmamento.

VI. Enquadramento Legal

A situação aqui abordada, da ação recorrente de associação das crianças com o


uso de arma de fogo resulta em violações de direitos humanos das crianças e direitos
fundamentais previstos nos instrumentos nacionais.

A Constituição Federal no artigo 227 estabelece o dever basilar do Estado para


com as crianças e adolescentes:

“É dever da família, da sociedade e do Estado assegurar à criança,


ao adolescente e ao jovem, com absoluta prioridade, o direito à
vida, à saúde, à alimentação, à educação, ao lazer, à
profissionalização, à cultura, à dignidade, ao respeito, à liberdade
_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

e à convivência familiar e comunitária, além de colocá-los a salvo


de toda forma de negligência, discriminação, exploração,
violência, crueldade e opressão.”

Este artigo é compreendido como princípio que rege o ordenamento jurídico


brasileiro nesta matéria estabelecendo direitos fundamentais para as crianças e
adolescentes.

Vale destacar que tais deveres do Estado devem ser realizados “com absoluta
prioridade,” ou seja, efetivando a primazia e o melhor interesse das crianças e dos
adolescentes em ações do Governo, como disposto no artigo citado da Constituição
Federal, no artigo 4º do Estatuto da Crianças e do Adolescente (ECA).

A ideia de prioridade na proteção do melhor interesse da criança também é


prevista no artigo 3º da Convenção sobre os Direitos das Crianças e rege todo o
ordenamento internacional que visa a proteção deste grupo vulnerável.

Diante deste cenário jurídico de proteção à criança em que se aponta as


violações decorrentes da utilização e associação da imagem das crianças com o uso de
armas e com a política de armamento.

Nesse sentido, as situações aqui apresentadas ferem o direito à honra e a


reputação das crianças como previsto no artigo 16 da Convenção:

“Artigo 16:

1. Nenhuma criança será objeto de interferências arbitrárias ou


ilegais em sua vida particular, sua família, seu domicílio ou sua
correspondência, nem de atentados ilegais a sua honra e a sua
reputação.

2. A criança tem direito à proteção da lei contra essas


interferências ou atentados.”

A associação da imagem das crianças com armas fogo ainda fere a dignidade
humana desse grupo já tão vulnerável, indo ao encontro do que preza os direitos
humanos internacionais e os direitos fundamentais presentes na Constituição Federal e
no Estatuto da Criança e do Adolescente.

Nesse sentindo, o artigo 1º da Constituição reconhece como fundamento do


Estado Brasileiro a dignidade da pessoa humana. Assim como, o ECA afirma que as
crianças e adolescentes gozam de todos os direitos fundamentais inerentes a pessoa

_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

humana, incluindo o direito à imagem e a honra como previsto no artigo 5º, X da


Constituição.

Ademais, menciona-se que o Estado Brasileiro tem o dever de proteger as


crianças de serem expostas a quaisquer formas de violência, restando claro que o
estímulo ao uso de armas deve ser entendido como um estímulo a violência.

E ainda, ressalta-se que armas de fogo não podem fazer parte do cotidiano e da
vida das crianças, e a naturalização da imagem de crianças portando armas, mesmo que
de brinquedos, ferem os princípios de proteção à criança dispostos na Convenção. Ainda
mais grave quando tal associação e naturalização do uso de armas de fogo por crianças
é estimulada por um Presidente.

Portanto, a associação das imagens de crianças ao uso de arma viola o


tratamento devido a esse grupo e desrespeita os direitos humanos como previstos pela
Convenção sobre os Direitos das Crianças, razão pela qual, resta necessária a atuação
deste Comitê frente as situações violadoras apresentadas.

Em conclusão, não resta dúvida quando as violações de direitos humanos contra


as crianças pela associação de sua imagem com o uso de armas e com a política de
armamento, em especial, diante do comportamento do Presidente Bolsonaro.

VII. Conclusão

A situação envolvendo a associação das crianças com o uso da arma,


especialmente pelo Presidente Bolsonaro é uma clara violação aos direitos humanos das
crianças como estabelecido pelos instrumentos internacionais de direitos humanos.

Nesse sentido, o Remetente solicita a Excelentíssima Presidente Mikiko Otani do


Comitê dos Direitos da Criança da ONU que emita uma Nota Pública sobre os fatos acima
mencionados, instando o Estado brasileiro a respeitar as normas da Convenção dos
Direitos da Criança da ONU, especialmente quanto as violações aos direitos humanos
das crianças quanto à sua dignidade e imagem nas situações apresentadas em que o
Presidente Bolsonaro associa a imagem das mesmas ao uso de armas de fogo e a política
de armamento no Brasil.

_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF
MOVIMENTO NACIONAL DE DIREITOS HUMANOS

Luta pela Vida, Contra a Violência

CARLOS NICODEMOS
OAB/RJ 75.208

MARIA FERNANDA FERNANDES CUNHA


OAB/RJ 233.268

_____________________________________________________________________________
Endereço para contato junto ao Escritório da SMDH em Brasília
SGAN 914 – Conjunto F – Casa 02 – Aldeias Infantis SOS – Asa Norte – 70790-140 – Brasília – DF